MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Pesquisa aponta que 75% dos brasileiros não concordam com ataques golpistas em Brasília

A pesquisa aponta que mais da metade dos brasileiros, 75,08%, não concordam com a ação dos golpistas em Brasília. Já os eleitores de Bolsonaro estão divididos sobre o ataque

Eleitores de Bolsonaro estão divididos sobre os atos de vandalismo em Brasília
Eleitores de Bolsonaro estão divididos sobre os atos de vandalismo em Brasília - Agência Brasil
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 11/01/2023, às 18h38 - Atualizado às 18h43

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Desde o ataque de golpistas ao Supremo Tribunal Federal (STF), Palácio do Planalto e Congresso Nacional no domingo (8), o país assistiu às consequências das medidas antidemocráticas adotadas por eleitores de Bolsonaro por não aceitarem o resultado das Eleições de 2022.

Nesse cenário, uma pesquisa do instituto Atlas fez um levantamento sobre a percepção do brasileiro em relação a esses atos de vandalismo nos Três Poderes. A pesquisa aponta que mais da metade dos brasileiros, 75,08%, não concordam com a ação dos golpistas em Brasília.

Ao todo, 38% das pessoas entrevistadas acreditam que os atos golpistas se justificam em algum nível. Segundo o relatório, 27,5% dos entrevistados acreditam que os motivos para invasão golpista são parcialmente justificados, enquanto 10,5% a consideram "completamente justificados".

Segundo o Atlas Intel, 54,6% acreditam que a polícia do Distrito Federal colaborou com os vândalos, enquanto 26,1% acreditam que não e 19,3% não souberam responder. Para 48,4% dos brasileiros, o governador afastado da capital do país, Ibaneis Rocha (MDB) foi o responsável pela invasão golpista em Brasília, enquanto 31,4% dizem que não e 20,3% não sabem responder.

+++ Mais de 700 são presos por invasão em Brasília; Veja nomes em lista atualizada

Eleitores de Bolsonaro estão divididos sobre os atos de vandalismo em Brasília

A pesquisa Atlas também fez um levantamento sobre a base de apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em relação aos atos golpistas de domingo (8). Os eleitores do líder da extrema direita no país estão divididos em relação à invasão e destruição nos Três Poderes. Entre eles, 38% aprovaram, enquanto
49% se opuseram aos atos terroristas.

Em relação ao decreto de intervenção de Lula no Distrito Federal, 69% das pessoas concordam com a medida adotada pelo presidente, enquanto 25,7% discordam e 5,4% não souberam responder. Divulgada na terça-feira (10), a pesquisa da consultoria Atlas foi feita com 2.200 brasileiros.

De acordo com o site Jota, esses primeiros números mostram que a maioria dos apoiadores do ex-presidente se manifestou contra ela. Essa divisão também deve se refletir na Câmara e no Senado, moderando ativistas da oposição. Isso reforça de forma positiva a imagem política do presidente Lula (PT).

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.