MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Petrobras aumenta produção de petróleo e sobe o lucro líquido com gasolina cara

O presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou a falta de empenho da Petrobras em reduzir os preços dos combustíveis. Ele ainda reclamou que os lucros da companhia estão bem acima de outras petrolíferas

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 06/05/2022, às 09h38

Bomba de gasolina da Petrobras
Bomba de gasolina da Petrobras - Agência Brasil - Bomba de gasolina da Petrobras
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Um levantamento feito pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) diz que a gasolina brasileira atingiu o preço mais caro da história na última semana de abril. Diante disso, muitos setores da sociedade estão reclamando deste fato. Mesmo com o preço super elevado, a Petrobras divulgou que aumentou a produção de petróleo e o seu lucro líquido subiu mais de 40% no 1º trimestre.

Pelo menos isso é o que revela o Relatório de Desempenho Financeiro do 1º Trimestre de 2022 da Petrobras. O documento aponta que o lucro líquido da estatal foi de R$ 44,5 bilhões, um crescimento de 41,4% em relação aos números do último trimestre de 2021.

A Petrobras informa que o desempenho positivo dos três primeiros meses do ano foi motivado pela melhor eficiência operacional, maior produção e exportação de petróleo, menores custos com importação de Gás Natural Liquefeito (GNL), ganhos cambiais devido à valorização do real frente ao dólar e os preços do petróleo no período.

“A Petrobras apresentou resultados positivos no primeiro trimestre de 2022 graças à sua estratégia de maior eficiência, redução de custos e foco em negócios mais rentáveis, como a produção de petróleo e gás natural no pré-sal. Cerca de 80% dos ganhos do período foram provenientes das atividades de Exploração e Produção (E&P) e 20% decorrem de ganhos provenientes dos demais segmentos, como refino”, informou a estatal.

O presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, destaca o resultado financeiro da petrolífera, uma vez que ela conseguiu equilibrar as contas com a redução de encargos com pagamento de dívidas e investimentos com responsabilidade.

Com o resultado operacional da Petrobras, Coelho exalta que saúde financeira da empresa gera desenvolvimento econômico na cadeia produtiva, gerando emprego, renda e arrecadação de tributos para o país. 

Combustível caro é consequência do aumento dos preços no barril de petróleo no exterior

O relatório do resultado financeiro da Petrobras explica o movimento de alta nos preços dos combustíveis. Com o PPI (Preço de Paridade Internacional), os preços dos combustíveis no Brasil tem paridade com mercado internacional, ou seja, ele oscila conforme o ritmo da precificação do mercado internacional.

Desde meados de 2021, com o arrefecimento das medidas sanitárias contra a covid-19, a demanda por combustíveis subiu no mundo inteiro. Com a Guerra na Ucrânia, esse processo se intensificou ainda mais. 

Por isso, a média do preço do barril de petróleo (Brent) nos três primeiros meses foi de US$ 101, patamar que não ocorria desde o primeiro trimestre de 2014, quando a média do preço do barril de petróleo foi US$ 108.

Assim, o movimento de alta nos preços dos combustíveis no mercado internacional refletiu aqui no Brasil também. 

“A Petrobras destaca que não controla, mas apenas busca seguir os preços de mercado de petróleo e derivados, que se elevaram recentemente no mundo todo, sendo sensível aos efeitos dessa volatilidade. Entretanto, não pode praticar preços artificialmente baixos e desalinhados ao mercado, em cumprimento à legislação vigente. Essa prática permite que o mercado brasileiro seja adequadamente abastecido por dezenas de fornecedores de combustíveis”, informa o relatório da Petrobras. 

Bolsonaro reclama do lucro alto da Petrobras

Ontem (05), durante a live de quinta, o presidente Jair Bolsonaro (PL) teceu duras críticas à Petrobras. Ele reclamou que a estatal não fez nenhuma articulação para diminuir os preços dos combustíveis durante os períodos mais complicados.

Inclusive, o presidente comparou a situação da Petrobras com outras petrolíferas pelo mundo, como a BP, Shell e Total, que na avaliação dele promoveram reajustes negativos nos preços mesmo em épocas de alta no preço do barril de petróleo.

Bolsonaro ainda criticou a política de lucros da companhia ao afirmar que a Petrobras ficou bem acima das concorrentes. As empresas estrangeiras do ramo, como BP, Shell e Total, têm um lucro entre 10% e 15%. Na Petrobras, disse ele, é de 30%.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.