MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Petrobras reajusta preço de gás natural em 19%; aumento começa valer a partir de domingo

O produto é matéria-prima do GNV, gás de cozinha encanado e de veículos. Petrobras diz que mudanças nos preços são baseadas em fórmulas estabelecidas

Pedro Miranda* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 29/04/2022, às 18h43

Petrobras diz que mudanças nos preços do gás são baseadas em fórmulas estabelecidas
Petrobras diz que mudanças nos preços do gás são baseadas em fórmulas estabelecidas - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O gás natural deve ficar mais caro a partir de domingo (1º). Isso se deve ao reajuste de 19% feito no preço do gás pela Petrobras nesta sexta-feira (29). O novo reajuste trimestral tem validade até 31 de julho.

O produto é matéria-prima do GNV, gás de cozinha encanado, além de ser fonte de energia para vários setores da indústria. Para botijão de gás, o valor de referência é GLP. De acordo com a Petrobras, as mudanças nos preços do gás são baseadas em fórmulas estabelecidas em contratos públicos e divulgadas no site da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O cálculo leva em consideração as mudanças nas taxas de petróleo e câmbio nos mercados internacionais. A estatal explicou em nota que a “atualização trimestral para o gás e anual para o transporte atenua volatilidades momentâneas e assegura previsibilidade e transparência”.

+++"Liberdade de expressão não é liberdade de agressão", afirma Alexandre de Moraes

Guerra na Ucrânia impacta cotação de preços da Petrobras

A Petrobras adota, desde 2016, uma Política de Preços de Paridade de Importação (PPI), que vincula o preço do país aos preços do mercado internacional com base no preço do barril de petróleo Brent (em dólar norte-americano). Os preços subiram acentuadamente nos últimos meses devido a fatores como a guerra na Ucrânia. O preço do barril subiu de US$ 82 no início de janeiro para US$ 130 em março e agora está se estabilizando em torno de US$ 105.

Para os botijões que utilizam gás liquefeito de petróleo (GLP), o reajuste não tem efeito. A medida afetará principalmente moradores que utilizam gás natural encanado e motoristas de veículos que utilizam veículos movidos a gás natural (GNV).

Mas o reajuste final de preços repassado aos consumidores continua incerto. Outros fatores entram em jogo, como margens de lucro de distribuidores e lojas de varejo e impostos federais e estaduais, disse a Petrobras.

*Estagiário sob supervisão do jornalista Jean Albuquerque

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.