Estratégia

Mesmo com a garantia de inclusão dos servidores impropriamente denominados de temporários no bojo do Projeto d

Redação
Publicado em 03/05/2007, às 17h29

Mesmo com a garantia de inclusão dos servidores impropriamente denominados de temporários no bojo do Projeto de Lei Complementar nº. 30/2005, o movimento unificador da categoria não se encerrará.

Existem pontos que devem ser destacados no Projeto como o passivo atuarial gerado pelo não pagamento do Estado das quotas-parte que lhe competia. Essa indiferença pode comprometer a viabilidade da SPPREV. Correm informações, nas lideranças dos servidores, que o passivo atuarial ultrapassa R$ 153 bilhões.

Comentários

Mais Lidas