Orçamento estadual

Proposta projetou uma receita de 92,3 bilhões de reais.

Redação
Publicado em 13/10/2008, às 17h39

A Proposta Orçamentária encaminhada pelo Governador José Serra à Assembléia Legislativa projetou uma receita de 92,3 bilhões, a ser distribuída entre os três poderes:  Executivo, Legislativo e Judiciário. Para o Secretário da AECOESP (Associação dos Escreventes Técnicos do Judiciário do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), Diógenes Marcelino, chamou sua atenção, nessa peça orçamentária, “que mais uma vez o Governador do Estado cortou o orçamento destinado ao judiciário, como tem feito nos anos anteriores, seguindo assim os seus predecessores”.

Entende, esse dirigente classista, o seguinte “se o poder Judiciário encaminha uma Proposta Orçamentária de pouco mais de 8 bilhões e o Governador corta R$ 4.948.819,486, temos uma redução de 2.640,00 bilhões, ou seja: como ocorrem todos os anos, caso os senhores Deputados mantenham o corte, o Presidente do Tribunal de Justiça terá que ir pedir ao Governador verba suplementar para fazer frente as despesas, daquele que é o maior tribunal de Justiça do País e um dos maiores do mundo”, proclama.

Diógenes Marcelino, entende que para se chegar a um determinado número para confecção de um orçamento como o do Poder Judiciário “é porque foram feitos estudos e mais estudos, face a necessidade de um Judiciário moderno, ágil, equipado com servidores bem treinados, para atender os anseios da população. Indaga Diógenes como investir, se o governador corta um orçamento elaborado, trabalhado e que pela primeira vez na história do Estado de São Paulo contou com a participação dos servidores da Justiça paulista, com suas entidades representativas?

Conclui esse dirigente afirmando ter certeza “que só a participação de todos, e a conscientização dos senhores legisladores paulistas, teremos um orçamento justo, para que possamos ter um judiciário democrático, ativo e independente das amarras do Poder Executivo, para garantia dos direitos do cidadãos”.

Comentários

Mais Lidas