Valores

Em valores parcialmente corrigidos a dívida do Estado de São Paulo, segundo cálculos do MADECA (Movimento de A

Redação
Publicado em 05/04/2007, às 12h20

Em valores parcialmente corrigidos a dívida do Estado de São Paulo, segundo cálculos do MADECA (Movimento de Advogados de Créditos Alimentares) ascende a R$ 70 bilhões e uma vez aprovado o Projeto de Lei Complementar nº. 12/2006, o Estado terá que disponibilizar 3% de sua despesa primária líquida para os pagamentos dos precatórios alimentares, quantia que ascende a 2 bilhões de reais. Contudo, as entidades entregaram ao relator senador Valdir Raupp sugestões para melhorar o projeto, aumentando para os estaduais meio por cento e para os municipais de 1,5 para 2,5% da despesa primária do município.

Essas propostas darão maior celeridade aos pagamentos dos precatórios alimentares, mesmo assim, com tempo mínimo de 2, 3 e 4 anos.

Comentários

Mais Lidas