AADES realizará seleção com 140 oportunidades

Ofertas serão para o Projeto de Implantação das Centrais de Regulações Nacionais; inscrições terão início na próxima quinta-feira (10) e serão aceitas até o dia 14 de janeiro exclusivamente pelo site da agência

Redação
Publicado em 07/01/2013, às 11h51

A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (AADES) anunciou processo seletivo simplificado para o preenchimento de 140 vagas nos cargos de enfermeiro, assistente social e assistente administrativo. As ofertas serão para o Projeto de Implantação das Centrais de Regulações Nacionais.
As inscrições terão início na próxima quinta-feira (10) e serão aceitas até o dia 14 de janeiro exclusivamente pelo site da agência (www.aades.am.gov.br).
As remunerações previstas estão na faixa de R$ 1.400 a R$ 2.200. Segundo nota da AADES, mais informações serão disponibilizadas na quarta-feira (9), em entrevista coletiva na sede da agência.
No ano passado, outra seleção, com as mesmas características, ofereceu 30 vagas nas funções de analista técnico e técnico administrativo nas áreas de planejamento, orçamento e finanças, comunicação social, tecnologia da informação, apoio logístico, consultoria jurídica, controladoria, comissão de licitação, projetos, recursos humanos e consultoria técnica. As remunerações eram de R$ 2.500 para analista técnico e de R$ 1.400 para técnico administrativo.
A AADES foi criada em 14 de fevereiro de 2011 com a finalidade de promover o apoio à execução de políticas de desenvolvimento econômico e social, no âmbito do Estado do Amazonas. A intenção do Governo do Estado do Amazonas é que as antigas parcerias por ele estabelecidas com OSCIPs para o desenvolvimento e execução de projetos de natureza econômica e social não mais sejam firmadas, já que a agência foi criada justamente no sentido de participar da elaboração dos projetos e contratação do pessoal que será utilizado na execução destes, com a finalidade de padronizar cargos e salários em todos os projetos desenvolvidos, eis que, apesar de haver diferenças entre os projetos a serem executados em razão das especificidades e necessidades de cada um, os cargos idênticos deverão ser tratados de forma isonômica em qualquer projeto, em respeito a um dos princípios constitucionais basilares, que é o princípio da igualdade.
Renan Abbade/SP

Comentários

Mais Lidas