Autorizadas 58 vagas para Seplan e Sead

Para a Sead são 38 vagas, sendo 30 para gestor público, duas para arquiteto, quatro para engenheiro civil e duas para engenheiro eletricista; na Seplan são 20 ofertas para analista de planejamento e orçamento

Redação
Publicado em 10/01/2013, às 12h22

O governador do Estado do Piauí, Wilson Martins, sancionou a Lei 6.299 que cria os cargos de gestor público e analista do planejamento e orçamento na administração pública do Estado do Piauí. Com isso, serão 58 oportunidades para concursos na Secretaria do Planejamento (Seplan) e na Secretaria da Administração (Sead). O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado do dia 7 de janeiro.
De acordo com nota no portal do Governo, para Martins, a realização de concursos públicos é uma das metas de sua administração, que vem priorizando o preenchimento de cargos públicos por meio da meritocracia. “Além disso, também damos condições técnicas para que os órgãos estaduais possam desenvolver um trabalho mais eficiente junto aos cidadãos”, destacou.
Para a Sead foram destinadas 38 vagas, sendo 30 para o cargo de gestor público, duas para arquiteto, quatro para engenheiro civil e duas para engenheiro eletricista. Já para a Seplan foram reservadas 20 vagas para o cargo de analista de planejamento e orçamento. Este último realizará atividades de nível superior de complexidades e responsabilidades elevadas, compreendendo o exercício das funções de direção, supervisão, execução e controle das políticas públicas, dentre outras funções.
Os cargos de gestor público e analista de planejamento contam com remunerações entre R$ 6.000 (classe I – referência A) e R$ 10.262,03 (classe especial – referência C). Já para arquiteto, engenheiro civil e engenheiro eletricista, os salários partem de R$ 1.029,03 (classe I – padrão A).
Renan Abbade/SP

Comentários

Mais Lidas