Tudo Sobre

Concurso Governo Federal

Câmara aprova a criação de 2.650 vagas

As oportunidades contemplam os níveis médio e superior



Redação
Publicado em 14/08/2008, às 10h35

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta semana, a criação da Carreira de Desenvolvimento de Políticas Sociais, composta pelo cargo de Analista Técnico de Políticas Sociais, que exige o nível superior em diversas áreas de conhecimento.

São 2,4 mil vagas, a serem distribuídas em órgãos da administração federal direta. Haverá hierarquização do cargo, com três classes diversas, o que implica em remunerações distintas.

De acordo com a tabela vencimentos constante do projeto de lei, o Analista Técnico de Políticas Sociais receberá salário-base conforme a classe e padrão em que atua, o que varia de R$ 2.906,66 a R$ 5.151, mais gratificação de desempenho - que terá valor variável (de R$ 250 no início de carreira a R$ 2,5 mil), de acordo com os desempenhos individual e institucional.

Os servidores serão lotados exclusivamente nos órgãos da administração pública federal direta com atuação na área Social. Se houver interesse do governo, o Ministério do Planejamento poderá optar pela lotação provisória dos analistas em autarquias e fundações.

O mesmo projeto aprova a criação de 250 vagas em dois novos cargos para a Superintendência de Seguros Privados – SUSEP, autarquia do Ministério da Fazenda. As funções são as seguintes: Agente Executivo (50), que exige o nível médio, e Analista Técnico (200), para candidatos com o nível superior.

+ Resumo do Concurso Governo Federal

Governo Federal - Governo Federal do Brasil
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Saúde, Fiscal, Segurança Pública
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão

+ Agenda do Concurso

14/08/2009 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas