Criação de 13.727 vagas é aprovada por conselho

Empresa espera agora posicionamento do Ministério do Planejamento. JC&E antecipa os próximos passos a serem adotados pelos Correios após a eventual autorização

Redação
Publicado em 28/03/2012, às 10h26

A movimentação para novas contratações pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos é intensa. Após a solicitação da abertura de 13.727 novas vagas em seu quadro de pessoal, os Correios imprimem ritmo acelerado para atender o crescimento da demanda e suprir as novas oportunidades de negócio proporcionadas pelo processo de modernização e fortalecimento da empresa.
O Conselho de Administração da empresa já aprovou a solicitação que foi encaminhada para o Ministério das Comunicações para que este formalize o pedido junto ao Ministério do  Planejamento. A empresa está otimista quanto à autorização para proceder novas contratações.
Estratégia Uma vez que essa autorização for concedida, o primeiro passo será a convocação dos aprovados que constituem cadastro reserva no concurso ainda vigente. Também haverá um quantitativo destinado à realização de Recrutamento Interno para mudança de atividade e de cargo. 
A próxima etapa é a realização de concurso público para a contemplação de cargos e localidades que não forem supridas pelo cadastro e pelos processos seletivos internos. 
O último concurso Realizado em 2011, o processo de seleção teve mais de 1 milhão de inscritos para 9.190 vagas. O cargo oferecido era de agente de correios, com salário inicial de R$ 942,75, sem contar adicionais que variam de atividade para atividade. Além do salário, a empresa oferece benefícios como vale- alimentação, vale-transporte, cesta básica, plano de saúde, plano medicamento, auxílio-creche, entre outros.
Ainda não há especificação de cargos para o concurso vindouro, mas serão destinados à área operacional (carteiros e operadores de triagem e transbordo) e às agências (atendentes comerciais). Essas posições exigem nível médio completo, mas ainda é cedo para dizer que não haverá ofertas para graduados. 

Reinaldo Matheus Glioche/SP

Comentários

Mais Lidas