Dia do Sevidor Público

Cada vez mais brasileiros querem pertencer à categoria

Redação
Publicado em 27/10/2008, às 11h11

Nesta terça-feira, dia 28 de outubro, comemora-se em todo o país o Dia do Servidor Público – posto cada vez mais almejado por milhões de brasileiros. Recentemente, a Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac) divulgou uma pesquisa inédita, realizada com as principais empresas organizadoras de concurso, a qual revelou um número impressionante de interessados em ingressar no funcionalismo público. Nos últimos três anos, aproximadamente 10 milhões de pessoas se inscreveram para preencher 150 mil vagas Brasil afora. Apenas com as empresas pesquisadas, chegou-se a uma média R$ 100 milhões por ano só em inscrições efetuadas.

Afinal, por que cada vez mais brasileiros desejam trabalhar para o Estado? Para Antonio Luiz Ribeiro Machado, Presidente da Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo – AFPESP, a segurança que o cargo traz é o principal fator de atração, tendo em vista a instabilidade do mercado atual. “O funcionalismo público oferece, entre outras vantagens, mais estabilidade, segurança salarial, garantia de previdência e possibilidade de crescimento profissional”.

Atualmente, a AFPESP conta com aproximadamente de 220 mil associados e, a cada ano, são recebidos cerca de 5 mil novos membros. “Podem associar-se funcionários públicos federais, estaduais e municipais, desde que o local de atuação seja o estado de São Paulo”. De acordo com Ribeiro, há profissionais de todas as categorias e áreas, com destaque para servidores da Secretaria da Educação – em especial, Professores. Ainda segundo ele, os benefícios oferecidos pela entidade são outro forte atrativo. “As colônias de férias e atividades de lazer estão entre os itens mais requisitados pelos associados”, diz. Cursos, descontos em cinema, farmácia, salão de beleza e academia são outros benefícios à disposição dos membros.

Perspectivas
O setor de concursos se mantém aquecido e, apesar da crise financeira global, o Governo continua a sancionar leis de criação de vagas e a autorizar a realização de certames por todo o Brasil. “As novas contratações precisam acontecer, pois é necessário acabar de vez com a terceirização nos órgãos públicos, que acaba gerando má qualidade no serviço prestado”, afirma Duarte Moreira, colunista do JC&E e Presidente do Conselho Deliberativo da AFPESP. Além disso, ele critica certas atitudes praticadas atualmente por alguns órgãos que minam a renovação dos servidores. Segundo Duarte, houve recentemente um caso no Sul do país em que os novos aprovados, ao invés de tomarem posse do cargo, foram substituídos por servidores aposentados que reassumiram as funções - tudo como forma de corte nos gastos. “Essas atitudes desestimulam e desprezam os jovens, quando é preciso justamente fazer o contrário, motivá-los”. Dentre as medidas sugeridas pelo especialista para que haja mais transparência e efetividade nas seleções públicas, ele indica a “criação de uma lei federal que defina um único modelo para concursos, evitando, assim, possíveis regionalismos e divergências nos editais”.

Mesmo com a perspectiva bastante remota de uma nova legislação que favoreça os candidatos, estes não perdem a esperança de conquistar um cargo público e correm às salas dos cursos preparatórios ou colecionam apostilas dos principais concursos. Dentre os certames federais mais aguardados pelos concurseiros, estão os da Polícia Federal (2 mil vagas em diversos cargos), INSS (900 ofertas de Analista), Polícia Rodoviária Federal (3 mil oportunidades de Policial), entre outros. No estado de São Paulo, estão previstas mais de 30 mil vagas em editais que serão lançados a partir das próximas semanas, cujas novidades podem ser verificadas regularmente tanto na versão impressa quanto no site do JC&E: www.jcconcursos.com.br.

Comemorações
Enquanto muitos batalham por um posto no funcionalismo público, quem já é servidor conta com uma programação intensa de atividades em comemoração ao seu dia. Os funcionários federais, excepcionalmente, celebrarão a data nesta segunda-feira, 27, quando será ponto facultativo nas respectivas repartições.

Além disso, Câmara dos Deputados/DF, por exemplo, está comemorando a ocasião com uma série de eventos e atividades que acontecem nos meses de outubro e novembro – desde exposições e premiações até sarais e lançamentos de livros.

Em São Paulo, dois mil associados da AFPESP assistirão ao show da dupla Chitãozinho e Xororó, que acontece no dia 28 e cujos ingressos se esgotaram em tempo recorde. “Também homenagearemos, com entrega de medalhas, cerca de 100 membros que fazem parte da Associação há mais de 50 anos”, diz Ribeiro.

Orgulho
O Presidente da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (Assetj), José Gozze, relata o orgulho em se fazer parte do funcionalismo público. “O servidor público é um trabalhador especial. Principalmente por ser o agente dos direitos constitucionais do cidadão. Se na Constituição Federal é garantido ao a ele o direito ao ensino, à saúde, à segurança, ao Judiciário, entre outros serviços, é o servidor público o braço para efetivar esses direitos. Também é o servidor público, concursado, de carreira, quem administra a máquina do Estado. Mudam, a cada eleição, os políticos e com eles a política do Estado, mas são os servidores públicos os administradores sempre prontos a cumprir com a obrigação de atender o cidadão”.

Também segundo ele, as relações trabalhistas no funcionalismo público ainda deixam muito a desejar, e a presente data serve não apenas como celebração, mas também como instrumento de reflexão e reivindicação por melhorias. “Ao comemorarmos mais um Dia do Servidor Público, queremos deixar claro a todos que, quando estamos defendendo melhores salários e melhores condições de trabalho, estamos também defendendo a qualidade do serviço público ao cidadão com quem estaremos sempre de mãos dadas no cumprimento de nossas obrigações constitucionais”.


Clarissa Janini/SP

Comentários

Mais Lidas