Tudo Sobre

Concurso Governo

Governo do MS autoriza 1.150 vagas para a segurança

As oportunidades estarão distribuídas entre os cargos de soldado, escrivão, investigador, oficial, perito criminal, perito papiloscopista, agente penitenciário e agente socioeducador



Renan Abbade
Publicado em 15/07/2013, às 15h23

O governo do Estado do Mato Grosso do Sul anunciou a abertura de concursos públicos que vão ampliar o efetivo das instituições da segurança pública estadual. Serão abertas 1.150 novas vagas para homens e mulheres visando o fortalecimento das ações ostensivas em toda a faixa de fronteira, no âmbito do Plano Estratégico de Fronteiras (Enafron).

Com mais a contratação de 30 delegados de Polícia Civil e de 20 oficiais para a Polícia Militar (as seleções estão em andamento), o reforço de pessoal na segurança pública chegará a 1.200 policiais e servidores neste ano.

"A segurança contratou mais pessoas e autorizamos ao secretário de Segurança Pública nesta última semana a fazer concurso em todos os setores das policiais civil, militar e bombeiro militar, agentes penitenciários e assim prestar através do serviço que o governo deve fazer, melhores condições na segurança", afirmou o governador André Puccinelli.

De acordo com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), serão ampliados os efetivos da Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Coordenadoria-Geral de Perícias (CGP), Departamento de Operações de Fronteira (DOF), Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul (Agepen) e das Unidades Educacionais de Internação (Unei).

Serão 500 novos soldados da PM; 150 novas vagas para escrivães e investigadores da Polícia Civil, outras 150 para soldados e 20 para oficiais do Corpo de Bombeiros Militar. Na Coordenadoria Geral de Perícias também haverá reforço com abertura de 15 vagas para perito criminais e outras 20 para peritos papiloscopistas. O Departamento de Operações da Fronteira receberá o incremento de 24 novos homens, e outros 11 investigadores de Polícia Civil serão lotados na Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron). O governo do Estado abrirá ainda 230 vagas para agentes penitenciários e mais 30 para agentes socioeducadores das Uneis.

Os novos efetivos serão lotados em Campo Grande e em municípios localizados na faixa de fronteira. Serão disponibilizadas vagas para as cidades de Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Bela Vista, Caracol, Coronel Sapucaia, Corumbá, Dourados, Eldorado, Iguatemi, Japorã, Jardim, Ladário, Mundo Novo, Sidrolândia, Naviraí, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho, Sete Quedas, Tacuru, Três Lagoas, Paranaíba, Nova Andradina e Coxim.

De acordo com o quadro de efetivo da Sejusp, para a cidade de Dourados serão oferecidas 94 vagas para soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, peritos criminais e papiloscopistas e investigadores da Polícia Civil. Além do reforço de 25 soldados da Polícia Militar, o município de Corumbá também contará com o incremento de 18 novos policiais, entre escrivães e investigadores, soldados do Corpo de Bombeiros e peritos criminais. Em Para Ponta Porã serão ofertadas 69 vagas entre soldados da PM, escrivães e investigadores, soldados dos Bombeiros e peritos criminais.

De acordo com o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, os editais dos concursos serão publicados imediatamente. “Os editais já estão sendo elaborados pela Secretaria de Administração, sendo alguns já em fase de conclusão”, informou.

Enafron
Conforme o secretário de Segurança Pública esses novos servidores e policiais serão lotados preferencialmente nas 44 cidades localizadas na faixa de fronteira do Estado. O objetivo é reforçar a segurança nestas localidades.

O Plano Estratégico de Fronteiras (Enafron) foi instituído em 2011, por meio de parceria entre os Ministérios da Justiça, da Defesa e da Fazenda. A Enafron gerencia as ações do Plano no âmbito da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e acompanha a execução de convênios de segurança financiados com verbas federais, fortalecendo ações ostensivas das polícias militares, de investigação das polícias civis e de perícia.

Em Mato Grosso do Sul, o Plano Estratégico de Fronteiras vem exatamente atuar nas cidades existentes na longa extensão fronteiriça brasileira. No Estado são 44 cidades na faixa, sendo 18 entre gêmeas e lindeiras.

Segundo a Senasp, dentre os principais desafios da Enafron para 2013 estão a implementação de planos estaduais por lei ou decreto, a indução de maior envolvimento dos municípios e o funcionamento efetivo dos 74 Gabinetes de Gestão Integrada já instalados.

Com informações do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

+ Resumo do Concurso Governo

Governo
Vagas: 1150
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Segurança Pública
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: MS

+ Agenda do Concurso

15/07/2014 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas