Mais de 3.400 vagas serão abertas em todo o Estado

Concursos para tribunais e secretarias estaduais com ofertas para os níveis médio e superior estão em elaboração

Redação
Publicado em 15/03/2012, às 13h16

Novos processos seletivos devem monopolizar as atenções dos concurseiros do Rio de Janeiro nos próximos meses. Estão sendo preparadas seleções para ingresso no Tribunal de Contas do Estado (TCE/RJ), no Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT 1ª Região), na Secretaria de Estado da Educação e na Secretaria de Estado do Ambiente. São mais de 3 mil vagas somadas que contemplam os níveis médio e superior. 
O órgão que se encontra em estágio mais avançado para a publicação do edital é o TCE. Após firmar convênio com o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP/RJ), pelo qual ficou estabelecida a responsabilidade do segundo para a organização do concurso que oferecerá 100 vagas, o órgão realiza auditoria interna como último estágio antes da publicação do edital. 
De acordo com o presidente do TCE, Jonas Lopes de Carvalho Júnior, o objetivo é dar posse aos novos servidores aprovados ainda no primeiro semestre.
As ofertas serão para analista de controle externo (nível superior) e técnico de controle externo (nível médio) com salários que podem chegar a R$ 10.537,21 e R$ 7.376,02 respectivamente. As remunerações básicas, descontadas as gratificações, no entanto, são de R$ 9.031,89 e R$ 6.322,31. 
Os cargos também contam com benefícios como auxílio-refeição equivalente a R$ 24 por dia útil e auxílio-saúde no valor de R$ 400.
TRT Outro que se prepara para abrir o próprio concurso é o Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região. Resolução administrativa assinada pela presidente do órgão, desembargadora Maria de Lourdes Sallaberry, determina a realização da seleção para o provimento dos cargos de analista judiciário, nas áreas judiciária, administrativa e execução de mandados, e técnico judiciário, na área administrativa. Embora a comissão do concurso já tenha sido designada, a assessoria de comunicação do órgão não soube precisar prazos para o lançamento do edital. 
O último processo de seleção para essas funções ocorreu no ano passado e ainda está dentro da validade. A carência de servidores, no entanto, é tão grande que o Tribunal já se decidiu pela realização do novo concurso. 
Em 2011, o concurso foi organizado pela Fundação Carlos Chagas e os salários oferecidos para os cargos de analista e técnico foram de R$ 6.611,39 e R$ 4.984,68, respectivamente. Na ocasião estavam em disputa 63 oportunidades. Ainda não há um número certo para a seleção de 2012.
3.330 vagasO governador Sérgio Cabral autorizou a Secretaria de Estado de Educação a proceder a contratação de até 3.330 novos profissionais para o posto de professor. O objetivo é reforçar o corpo docente para o ano letivo de 2012. 
“A seleção contemplará as disciplinas em que não há mais profissionais de concursos anteriores (2011) a serem chamados e suprirá as carências ocasionadas por afastamentos temporários de professores efetivos”, esclareceu a assessora do órgão, Mônica Marzano, à reportagem do JC&E. Mônica também deu pistas de que a Secretaria de Estado de Educação possa oferecer, no novo processo seletivo, um número de vagas bem próximo do autorizado pelo executivo fluminense. “[o órgão] visa a criar um cadastro para as disciplinas em que ainda há profissionais a serem convocados, mas em número insuficiente, para que a Secretaria possa fazer as convocações de acordo com a necessidade”.
Entre os benefícios previstos para jornadas de 16h e 30h estão licença maternidade e férias remuneradas para contratos superiores a 12 meses de vigência. Os salários oscilam entre R$ R$ 699,87 e R$ 877,91.
Como o ano letivo já está em vigor, a tendência é de que as convocações e a elaboração do edital para o novo concurso ganhem caráter emergencial. 
Até R$ 8.000 Outra autorização concedida pelo governador atende às necessidades da Secretaria de Estado do Ambiente. O órgão poderá realizar concurso para o provimento de 22 vagas em seus quadros. Os cargos que serão oferecidos são os de assessor nos níveis I, II e III e assistente. 
Os salários para as funções de níveis médio e superior partem de R$ 2.000 e vão a R$ 8.000. 
A Secretaria ainda não trabalha com prazos para a abertura do concurso público. 

Reinaldo Matheus Glioche/SP

Comentários

Mais Lidas