90 servidores serão contratados sem concurso

A estimativa é que os novos cargos custem cerca de R$ 900 mil aos cofres públicos.

Redação
Publicado em 10/07/2008, às 16h13

Foram criadas, nesta quarta-feira (9) mais de 90 cargos comissionados na Casa Legislativa que serão preenchidas sem concurso público. Os novos funcionários irão atuar nos gabinetes dos 81 senadores e lideranças partidárias e receberão salários de R$ 9.979,24.

A proposta de criação de cargos foi articulada pelo senador Efraim Morais (DEM-PB), primeiro-secretário do Senado. Apesar do presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), ter sido contrário à criação dos novos cargos, a maioria dos parlamentares acabou aderindo.

A estimativa é que os novos cargos custem cerca de R$ 900 mil aos cofres públicos.

O diretor-geral do Senado, Agaciel Maia, justificou a criação dos cargos com o argumento de que a Casa Legislativa sempre aumenta o número de servidores depois que a Câmara aprova reajustes em sua verba de gabinete - o que ocorreu em abril deste ano.

Segundo ele, os novos servidores são necessários uma vez que todos os concursos públicos realizados pelo Senado já estão vencidos - embora tenha reconhecido que a instituição pretende realizar um novo concurso para a contratação de servidores até o final do ano.

Comentários

Mais Lidas