Qual a melhor idade para prestar concursos públicos? Veja a opinião de especialista

Uns se julgam muito novos, enquanto outros, velhos. O especialista Carlos Alberto De Lucca explica sobre qual a melhor idade para prestar concursos

Carlos Alberto De Lucca - cdelucca@uol.com.br
Publicado em 08/01/2022, às 11h43 - Atualizado às 11h57

Pessoa mordendo o lápis e estudando para concursos públicos
Pessoa mordendo o lápis e estudando para concursos públicos - Melhor idade para prestar concursos públicos - Divulgação

Existem dois caminhos no mercado de trabalho: a iniciativa privada e a carreira pública. Esta última só tem um jeito para ter sucesso, que é estudar para os concursos públicos. Enquanto alguns estudantes já iniciam os estudos a partir da formação de nível médio ou graduação de nível superior, outros se arriscam no mundos dos negócios, trabalhando em empresas e, futuramente, desviando o percurso para se tornar um servidor público, em busca da estabilidade e segurança. Mas qual a melhor idade para prestar concurso público? O especialista do setor, Carlos Alberto De Lucca, responde a seguir!

Qual a idade para prestar concursos? Entenda

Muitos alunos me perguntam qual a melhor idade para prestar concursos. Uns se julgam muito novos, enquanto outros, muito velhos. Na verdade, um fator que demonstra como é democrático o processo seletivo por concurso público é a idade dos candidatos, ocasionando uma situação muito incomum na carreira privada: candidatos com idades muito diferentes disputando as mesmas vagas em igualdades de condições.

Para ser empossado, na maioria dos cargos públicos, o limite de idade mínimo é de 18 anos e o máximo é de 69 anos, uma vez que com 70 anos o candidato é obrigado a se aposentar (é a aposentadoria compulsória).  Este limite é válido mesmo nos concursos da Polícia Federal. Nestes casos, são aplicadas provas de capacidade física. A meu ver, muito justo, pois avalia as reais condições físicas do candidato independentemente da sua idade.

As exceções ocorrem em cargos específicos como para as Forças Armadas: Marinha, Exército, Aeronáutica e Polícia Militar (de alguns estados).

Assim, a carreira pública se tornou uma ótima oportunidade de primeiro emprego, pois depende apenas do esforço e dedicação de cada um. Não há critérios subjetivos como a aparência, não impõe morar próximo ao trabalho, não tem entrevista e, principalmente para o jovem, não exige experiência anterior.

Felizmente, muitos já estão se conscientizando e tem aumentado o número de alunos que estão concluindo o ensino médio ou o ensino superior e já se preparam para concursos. Onde um jovem recém-formado no ensino médio tem oportunidade de ganhar remunerações de R$ 5.000,00 (mais benefícios), como no concurso de Escrevente do Tribunal de Justiça/SP ou de R$ 20.000,00 (mais benefícios) para concursos de ensino superior como os da área fiscal?

Em outro extremo, são muitas as dificuldades enfrentadas por aqueles com mais de 40 anos para conseguir um emprego, geralmente, no auge da maturidade e experiência profissional. A carreira pública é uma excelente opção para estes profissionais.

Enquanto os jovens usam o seu entusiasmo para se preparar para as provas, os mais experientes utilizam sua maturidade para estudar com consciência.

Em todos estes anos de preparação de candidatos para concursos públicos, tive a oportunidade de acompanhar o êxito de muitos alunos com as mais diferentes idades. São alunos que adotaram a receita da maioria das pessoas bem sucedidas: vontade e dedicação.

Bons estudos e sucesso na carreira pública.

Carlos Alberto De Lucca  é professor e há mais de 30 anos prepara candidatos para os principais concursos públicos do Brasil.

concursos 2022empregosBrasil

Comentários

Mais Lidas