Advogado explica o novo ponto eletrônico - parte I

Em entrevista à JCTv, o advogado especialista em direito empresarial, Alexandre Gaiofato de Souza, fala sobre as mudanças que o novo registro de ponto eletrônico, previsto na portaria 1.510 do Ministério do Trabalho, trará para empresas e funcionário

Redação
Publicado em 22/09/2010, às 15h37

Previsto para entrar em vigor no dia 1º de março de 2011, o novo registro de ponto eletrônico tem dividido opiniões e colocado, em lados muito distintos, os que vêem com bons olhos a nova obrigatoriedade e os que enxergam a medida com preocupações.

Nesse contexto, empresas e funcionários mantêm a dúvida em relação às mudanças reais que o novo registro de ponto eletrônico, publicado na portaria nº 1.510 do Ministério do Trabalho, trará para a rotina de trabalho.

Para esclarecer e explicar os pontos previstos na nova obrigatoriedade, esta edição do JC Entrevista recebe o advogado especialista em direito empresarial, Alexandre Gaiofato de Souza.

Por ser um assunto polêmico, a entrevista está dividida em dois blocos. Nesta primeira parte, você saberá para que tipo de empregado e empresa o novo registro de ponto eletrônico se aplica e conhecerá os recursos e liminares abertos contra a medida, dentre outros assuntos.

Pâmela Lee Hamer

Veja também:

Concursos previstos: Orçamento Geral da União, INSS, Valec e SME/SP

Estágios e trainees: Mais de 384 vagas para estudantes e recém-formados

Comentários

Mais Lidas