Projeto pode mudar exigências para cargo de delegado

Texto em tramitação na Alesp propõe que só possam se candidatar ao posto de delegado escrivães e investigadores, efetivos a pelo menos a quatro anos na Polícia Civil

Redação
Publicado em 12/03/2012, às 11h23

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) analisa um projeto de lei complementar (PLC 9/2012) que altera as exigências para ingresso na carreira de delegado da Polícia Civil em todo o Estado.
O texto, de autoria do deputado José Zico Prado (PT), propõe que apenas escrivães e investigadores de polícia, formados em direito e efetivados no cargo há pelo menos quatro anos, possam se candidatar ao posto de delegado da polícia civil. 
De acordo com o autor da proposta, a medida valorizaria as funções de escrivão e investigador, dinamizaria o funcionamento  da polícia civil e impediria que o cargo de delegado fosse visto como uma ponte por jovens bacharéis em busca por melhores colocações no serviço público.
Na visão de Prado, seria um passo para a “democratização da carreira de delegado da Polícia Civil”. 
O texto está na pauta da Alesp deve ser submetido à votação em plenário ainda este mês. Em caso de aprovação, segue para a sanção do governador Geraldo Alckmin.

Reinaldo Matheus Glioche/SP

Comentários

Mais Lidas