Escrevente TJ/SP: expectativa de muitas oportunidades

A maioria dos concursos para o cargo de escrevente técnico judiciário do TJ/SP está com o prazo de validade vencido ou prestes a vencer. Isso significa que o órgão deve promover novos certames para a função muito em breve.

Redação
Publicado em 03/04/2012, às 15h57

Paulo de Freitas
Estive navegando pela página eletrônica do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e constatei algo que pode ser de interesse dos candidatos a concursos públicos. A maioria dos concursos para o cargo de escrevente técnico judiciário do TJ/SP está com o prazo de validade vencido ou prestes a vencer. Isso significa que o órgão deve promover novos certames para a função muito em breve.
Na lista dos concursos vencidos estão os da Comarca de Santos, Araraquara, Itapetininga, Piracicaba, Taubaté, e Jales. O concurso de Santos expirou no mês de setembro do ano passado. Já os das outras comarcas, o prazo de validade findou nos dias 24 e 25 de março.
Para o mês de abril, estão previstos os vencimentos dos concursos para escrevente técnico judiciário nas circunscrições de Araçatuba, Bauru, Santo André, São Carlos, Caraguatatuba e Jales. Em maio, finda o prazo das Comarcas de Taubaté e São Bernardo do Campo. Para as outras localidades do Estado, a validade dos concursos termina até o final deste ano ou começo do próximo.
A expectativa de que haverá muitas oportunidades para o cargo de escrevente técnico judiciário é reforçada pela intenção do Tribunal de Justiça Paulista em transformar 2.100 cargos de escrevente em assistentes jurídicos, que seriam nomeados por comissão. Assim, sobrariam todas essas vagas de escrevente para serem preenchidas através da realização de novos concursos.
O vencimento inicial para o cargo de escrevente do TJ/SP gira em torno de R$ 3.500, com o acréscimo auxílio-transporte, saúde e alimentação. Nada mal para um concurso que exige apenas o ensino médio. O certame é dividido em duas etapas. A primeira é a prova objetiva onde são exigidos conhecimentos de português, matemática, atualidades, informática e direito (penal, processo penal, processo civil, constitucional, administrativo, além de normas da Corregedoria Geral de Justiça). Os aprovados na prova objetiva se classificam para a prova prática (digitação).
Normalmente, o Tribunal de Justiça de São Paulo realiza apenas um concurso para todas as Comarcas do interior e outro para a capital. No entanto, podem ocorrer concursos separadamente por circunscrições. Neste caso, haveria diversos certames com datas de inscrição e provas diferentes, aumentando consideravelmente as chances dos candidatos.
Para os interessados, uma boa dica é visitar a página eletrônica da Fundação Vunesp, que tem sido a responsável pela organização dos últimos concursos do órgão. Lá, é possível encontrar os editais dos últimos concursos com as respectivas provas. O conteúdo programático não costuma mudar muito de um concurso para outro. Assim, é possível dar inicio imediato aos estudos para estar bem preparado quando os editais começarem a ser publicados.
Paulo de Freitas é jornalista e funcionário público. Tem mais de 14 anos de experiência na área de concursos públicos. E-mail: paulokassaco@ig.com.br.

Comentários

Mais Lidas