Receita: estabilidade profissional e financeira

Para os que realmente estão interessados nos concursos da Receita o certame pode ser o pontapé inicial da preparação para o próximo

Redação
Publicado em 05/06/2012, às 15h40

Paulo de Freitas

No dia 25 de maio foi publicada no Diário Oficial da União a autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para a realização de concurso público para preenchimento de 950 vagas para auditor fiscal e analista tributário na Receita Federal do Brasil. São 200 vagas para auditor com vencimentos acima de R$ 13.000 e 750 de analista, que paga salário inicial de aproximadamente R$ 8.000.  Ambos os cargos exigem nível superior em qualquer área.  

Segundo a portaria, o prazo para a publicação do edital de abertura do concurso público será de até seis meses, contado a partir da publicação da mesma. Ou seja, até o final de novembro deste ano o edital deve estar disponibilizado. Esse item da Portaria é muito importante e deve ser levado em conta pelos interessados neste concurso. O texto diz “até seis meses a partir da publicação da Portaria”. Isso significa que pode ser publicado de junho até novembro. 

Esse detalhe pode significar muito porque o interfere no prazo de preparação dos candidatos. No último concurso, realizado em 2009, o período compreendido entre a publicação do edital e a realização das provas foi de três meses. Se essa tendência continuar, o candidato do próximo concurso terá um tempo de quatro a nove meses para se dedicar, dependendo da data de publicação do edital.

Sem dúvida nenhuma este é o concurso mais cobiçado por quem almeja um emprego público. Além da estabilidade no emprego, há também a estabilidade financeira que todos procuram. No entanto, não tenho a intenção de iludir ninguém. Se o interessado que nunca estudou para concursos da área fiscal me perguntar se tem alguma chance de sucesso neste concurso, minha resposta será taxativa: dificilmente, principalmente se não houver demora na publicação o edital.

Os concursos para a Receita Federal têm um nível de dificuldade muito grande. Há alguns anos participei de um encontro dos aprovados nos concursos da Receita promovido por um curso preparatório da capital e fiquei impressionado com o relato dos candidatos. Dos que estavam presentes, o que menos estudou dedicou, no mínimo, oito horas diárias na preparação em um período de seis a oito meses. Alguns me disseram que estudaram 12 horas por dia, incluindo as aulas dos cursos preparatórios. É por esse motivo que não posso iludir o leitor afirmando que é possível obter aprovação em apenas quatro ou cinco meses de estudo.

Para os que realmente estão interessados nos concursos da Receita esse certame pode ser o pontapé inicial da preparação para o próximo. Aconselho que se faça a inscrição e participe da prova. Isso será uma boa experiência para sentir o grau de dificuldade que um certame desses exige. Baseado no que se observou nas provas, o candidato pode dar início à preparação que possibilitará reais chances de aprovação no futuro. 

Uma das vantagens dos concursos da Receita Federal é que normalmente eles ocorrem em um período menor de tempo. Enquanto a maioria dos certames ocorre a cada quatro anos, os da Receita costumam ser realizados, em média, a cada dois ou três anos. Houve época em que foram realizados dois concursos em apenas um ano. 

De qualquer forma, se o próximo concurso vai ser realizado em 2013 ou daqui a três ou quatro anos, o importante é começar a se preparar desde já. Não tenha dúvida que a jornada é árdua, mas a aprovação vai trazer um sossego profissional e financeiro que compensa todo o esforço.

Paulo de Freitas é jornalista e funcionário público. Tem mais de 14 anos de experiência na área de concursos públicos. E-mail: paulokassaco@ig.com.br.

Comentários

Mais Lidas