O futuro é agora!

Se, na melhor das hipóteses, um jovem de uns 18 anos com experiência apenas nesse patamar, na iniciativa privada, teria como vencimentos mensais algo em torno de R$ 1 mil, no serviço público esse valor pode chegar a três, quatro vezes mais.

Redação
Publicado em 19/09/2011, às 15h23

Cláudia Jones
Quem está prestes a concluir o ensino médio pode ter nos concursos públicos a chance de ter uma carreira construída em bases sólidas para o resto da vida. Se, na melhor das hipóteses, um jovem de uns 18 anos com experiência apenas nesse patamar, na iniciativa privada, teria como vencimentos mensais algo em torno de R$ 1 mil, no serviço público esse valor pode chegar a três, quatro vezes mais. Não são raras as oportunidades que pagam salários de R$ 3 mil, R$ 4 mil.
Quando decidimos fazer um concurso público damos o primeiro passo rumo ao sucesso, que significa apenas duas coisas: que vamos vencer ou não vamos vencer!  E vencer depende apenas do quanto estamos dispostos a nos entregar ao trabalho de construir uma estrada segura que vá nos levar até a vitória. Estudar é, sim, o primeiro passo, focado no que será o nosso projeto de vida. Neste caso, passar em concurso público.
Cabe a cada um, então, decidir pelo entende como “vitória”. É fato que concurso público não é a única oportunidade para nos mantermos equilibrados financeiramente, mas pode ser a que faltava para esse início tão sofrido de jovens sem experiência aos 18 anos e um monte de sonhos na cabeça inviabilizados pela falta de emprego e de (algum) dinheiro no bolso.
Depois, com estabilidade, tudo ficará mais fácil: fazer a faculdade, abrir um consultório, programar aquela viagem, casar e ter filhos... Para isso, é preciso erguer o alicerce que, muitas vezes, insistimos em desperdiçar, principalmente quando somos jovens demais. Bons estudos!
Cláudia Jones, é especialista da Academia do Concurso

Comentários

Mais Lidas