Mistérios de um edital

O conhecimento do edital é de suma importância e nada pode substituir esta leitura, mesmo que facilite a compreensão e levante os pontos mais importantes para os candidatos.

Redação
Publicado em 22/12/2011, às 16h04

Cláudia Jones
Sempre que um edital é lançado, paira uma série de questões sobre a cabeça do candidato. A primeira delas, em 99% dos casos, é sobre a preguiça em ler aquele “monte de coisas”. 
Depois, também muito frequente, surge uma espécie de pânico coletivo, como se fosse um bicho de sete cabeças, como se não fosse possível entender o que está escrito ali. Editais tendem a ser longos, mas não quer dizer que sejam confusos. Nada substitui uma leitura aprofundada e cuidadosa de um edital, nem mesmo as dicas que seu professor dará dentro da sala de aula, desvendando os mistérios do conteúdo explícito ali. A todos sugiro paciência e atenção. Peguem uma folha e anotem o que há de mais importante como prazo de inscrição, local de prova, peso das questões. Em seguida, vejam o que o edital pede em relação ao conteúdo e relacione suas dificuldades em tópicos. Procure orientação de um bom curso e comece logo a se preparar. O que tiver dúvida, aí sim o professor vai ajudá-lo. O conhecimento do edital é de suma importância e nada pode substituir esta leitura, mesmo que facilite a compreensão e levante os pontos mais importantes para os candidatos. Como é comum, embora preocupante, muitos candidatos deixarem para estudar apenas quando um edital é lançado, aqui vai uma importante dica: estudem a teoria associada à resolução de exercícios de provas anteriores logo de cara. Dessa forma poderão medir a necessidade de mais tempo de estudo pelo desempenho nas questões de provas anteriores. Nessa estratégia você consegue utilizar o tempo de estudo e garantir o melhor desempenho na prova.
Cláudia Jones, especialista da Academia do Concurso

Comentários

Mais Lidas