Tudo Sobre

Empregos AASP

Preparando-se para o concurso do INSS

O concurso está previsto para acontecer ainda este ano, já que o órgão tem urgência para contratar os profissionais e precisa dar continuidade ao seu plano de expansão



Redação
Publicado em 15/08/2011, às 15h46

De Lucca
No dia 20 de julho de 2011, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi autorizado pela presidente Dilma Rousseff, em caráter excepcional, a realizar concurso para suprir parte do seu déficit de servidores (em torno de dez mil). O concurso está previsto para acontecer ainda este ano, já que o órgão tem urgência para contratar os profissionais e precisa dar continuidade ao seu plano de expansão.
Os cargos e o número de vagas oferecidas deverão ser informados nos próximos dias. A expectativa é que sejam oferecidas vagas para as carreiras de técnico do Seguro Social e de analista do Seguro Social. O cargo de técnico exige nível médio, enquanto a carreira de analista é voltada a profissional com graduação superior completa (deverão ser oferecidas vagas para especialidades específicas e para graduados em qualquer área). As remunerações iniciais oferecidas deverão ficar em torno de R$ 2.700 para técnico e a R$ 4.700 para analista (fora as gratificações de desempenho).
Veja também: MPOG autoriza concurso de 950 vagas para o INSS
O último concurso ocorreu em 2008, foi realizado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) e foram oferecidas duas mil vagas, das quais 1.400 eram para técnicos e 600 para analista. As vagas para analista abrangiam as áreas de arquitetura, arquivologia, biblioteconomia, ciências da computação, ciências atuariais, comunicação social, direito, engenharia (várias especialidades), estatística, pedagogia, psicologia e terapia ocupacional, além de outras para formados com qualquer curso superior. Os salários oferecidos na época foram de R$ 1.989,87 para técnico e de R$ 2.243,78 para analista.
Como o concurso deverá ocorrer ainda este ano, é importante que os interessados iniciem sua preparação antes da publicação do edital. Mesmo com a possibilidade de mudanças, o programa do último edital é uma referência para os estudos.
As disciplinas cobradas no concurso de técnico foram: ética no serviço público, regime jurídico único (lei 8.112), previdência (conjuntura e estrutura), língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, matemática atualidades, conhecimentos complementares (administração e atendimento) e conhecimentos específicos (legislação previdenciária).
As disciplinas cobradas no concurso de analista foram: ética no serviço público, regime jurídico único (lei 8.112), previdência (conjuntura e estrutura), direito previdenciário, língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, atualidades, conhecimentos complementares (administração financeira, direito constitucional e direito administrativo) e conhecimentos específicos (variou conforme a área escolhida).
Como poderão ocorrer alterações nas disciplinas e novas atualizações na legislação previdenciária até a publicação do edital, a recomendação é que o candidato estude as matérias básicas, que têm poucas atualizações e com grande probabilidade de serem cobradas no próximo concurso. São elas: regime jurídico único (lei 8.112), língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, matemática e atualidades.Bons estudos e sucesso na carreira pública.
Carlos Alberto De Lucca é colunista quinzenal do JC&E, professor e desde 1979 prepara candidatos para concursos públicos. E-mail: cdelucca@uol.com.br.

+ Resumo Empregos AASP

AASP
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão

+ Agenda

14/08/2012 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas