Quanto tempo você tem para estudar?

Confira sugestão de estudos para candidatos com mais tempo para estudar, que iniciam seus estudos antes da publicação do edital e com menos tempo, que começam a se preparar somente após a divulgação do edital

Redação
Publicado em 31/05/2012, às 16h12

De Lucca
Sabemos que para ser aprovado em um concurso público, principalmente nos cargos mais cobiçados, é preciso estudar bastante. Junto com esta constatação, vem a tradicional pergunta: quanto tempo é preciso estudar para ser aprovado em um concurso? Lógico que não há uma resposta pronta, pois depende da dificuldade do concurso e do preparo do aluno. Mas, gostaria de transformar esta pergunta em outra: quanto tempo você tem para estudar?
Um candidato que inicia a sua preparação com antecedência, antes da divulgação do edital do concurso tem um tempo muito maior para estudar do que aquele que começará a estudar somente após a divulgação do edital. O primeiro terá quanto tempo estipular, enquanto o segundo terá de 1 a 3 meses. Dependendo do concurso e da forma que estudarem, os dois têm chances de aprovação, mas não deverão estudar da mesma maneira. O candidato com mais tempo poderá estudar cada disciplina de forma completa, aprofundada resolvendo uma grande quantidade de exercícios com diversos graus de dificuldade. Com menos tempo, o candidato deverá escolher os assuntos principais e escolher os exercícios com maior incidência nas provas.
A seguir, uma sugestão de estudos para candidatos com mais tempo para estudar, que iniciam seus estudos antes da publicação do edital e com menos tempo, que começam a se preparar somente após a divulgação do edital.

Antes do edital

Após o edital

Tempo de estudo para cada disciplina

Divida o seu tempo igualmente entre todas as disciplinas dos últimos concursos. Estude bem cada matéria para estudar uma única vez. Depois, é só revisar. Lembre-se que quando estuda uma matéria estará se preparando também para outros concursos.

Divida o tempo de forma proporcional ao peso e a quantidade de questões de cada disciplina. Assim, para uma mesma quantidade de questões, devemos dedicar duas vezes mais tempo para uma matéria de peso 2 do que de peso 1.

Escolha das disciplinas

Comece pelas matérias básicas comuns aos concursos que está interessado. Deixe as matérias específicas para depois da publicação do edital.

Estude todas as matérias cobradas descritas no edital.

Conteúdo programático

Baseado em editais anteriores, estude o conteúdo programático mais amplo, que atenda aos concursos que está interessado.

Estude rigorosamente somente o conteúdo programático descrito no edital.

Teoria

Procure estudar com textos mais abrangentes, sublinhando o que é importante. Procure fazer resumos, mapas mentais, gravações ou o método que achar mais interessante para rever a matéria posteriormente.

Estude com textos mais curtos, mais diretos, sublinhando o que é importante. Nas matérias com menor peso ou com menos questões, estude diretamente por resumos. Memorize na primeira leitura para não precisar rever a matéria.

Exercícios

Procure resolver exercícios:

- de verificação de aprendizagem para testar o entendimento;

- de fixação para adquirir velocidade;

- de provas anteriores de diversos modelos, mesmo de outras áreas. Cuidado: estude somente questões atualizadas.

Procure resolver exercícios de provas anteriores do modelo e estilo do seu concurso. Resolva as questões do último concurso do cargo irá disputar desde que as questões estejam atualizadas e dentro do conteúdo programático do concurso.

Material didático

Escolha materiais didáticos atualizados e de sua confiança, com conteúdos mais abrangentes.

Escolha materiais didáticos atualizados e de sua confiança, com conteúdo contendo as principais informações, de forma mais resumida, específico para o concurso que escolheu.


Bons estudos e sucesso na carreira pública.
Carlos Alberto De Lucca é professor e desde 1979 prepara candidatos para concursos públicos.  cdelucca@uol.com.br .

Comentários

Mais Lidas