A importância da prática de simulados para concursos

Essa prática, em conjunto com a rotina de estudos do candidato, potencializa e direciona o aprendizado sob diversos aspectos.

Redação
Publicado em 27/10/2011, às 16h11

Renata Müller
A rotina de um concurseiro que está se preparando para prestar provas e concursos é, em geral, bastante sobrecarregada; são horas de estudo e leitura, muitas vezes com aulas em cursos especializados, além dos afazeres cotidianos, que não podem ser esquecidos. Diante de tantos desafios a serem vencidos no trajeto que leva à aprovação, é importante destacar métodos eficazes, os quais contribuem para o melhor rendimento dos estudos.
Neste artigo, enfatizamos a importância de se fazer simulados específicos no período de preparação. Essa prática, em conjunto com a rotina de estudos do candidato, potencializa e direciona o aprendizado sob diversos aspectos.
Destacamos, em primeiro lugar, que a prática dos simulados auxilia no direcionamento dos estudos, pois possibilita ao candidato visualizar o nível de dificuldade exigido no concurso de seu interesse e se familiarizar com a banca examinadora responsável pela aplicação da prova. O candidato, assim, passa a ter mais clareza do que deve buscar enquanto está estudando e organiza melhor seu método de preparação, podendo, por exemplo, focar nos temas e nas matérias de maior relevância para cada prova.
Outro aspecto importante é que o treino para solução das questões permite ao candidato fazer a administração do tempo para a solução da prova; mesmo que inicialmente de maneira inconsciente, essa experiência contribuirá para que o candidato se mantenha calmo e concentrado para resolver sua prova no tempo estabelecido no edital.
Além disso, uma das grandes vantagens dos simulados é a de que ficam evidenciados os erros e acertos obtidos em cada exercício, de modo a contribuir para que o candidato reforce seus estudos nos pontos de maior dificuldade, permitindo-lhe redefinir metas e estratégias de estudos. 
Em resumo, no simulado, o candidato é estimulado a chegar sozinho a uma resposta, o que faz com que assimile melhor o conhecimento e verifique se o conteúdo estudado já está pronto para ser testado. 
Importante esclarecer que a prática de simulados não deve ser a única e, sim, uma prática complementar na preparação para os concursos, uma vez que ela permite ao candidato aplicar e aprimorar seus conhecimentos, ou seja, quanto mais conhecimento tiver sobre os temas, mais eficaz será a solução de exercícios para memorização, autocontrole e boa administração do tempo de resolução da prova. 
É importante que o candidato explore suas habilidades e conheça suas limitações a fim de que estas sejam trabalhadas e vencidas, tornando o concurso apenas uma etapa para o ingresso na tão sonhada carreira.
Renata Müller é diretora editorial especializada em publicações jurídicas e para concursos em geral, editora das Apostilas Damásio de Jesus e idealizadora da Coleção “Simulados para Concursos”, da Editora Litera.

Comentários

Mais Lidas