E se o edital do concurso do INSS sair hoje?

Jaime Kwei, especialista em concursos, explica de que forma uma possível publicação antecipada do concurso do INSS pode - e deve - alterar a rotina de estudos de quem está se preparando

Jaime Kwei
Publicado em 02/12/2015, às 12h20

O edital do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) está previsto para sair em dezembro. Se ele sair hoje, devo alterar a minha rotina de estudo? Esta é a grande pergunta que muitos alunos nos fazem. Já sabemos que a organizadora será o Cespe e, por isso, acredito que muitos estão estudando em cima do estilo dessa banca, que é o caminho mais indicado mesmo. Lembre-se que o Cespe é a organizadora que tem as questões com respostas no estilo “certo ou errado”, e exige dos candidatos, entre outras coisas, memorização, capacidade de interpretação e entendimento interdisciplinar.
Qual deve ser minha rotina com o edital? Primeiro, é importante verificar as matérias e os pesos. Se uma determinada matéria não estava na sua programação de estudos e ela tem peso 2 no edital, você deve focar nela. É necessário estimar quanto tempo você dedicará a este novo ponto. Nesta altura do campeonato, tempo faz toda diferença no sucesso de sua aprovação. Se você não conhece nada do assunto, não pegue um livro novo sobre o tema, não dá tempo! Procure cursos com uma equipe pedagógica especializada: saber o que estudar e os principais pontos faz toda a diferença. Matérias com um peso menor e desconhecidas também devem entrar na programação, mas com uma dedicação menor. Logo, é importante fazer um cronograma de estudo que feche as matérias estudadas e as que não entraram na programação. Lembre-se que a dificuldade para fechar todos os tópicos é uma dificuldade de todos os candidatos, não se estresse por achar que não conseguirá fechar todo o edital. Os candidatos que passam em um concurso são aqueles que possuem um desempenho harmônico em todo o conjunto. Não adianta gabaritar em algumas matérias e zerar em outras. 
Outro erro é largar as revisões das matérias já estudadas. Algumas semanas sem o contato com um determinado tópico já afetam o desempenho. Depois da assimilação e compreensão do conteúdo, a sedimentação é com certeza um passo fundamental para o bom desempenho na prova.
Outro ponto importante é praticar simulados. As provas costumam ser longas e geram um desgaste físico e mental. Para se ter sucesso é importante praticar, praticar e praticar! Se você conseguir incorporar na sua rotina de estudos um simulado da prova semanal ou com um período menor, verá que faz muita diferença na preparação. Com certeza, no dia da prova você já estará acostumado ao desgaste e ele pouco afetará seu desempenho. Muitos corredores treinam mais do que o trajeto da prova, pois isto, além de dar uma resistência, gera confiança mental.
Não deixe de cuidar de sua saúde. Alimentação saudável e exercícios físicos ajudam a combater o stress nessa reta final. É importante aumentar o ritmo, mas procure também reservar um momento para o lazer, pois um ritmo muito intenso pode gerar uma queda na assimilação.
Prepare-se mentalmente. Seu sucesso no dia da prova está diretamente ligado à sua confiança. Entre na prova certo de que se preparou o máximo dentro de sua realidade. Você precisa acreditar que tudo dará certo! Um guerreiro somente tem sucesso na batalha se confia em si e em toda a sua preparação. Não esqueça que todos os candidatos também passam pelos mesmos desafios, mas a diferença dos aprovados é que eles não deram ouvidos às dificuldades e focaram na aprovação.
Bons estudos!
Jaime Kwei, diretor da Central de Concursos.

Comentários

Mais Lidas