Essa vaga tem que ser minha!

O ingresso na carreira pública tem se tornado um projeto ambicioso no Brasil, até implicando em status

Redação
Publicado em 18/01/2012, às 13h02

Luiza Ricotta

Tenho os concursos que tanto espero para poder fazer e sei que desta vez essa vaga tem que ser minha! Assim muitos candidatos vão demarcando o seu território através da manifestação de seu desejo em torno de uma escolha profissional. Somam a isso a realização de sonhos outros, aqueles pessoais, que dão conta de suprir muitas necessidades que foram adiadas em razão desse propósito.

O ingresso na carreira pública tem se tornado um projeto ambicioso no Brasil, até implicando em status. Aquele que consegue a sua vaga sente-se como contemplado numa loteria, onde seu prêmio será em gotas, mês a mês.

Essa vagatem que ser minha! Nasce de um forte desejo de revolucionar a sua vida. Tem o peso que as decisões ocupam na vida de uma pessoa; isso envolve assumir as consequências de tal escolha.

Muitos candidatos precisam, desde o início, não matar seu projeto. As dúvidas com relação as suas possibilidades são verdadeiras doses de incerteza, onde não se apropria da própria força. Como é que um guerreiro vai à luta sem ter dentro dele o ímpeto necessário para sua batalha, que lhe mantém em pé? Dignidade é isso. Poder dar conta desse enfrentamento que você está sendo chamado: - ao de sua vaga ser, de fato, sua.

Inicialmente é um projeto, e precisa se materializar. Para isso, o reforço dentro de si será fundamental para reunir esforços e ir compondo o seu dia a dia.

Sua luta não será em vão ainda que o resultado final de uma batalha não te proporcione a vitória. Tem que saber que essa demonstração somente existirá quando você somar muitas dessas batalhas, tendo se tornado um melhor guerreiro, mais experiente e menos pessoal no que tange a interpretar sua performance em parâmetros desleais com você.

Existe um caminho, do contrário poderá desistir e assumir outro projeto profissional. Porém, quem deseja de fato agarrar a sua vaga precisa desprender-se da autocomiseração, que provoca a pena de si mesmo. Isso é que é deixar de levar para o pessoal sua conquista, e aprender adquirindo experiência, passando pelas situações e desenvolvendo maturidade. Os ganhos irão abranger sua vida globalmente e os resultados efetivos.

Luiza Ricotta é psicóloga e professora universitária. Autora do livro Preparação Emocional em Concursos Públicos: equilíbrio e excelência. Você pode conhecer também o tema através das vídeo-aulas de Preparação Emocional na área VIP para assinantes do www.jcconcursos.com.br. Twitter: @luizaricotta.

Comentários

Mais Lidas