Agente de telecomunicações – 6ª aula

A acentuação gráfica é matéria exigida nas provas de concursos, então você se deparará com esse tema que poderá fazer grande diferença

Redação
Publicado em 14/09/2011, às 15h55

Sandra Ceraldi Carrasco

A acentuação gráfica é matéria exigida nas provas de concursos, então você se deparará com esse tema em sua provinha que poderá fazer grande diferença. Estude as regras mais importantes e veja também a alteração proposta pelo Acordo Ortográfico vigente. Estudem com a professora e tirem suas dúvidas pelo blog da especialista, localizado à esquerda, na página principal do site do nosso jornal.


ACENTUAÇÃO GRÁFICA

a)      Proparoxítonas: todas devem receber acento gráfico: agu­do na vogal aberta e circunflexo na vogal fechada. Também recebem acento as proparoxítonas eventuais, isto é, as paroxítonas terminadas em ditongo

b)      Paroxítonas: acentuam-se as palavras paroxítonas terminadas:

ü       -r: cater, ímpar, mártir

ü       -x: nix, índex, ônix, rax

ü       -n: etron, fen, len, próton

ü       -l: avel, dicil, cil, lamenvel

ü       -ps: ceps, fórceps

ü       , -ãs: ímã, ímãs, órfã, órfãs

ü       -ão, -ãos: órgão, órgão, tão, tãos

ü       -ei, -eis: aveis, ceis, quei, nei

ü       -i, -is: ri, ris, pis, nis

ü       -om, : rândom, dom

ü       -on, -onsmórmon, mórmons

ü       -um, -uns: álbum, álbuns, dium, diuns

ü       -us: nus, rus

c)      Oxítonas:   acentuam-se as palavras oxítonas e os monossílabos terminados:

ü       -a, -as: alva(s), cá, lá, maracu(s), (s)

ü       -e, -es: jaca(s), (s), ne(s), pé(s), vê(s)

ü       -o, -os: a(s), ji(s), pale(s), pó(s)

ü       -em, -ens (quando não monossilábicos): armazém, armazéns, também

d)      Ditongos Abertos “eu”, “ei”, “oi” seguidos ou não de “s”, recebem acento agudo na base, nas palavras oxítonas. Ex.: Anéis, anzóis, carretéis, céu(s), chapéu(s), herói(s), pastéis.

NOVA REDAÇÃO: esses ditongos, quando paroxítonos, não deverão mais ser acentuados.

     

Antes/depois

ü       assembléia/ assembleia

ü       boléia/ boleia

ü       idéia/ ideia

ü       jibóia/ jiboia

e)      Hiatos

O hiato oo(s) das palavras paroxítonas deixa de receber acento circunflexo.

     

Antes/depois

ü       abençôo/ abençoo

ü       enjôo/ enjoo

ü       magôo/ magoo

            O hiato eem das formas verbais dos verbos crer, dar, ler, ver e derivados deixa de receber acento circunflexo.      

Antes/depois

ü       crêem/ creem

ü       dêem/ deem

ü       lêem/ leem

ü       relêem/ releem

ü       vêem/ veem

      Acentuam-se o “i” e o “u” que formam hiatos com a vogal anterior: baú, balaústre, saída, saíste.

Observação:

a)        Não se acentuam o “i” e o “u” dos hiatos quandoprecedidos de letra diferente de “s” e “nh” na sílaba posterior. Ex.: Sairmos, Raul, ainda, campainha.

b)        Não se acentuam as vogais “i” e “u” tônicas precedidas de ditongo, a menos que venham em posição final ou sejam seguidas de “s”. Ex.: baiuca, boiuno, cauila, feiura, Bocaiuva. Entretanto, Piauí, tuiuiú, tuiuiús, pois são oxítonos.

c)        Acentuação do “u” tônico dos encontros gue, gui, que, qui será extinta:  Apazigue, arguem, argui, averigue.

·Trema

O trema deixa de existir. Só permanecerá em palavras estrangeiras: Günter, Gisele Bündchen, müler, müleriano. 

            Antes/depois

ü       agüentar/ aguentar

ü       freqüente/ frequente

ü       lingüiça/ linguiça

ü       tranqüilo/ tranquilo

·Acento Diferencial

Não se coloca acento diferencial nas palavras homógrafas heterofônicas: acordo (subst.), acordo (verbo); almoço (subst.), almoço (verbo); jogo (subst.), jogo (verbo). No entanto, o acordo registra algumas exceções. É obrigatório o acento diferencial em:

ü       pôde (pretérito perfeito) para distinguir de pode (presente do indicativo);

ü       pôr (verbo) para distinguir de por (preposição).

ü       têm (3ª p.p. presente) para distinguir de tem (3ª p. s. presente);

ü       vêm (3ª p.p. presente) para distinguir de vem (3ª p. s presente);

ü       mantêm (3ª p.p.presente) para distinguir de mantém (3ª p. s. presente);

ü       intervêm (3ª p.p. presente)  para distinguir de intervém (3ª p. s. presente).

É facultativo o acento diferencial em dêmos (1ªpessoa do plural do presente do subjuntivo) para distinguir de demos (1ª pessoa do plural do pretérito perfeito), bem como de fôrma (substantivo) para distinguir de forma (substantivo e verbo).

BOA SORTE!

Professora Sandra Ceraldi Carrasco, consultora e especialista em Língua Portuguesa, autora de livros e periódicos na área. Há mais de 20 anos ministra cursos e palestras, com índice recorde de aprovação. Seu mais recente trabalho aborda de forma prática o Acordo Ortográfico. Atualmente é coordenadora do curso preparatório IPA. Contato: professora.sandracarrasco@uol.com.br.

Comentários

Mais Lidas