Significação das palavras

Nesta semana, a professora Sandra Ceraldi Carrasco relembra algumas regras sobre a significação de palavras

Redação
Publicado em 25/09/2012, às 14h21

Sandra Ceraldi Carrasco

Nesta semana, a professora Sandra Ceraldi Carrasco relembra algumas regras sobre a significação de palavras. Acompanhe as explicações da especialista e sucesso em seus estudos!

Os vocábulos da Língua Portuguesa podem ser sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Veja:

Palavras sinônimas - duas ou mais palavras identificam-se exatamente ou aproximadamente quanto ao significado. As que se identificam exatamente se dizem sinônimas perfeitas (cara e rosto). As que se identificam por aproximadamente se dizem sinônimas imperfeitas (esperar e aguardar).

Palavras antônimas - duas ou mais palavras têm significados contrários, como amor e ódio vitorioso e derrotado.

Palavras homônimas - duas ou mais palavras apresentam identidade de sons ou de forma, mas de significados diferentes. São chamadas de homógrafas e homófonas. Quando homônimas perfeitas, apresentam a mesma grafia e a mesma pronúncia: CEDO (substantivo) - CEDO (verbo); LIVRE (adjetivo) - LIVRE (verbo); SÃO (adjetivo) - SÃO (verbo); VERÃO (estação do ano) – VERÃO (verbo). Quando apenas homônimas homógrafas, têm a mesma grafia, mas diferem na pronúncia: COLHER (substantivo) - COLHER (verbo); COMEÇO (substantivo) - COMEÇO (verbo); SELO (substantivo) - SELO (verbo); TORRE (substantivo) - TORRE (verbo). Já quando homônimas homófonas apresentam grafias diferentes e mesma pronúncia: ACENDER (iluminar, por fogo) e ASCENDER (subir, elevar); ACENTO (inflexão de voz ou sinal gráfico) e ASSENTO (lugar para sentar-se); APREÇAR (avaliar preços) e APRESSAR (acelerar); ÁREA (superfície) e ÁRIA (melodia); CAÇAR (perseguir a caça) e CASSAR (anular, inutilizar); CEGAR (tornar cego) e SEGAR (ceifar, cortar para colher); CENSO (recenseamento, contagem) e SENSO (juízo); CELA (quarto pequeno ou cubículo) e SELA (arreio de animais);  CERRAR (fechar) e SERRAR (cortar); CESSÃO (ato de ceder, doação), SEÇÃO ou SECÇÃO (repartição, departamento; divisão) e SESSÃO (tempo de duração de uma representação ou espetáculo, encontro, reunião); CONCERTO (acordo, arranjo, harmonia musical) e CONSERTO (remendo, reparo, arrumação); ESPECTADOR (o que presencia) E EXPECTADOR (o que está na expectativa); ESPERTO (ágil, rápido, vivaz) e EXPERTO (conhecedor, especialista); ESPIAR (olhar, ver, espreitar) e EXPIAR (pagar uma culpa, sofrer castigo); ESPIRAR (respirar) e EXPIRAR (morrer); COSER (costurar) e COZER (cozinhar); INCIPIENTE (iniciante, principiante) e INSIPIENTE (ignorante); INTENÇÃO ou TENÇÃO (propósito, finalidade) e INTENSÃO ou TENSÃO (intensidade, esforço); PAÇO (palácio) e PASSO (passada); SINTO (do verbo sentir) e CINTO (objeto de vestuário); TAXA (imposto) e TACHA (prego pequeno).

As palavras parônimas são duas ou mais palavras quando apresentam grafia e pronúncia parecidas, mas significados diferentes. Ex.: área (superfície) e ária (melodia) / comprimento (extensão) e cumprimento (saudação) / deferir (conceder) e diferir (adiar) / descrição (ato de descrever) e discrição (reserva em atos e atitudes) / despercebido (desatento) e desapercebido (despreparado) / emergir (vir a tona, despontar) e imergir (mergulhar) / emigrante (quem sai voluntariamente de seu próprio país para se estabelecer em outro) e imigrante (quem entra em outro país a fim de se estabelecer) / eminente (destacado, elevado) e iminente (prestes a acontecer) / flagrante (evidente) e fragrante (perfumado, aromático) / fluir (correr em estado fluido ou com abundância) e fruir (desfrutar, aproveitar) / inflação (desvalorização da moeda) e infração (violação da lei) / infringir (transgredir) e infligir (aplicar) / ratificar (confirmar) e retificar (corrigir) / tráfego (trânsito de veículos em vias públicas) e tráfico (comércio desonesto ou ilícito) / vultoso (que faz vulto, volumoso ou de grande importância) e vultuoso (acometido de congestão da face).

Bons Estudos!



Professora Sandra Ceraldi Carrasco
, consultora e especialista em Língua Portuguesa, autora de livros e periódicos na área. Há mais de 20 anos ministra cursos e palestras, com índice recorde de aprovação. Seu mais recente trabalho aborda de forma prática o Acordo Ortográfico. Atualmente é coordenadora do curso preparatório IPA. Contato: professora.sandracarrasco@uol.com.br.

Comentários

Mais Lidas