MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Atenção engenheiros: Concurso Nacional Unificado oferta 384 vagas na área

O Concurso Nacional Unificado é uma oportunidade imperdível para profissionais formados em engenharia, pois oferta um total de 384 vagas das 6,6 mil totais

Banner oficial do Concurso Nacional Unificado
Banner oficial do Concurso Nacional Unificado - Divulgação/Governo Federal
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 17/01/2024, às 23h38

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Concurso Nacional Unificado é uma oportunidade imperdível para profissionais formados em engenharia, pois oferta um total de 384 vagas (das 6,6 mil totais) distribuídas em oito órgãos do governo federal. As oportunidades abrangem diversas especialidades e proporcionam salários atrativos aos profissionais da área. Confira a seguir as possibilidades:

Vagas para engenheiros no concurso CNU: melhores salários

Na Advocacia-Geral da União (AGU), destacam-se as dez vagas para engenharia civil, quatro para engenharia elétrica, duas para engenharia agronômica e duas para engenharia de produção. Os aprovados receberão salário inicial de R$ 7.736,77, para uma carga horária de 40 horas semanais, com vagas disponíveis em todo o território nacional.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tem seis vagas disponíveis para engenheiros civis, elétricos e mecânicos no cargo de analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatística. Há, ainda, mais duas vagas para engenheiro no cargo de tecnologista em informações geográficas e estatísticas. Com um salário de R$ 8.453, a jornada de trabalho é de 40 horas semanais, com lotação no Rio de Janeiro.

Na Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), os engenheiros podem ingressar como especialistas em indigenismo, com salário de R$ 7.697,02. A atuação ocorre em Brasília ou no Rio de Janeiro, exigindo 40 horas semanais. As responsabilidades incluem o desenvolvimento de projetos de engenharia, coordenação de operações e manutenção, emissão de laudos técnicos, fiscalização de contratos e outras atribuições relevantes para a área.

Vagas com salários menores

No Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), o cargo oferecido é o de analista de infraestrutura, com especialidades em engenharia civil, elétrica, eletrônica, telecomunicações, eletrotécnica ou energia. São 283 vagas ao todo. O salário inicial é de R$ 12.982,20 para uma jornada de 40 horas semanais, com lotação em Brasília.

O Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI) disponibiliza vagas para o cargo de analista em ciência e tecnologia, destinadas aos engenheiros. As atividades incluem coordenação, execução, fiscalização e promoção de atividades relacionadas à gestão em segurança do trabalho. Os salários iniciais são de R$ 6.662,68, com oportunidades em São José dos Campos (SP) e Manaus.

No Ministério da Saúde, há duas vagas para tecnologistas, destinadas a engenheiros. O foco das atividades está na pesquisa e desenvolvimento tecnológico, com remuneração inicial de R$ 6.662,68 para 40 horas semanais em Brasília.

O Ministério da Agricultura e Pecuária oferece 13 vagas para o cargo de analista em ciência e tecnologia, exigindo especialização em engenharia eletrônica ou elétrica. As atividades englobam o apoio à direção, coordenação, organização, planejamento, controle e avaliação de projetos e suporte administrativo, com remuneração inicial de R$ 6.662,68, para uma jornada de 40 horas semanais em Brasília.

No Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), engenheiros civis, elétricos, de agrimensura ou cartográfica podem concorrer ao cargo de analista em reforma e desenvolvimento agrário. Com 128 vagas disponíveis, o salário inicial é de R$ 5.212,29 para uma jornada de 40 horas semanais. Os candidatos podem ser alocados em diversas cidades do país.

Inscrição online

Os interessados em concorrer às vagas do concurso CNU podem se inscrever a partir da próxima sexta-feira (19), até 9 de fevereiro, exclusivamente pelo Portal Gov.br. As taxas de inscrição são de R$ 60 para nível médio e R$ 90 para nível superior. Importante ressaltar que estão isentos de pagamento os inscritos no CadÚnico, doadores de medula óssea, bolsistas ou ex-bolsistas do ProUni, e bolsistas ou ex-bolsistas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

CNU: oportunidades por área

Os interessados não vão concorrer à totalidade das vagas do Concurso Nacional Unificado, pois estão divididas por área de atuação - chamada no edital de bloco temático. Confira abaixo cada um deles, com suas respectivas oportunidades:

  1. Infraestrutura, Exatas e Engenharia - 727 vagas
  2. Tecnologia, dados e informações - 597 vagas
  3. Ambiental, Agrária e Biológicas - 530 vagas
  4. Trabalho e saúde do servidor  - 971 vagas
  5. Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos - 1.016 vagas
  6. Setores Econômicos e Regulação - 359 vagas
  7. Gestão governamental e Administração Pública  - 1.748 vagas
  8. Nível intermediário - 692 vagas 

Como visto, são oito blocos temáticos que agregam vagas para diversos órgãos. O MGIinformou que esse modelo amplia a possibilidade de escolha da vaga, respeitando a vocação e o perfil profissional de cada candidato.

Quem tem nível intermediário poderá concorrer apenas à 692 vagas do último eixo, o de Nível intermediário. Todas as demais oportunidades são destinadas aos concurserios com formacão superior - alguns cargos exigem graduação em área específica.

Vantagens do Concurso Nacional Unificado

Confira abaixo 7 bons motivos para prestar o processo seletivo:

  • Taxa de inscrição mais baixa: R$ 60 para cargos de nível médio e R$ 90 para os que requerem nível superior;
  • Economia com deslocamento e hospedagem: a prova será aplicada em 220 cidades do país para tornar o certame mais acessível e atrair candidatos mais plurais. Sendo assim, não haverá a necessidade de grandes deslocamentos para prestar a prova, que não ficará restrita às capitais e ao Distrito Federal, como ocorre geralmente nos concursos federais;
  • Possibilidade de concorrer a vários cargos de vários órgãos, pagando taxa única e inscricão: o CNU permitirá a inscrição para mais de um cargo, desde que no mesmo eixo temático. Inclusive, pode-se optar por concorrer a todos os cargos do bloco, indicando a ordem de preferência;
  • Isenção facilitada: a seleção ampliou o leque de candidatos que têm direito a realizar o concurso sem pagar nada. Farão jus à isenção os inscritos no Cadastro Único, os doadores de medula óssea,  quem é ou foi bolsista do ProUni e, por fim, aqueles que fazem ou fizeram faculdade financiada pelo FIES;
  • Concorrência mais nivelada: o conteúdo programático exigido foge do padrão que os editais cobram geralmente e que, portanto, alguns concurseiros já estudaram (seja de forma antecipa para o CNU ou para outros certames). Isso significa que muitos candidatos vão ver o conteúdo programático só a partir de agora, dando chances quase iguais aos que são concurseiros iniciantes;
  • Os aprovados fora do número de vagas e que, portanto, ficarão no cadastro reserva poderão ser aproveitados por outros órgãos federais em vagas temporárias, sem interferir na disputa pela vaga efetiva. Assim, enquanto estão na fila de espera já poderão ter a chance de começar a trabalhar e a ser remunerado em outra vaga temporária (o MGI ainda vai regulamentar como isso deve ocorrer); e
  • Chamamento rápido: segundo o governo federal, os candidatos aprovados no CNU serão convocados já a partir de agosto deste ano, conforme publicado feita nesta quarta nas redes sociais (veja abaixo).

Confira os editais do CNU

A seguir, encontram-se os links para acesso a cada um dos oito editais publicados hoje (10):

Bloco 1: Infraestrutura, Exatas e Engenharias
Bloco 2: Tecnologia, Dados e Informação
Bloco 3: Ambiental, Agrário e Biológicas
Bloco 4: Trabalho e Saúde do Servidor
Bloco 5: Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos
Bloco 6: Setores Econômicos e Regulação
Bloco 7: Gestão Governamental e Administração Pública
Bloco 8: Nível Intermediário

++++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade no JC Concursos. 

Siga o JC Concursos no Google News

+ Resumo do Concurso Nacional Unificado 2024

Governo Federal
Vagas: 6640
Taxa de inscrição: De R$ 60,00 Até R$ 90,00
Cargos: Médico, Contador, Engenheiro
Áreas de Atuação: Administrativa, Saúde
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 3741,84 Até R$ 22921,71
Organizadora: Fundação Cesgranrio
Estados com Vagas: AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO‍, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC, SP, SE, TO

+ Agenda do Concurso

19/01/2024 Abertura das inscrições Adicionar no Google Agenda
09/02/2024 Encerramento das inscrições Adicionar no Google Agenda
05/05/2024 Prova Adicionar no Google Agenda
concursosconcursos publicosconcursos abertosconcursos federais

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.