Tudo Sobre

Concurso Cinema

Depois da visita de Obama...

Na esteira do sucesso da visita do presidente americano Barack Obama, o Cineclube JC retoma um tema que foi abordado recentemente pela coluna, mas sob novo prisma: a diplomacia



Redação
Publicado em 01/04/2011, às 16h16

Na esteira do sucesso da visita do presidente americano Barack Obama ao Brasil, o Cineclube JC retoma um tema que foi abordado recentemente pela coluna, mas sob novo prisma: a diplomacia.

A visita do mandatário americano tinha como objetivo estreitar laços comerciais com o país comandado por Dilma Rousseff e afinar algumas posições dos dois países no campo das políticas internacionais. Sob uma perspectiva brasileira, a visita não foi das mais produtivas no plano econômico, ainda que tenha renovado a afinidade diplomática - que andava meio combalida - entre as duas nações.

Essa alternância entre bem-estar e inquietação diplomática é uma constante entre países de posições tão sólidas e enraizadas. Ainda mais em uma época que o mundo experimenta uma crise nuclear, provocada pelo tsunami no Japão, e um clima de guerra por conta da resistência do líder líbio Muammar Gaddafi ao movimento revolucionário que ocorre naquele país.

Um filme que reproduz com precisão um dos grandes momentos de instabilidade diplomática  experimentados na história é “Treze dias que abalaram o mundo”. A produção remonta o período que antecede a guerra fria e que ficou conhecido como “crise dos mísseis de Cuba”, em outubro de 1962. Foram dias de intensa atividade diplomática com a finalidade de evitar um iminente confronto nuclear entre Estados Unidos e a União Soviética.

O filme acompanha os bastidores desse desenlace. O diretor Roger Donaldson reveste a mise-en-scène de tensão e o crescente sentimento de desamparo chega a ser palpável. “Treze dias que abalaram o mundo” é fiel à história e cinema dramaticamente relevante.

Não menos relevante, principalmente para o melhor contexto histórico dos rumos da esquerda brasileira no joguete político, é o nacional “O que é isso companheiro?”. Baseado no livro homônimo de Fernando Gabeira, o filme recria o ambiente político do final dos anos 60 quando a ditadura militar revogava direitos civis no Brasil. O filme reconstitui um trágico incidente diplomático envolvendo Brasil e Estados Unidos: o sequestro do embaixador Charles Burke Elbrick por um grupo de revolucionários; dentre os quais destacava-se o autor do livro e posteriormente deputado federal, Fernando Gabeira.

O filme de Bruno Barreto foi indicado ao Oscar de filme estrangeiro e conta com a participação do ator americano Alan Arkin. Os brasileiros Pedro Cardoso, Cláudia Abreu, Luis Fernando Guimarães, Marco Ricca, Eduardo Moscovis, Fernanda Torres e Selton Mello completam o ótimo elenco. O filme ganha mais interesse pela lembrança de Obama, em seu já célebre discurso no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, de que a presidente Dilma Rousseff participou de movimentos revolucionários naquele período.

É comum que membros da diplomacia americana sejam vítimas de destemperos circunstanciais de países com revoluções deflagradas. Isso se justifica pela grande influência política da maior potência mundial. Não é comum, no entanto, que crise interna gere os mesmos problemas. É disso que se ocupa o filme “Jogo de poder”, outro filme inspirado em história real envolvendo os dissabores da diplomacia americana. A produção revisita o escândalo que a Casa Branca sob George W. Bush promoveu ao “queimar” a identidade de uma agente da CIA após seu marido, um diplomata, publicar um artigo no New York Times contestando as justificativas do governo para a invasão no Iraque em 2003. “Jogo de poder” assume o ponto de vista de Valerie (a espiã) e Joseph (o marido diplomata) e não poupa o governo americano em uma história de intrigas, traições e muita instabilidade política. É um ótimo filme de ação respaldado na realidade, ainda que a interprete com parcialidade insuspeita.

Reinaldo Matheus Glioche

+ Resumo do Concurso Cinema

Cinema
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão

+ Agenda do Concurso

31/03/2012 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas