Como estudar após a publicação do edital

A publicação do edital muda completamente a dinâmica de estudo, então é preciso que você faça alguns ajustes na sua maneira de estudar para o concurso

Thiago Cabral
Publicado em 16/08/2017, às 12h16

A publicação do edital muda completamente a dinâmica de estudo, então é preciso que você faça alguns ajustes na sua maneira de estudar para o concurso.
Fazendo uma analogia, se preparar para um concurso é como correr uma maratona, onde o período entre o edital e o dia da prova é corrida de velocidade, ou aquele famoso sprint final.
Antes do edital, o concurseiro tem a impressão de que tem muito tempo e acaba estudando com calma todas as disciplinas, aprofundando aos poucos o conhecimento de cada matéria. O problema é que, depois de autorizado, o edital do concurso pode sair a qualquer momento!
É um prazo relativamente curto – em média não passa de dois, três meses – e todas as suas forças devem ser concentradas para aumentar as suas chances de ser aprovado.
Você deve focar em uma estratégia que vai encerrar sua preparação com chave de ouro. Para lhe ajudar, separei algumas dicas. 

Leia e analise todo o edital 

Agora que saiu o edital, leia-o integralmente e faça uma análise minuciosa, que o ajude a decidir se realmente deseja e, principalmente, se tem todos os requisitos necessários para o cargo. Observe atentamente e marque a data das inscrições e das provas, o número e o local das vagas, critérios de avaliação, enfim, todas as regras sobre o concurso.
A primeira providência é examinar atentamente o edital para saber se há matérias ou tópicos novos em relação ao edital antigo ou que ainda não foram estudados. Atenção nesse ponto: muitas vezes os assuntos de uma disciplina ficam sob o título de outra e, em alguns casos, o nome da disciplina é mantido, mas o conteúdo cobrado sofre alterações.

Planeje seus estudos 

Como eu já comentei, entre a publicação do edital e a data da realização da prova, você terá aproximadamente mais dois ou três meses para se preparar para as provas. Por essa razão, é preciso fazer um planejamento estratégico de como, quando, onde e, principalmente, o que você vai estudar. Como o tempo é curto, você precisa usar cada minuto com sabedoria.

Verifique qual disciplina merece mais atenção 

Nem todos os concursos possuem os mesmo pesos e quantidades de questões. Então, antes de começar a estudar, selecione as matérias e tópicos que vão cair na prova e calcule aproximadamente quantos dias você tem até o dia da prova.
Como provavelmente você não vai conseguir estudar todas as disciplinas, deixe de lado as que tenham poucas questões ou peso baixo na prova. Já as disciplinas específicas (ou surpresas do edital) que tenham um número de questões ou peso relevante na prova devem ser priorizadas nesse momento.
O mesmo acontece com matérias em que você ainda tenha muita dificuldade. Matérias que você está dominando e com alto índice de acertos nas questões devem ser apenas revisadas, ou pelos seus resumos e marcações ou através de exercícios.

Estabeleça horários 

Calcule aproximadamente quantos dias você tem até o dia da prova. Escolha os materiais que você vai usar e defina em quais horários do dia você vai se dedicar totalmente à sua preparação. Se você cuida da casa, trabalha ou faz faculdade, você precisará conciliar os estudos com as suas outras tarefas.
Mesmo que pareça ou seja mesmo difícil, você tem que arrumar tempo para estudar. O edital saiu, o dia da prova está chegando e você precisa estabelecer horários para definir quais são as suas prioridades. Não importa se você vai estudar à noite, no horário de almoço ou acordar mais cedo. O mais importante é que você estude. A maioria das coisas boas da vida requer sacrifício. Pense bem nisso!

Resolva muitas questões 

Mesmo que não dê tempo para estudar tudo, é essencial que você reserve um período do seu ciclo de estudos pós edital para fazer questões, de preferência da banca do seu concurso.
Se você estudou muito, provavelmente não vai encontrar muitas questões inéditas. Refaça todas as questões, dando atenção especial àquelas que você errou ou as que você tenha considerado muito importante.
Quando você for resolver as questões, faça-as sem consultar. Depois confira as respostas consultando a teoria, assim você vai verificar se realmente aprendeu e já aproveita para ir revisando também a matéria.
Tudo isso vai ajudar você a conhecer melhor o perfil da banca, o estilo das perguntas que ela costuma fazer e os assuntos mais frequentes, o que vai trazer mais eficiência e rapidez para você terminar a prova.

Simulados 

Treino é treino e jogo é jogo, mas time que não treina nunca vai jogar bem!  Então, você pode usar, por exemplo, todos os sábados para fazer simulados. Depois do edital aberto você terá, no mínimo, oito sábados para fazer simulados até o dia de sua prova.

Revisão 

Em 60, 90 dias é possível revisar todas as matérias que foram estudadas ao longo de sua preparação. Tire os últimos dez dias anteriores à prova para dedicar-se apenas à revisão do conteúdo estudado.
Rever as disciplinas é tão importante quanto estudá-las, pois ajuda a fixar as informações mais importantes pelo método das revisões periódicas. Você sentirá uma grande diferença na hora da sua prova, pode ter certeza!

Descanse a sua mente e o seu corpo 

Não ache que porque saiu o edital você tem que estudar oito, dez horas por dia, nos sete dias da semana. Se você estudou com qualidade antes do edital não tem porque se desesperar agora.
O descanso é tão importante quanto a dedicação aos estudos para a sua saúde física e principalmente mental, que é a que você mais precisará nesse período. Mesmo nessa última fase de preparação, o equilíbrio é importante para que você não fique exausto e perca qualidade no estudo bem na reta final.
Então, tire o domingo para descansar, encontrar-se com os seus amigos, sair para comer ou ir ao shopping, à praia. Fazer uma caminhada também pode ajudar a obter maior capacidade de concentração e memorização, além de melhorar a qualidade do sono e reduzir o estresse causado por tantos estudos.
Thiago Cabral é auditor-fiscal do Estado de Santa Catarina, coach e professor do Estratégia Concursos

Comentários

Mais Lidas