Como estudar de forma eficiente?

Quando me perguntam qual é a melhor forma de estudar eu entendo que cada ser humano tem a sua melhor forma, aquela que produz uma alta performance em cada indivíduo

Daniel Sena
Publicado em 16/08/2016, às 09h33

Se tem uma pergunta que tenho recebido ao longo de quase uma década de ajuda aos concurseiros do Brasil é essa: como estudar de forma eficiente?
Gostaria de te dizer que eu tenho a resposta. A forma mais eficiente de estudar é a que funciona para você. O que achou da minha resposta?
Em tempos de soluções rápidas e ideais, muitos profissionais tem se aproveitado da ansiedade dos concurseiros para oferecer respostas e planos miraculosos para passar em concurso. Já vi gente anunciando aprovação em 30 dias. Tenho até medo quando vejo algo assim, pois a possibilidade de alguém se frustrar é gigantesca.
Não que seja impossível alguém passar em um concurso em 30 dias, não sou louco para afirmar que isso seja impossível pois, como disse, cada um tem sua forma de estudar e considerando a bagagem de cada pessoa e o nível da prova eu não duvido que um resultado impressionante como esse seja possível. É possível mas não é provável. Já tive alunos que passaram no Tribunal Regional do Trabalho e na Polícia Federal estudando por cinco meses então eu sei que existem pessoas capazes de ter um resultado impressionante como esse, mas vender isso como solução para todos os alunos é muito perigoso, para não dizer, fraudulento. 
Passar em concurso é um processo, não um momento. Não acontece da noite para o dia, pelo menos com a maioria. Então não dá para vender uma solução que não funcione com a maioria. Isso gera frustração e ao invés de ajudar, acaba atrapalhando.
Quando me perguntam qual é a melhor forma de estudar eu entendo que cada ser humano tem a sua melhor forma, aquela que produz uma alta performance em cada indivíduo. Contudo, é possível estabelecer algumas estratégias que auxiliem a maioria dos alunos, algumas ferramentas úteis que podem funcionar melhor que outras. Fazer cursinho é uma delas. 
Vários concurseiros já me perguntaram se é necessário fazer cursinho para passar em concurso. Eu digo que não, mas acredito que se o camarada fizer um bom curso preparatório sua caminhada rumo a aprovação poderá ser mais rápida. E tem outro detalhe, apesar de o cursinho não ser imprescindível, muito alunos precisam dele para obterem um bom resultado. Nem todos possuem disciplina suficiente para estudar sozinhos sendo necessário a interferência positiva da coletividade e do direcionamento que um curso preparatório poderá te proporcionar. 
Da mesma forma, vários alunos tem buscado uma nova solução que está ganhando mercado: o coaching. Será que é realmente necessário fazer coaching para a aprovação? Penso que não. E olha que sou coaching, mas acredito que nem todas as pessoas precisem desta ferramenta para serem aprovados. Se você tem disciplina, consegue estudar sozinho sem ninguém precisar ficar te cobrando desempenho, se você possui um bom equilíbrio emocional, é focado, organizado, determinado, não precisa de mais nada para ser aprovado além de se dedicar aos estudos. Agora, se te falta alguma das coisas que falei, o coaching poderá te ajudar. Como disse anteriormente, o coaching não é algo imprescindível para você obter um resultado positivo mas poderá ser uma ferramenta poderosíssima na sua caminhada. 
No fundo, o que cada um precisa é entender o que melhor funciona para si mesmo. Quando oriento alunos em como estudar para concurso, percebo que cada um tem uma forma que melhor se adequa ao seu estilo de aprendizagem. Tem gente que estuda apenas ouvido aula, outros fazem resumos quilométricos de todo o material. Ainda tem aqueles que só fazem exercícios. E tem os esforçados que fazem de tudo e mais um pouco. Não importa como você estuda, se você obtém resultado é isso que vale. O resultado é a melhor forma de você entender se o seu processo de aprendizagem está sendo eficiente ou não.
Agora, se você não está conseguindo atingir o resultado esperado, talvez seja hora de procurar ajuda. Fazer um bom cursinho ou contar com o auxílio de um bom profissional poderá tornar mais eficiente a sua caminhada. Continuar fazendo a mesma coisa na tentativa de obter um resultado diferente é perda de tempo. Se suas atitudes não estão funcionando, mude. Se não consegue mudar sozinho, procure ajuda. É melhor chegar no seu objetivo com ajuda de alguém do que não chegar.
Daniel Sena, coordenador do Focus Concursos, professor de direito constitucional e especialista em concursos públicos. Facebook: /ProfDanielSena. Twitter: @ProfDanielSena. YouTube: ProfDanielSena.

Comentários

Mais Lidas