Sob nova gestão, AFPESP promete foco no trabalho

Presidente da Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo diz que pretende melhorar os serviços aos associados e replanejar o funcionamento interno da entidade

Pâmela Lee Hamer
Publicado em 31/05/2013, às 16h49

Desde janeiro Antônio Carlos Duarte Moreira (foto) ocupa o mais alto posto da Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo (AFPESP), sendo o 11º presidente da entidade, depois de passar por outras funções na entidade.

Foi diretor associativo por 12 anos, vice-presidente da diretoria executiva durante seis anos, presidente do conselho deliberativo de 2007 a 2009, escreveu o livro “A história da AFPESP em 66 anos” e coordenou a obra “AFPESP - 80 anos de conquistas”.

Agora, ao assumir o desafio de liderar a principal entidade do funcionalismo público da América Latina, no mandato de 2013 a 2015, Duarte Moreira firma as bandeiras da gestão na organização interna e nos serviços aos associados.

“O intuito é oferecer ao corpo diretivo um diagnóstico, visando estabelecer metas para o planejamento estratégico, além de detectar situações que possam ser corrigidas, trazendo alívio quanto aos custos da associação, ao passo que a entidade não visa lucro, mas tem de evitar o prejuízo. Por outro lado, queremos padronizar os serviços nos hotéis, seguindo a hotelaria moderna, sem aumentar o valor cobrado do associado”, exemplifica Moreira.

Em relação aos serviços de hotelaria oferecidos aos funcionários públicos (são 15 empreendimentos de lazer e descanso em cidades de praia, campo e serra), a mudança deverá ser propagada a partir de reunião com gerentes e supervisores, e a capacitação está nos planos. “É preciso que o funcionário interaja com o público. Vamos instrumentá-lo para que possa se adaptar à hotelaria moderna, por meio de treinamentos”, diz.

Duarte Moreira também se compromete a continuar na luta para que as reivindicações dos servidores possam ser atendidas. “Vamos protagonizar a defesa dos interesses da categoria, desde os menores salários até os mais atraentes. Temos como meta, por exemplo, estabelecer a data-base para corrigir o desgaste inflacionário e estamos cobrando providências do Governo Federal para que sejam suprimidos os 11% para aposentados e pensionistas; em dois anos, a mobilização tem surtido efeitos surpreendentes”, observa o presidente.

Com o raio de ação definido, a AFPESP, por meio da atual gestão, também pretende aumentar os braços, atualmente estabelecidos em regionais nas cidades de Araçatuba, Araraquara, Bauru, Botucatu, Bragança Paulista, Campinas, Franca, Guarulhos, Marília, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São Bernardo do Campo, São Carlos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba e São Paulo (unidades Sul e Leste).

“Vai ser necessário um plano de investimento imobilizando parte do capital para a criação de novas unidades, que atendam a demanda reprimida do associado. Pretendemos concluir a ação no médio prazo, em torno de quatro anos. Estamos em tratativas para criar uma unidade em Perdizes, um hotel de passagem em São Paulo e assinamos a escritura da compra de imóvel em Presidente Prudente”, esclarece.

Para fazer os projetos saírem do papel, o dirigente conta com a experiência conquistada na entidade e nos trabalhos como jornalista (o presidente escreve a Coluna do Servidor do Jornal dos Concursos & Empregos e já passou por outros veículos de comunicação).

“Ao longo desses anos, eu vi muitas situações que poderiam ser resolvidas de forma a atender com mais rapidez o associado. São desafios que vêm se somando a uma série de reivindicações que a associação e seu corpo diretivo cuidaram, mas que precisa que se dê prosseguimento. Nem sempre tudo é exequível”, complementa.

Para o presidente, todas as ações que tendem a ser implantadas na nova gestão consolidam o papel da entidade como formadora de opinião - e não só mobilizadora de servidores - junto a seus 241 mil associados, em grande parte mulheres (65%) e pessoas com idade superior a 50 anos.

Comentários

Mais Lidas