Trabalhar e estudar

"Foque no que pode te trazer bons resultados, que você também verá bons resultados nos estudos"

Redação
Publicado em 09/05/2013, às 11h02

Independente do seu concurso não ter aberto ainda, ou ter sido adiado/cancelado/suspenso, ou de você estar muito no início da preparação, falarei sobre um tema que assola muitos concurseiros: conciliar trabalho e estudo.

Administrar o tempo a ser dedicado para cada uma das atividades é uma tarefa central na vida de quem se prepara para concursos, principalmente daqueles que já estão no mercado de trabalho, e que pode ser um diferencial na hora da aprovação. No livro “Como Passar em Provas e Concursos”, estabeleço dois pontos determinantes para uma boa administração do tempo de estudo. O primeiro é a responsabilidade; e o segundo, a flexibilidade.

A responsabilidade é, fundamentalmente, com os objetivos a serem alcançados. Quem se prepara para concursos e já trabalha na iniciativa privada, como profissional liberal ou em uma área do serviço público diferente da que almeja, o faz para, em geral, ao conseguir a aprovação, ter uma situação financeira mais confortável, poder auxiliar a família e ter mais tempo para realizar as atividades que gosta. Desse modo, o estudo é o caminho para se alcançar o objetivo e, para trilhá-lo, é preciso dedicação, compromisso, esforço e flexibilidade.

A flexibilidade é a capacidade do concurseiro de lidar com contratempos e adversidades que podem surgir e atrapalhar seus estudos. São exemplos: uma carga de trabalho elevada, um patrão muito exigente,excesso de atividades, falta de tempo etc. Para contornar esses problemas, o primeiro passo é planejar bem os seus horários, separando tempo para o estudo,tempo para a família, tempo para o trabalho e tempo para o descanso.

Como muitos sabem e muitos livros ensinam,existe um sem-fim de técnicas de estudo, dentre as quais ao menos uma vai se encaixar em seu perfil e ser ideal para a distribuição de sua carga horária, porém,mais importante que ter uma boa técnica é saber aproveitar as oportunidades e os “tempos livres” para ler e rever a matéria. Seja o tempo de deslocamento casa-trabalho-casa, da fila do banco ou das atividades diárias (lavar louça,passar roupa etc), é sempre possível estudar nos intervalos das atividades,mesmo que apenas mentalmente.

Quando estiver no trabalho, no entanto, o concurseiro deve dedicar-se integralmente. À medida que otimizar o tempo do seu trabalho, as atividades não irão se acumular e você não ficará pensando em trabalho durante o estudo.

Lembre-se: ambientes organizados, metas claras e pré-disposição para render o máximo no horário de trabalho são alguns fatores que caracterizam um profissional pró-ativo, producente, eficaz e eficiente. Basta vontade, treino e persistência. Foque no que pode te trazer bons resultados, que você também verá bons resultados nos estudos.

William Douglas é juiz federal, titular da 4ª Vara Federal de Niterói - Rio de Janeiro e professor exclusivo em Técnicas de Motivação e Memorização da rede LFG. www.williamdouglas.com.br.

Comentários

Mais Lidas