Previsão é de 300 vagas

Assembleia AP pode ter edital do concurso 2019 até maio

Sem realizar concurso desde 1992, o novo concurso público da Assembleia Legislativa do Amapá deverá contar com oportunidades para diversos cargos

Fernando Cezar Alves
Publicado em 08/04/2019, às 12h21

A comissão do novo concurso público da Alap (Assembleia Legislativa do Amapá) pode concluir a elaboração do edital de abertura de inscrições do certame ainda no decorrer deste mês de abril Acontece que, em 21 de janeiro, foi publicada, no diário oficial da Assembleia, a portaria 28/2019, que institui os membros que farão parte da comissão organizadora do certame. O documento determina um prazo de 120 dias, ou seja, até 21 de maio, para a conclusão do documento. Porém, caso não seja possível, o prazo pode ser prorrogado por mais 60 dias. "Fico muito feliz por esta conquista. Assinei a portaria e já foi publicada em diário oficial, onde está constituída a comissão que ficará responsável pela realização do concurso público. As pessoas interessadas em participar do certame já podem começar a se preparar, pois o concurso vai sair", disse, em janeiro, o presidente da casa, deputado Kaká Barbosa (PR).

Embora a oferta de vagas, bem como respectivos cargos e exigências, ainda não esteja confirmada, a expectativa é de que sejam oferecidas aproximadamente 300 oportunidades, para cargos de técnicos e outras funções. 

A comissão é presidida pelo deputado Paulo Lemos (Psol) e conta, ainda, com os seguintes servidores: Cézar Souza de Melo, Gracilene Dias de Sá Feio e Eugênio Carlos Santos Fonseca.

A expectativa é de que das 300 vagas previstas para o concurso, sejam oferecidas pelo menos 60 para a polícia legislativa, para que a Polícia Militar deixe de atuar no local, uma vez que o quadro de policial legislativo já existe, mas nunca foi ocupado.

Também são previstas oportunidades para os cargos de contador, assessor parlamentar, assessor jurídico, analistas e técnicos.   

Este será o segundo concurso público da Assembleia. O último ocorreu em 1992, um ano após a instalação do parlamento estadual.  

Atualmente, a Assembleia possui menos de 120 servidores efetivos, o que representa apenas 10% do total de cargos existentes.

Orgão: Assembleia Legislativa AP
Nº vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: AP

Mais Lidas