Publicado: 16/04/2018 - 12:02 | Atualizado: 20/04/2018 - 09:57

INSS 2018: pedido de 16.548 vagas avança novamente

Solicitação de concurso do INSS contempla os excedentes da seleção vigente e a realização de novo processo seletivo para os cargos de técnico, analista e perito

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Camila Diodato e Fernando Cezar Alves

O pedido para a realização do novo concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) continua avançando no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG). No último dia 13 de abril, o processo foi encaminhado para da  Divisão de Concursos Públicos para a Coordenação-Geral de Benefícios Previdenciários, onde teve seu nível de acesso alterado de geral para público. Vale lembrar que o próprio presidente do órgão, Francisco Paulo Soares Lopes, já reiterou a solicitação de novos servidores junto ao Planejamento.

APOSTILAS CONCURSO INSS 2018 - TÉCNCO E ANALISTA DO SEGURO SOCIAL

Antes de sair a autorização, a solicitação precisa passar pelos seguintes setores: Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP), Secretaria de Orçamento Federal (SOF), da Secretaria-Executiva (SE), Consultoria Jurídica (Conjur) e Gabinete do Ministro (GM).

O pedido do concurso INSS 2018/2019 foi encaminhado no final do ano passado ao MPDG. No documento foi requerido o preenchimento de um total de 16.548 oportunidades.

Das vagas solicitadas, pelo menos 7.580 são para a abertura de novo concurso público a partir de 2018. Destas chances, 3.941 são para técnico (área meio), 1.493 para analista (diversas formações) e 2.146 para perito.


Ads

Dicas para passar no concurso do INSS 2018

Clique aqui para ter acesso aos vídeos com questões comentadas gratuitamente. Confira.

Consta na nota técnica enviada pelo INSS ao Planejamento que as demais ofertas são para as seguintes situações: 2.644 vagas para os excedentes da seleção vigente (2.114 para técnico e 530 para analista) e 6.324 que podem ser tanto para o atual processo seletivo quanto para o novo certame (6.160 para técnico e 164 para analista).

A expectativa é de que o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão libere o mais rápido possível a autorização para que o novo concurso do INSS aconteça entre 2018 e 2019.

Sobre os cargos do novo concurso do INSS 2018/2019

A carreira de técnico do seguro social é uma das mais visadas pelos concurseiros, ainda mais que exige apenas ensino médio completo e apresenta salário inicial de R$ 5.344,87, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.

O emprego de analista exige formação superior em diversas áreas de atuação (incluindo serviço social, administração, engenharia, direito, pedagogia, psicologia, comunicação, ciências sociais, arquitetura e letras, entre outras), sendo que a remuneração corresponde a R$ 7.954,09 por mês, contado com o benefício alimentação.

Já a posição de perito destina-se aos profissionais com graduação em medicina e registro no respectivo conselho regional. O inicial é de R$ 8.988,41, também com o auxílio.

concurso inss, concurso inss 2018, concurso inss 2019, edital inss, inss


Defasagem de pessoal no INSS

Atualmente, o órgão conta com uma defasagem de quase 20 mil servidores em todo o país, sendo que o maior déficit é para a função de técnico. Com esse quadro, o INSS não consegue atender com eficiência à população.

A situação ainda está mais crítica porque o governo federal diminuiu os recursos para o instituto. Consta no site da Fenasps que um técnico do seguro social, não identificado, comentou que o cenário está caótico: "Falta dinheiro para tudo. Estamos operando no limite da irresponsabilidade. Não por acaso, as pessoas têm reclamado demais do atendimento. O estresse é total".

Veja também:
O sabor de ser primeiro lugar no INSS

Artigo: Sim, existe vida após o INSS

Como estudar para analista do INSS

Dicas de aprovada no concurso do INSS

Dicas de professores para o concurso do INSS

Justiça proíbe papanicolau em concurso do INSS

Último concurso do INSS

No final de 2015, foi lançado o edital do concurso do INSS para o preenchimento de 950 vagas. Um total de 800 oportunidades foi para o emprego de técnico e as outras 150 para analista - serviço social.

A banca organizadora foi o Cespe/UnB e os participantes passaram por uma prova com questões no estilo certo ou errado. A validade do certame vai encerrar em meados de 2018.

O último concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), cujo resultado foi publicado no dia 4 de agosto, foi um dos mais concorridos da história. Ao todo, a seleção registrou nada menos que 1.087.789 inscrições, sendo 1.043.807 somente para técnico do seguro social - em número de inscritos, o concurso INSS 2016 perde apenas para duas outras seleções: a da Caixa Econômica Federal (CEF) realizada 2014, com 1.156.744 candidatos; e a da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) promovida em 2011, com 1.120.393 participantes.

Considerando que o concurso do INSS ofereceu 800 oportunidades para técnico, é possível concluir que a concorrência para o cargo foi de aproximadamente 1.304 candidatos por vaga.

Confira o depoimento da 1ª colocada no último concurso do INSS

Atribuições do técnico e analista do seguro social

Quanto às atribuições dos cargos, de acordo com o edital do último concurso INSS, o técnico do seguro social é responsável por proceder ao reconhecimento inicial, manutenção, recurso e revisão de direitos aos benefícios administrados pelo INSS; exercer atividades internas e externas ligadas ao suporte e apoio técnico especializado; executar as atividades de orientação e informação, de acordo com as diretrizes estabelecidas nos atos específicos e outras relacionadas aos fins institucionais do INSS, que venham ser determinadas pela autoridade superior.

Já o analista do seguro social é responsável por prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de serviço social e reabilitação profissional; realizar avaliação social quanto ao acesso aos direitos previdenciários e assistenciais; promover estudos socioeconômicos visando a emissão de parecer social para subsidiar o reconhecimento e a manutenção de direitos previdenciários, bem como a decisão médico-pericial; e executar de conformidade com a sua área de formação as demais atividades de competência do INSS.

 

Vídeos INSS

Novo concurso do INSS


Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping