Níveis médio e superior

CGM de João Pessoa/PB: definida banca para 20 vagas

Oportunidades serão para os cargos de técnico e auditor de controle interno, que contam com remunerações de até R$ 5 mil, considerando as gratificações

Fernando Cezar Alves
Publicado em 15/09/2017, às 12h14

A Controladoria Geral dos Municípios de João Pessoa (CGM),na Paraíba, confirmou, no último dia 9 de setembro, por meio de publicação em diário oficial, o nome da banca organizadora do seu novo concurso público.  A escolhida é o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebrasp). Com isto, a expectativa é  de que o edital de abertura de inscrições seja publicado no decorrer das próximas semanas.

O concurso será para o preenchimento de 20 vagas,sendo dez para o cargo de auditor de controle interno, com exigência de nível superior, e dez para técnico de controle interno, destinados a quem possui apenas ensino médio. A seleção já foi autorizada no primeiro semestre pelo prefeito Luciano Cartaxo(PSD). 

No caso de técnico, a remuneração inicial é de R$ 1.250, mas pode chegar a R$ 2.500, considerando as gratificações de desempenho. No caso de auditor, o vencimento básico é de R$ 2.500, podendo chegar a R$ 5 mil com as gratificações.

Em paralelo aos preparativos do certame, já tramita, na Câmara Municipal, um projeto de lei que visa a criação dos cargos e alterações no plano de cargos e carreiras da controladoria. De acordo com o prefeito, a reestruturação do órgão é necessária “para que possamos seguir modernizando a máquina pública de nossa capital”.

Em declaração recente, na câmara, o prefeito frisou que “a crise econômica pela qual passa o país exige coragem e capacidade de gestão, de forma que a máquina pública não seja paralisada”. Disse ainda: “Não se faz nada sozinho.Precisamos unir forças. Os desafios nos exigem foco total, sintonia e ação”.

O órgão

A CGM tem como missão zelar pelo controle e pela correta aplicação dos recursos públicos. Atua estabelecendo ações preventivas no combate à corrupção e à improbidade administrativa. Trata-se de órgão de fiscalização contábil, financeira e orçamentária, ao qual cabe acompanhar e fiscalizar a execução orçamentária e financeira de todas as secretarias e órgãos da prefeitura de João Pessoa, além de fazer análises e emitir notas técnicas sobre a legalidade dos atos dos administradores municipais.

A controladoria também acompanha a execução das metas e programas do governo municipal e auxiliar o Tribunal de Contas do Município (TCE) e aos demais órgãos de controle externo na missão de zelar pelo patrimônio público municipal.

Mais Lidas