Tudo Sobre

Concurso EBSERH 2019 - Nacional

Concurso EBSERH: o que estudar para as provas

O exame será aplicado no dia 2 de fevereiro para os cargos que constam nos editais sob responsabilidade do IBFC e no dia 9 de fevereiro para os editais da banca organizadora Vunesp



Redação | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 28/01/2020, às 11h48

Concurso EBSERH: unidade hospitalar
Divulgação

Com a proximidade da aplicação das provas objetivas do concurso Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), marcada para os dias 2 e 9 de fevereiro, quem se inscreveu para a seleção se vê na obrigação de intensificar os estudos nesta reta final de preparação.

O exame terá duração máxima de quatro horas e será aplicado no dia 2 de fevereiro para os cargos que constam nos editais sob responsabilidade do IBFC e no dia 9 de fevereiro para os editais da banca organizadora Vunesp. Os locais de prova foram divulgados nesta terça-feira (28).

Primeira etapa do processo seletivo, a prova objetiva será composta por questões de múltipla escolha que versarão sobre língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, legislação SUS, legislação Específica Ebserh e/ou conhecimentos específicos.

Para auxiliar na preparação, o JC separou o conteúdo programático completo do concurso. Confira abaixo.

Edital 1

CONHECIMENTOS BÁSICOS (PARA TODOS OS CARGOS)

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual.4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

LEGISLAÇÃO APLICADA A EBSERH: 1 Lei Federal nº 12.550/2011. 2 Decreto nº 7.661/2011. 3 Regimento Interno da EBSERH – 3ª revisão. 4 Código de Ética e Conduta da Ebserh – Princípios Éticos e Compromissos de Conduta

  • – 1ª edição – 2017. 5 Lei nº 13.146/2015 e suas alterações (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência
  • – Estatuto da Pessoa com Deficiência).

RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Estruturas lógicas. 2 Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões. 3 Lógica sentencial (ou proposicional). 3.1 Proposições simples e compostas. 3.2 Tabelas‐verdade.

3.3 Equivalências. 3.4 Leis de De Morgan. 3.5 Diagramas lógicos.4 Lógica de primeira ordem. 5 Princípios de

contagem e probabilidade. 6 Operações com conjuntos. 7 Raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

CONHECIMENTOS COMPLEMENTARES (PARA TODOS OS CARGOS)

LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS: 1 Evolução histórica da organização do sistema de saúde no Brasil e a construção do Sistema Único de Saúde (SUS) – princípios, diretrizes e arcabouço legal. 2 Controle social no SUS. 3 Resolução nº 453/2012 do  Conselho Nacional de  Saúde. 4 Constituição Federal, artigos  de 194 a 200. 5 Lei  nº 8.080/1990, Lei nº 8.142/1990  e  Decreto  Presidencial  nº 7.508/2011.  6 Determinantes  sociais  da  saúde. 7 Sistemas de informação em saúde.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CARGO 1: MÉDICO – ESPECIALIDADE: ANESTESIOLOGIA

1 Farmacocinética e farmacodinâmica da anestesia inalatória. 2 Farmacologia dos anestésicos locais e suas indicações. 3 Farmacologia dos   anestésicos venosos e   inalatórios e   suas indicações. 4 Ventilação artificial.     5 Anestesia em pediatria. 6 Anestesia em urgências. 7 Anestesia em obstetrícia e ginecologia. 8 Anestesia em neurocirurgia.  9 Anestesia  em   cirurgia   pulmonar   e   cardiovascular.   10 Parada   cardíaca   e   reanimação. 11 Monitorização    em    anestesia.    12 Sistema    nervoso     autônomo.    13 Complicações     de     anestesia. 14 Raquianestesia. 15 Anestesia peridural. 16 Monitorização neurofisiológica. 17 Anestesia em cirurgiacardíaca. 18 Monitorização hemodinâmica. 19 Choque.  20  Hipertermia maligna.  21 Transfusões  sanguíneas. 22 Avaliação  pré‐operatória  e  cuidados  pós‐operatórios.  23 Fisiologia  humana  aplicada  à  anestesiologia.  24 Bloqueios de plexos e nervos periféricos. 25 Anestesia em oftalmologia. 26 Anestesia em otorrinolaringologia. 27 Anestesia ambulatorial e para procedimentos diagnósticos.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ANGIOLOGIA

1 Noções básicas de anatomia vascular. 2 Fisiologia  da macro e da microcirculação.  3 Fisiologia da coagulação  e da fibrinólise. 4 Fisiopatologia da aterosclerose. 5 O exame clínico do paciente vascular. 6 Métodos não invasivos no diagnóstico das doenças vasculares. 7 Angiografias. 8 Insuficiência arterial crônica  de extremidades. 9 Vasculites. 10 Trombofilias. 11 Arteriopatias vasomotoras. 12 Aneurismas. 13 Síndromes do desfiladeiro cervical. Insuficiência vascular cerebral de origem extracraniana. 14 Insuficiência vascular visceral. 15 Pé Diabético. 16 Hipertensão renovascular. 17 Doença tromboembólica venosa. 18 Insuficiência venosacrônica. 19 Linfangites e erisipela. 20 Linfedemas. 21 Úlceras de perna.  22 Angiodisplasias.  23 Oclusões arteriais   agudas.   24 Trauma   vascular.   25 Terapêutica   hipolipemiante.    26 Terapêutica    antiplaquetária. 27 Terapêutica anticoagulante e fibrinolítica. 28 Terapêutica vasodilatadora e hemorreológica. 29 Terapêutica venotônica e linfocinética. 30 Venosa, angiodisplasia.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CANCEROLOGIA CIRÚRGICA

1 Oncologia cirúrgica. 2 Oncologia molecular. 3 Ginecologia oncológica. 4 Clínica Geral. 5 Conceitos básicos de oncologia. 6 Princípios do tratamento multidisciplinar. 7 Tratamento de tumores. 8 Emergência oncológica clínica ou cirúrgica.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CANCEROLOGIA CLÍNICA

1 Epidemiologia do câncer. 2 Biologia molecular relacionada ao câncer. 3 Farmacocinética e toxicidade dos quimioterápicos,  imunoterápicos,  anticorpos  monoclonais,   fatores   de   crescimento   e  hormonioterápicos. 4 Emergências oncológicas. 5 Suporte terapêutico oncológico e analgesia. 6 Aspectos etiológicos, diagnósticos, anatomopatológicos, clínicos e terapêuticos relacionados às enfermidades oncológicas dos seguintes sistemas ou órgãos: trato gastrointestinal, trato genitourinário, sistema nervoso central, pele, sistema neuroendócrino, tórax, cabeça e pescoço, trato ginecológico e mama, ósseo, muscular, hematopoiético e ganglionar. 7 Cuidados paliativos. 8 Princípios da Bioética. 9 Biópsias: tipos, métodos de fixação. 10 O exame citológico. 11 Bases da quimioterapia. 12 Bases gerais do tratamento radioterápico. 1 3 Efeito  das radiações ionizantes: modalidades de radiação em terapia. Radio sensibilidade e radio resistência dos tumores. 14 Complicações da radioterapia.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CANCEROLOGIA PEDIÁTRICA

1 Epidemiologia do câncer da criança e  no adolescente.  2 Bases genéticas  e moleculares do  câncer da criança e do adolescente. 3 Abordagem diagnóstica da criança e do adolescente com câncer. 4 Tratamento quimioterápico da criança e do adolescente com câncer. 5 Tratamento radioterápico da criança e do adolescente com câncer. 6 Abordagem cirúrgica da criança e do adolescente com câncer. 7 Efeitos tardios do tratamento da criança e do adolescente com câncer.  8 Diagnóstico  precoce  do  câncer: prevenção,  detecção. 9 Estadiamento clínico. 10 Aspectos histopatológicos como fatores de  prognóstico.  11 Biópsias:  tipos,  métodos de  fixação.  12 O  exame  citológico.  13 Bases  da  quimioterapia.  14 Drogas  usadas  em  Pediatria.  15 Bases gerais do tratamento radioterápico. 16 Efeito das radiações ionizantes: modalidades de radiação em terapia. 1 7 Radiosensibilidade e  radioresistência dos  tumores.  18  Complicações  da  radioterapia.  19 Bases do tratamento cirúrgico. Cirurgia paliativa e  cirurgia  radical.  20 Citoredução.  21  Tratamentos  combinados. 22 Estadiamento cirúrgico. 23 Biologia molecular: aplicação em cancerologia pediátrica. 24 Avaliação diagnóstica laboratorial e imagenológica. 25 Cuidados paliativos. 26 Princípios da Bioética. 27 Emergências em cancerologia pediátrica. 28 Tratamento de suporte. 29 Tumores do sistema nervoso central. 30 Tumores abdominais. 31 Retinoblastoma. 32 Sarcomas de partes moles. 33 Tumores ósseos. 34 Tumores de células germinativas. 35 Tumores endócrinos. 36 Leucemias. 37 Linfomas. 38 Tumores malignos menos frequentes em pediatria. 39 Transplante de medula óssea.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CARDIOLOGIA

1 Cardiopatias  isquêmicas  (angina  instável,  IAM  nQ  e  infarto  agudo do miocárdio).  2 Aneurisma  de  aorta. 3 Dissecção aguda  de  aorta.  4 Insuficiência  cardíaca.  5 Valvopatias  (aórtica,  mitral,  tricúspide e  pulmonar). 6 Hipertensão arterial sistêmica. 7 Miocardiopatias. 8 Endocardite bacteriana. 9 Cor pulmonale agudo  e crônico. 10 Doença reumática. 11 Pericardiopatias. 12 Arritmias cardíacas. 13 Cardiopatias congênitas (cianóticas e acianóticas). 14 Choque cardiogênico. 15 Avaliação hemodinâmica invasiva e não  invasiva: métodos e interpretação. 16 Cardiologia Clinica (IAM, ICC, Síndrome Coronariana). 17 Pós‐operatório em cirurgia cardíaca.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CARDIOLOGIA – ELETROFISIOLOGIA CLÍNICA INVASIVA

1 Indicações, técnicas, complicações e interpretação de estudos eletrofisiológicos invasivos para bradi e taquiarritmias. 2 Indicações e interpretação de eletrocardiografia convencional e de alta resolução, Holter de rítmo, teste ergométrico aplicado a arritmias, cardioestimulação transesofágica, tilttest, métodos de imagem relevantes, monitor de eventos (loop recorder), etc. 3 Aspectos essenciais dos novos métodos diagnósticos e terapêuticos, incluindo mapeamento eletroanatômico e ultrassom intracardíaco. 4 Indicações e efeitos de marcapassos (incluindo ressincronizadores) e desfibriladores implantáveis (CDI), ablação por cateter e cirúrgica no tratamento de arritmias  cardíacas.  5 Seguimento clínico e complicações dessas terapêuticas. 6 Aplicações e biofísica  da energia  de radiofrequência e  de outras fontes (laser, ultrassom,  crioablação). 7 Indicações e efeitos da cardioversão, desfibrilação, e da ressuscitação cardiopulmonar. 8 Farmacocinética e uso clínico  de  drogas antiarrítmicas e de  outros  fármacos que  afetem  a atividade  elétrica  do  coração. 9 Avaliação e manejo de pacientes adultos e pediátricos (ambulatoriais e internados) que apresentem síndromes clínicas decorrentes ou causadoras de arritmias. 10 Estratificação de risco para morte súbita: preditores clínicos e exames (variabilidade RR, micro alternância de onda T, etc.). 11 Formação e propagação de impulsos elétricos normais e anormais, participação do sistema nervoso autônomo na atividade elétrica cardíaca, e mecanismos das arritmias e distúrbios de condução. 12 Fisiopatologia das arritmias cardíacas. 13 Aspectos genéticos das arritmias, e anomalias dos canais iônicos. 14 Ensaios clínicos relevantes nas áreas de arritmias clínicas, eletrofisiologia e dispositivos implantáveis.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CARDIOLOGIA – ERGOMETRIA

1 Fisiologia do exercício aplicada no teste ergométrico. 2 Metodologia do teste ergométrico. 3 Interpretação do eletrocardiograma frente no teste ergométrico. 4 Interpretação dos distúrbios do ritmo e da condução durante o teste ergométrico. 5 Avaliação da resposta tensional ao esforço no teste ergométrico. 6 Avaliação da resposta cronotrópica ao esforço no teste ergométrico. 7 Avaliação pós‐cirurgia de revascularização miocárdica e pós‐angioplastia pelo teste ergométrico. 8 Avaliação pós‐infarto do miocárdio pelo teste ergométrico. 9 Avaliação funcional dos pacientes portadores de miocardiopatia e doença oravalvar. 10 Avaliação funcional pelo ergoespirometria de indivíduos sadios (atletas) e cardiopatias.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA

1 Desenvolvimento    da    Ecocardiografia.    2 Exame    Ecocardiográfico.    2.1 Operador.    2.2 Instrumentação.2.3 Paciente. 3 Ecocardiograma normal na criança. 3.1 Análise sequencial segmentar. 4 Anomalias da conexão venoatrial. 4.1 Anomalias da conexão venosa sistêmica. 4.2. Anomalias da conexão venosa pulmonar 5 Cor triatriatum 6. Defeito do septo atrial 7 Defeito do septo ventricular 8 Defeito do septo atrioventricular. 9 Persistência do canal arterial e janela aortopulmonar. 10 Anomalias da valva mitral. 10.1 Anel supra valvar mitral. 10.2 Estenose mitral congênita. 10.3 Duplo orifício mitral. 10.4 Fenda isolada da valva mitral. 11 Anomalias da valva tricúspide. 11.1 Ebstein e displasia da valva tricúspide. 12 Transposição das grandes artérias. 13 Transposição anatomicamente corrigida das grandes artérias. 14 Tetralogia de Fallot e suas variantes. 14.1 Tetralogia de Fallot com agenesia da valva pulmonar. 14.2 Tetralogia de Fallot com atresia da valva pulmonar. 15 Atresia pulmonar c/ CIV Atresia pulmonar c/ septo íntegro. 16 Dupla via de saída ventricular. 17 Tronco arterial comum. 18  Lesões obstrutivas  do coração esquerdo. 18.1  Estenose subaórtica. 18.2  Estenose  aórtica.18.3 Estenose supra‐valvar aórtica. 19 Síndrome de hipoplasia do coração esquerdo. 20 Anomalias do arco aórtico. 20.1 Coarctação de aorta. 20.2 Interrupção do arco aórtico. 20.3 Anel vascular. 21 Lesões obstrutivas  do coração direito. 21.1 Banda anômala de VD. 21.2 Estenose valvar e supra valvar pulmonar. 21.3 Estenose de ramos pulmonares. 22 Anomalias da conexão atrioventricular. 22.1 Conexão atrioventricular univentricular.22.2 Ausência de conexão atrioventricular direita. 22.3 Ausência de conexão atrioventricular esquerda. 22.4 Dupla via de entrada ventricular. 22.5 Straddling e overriding ‐ cavalgamento do anel e cordas tendíneas. 22.6 Criss cross. 22.7 Entrículo superiorinferior. 22.8 Inversão ventricula. 23 Anomalias das artérias coronárias. 23.1 Origem anômala das artérias coronárias. 23.2 Fístulas coronário‐cavitárias. 23.3 Doença de Kawasaki. 24 Heterotaxia. 24.1 Situs inversus. 24.2 Isomerismo atrial. 25 Avaliação no pós‐operatório de cardiopatias congênitas. 25.1 Cirurgias corretivas, cirurgias paliativas, procedimentos híbridos, intervenções percutâneas. 26 Ecocardiograma Transesofágico em cardiopatias congênitas. 27 Ecocardiograma fetal. 28 Ecocardiografia sob estresse em pacientes pediátrico. 29 Ecocardiograma Tridimensional.

MÉDICO – ESPECIALIDADE:  CIRURGIA CARDIOVASCULAR

1 Princípios da cirurgia cardiovascular. Propedêutica e avaliação do paciente cirúrgico. Transfusão. Controle hidroeletrolítico e nutricional do paciente cirúrgico. 2 Antimicrobianos em cirurgia cardiovascular. Anestésicos locais. Anestesia loco regional. Fios de sutura: aspectos práticos do seu uso. Curativos: técnica e princípios básicos. 3 Pré e pós‐operatório em cirurgias eletivas e de urgência/emergência. 4 Complicações cirúrgicas trans e pós‐operatórias. 5 Imunologia e transplantes. 6 Mecanismos de rejeição. 7 Anatomia cirúrgica do coração e dos grandes vasos da base. 8 Circulação extracorpórea. 9 Reanimação cardiopulmonar. 10 Hemorragias e complicações trombóticas em cirurgia cardiovascular. 11 Cirurgia para correção das doenças valvares. 12 Cirurgia da doença arterial coronariana ‐ cardiopatia isquêmica. 13 Tratamento cirúrgico das complicações do infarto do miocárdio. 14 Tratamento cirúrgico das arritmias por estimulação com marca‐passo cardíaco artificial. 15 Dissecção da aorta. 16 Cirurgia dos aneurismas da aorta torácica. 17 Tratamento cirúrgico das arritmias. 18 Transplante cardíaco. 19 Cirurgia do pericárdio. 20 Cirurgia da endocardite infecciosa. 21 Circulação extracorpórea na cirurgia cardíaca. 22 Procedimentos paliativos nas cardiopatias congênitas. 23 Tratamento cirúrgico das cardiopatias congênitas. 24 Proteção ao miocárdio.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO

1 Anatomia da cabeça e pescoço. 2 Princípios da cirurgia de cabeça e pescoço. Propedêutica e avaliação do paciente cirúrgico. Transfusão. Controle hidroeletrolítico e nutricional do paciente cirúrgico. 3 Antimicrobianos em cirurgia geral. Anestésicos locais. Anestesia loco regional. Fios de sutura: aspectos práticos do seu uso. Curativos: técnica e princípios básicos. 4 Pré e pós‐operatório  em cirurgias eletivas e de urgência/emergência.  5 Complicações cirúrgicas trans e pós‐operatórias. 6 Traqueostomia. 7 Traumatologia crânio facial. 8 Anomaliascongênitas e adquiridas da face (diagnóstico e tratamento). 9 Cirurgias estético‐funcionais da face. 10 Cirurgias ortognáticas. 11 Tratamento da síndrome da apnéia obstrutiva do sono. 12 Tumores craniofaciais. 13 Reconstruções crânio, cabeça e pescoço. 14 Diagnóstico e tratamento de enfermidades da tiroide. 15 Esvaziamento cervical. 16 Diagnóstico e tratamento de doenças 16.1 Das glândulas salivares 16.2 Tumorais e não‐tumorais das glândulas salivares. 16.3 Tumores cutâneos em cabeça e pescoço. 16.4 Tumores  do nariz e dos seios paranasais. 16.5 Tumores do lábio e cavidade oral. 16.6 Tumores da faringe, laringe, tiróide e paratiróide. 16.7 Tumores ósseos em cabeça e pescoço. 16.8 Tumores nervosos periféricos e vasculares. 16.9 Aragangliomas. 16.10. Tumores de partes moles 16.11. Tumores orbitários. 16.12. Metástases cervicais. 16.13. Hiperparatireoidismo.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO

1 Anatomia médico‐cirúrgica do aparelho digestivo. 2. Doença do refluxo gastresofágico. 3 Esofagites não associadas ao refluxo gastresofágico. 4 Esofagite eosinofílica. 5 Alterações da motilidade do esôfago: diagnóstico e tratamento. 6 Neoplasia do esôfago. 7 Gastrites. 8 Doenças funcionais do aparelho digestivo. 9 Úlcera péptica. 10 Helicobacter pylori e afecções associadas. 11 Neoplasias gástricas. 12 Diarreias agudas e crônicas. 13 Síndrome de má absorção. 14 Doenças do apêndice cecal. 15 Pólipos gastrointestinais. 16 Doença diverticular dos cólons. 17 Câncer colo‐retal. 18 Retocolite ulcerativa inespecífica. 19 Doença de Crohn. 20 Colite isquêmica. 21 Pancreatite aguda. 22 Pancreatite crônica. 23 Tumores do pâncreas. 24 Cstos de pâncreas. 25 Hepatites agudas e crônicas virais. 26 Cirrose hepática. 27 Doenças hepáticas metabólicas. 28 Tumores primários do fígado. 29 Transplante hepático: indicações e contraindicações. 30 Doenças da vesícula biliar. 31 Tumores malignos das vias biliares extra‐hepáticas. 32 Doença de chagas e aparelho digestivo. 33 Nutrição em gastrenterologia. 34 Alterações genéticas e afecções do aparelho digestivo. 35 Insuficiência vascular mesentérica. 36 Princípios técnicos da vide laparoscopia. 37 Cirurgia Bariátrica.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CIRURGIA GERAL

1 Princípios da cirurgia. Propedêutica e avaliação do paciente cirúrgico. Transfusão. Controle hidroeletrolítico e nutricional do paciente cirúrgico. 2 Antimicrobianos em cirurgia geral. Anestésicos locais. Anestesia loco regional. Fios de sutura: aspectos práticos do seu uso. Curativos: técnica e princípios básicos. 3 Pré e pós‐ operatório em cirurgias eletivas e de urgência/emergência. 4 Complicações cirúrgicas trans e pós‐operatórias.5 Imunologia e transplantes. 6 Mecanismos de rejeição. 7 Parede abdominal. Omento. Mesentério e Retroperitôneo. Hérnias da parede abdominal. 8 Choque. Traumatismo abdominal. Síndrome compartimental do abdome. 9 Traumatismo torácico. 10 Traumatismo do pescoço. 11 Urgência: abdome agudo. Doenças que simulam abdome agudo. Apendicite aguda. Úlcera péptica perfurada. Pancreatite aguda. Isquemia mesentérica. Obstrução intestinal. Doença diverticular dos cólons. Diverticulite. Coleciste. Litíase biliar. Retocolite ulcerativa. Doença de Crohn. 12 Atendimento ao politraumatizado. Traumatismo crânio‐encefálico e raqui‐medular. 13 Videolaparoscopia diagnóstica e cirúrgica. 14 Hipertensão porta e cirrose. 15 Queimaduras. 16 Urgências cardiorrespiratórias. 17 Sistema de atendimento pré‐hospitalar. 18 Resposta metabólica ao trauma. 19 Hemorragia digestiva. 20 Doenças das vias biliares. 21 Cirurgia Geral no ciclo gravídico‐puerperal. 22 Videolaparoscopia diagnóstica e terapêutica no ciclo gravídico‐puerperal. 23 Pré e pós‐operatório em cirurgias eletivas e de urgência/emergência no ciclo gravídico‐puerperal.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CIRURGIA PEDIÁTRICA

1 Cuidados pré, trans e pós‐operatório da criança. 2 Metabolismo cirúrgico em pediatria. 3 Anomalias congênitas da face. 4 Anomalias congênitas do pescoço. 5 Cirurgia da tireóide na criança. 6 Torcicolo Congênito. 7 Afecções cirúrgicas da parede torácica da criança. 8 Hérnias do diafragma. 9 Anomalias cirúrgicas do esôfago na criança. 10 Malformações congênitas e problemas perinatais do trato respiratório. 11 Doenças infecciosas cirúrgicas da criança. 12 Anomalias da região inguinal na criança. 13 Anomalias da parede abdominal na criança. 14 Trauma abdominal na criança. 15 Anomalias congênitas do trato biliar. 16 Cirurgia do pâncreas na criança.  17 Cirurgia do baço e sistema porta na criança. 18 Anomalias congênitas do estômago e duodeno. 19 Anomalias congênitas do intestino delgado. 20 Duplicações do trato digestivo. 21 Invaginação intestinal na criança. 22Apendicite. 23 Enterite necrosante. 24 Doença de Hirschsprung. Constipação intestinal. 25 Anomalias anorretais. 26 Infecção urinária na criança. 27 Anomalias congênitas do trato urinário superior. 28 Anomalias congênitas do trato urinário inferior. 29 Extrofia vesical. 30 Epispádia. 31 Hipospádia. 32 Intersexo. 33 Anomalias congênitas neurológicas e seu tratamento cirúrgico. 34 Oncologia pediátrica. 35 Biologia molecular aplicada à cirurgia pediátrica. 36 Hemangiomas. 37 Código de ética, Bioética, Preenchimento da declaração de óbito. 38 Estratégias de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CIRURGIA PLÁSTICA

1 Transplantes – fisiopatologia da histocompatibilidade; enxertos. 2 Conceitos de território vascular e sua aplicação. 3 Retalhos: classificação, aplicação e atualidade. 4 Fisiologia da microperfusão tecidual. 5 Princípios   e técnica microcirúrgica – principais retalhos. 6 Expansão tecidual princípios e aplicação das técnicas. 7 Conceitos básicos de engenharia tecidual. 8 Queimaduras. 9 Feridas complexas: conceitos e tratamento. 10 Cirurgia craniofacial: anatomia ligada à reconstrução. 11 Reconstruções do membro superior. 12 Reconstruções da parede torácica. 13 Mama: conceito da doença benigna. 14 Câncer de mama: reconstruções pós‐ mastectomia. 15 Reconstruções do membro inferior e pelve.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CIRURGIA  TORÁCICA

1 Avaliação de risco cirúrgico em cirurgia torácica. 2 Princípios gerais da cirurgia torácica oncológica. 3 Pré e pós‐ operatório em cirurgia torácica. 4 Procedimentos cirúrgicos pulmonares. 5 Procedimentos cirúrgicos pleurais. 6 Complicações em cirurgia torácica. 7 Propedêutica cirúrgica do tórax. 8 Endoscopia diagnóstica e terapêutica. 9 Derrame pleural: avaliação propedêutica. 10 Tratamento do derrame pleural neoplásico. 11 Pneumotórax. 12 Empiema pleural. 13 Tumores da pleura. 14 Patologia cirúrgica da traqueia. 15 Tumores do mediastino. 16 Metástases pulmonares. 17 Câncer de pulmão. 18 Tumores da parede torácica.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CIRURGIA VASCULAR

1 Noções básicas de anatomia cirúrgica vascular. 2 Fisiologia da coagulação e da fibrinólise. 3 Fisiopatologia da aterosclerose. 4 Fisiopatologia da Isquemia e reperfusão. 5 O exame clínico do paciente vascular. 6 Métodos  não invasivos no diagnóstico das doenças vasculares. 7 Angiografias. 8 Insuficiência arterial crônica de extremidades. 9 Vasculites. 10 Trombofilias. 11 Arteriopatias vasomotoras. 12 Aneurismas. 13 Síndromes do desfiladeiro cervical. 14 Insuficiência vascular visceral. 15 Pé Diabético. 16 Hipertensão renovascular. 17 Doença tromboembólica venosa. 18 Varizes e Insuficiência venosa crônica. 19 Linfangites e erisipela. 20 Linfedemas. 21 Úlceras de perna. 22 Oclusões arteriais agudas. 23 Traumatismos vasculares. 24 Bases da Cirurgia endovascular. 25 Terapêutica anticoagulante e fibrinolítica. 26 Terapêutica vasodilatadora e hemorreológica. 27 Terapêutica venotônica e linfocinética. 28 Amputações. 29 Angiodisplasias. 30 Insuficiência vascular cerebral de origem extra‐craniana.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: CLÍNICA MÉDICA

1 Cuidados gerais com o paciente em medicina interna. 2 Doenças cardiovasculares: hipertensão arterial, cardiopatia isquêmica, insuficiência cardíaca, miocardiopatias e valvulopatias e arritmias cardíacas. 3 Doenças pulmonares: asma brônquica e doença pulmonar obstrutiva crônica, embolia pulmonar, pneumonias e abscessos pulmonares. 4 Doenças gastrointestinais e hepáticas: e insuficiência úlcera péptica, doenças intestinais inflamatórias e parasitárias, diarreia, colelitíase e colecistite, pancreatite, hepatites virais e hepatopatias tóxicas hepátopatias crônicas. 5 Doenças renais: insuficiência renal aguda e crônica, glomerulonefrites, síndrome nefrótica e litíase renal. 6 Doenças endócrinas: diabetes mellitus, hipotireoidismo  e hipertireoidismo, tireoidite e nódulos tireoidianos. 7 Doenças reumáticas: artrite reumatoide, espondiloartropatias e gota. 8 Doenças infecciosas e terapia antibiótica. 9 Exames complementares invasivos e não‐invasivos de uso corriqueiro na prática clínica diária. 10 Emergências clínicas. 11 Controle de infecções hospitalares. 12 Doenças neurológicas, AVC, polirradiculoneurites, polineurites e doenças periféricas. 13 Doenças degenerativas e infecciosas do SNC.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: COLOPROCTOLOGIA

1 Equilíbrio hidro‐eletrolítico e ácido‐básico em cirúrgia. 2 Choque. Fisiopatologia, Etiopatogenia. Diagnóstico e Tratamento. 3 Cicatrização das feridas, infecção em cirurgia. Infecção Hospitalar. Antibióticos. 4 Pré e Pós‐ Operatório. Complicações cirúrgicas. Ventilação e insuficiência ventilatória. 5 Nutrição em Cirurgia. Alimentação parenteral e enteral. 6 Transtornos hemorrágicos. Mecanismo da hemostase. Transfusão de sangue e derivados. 7 Bases da cirurgia anorretal. Anatomia. Esfíncteres anorretais e músculo elevador do ânus. Vascularização e inervação. Embriologia. Fisiologia ano‐retal. 8 Bases da cirurgia do intestino grosso. Anatomia, embriologia e fisiologia. 9 Anatomia da parede ântero‐lateral do abdome. Incisões abdominais. Técnica geral das laparotomias. Cirurgia video‐laparoscópica colo‐retal. 10 Diagnóstico das doenças do ânus, reto e cólon. Exame do abdome e proctológico, Colonoscopia, Exame radiológico simples e contrastado. Tomografia computadorizada, ressonância magnética e ultrassonografia endo‐retal. 11 Doença hemorroidária. Etiopatogenia. Quadro clínico   e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. 12 Criptite e papilite. Abscesso anorretal. Etiopatogenia e classificaçãoo dos abscessos. Quadro clínico e diagnóstico. Conduta terapêutica. 13 Fissura anal. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. 14 Fístula anal. Etiopatogenia. Classificação. Quadro clínico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. 15 Hidroadenite supurativa. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. 16 Doença pilonidal sacro‐coccígea. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. 17 Prurido anal. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Conduta terapêutica. 18 Doenças sexualmente transmissíveis em Coloproctologia. Sindrome da imunodeficiência adquirida. 19 Prolapso e procidência do reto. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. 20 Malformações congênitas do cólon e da região anorretal. Classificação. Considerações embriológicas. Anomalias associadas. Diagnóstico. Conduta terapêutica. 21 lncontinência anal. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Conduta terapêutica. 22 Abdomen agudo em coloproctologia ‐ Aspectos gerais do diagnóstico e tratamento. 23 Obstrução intestinal. Etiopatogenia e fisiopatologia. Conduta terapêutica. 24 Traumatismo abdominal. Traumatismo do cólon e reto. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. 25 Tumores benignos do cólon, reto e ânus. 26 Princípios fundamentais de oncologia. Bases da cirurgia oncológica. Fundamentos, indicações e contra‐indicações da quimioterapia, radioterapia e  imunoterapia no câncer do cólon reto e ânus. 27 Câncer do cólon, reto e ânus. 28 Megacólon. Megacólon chagásico. Etiopatogenia e fisiologia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Complicações. Conduta terapêutica. 29 Enterocolopatias parasitárias. Helmintíases, Protozooses. Epidemiologia, quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. 30 Doengas inflamatórias inespecíficas do cólon e do reto. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Complicações. Conduta terapêutica. 31 Doenças inflamatórias específicas do cólon e do reto. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Complicações. Conduta terapêutica. 32 Doença isquêmica do cólon e reto. Fisiopatologia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. 33 Doença diverticular do cólon. Etiopatogenia. Fisiopatologia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Complicações. Conduta terapêutica. 34 Ectasias vasculares do cólon. Hemorragia digestiva baixa. 35 Derivações intestinais. Indicações. Técnicas. Complicações. 36 Alterações do hábito intestinal. Síndrome do intestino irritável. Aspectos clínicos e terapêuticos. Dietas em colopatias.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: DENSITOMETRIA ÓSSEA

1 Funções, arquitetura e composição do osso. 2 Metabolismo e remodelamento ósseo. 3 Substâncias que regulamentam o metabolismo ósseo. 4 Desenvolvimento da massa óssea. 5 Osteoporose. 6 Causas e tipos. 7 Métodos de investigação da doença. 8 Prevenção e tratamento. 9 Medicamentos que interferem nos ossos. 10 Anatomia dos sitios de interesse. 11 Métodos de obtenção da imagem. 12 Composição dos equipamentos de densitometria óssea. 13 Princípios básicos de um densitômetro. 14 Controle de qualidade do densitômetro. 15 Testes de controle diário (Qa‐Quality Assurance) em equipamentos Lunar. 16 Teste de controle diário nos equipamentos Hologic. 17 Iniciando o exame. 18 Protocolos de posicionamento e análise; 19 Proteção radiológica.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: DIAGNÓSTICO POR IMAGEM – RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA E ANGIORRADIOLOGIA

1 O exame clínico do paciente vascular. 2 Métodos não invasivos no diagnóstico das doenças vasculares. 3 Angiografias. 4 Insuficiência arterial crônica das extremidades. 5 Vasculites na prática angiológica. 6 Arteriopatias vasomotoras. 7 Aneurismas. 8 Síndromes do desfiladeiro cervical. 9 Insuficiência vascular cerebral extracraniana. 10 Insuficiência vascular visceral. 11 Hipertensão renovascular. 12 Doença tromboembólica venosa. 13 Varizes dos membros inferiores. 14 Insuficiência venosa crônica. 15 Linfangite e erisipela. 16 Linfedemas. 17 Úlceras de perna. 18 Angiodisplasias. 19 Emergências vasculares: oclusões agudas e traumas. 20 Terapêutica anticoagulanio, fibrinolítica e antiplaquetária. 21 Terapêutica hemorreológica. 22 Morfologia vascular. 23 Fisiologia vascular. 24 Propedêutica vascular. 25 Métodos complementares não invasivos. 26 Farmacologia vascular. 27 Métodos cirúrgicos em angiologia. 28 Radiologia vascular. 29 Afecções reumatológicas correlatas. 30 Afecções dermatológicas correlatas. 31 Arteriologia. 32 Flebo‐linfologia.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: DIAGNÓSTICO POR IMAGEM – ULTRASSONOGRAFIA GERAL

1 Princípios físicos da ultrassonografia. 2 Ultrassonografia em Medicina Interna. 3 Ultrassonografia ginecológica e obstétrica. 4 Ultrassonografia em emergências. 5 Ultrassonografia de partes moles e estruturas superficiais, incluindo: tireoide, mama, bolsa escrotal, com avaliação Doppler. 6 Dopplerfluxometria. 7 Ultrassonografia das vias urinárias.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: DOR

1 Superando barreiras de avaliação. 2 Objetivos e elementos da avaliação inicial. 3 História do paciente. 4 Exame físico. 5 Exames diagnósticos. 6 Medida da dor. 7 Escalas Unidimensionais – Escala Analógica Visual; Escala Numérica; Escalas Categóricas (de faces, palavras, outras). 8 Métodos multidimensionais, questionário, inventário breve de dor e outros. 9 Escala para dor neuropática. 10 Reavaliação subsequentes. 11 Registro e análise dos dados.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ECOCARDIOGRAFIA

1 Princípios físicos do ultrassom; geração de imagens em modos unidimensional e bidimensional; transdutores  e controle dos aparelhos de ecocardiografia. 2 Técnicas de Doppler pulsátil, contínuo, mapeamento de fluxo em cores; Doppler tecidual e suas técnicas correlatas; avaliação da deformidade miocárdica (strain) por meio do ecocardiograma bidimensional e com Doppler tecidual; ecocardiografia tridimensional e uso de contraste. 3 Análise dos sinais de Doppler e suas relações com a dinâmica de fluidos. Valor e limitações dos principais princípios físicos e equações aplicados na quantificação de lesões obstrutivas, regurgitantes e de "shunt". 4 Ecocardiograma com Doppler normal. Reconhecimento das estruturas e planos. 5 Medidas ecocardiográficas. Quantificação das câmaras cardíacas. 6 Avaliação da função sistólica e diastólica do ventrículo esquerdo e do ventrículo direito. Avaliação hemodinâmica através da Ecocardiografia com Doppler. 7 Diagnóstico, avaliação quantitativa e qualitativa das cardiomiopatias (dilatada, hipertrófica, restritiva, displasia arritmogênica do ventrículo direito, cardiomiopatia de Takotsubo e formas não classificadas). 8 O ecocardiograma na avaliação das cardiopatias associadas a doenças sistêmicas, genéticas, medicamentosas e infecciosas. 9 O ecocardiograma nas valvopatias. 10 Avaliação ecocardiográfica das próteses valvares. 11 O ecocardiograma na insuficiência coronariana aguda e crônica. 12 O ecocardiograma nas doenças do pericárdio. 13 O ecocardiograma nas doenças da aorta. 14 Hipertensão arterial sistêmica e pulmonar. 15 Endocardite infecciosa e febre reumática.16 O ecocardiograma na avaliação de fonte emboligênica. 17 Massas e tumores intracardíacos. 18 Ecocardiografia no transplante cardíaco. 19 Ecocardiografia nas arritimias e distúrbios de condução do estímulo cardíaco. Análise ecocardiográfica do sincronismo cardíaco. Ecocardiograma transesofágico: princípios, técnica  e planos de imagem; indicações e contraindicações; vantagens e desvantagens; diagnóstico das patologias; ecocardiograma transesofágico intra‐operatório. 20 Ecocardiograma sob estresse físico e farmacológico: princípios, técnicas e planos de imagem; indicações e contraindicações; vantagens e desvantagens; diagnóstico das  patologias.  21  Cardiopatias  congênitas  cianogênicas  e  acianogênicas:  análise  sequencial  e  segmentar;diagnóstico e quantificação das patologias; ecocardiograma no pós‐operatório de cardiopatias congênitas. 22 Ecodopplercardiografia fetal.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ECOGRAFIA VASCULAR COM DOPPLER

1 Técnicas de Doppler vascular em pacientes adultos e idosos. Indicação de Doppler. 2 Vascular em pacientes adultos e idosos. 3 Principais achados no Doppler nas doenças vasculares comuns em adultos e idosos. 4 Achados da história natural e exame físico das doenças comuns de pacientes adultos e idosos. 5 Aspectos éticos e bioéticos no atendimento de pacientes adultos e idosos.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA

1 Apresentação comum das manifestações clínicas em endocrinologia. 2 Doença da hipófise e do hipotálamo. 3 Doenças da tireoide. 4 Doenças das paratireoides. 5 Doenças das supra‐renais. 6 Diabetes mellitus. 7 Testes dinâmicos em endocrinologia. 8 Interpretação dos testes em endocrinologia. 9 Diagnóstico e tratamento das doenças endocrinológicas e metabólicas no ciclo gravídico‐puerperal. 10 Obesidade: avaliação, tratamento clínico e cirúrgico. 11 Osteoporose. 12 Distúrbios endócrinos e metabólicos na infecção pelo HIV. 13 Deficiência de vitamina D. 14 Emergências endocrinológicas. 15 Dislipidemias. 16 Hipogonadismo, infertilidade, amenorreia e disfunção erétil.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ENDOCRINOLOGIA PEDIÁTRICA

1 Fisiologia (ação e organização do sistema endócrino). 2 Diabetes mellitus e outros distúrbios do metabolismo dos carboidratos. 3 Crescimento normal e patológico. 4 Fisiologia e distúrbios da diferenciação sexual. 5 Distúrbios nutricionais. 6 Distúrbios do eixo hipotalâmico‐hipofisário. 7 Doenças das paratireoides e metabolismo mineral. 8 Puberdade fisiológica e distúrbios puberais. 9 Distúrbios das supra‐renais. 10 Distúrbios da tireoide. 11 Distúrbios metabólicos e genéticos em endocrinologia pediátrica. 12 Emergências endocrinológicas. 13 Obesidade em pediatria.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ENDOSCOPIA DIGESTIVA

1 Aspectos gerais: preparo da sala de exames; preparo do paciente; anestesia, sedação e monitorização; equipamentos e material acessório; biossegurança; limpeza e desinfecção dos endoscópicos. 2 Esôfago: esofagites, divertículo de Zenker, megaesôfago; corpo estranho; esôfago de Barrett; estenoses benignas; tumores de esôfago; varizes esofagogástricas; hérnia hiatal e doença do refluxo gastro‐esofágico: abordagens diagnósticas e terapêuticas endoscópicas. 3 Estômago e duodeno: gastrites; duodenites, tumores de estômago; Linfoma MALT, úlcera péptica; hemorragia digestiva; estômago operado. Balão intragástrico. Gastropatia hipertensiva portal. Pesquisa de H. pylori. 4 Cólon e reto: colites; tumores do cólon; vigilância e rastreamento  no câncer colorretal, doença diverticular; corpo estranho, doenças inflamatórias; terapêuticas nas lesões elevadas e planas do cólon, pólipos e polipose; colopatia isquêmica. Colonoscopia na urgência. 5 Vias biliares e pâncreas: coledocolitíase; pancreatite aguda e crônica; tumor de papila; tumor de pâncreas; tumor das vias biliares. Cateterismo da papila e esfincterotomia endoscópica. Diagnóstico e tratamento das lesões benignas e malignas das vias biliares. 6 Procedimentos endoscópicos: esofagogastroduodenoscopia; colonoscopia; retossigmoidoscopia; biópsia e citologia; mucosectomia; polipectomia; pré‐corte e papilotomia; técnicas de hemostasia; dilatação; gastrostomia e passagem de cateter enteral; posicionamento de endopróteses esofagianas, biliares e enterais; complicações de procedimentos endoscópicos. 7 Achados endoscópicos nas doenças sistêmicas. 8 Hemorragia digestiva alta varicosa e não varicosa; hemorragia digestiva e baixa.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ENDOSCOPIA GINECOLÓGICA

1 Embriologia e anatomia do aparelho urogenital feminino. 2 Malformações genitais. 3 Desenvolvimento puberal normal e anormal. 4 Citopatologia de colo uterino. 5 Colposcopia normal e alterada. 6 Diagnóstico por imagem em Ginecologia. Ultrassonografia. 7 Ciclo menstrual. Esteroidogênese. Regulação neuroendócrina do ciclo menstrual. Fisiologia menstrual. Sangramento disfuncional. Anovulação crônica. Amenorreia. Síndromes Hiperandrogênicas. Falência ovariana precoce. 8. Planejamento familiar e métodos anticoncepcionais. 9 Anticoncepção hormonal em situações especiais – climatério, adolescência, doença cardiovascular. 10 Síndrome pré‐menstrual. Dismenorreia. 11 Ginecologia Infanto‐ Puberal. 12 Climatério. Terapia de Reposição Hormonal.13 Estática pélvica. Distopias uterinas. Incontinência urinária. Propedêutica Uroginecológica. Avaliação urodinâmica. Fístulas urogenitais. Principais técnicas cirúrgicas e suas indicações. 14 Urgências em Ginecologia. 15 Infecções ginecológicas. Vulvovaginites. Doença inflamatória pélvica. Abscesso tubo‐ovariano. 16 Doenças Sexualmente Transmissíveis. HIV. AIDS. 17 Miomatose. 18 Dor pélvica crônica. 19 Endometriose. 20 Infertilidade conjugal. Investigação e tratamento. 21 Sexualidade. Terapia Sexual. Manejo inicial. 22 Violência Sexual. 23 Patologia benigna de mama. 24 Diagnóstico precoce e rastreamento do carcinoma de mama. 25 Diagnóstico precoce e rastreamento das neoplasias genitais. 26 Oncologia Ginecológica: neoplasia de ovário, de colo uterino e de endométrio. História natural, epidemiologia, estadiamento e tratamento. 27 Oncologia mamária: história natural, epidemiologia, estadiamento e tratamento.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ENDOSCOPIA RESPIRATÓRIA

1 Anormalidades estruturais e funcionais, congênitas e adquiridas das vias aéreas inferiores. 2 Indicação de endoscopia respiratória em crianças e adolescentes. 3 Indicação de endoscopia respiratória nas pneumonias de repetição e de evolução arrastada. 4 Diagnóstico das obstruções das vias aéreas inferiores. 5 Conduta cirúrgica  e conservadora das doenças das vias aéreas inferiores. 6 Procedimentos broncoscópicos de diagnóstico e tratamento em nível de internação e ambulatorial em pacientes pediátricos. 7 Cirurgias endoscópicas e externas de laringe. 8 Políticas institucionais de controle de infecção hospitalar e humanização da assistência. 9 Elaboração de protocolos clínicos e de projetos de pesquisa e ensino.

 MÉDICO – ESPECIALIDADE: GASTROENTEROLOGIA

1 Hemorragia varicosa e não varicosa. 2 Esofagite péptica e complicações. 3 Esofagite por cândida herpes e citomegalovírus. 4 Esôfago de Barrett. 5 Neoplasias de esôfago. 6 Estenose esofágica. 7 Úlcera péptica. 8 Doenças intestinais inflamatórias e parasitárias. 9 Diarreia. 10 Colelitíase e colecistite. 11 Pancreatite. 12 Hepatites virais, hepatopatias tóxicas e doença hepática crônica. 13 Neoplasia gástrica precoce e avançada. 14 Infecção pelo Helicobacter pylori. 15 Pólipos em tubo digestivo. 16 Desinfecção do endoscópio. 17 Sedação em endoscopia. 18 Achados endoscópicos nas doenças sistêmicas. 19 Hemorragia digestiva alta varicosa e não varicosa; hemorragia digestiva e baixa. 20 Neoplasia de cólon.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: GASTROENTEROLOGIA PEDIÁTRICA

I FÍGADO E VIAS BILIARES: 1 Fisiologia e metabolismo. 2 Hepatites: virais e autoimunes. 3 Colestase neonatal. 4 Doenças da vesícula e das vias biliares. 5 Atresia de vias biliares. 6 Síndromes colestáticas intra‐hepáticas familiares. 7 Hipertensão porta. 8 Alterações hepáticas relacionadas à anemia falciforme. 9 Insuficiência hepática aguda. 10 Hepatoxicidade induzida por drogas. 11 Hemocromatose hepática. 12 Doenças metabólicas do fígado. 13 Distúrbios do metabolismo dos carboidratos. 14 Distúrbio do metabolismo das proteínas. 15Doença de Wilson. 16 Doença hepática gordurosa não alcoólica. 17 Doença fibrocística do fígado. 18 Parasitoses hepáticas. 19 Neoplasias hepáticas. II PÂNCREAS: 1 Pancreatite aguda e crônica. 2 Testes de função pancreática. 3 Tumores pancreáticos. 4 Tratamento da insuficiência pancreática. III ESÔFAGO: 1 Anômalias congênitas. 2 Doença do refluxo gastroesofágico. 3 Hérnia hiatal. 4 Varizes esofageanas. 5 Acalasia. 6 Distúrbios funcionais do esôfago. 7 Esofagite eosinofílica e outras esofagites. 8 Ingestão cáustica. 9 Corpos estranhos no esôfago. IV ESTÔMAGO E INTESTINO: 1 Doenças pépticas gastroduodenais. 2 H. Pylori. 3 Diarreia aguda, persistente e crônica. 4 Distúrbios de má absorção. 5 Probióticos nos distúrbios grastrointestinais. 6 Alergia alimentar. 7 Doença celíaca. 8 Intolerância aos carboidratos. 9 Doença inflamatória intestinal. 10 Parasitoses intestinais. 11 Pólipos intestinais. 12 Distúrbios funcionais do intestino. 13 Doença de Hirschsprung. 14 Constipação intestinal. 15 Tumores do trato digestório. 16 Estenose pilórica. 17 Anomalias congênitas do estômago e intestino. 18 Divertículo de Meckel. 19 Distúrbio de motilidade intestinal. 20 Doenças obstrutivas intestinais. 21 Abdome agudo. 22 Hemorragia digestiva alta e baixa. 23 Corpos estranhos no estômago e intestino. 24 Distúrbios cirúrgicos do ânus reto e cólon. V ENDOSCOPIA DIGESTIVA EM PEDIATRIA. VI TRANSTORNOS ALIMENTARES E OBESIDADE EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES. VII ALEITAMENTO MATERNO.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: GENÉTICA MÉDICA

1 Análise mendeliana. 2 DNA, cromatina, cromossomos metafásicos e meióticos. 3 Ciclo celular e apoptose. 4 Organização do genoma. 5 Padrões de transmissão de genes nos indivíduos e nas populações, as variações nessas expressões, os tipos de herança e má formação genética. 6 Determinação sexual. 7 Bases cromossômicas: análise e aberrações cromossômicas. 8 Herança multifatorial: poligenia, polialelismo e herdabilidade. 9 Diagnóstico pré‐natal. 10 Tratamentos das doenças genéticas. 11 Bases genéticas e bioquímicas das doenças.  12 Terapia gênica. 13 Genética do comportamento. 14 Genética de populações. 15 Aconselhamento genético. 16 Organização laboratorial. 17 Métodos laboratoriais de análise de ácidos nucleicos e proteínas. 18 Estatística experimental aplicada à genética. 19 Erros inatos do metabolismo.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: GERIATRIA

1 O idoso na sociedade. Estatuto do idoso. 2 Biologia do envelhecimento. Teorias do envelhecimento. 3 Aspectos biológicos e fisiológicos do envelhecimento. 4 Prevenção e promoção da saúde. 5 Geriatria básica. 6 Exames complementares e instrumentos de avaliação. 7 Déficit cognitivo. Demências. 8 Instabilidade postural e quedas. 9 Imobilidade e úlceras de pressão. 10 Incontinência urinária e fecal. 11 Iatrogenia e farmacologia em geriatria. 12 Hipertensão arterial sistêmica, arritmias, doença arterial periférica e doenças da carótida. 13 Aterosclerose. Fatores de risco cardiovascular. 14 Doenças cerebrovasculares: acidente vascular cerebral isquêmico/hemorrágico. 15 Síndromes parkinsonianas. Tremor essencial. Doença de Parkinson. 16 Pneumonias, doença pulmonar obstrutiva crônica e asma. Embolia pulmonar e tuberculose. 17 Esofagite de refluxo, gastrites, úlceras péptica e gástrica, insuficiência hepática, diarreia e constipação intestinal. 18. Hiperplasia prostática. Prostatite. Disfunção erétil. 19 Osteoporose, osteomalácia, osteoartrose, artrite reumatoide e doença de Paget. 20 Diabetes mellitus. Doenças da tireoide. Síndrome metabólica. Obesidade. 21 Neoplasias. 22 Doenças dermatológicas. 23 Anemias e doenças mieloproliferativas. 24 Nutrição. 25 Infecções e imunizações. 26 Doenças dos órgãos dos sentidos. 27 Sono no idoso. 28. Reabilitação. 29 Cuidados paliativos ao final da vida. 30 Delirium.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

1 Anatomia clínica e cirúrgica do aparelho reprodutor feminino. 2 Fisiologia do ciclo menstrual, disfunções menstruais, distúrbios do desenvolvimento puberal, climatério, vulvovagites e cervicites, doença inflamatória aguda e crônica. 3 Endometriose. 4 Distopias genitais. 5 Distúrbios urogenitais. 6 Patologias benignas e malignas da mama, da vulva, da vagina, do útero e do ovário. 7 Noções de rastreamento, estadiamento e tratamento do câncer da mama. 8 Anatomia e fisiologia da gestação. 9 Assistência pré‐natal na gestação normal e avaliação de alto risco obstétrico. 10 Aborto, gravidez ectópica, mola hidatiforme, coriocarcinoma e transmissões de infecções maternas fetais. 11 Doenças hipertensivas na gestação. 12 Pré‐eclampsia. 13 Diabetes gestacional. 14 Cardiopatias. 15 Doenças renais e outras condições clínicas na gestação. 16 HIV/AIDS na gestação e prevenção da transmissão vertical. 17 Mecanismo do trabalho de parto. 18 Assistência ao parto e uso do partograma. 19 Indicações de cesárias e fórceps. 20 Indicações de analgesia e anestesia intraparto. 21 Hemorragia de terceiro trimestre. 22 Sofrimento fetal crônico e agudo. 23 Prevenção da prematuridade.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA

1 Produção dinâmica e função das células sanguíneas. 2 Análise e interpretação de exames hematológicos. 3 Biologia molecular e hematologia. 4 Distúrbios das hemácias. 4.1 Anemias macrocríticas. 4.2 Anemia ferropriva e metabolismo do ferro. 4.3 Anemias por insuficiência de medula óssea. 4.4 Anemias hemolíticas. 4.5 Anemia  da insuficiência renal crônica. 4.6 Anemias das doenças crônicas. 4.7 Anemias das desordens endócrinas. 4.8 Eritrocitoses. 4.9 Metahemoglobinemia e outros distúrbios que causam cianose. 4.10 Porfírias. 4.11 Anemia microangiopática. 4.12 Mielodisplasia. 5 Distúrbios dos neutrófilos, basófilos, eosinófilos e dos mastócitos. 6 Distúrbios dos monócitos e macrófagos. 7 Linfocitose e linfopenia. 8 Doenças das deficiências imunológicas hereditárias e adquiridas. 9 Infecção em hospedeiro imunocomprometido. 9.1 Leucemias agudas. 9.2 Síndromes mieloproliferativas. 9.3 Doenças linfoproliferativas malignas. 9.4 Distúrbios plasmocitários e gamapatias monoclonais. 10 Distúrbios plaquetares. 11 Distúrbios da hemostasia primária. 12 Distúrbios da coagulação. 13 Trombofilias. 14 Medicina transfusional.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA PEDIÁTRICA

1 Diagnóstico e tratamento das anemias. 2 As hemoglobinopatias. 3 As talassemias. 4 Diagnóstico e tratamento das coagulopatias hereditárias e adquiridas. 5 Coagulopatia de consumo. 6 Anemias microangiopáticas: diagnóstico e tratamento. 7 Coleta, testes e processamento do sangue. 8 Imuno‐ hematologia eritrocitária: antígenos e anticorpos de células sanguíneas. 9 Testes de compatibilidade sanguínea. 10 Fundamentos de genética básica e molecular. 11 Doença hemolítica do feto e do recém‐nascido. 12 Teste de antiglobulina humana. 13 Pesquisa e identificação de anticorpos irregulares. 14 Aloantígenos plaquetários humanos. 15 Sistemas de antígenos granulocitários. 16 Uso e obtenção de componentes e derivados do sangue. 17 Aféreses. 18 Transfusão em cirurgia. 19 Transfusão em hemoglobinopatias. 20 Suporte transfusional em transplante de medula óssea. 21 Transfusão neonatal e em Pediatria. 22 Infecções transmitidas por transfusão. 23 Infecções emergentes de importância transfusional. 24 Terapia celular. 25 Biossegurança: 26 Barreiras de contenção: EPIs e EPCs, cabines de segurança biológica, mapa de risco. 27 Gerenciamento de resíduos. 28 Métodos de desinfecção e esterilização. 29 Boas práticas em laboratórios e serviços de saúde. 30 RDC 34 ‐ Anvisa 2014.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: HEMODINÂMICA E CARDIOLOGIA INTERVENCIONISTA

1 Cardiopatias isquêmicas (angina instável, IAM ñQ e infarto agudo do miocárdio). 2 Aneurisma de aorta. 3 Dissecção aguda de aorta. 4 Insuficiência cardíaca. 5 Valvopatias (aórtica, mitral, tricúspide e pulmonar). 6 Hipertensão arterial sistêmica. 7 Miocardiopatias. 8 Endocardite bacteriana. 9 Cor pulmonale agudo e crônico.10 Doença reumática. Pericardiopatias. 11 Arritmias cardíacas. 12 Cardiopatias congênitas (cianóticas e acianóticas). 13 Choque cardiogênico. 14 Avaliação hemodinâmica invasiva e não invasiva: métodos e interpretação.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: HEPATOLOGIA

1 Câncer do fígado. 2 Tratamento da hipertensão portal na cirrose hepática. 3 Tumores benignos no fígado. 4 Tratamento das metástases hepáticas de câncer  colorretal. 5 Litíase intra‐hepática. 6 Câncer das vias‐ biliares.  7 Papel da vídeo‐laparoscopia na cirurgia hepática. 8 Esquistossomose Hepato‐esplênica. 9 Tratamento das metástases não‐colorretais. 10 Análise crítica dos métodos de ablação tumoral no tratamento dos tumores hepáticos. 11 Colestases neonatais a atresia de vias biliares. 12 Hepatites virais. 13 Hepatites autoimunes. 14 Hepatites medicamentosas. 15 Doenças de origem genética (Deficiência de alfa‐1 antitripsina, Doença de Wilson, Galactosemia, Intolerância hereditária à frutose, Tirosinemia. 16 Doenças de acúmulo de glicogênio e  de lípides, Doença da urina do xarope de bordo ou “Maple syrup urine disease – MSUD”, Doença e Síndrome de Caroli). 17 Doenças metabólicas: Gaucher e a de Pompe. 18 Tumores hepáticos. 19 Alterações hepáticas nas infecções bacterianas. 20 Anatomia patológica do fígado. 21 Alterações histológicas hepáticas. 22 Síndrome hepatopulmonar. 23 Trombose de veia porta. 24 Colangite esclerosante. 25 Protocolos e consensos a respeito de doenças autoimunes. 26 Transplantes hepáticos. 27 Controle dos pacientes pós‐transplante hepático.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: INFECTOLOGIA

1 Febre. Septicemia. Infecções em pacientes granulocitopênicos. 2 Infecções causadas por microorganismos anaeróbicos. Tétano. Meningite por vírus, bactérias e fungos. Raiva. Rickettsioses. Sinusites. Difteria. 3 Tuberculose, hanseníase e doenças por outras micobactérias. Brucelose. Pneumonias bacterianas, viróticas e outras. Influenza. 4 Toxoplasmose. Leptospirose. Hantaviroses. 5 Infecções fúngicas. Bartonelose. 6  Endocardite. Pericardite. Gastroenterocolites infecciosas e virais. Hepatites por vírus. 7 Leishmaniose cutânea e visceral. Febre Tifoide. Dengue. Varicela. Sarampo. Rubéola. Escarlatina. Caxumba. Coqueluche. Herpes simples e zoster. Citomegalovirus. 8 Esquistossomose, filariose, parasitoses por helmintos e protozoários. 9 Imunizações. 10 Doenças sexualmente transmissíveis. 11 Controle de infecções hospitalares. 12 Síndrome da imunodeficiência adquirida. 13 Cólera. Raiva. Malária. 14 Antibióticos, antivirais e antifungicos. 15 Sistema de agravos notificáveis.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: INFECTOLOGIA PEDIÁTRICA

1 Crescimento e desenvolvimento da criança e do adolescente. 2 Pediatria preventiva. 3 Imunizações. 4 Maus tratos, negligência e direito legal das crianças e dos adolescentes 5 Necessidades nutricionais. 6 Aleitamento materno. 7 Alimentação de lactentes e crianças. 8 Desnutrição. 9 Equilíbrio hidroeletrolítico e ácido‐ básico:tratamento da desidratação. 10 Hipovitaminoses e hipervitaminoses. 11 Neonatologia: gestação de alto risco, assistência ao RN na sala de parto, distúrbios metabólicos, distúrbios respiratórios, doença hemolítica, hiperbilirrubinemia indireta e colestase, infecções congênitas, malformações congênitas e prematuridade. 12 Erros inatos do metabolismo. 13 Imunodeficiências primárias e síndrome da imunodeficiência adquirida. 14 Doenças alérgicas: asma, dermatite atópica, rinite, urticária e angioedema. 15 Doenças infecciosas: caxumba, coqueluche, tétano, difteria, citomegalovirose, toxoplasmose, dengue, doenças exantemáticas, doença da arranhadura do gato, infecções estafilocócicas e estreptocócicas, leishmaniose tegumentar e visceral, herpes, histoplasmose, mononucleose infecciosa, sepses, meningoencefalites, osteoartrites, tuberculose, helmintíases  e protozooses, febre amarela, resfriado e gripe. 16 Controle e profilaxia das infecções hospitalares. 17 Doenças do sistema nervoso: convulsões, enxaqueca, epilepsia, tumor cerebral. 18 Doenças do sistema respiratório: infecções do trato respiratório superior e inferior, derrame pleural, pneumotórax e fibrose cística. 19 Doenças do sistema cardiovascular: cardiopatias congênitas, endocardite bacteriana, miocardite, febre reumática e insuficiência cardíaca. 20 Doenças do sistema digestório: diarréias agudas e crônicas, síndrome de má absorção, constipação intestinal, refluxo gastroesofágico e hepatites agudas e crônicas. 21 Doenças do sangue: anemias carenciais e hemolíticas, hemoglobinopatias e púrpuras. 22 Doenças neoplásicas: leucemias, linfomas, tumor   de Wilms e neurobastoma. 23 Doenças do sistema urinário: infecção urinária, glomerulonefrites e síndrome nefrótica. 24 Doenças do sistema endócrino: diabetes mellitus, baixa estatura, hiperplasia congênita da suprarrenal, obesidade e hipotireoidismo congênito. 25 Doenças do sistema osteoarticular: luxação congênita do quadril, escoliose e cifose. 26 Doenças da pele: eczemas, infecções bacterianas, viróticas, fúngicas e parasitárias da pele. 27 Doenças reumáticas: artrite reumatoide infantil, lúpus eritematoso sistêmico, doença  de Kawasaki e síndrome de vasculites. 28 Afecções cirúrgicas: estenose hipertrófica do piloro, obstrução intestinal, hérnia diafragmática e abdômen agudo. 29 Emergências: insuficiência respiratória aguda, parada cardiorrespiratória, choque, coma, hipertensão arterial, intoxicações agudas, insuficiência renal aguda, traumatismo Crânioencefálico.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MAMOGRAFIA

1 Histologia da mama (tecidos envolvidos, sistema tegumentar, sistema linfático, circulação linfática).2 Mastologia fisiologia da mama. 3 Classificação da mama drenagem linfática. 4 Processo de carcinogênese câncer de mama, detecção precoce câncer de mama classificação dos tumores mamários, tumores não invasivos. Carcinoma Ductal in Situ (CDIS) Carcinoma Lobular In Situ (CLIS) Carcinomas Invasivos Carcinoma Lobular Infiltrante (CDI), carcinoma tubular, carcinoma medular, carcinoma mucinoso, carcinoma papilífero, carcinoma inflamatório. 5 Doença de Paget Tumor Filódes. 6 Metástases; Alterações. 7 Menignas da mama. 8 Princípios gerais no manejo das alterações benignas, semiologia exame físico, câncer de mama masculino sinais e sintomas do câncer de mama. 9 Estadiamento diagnóstico clínico das alterações mamárias, autoexame, exames invasivos (punção aspirativa com agulha fina e citologia aspirativa, biópsia, citologia histologia, conduta no nódulo de mama, cintilografia). 10 Exames não invasivos (ultrasonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, mamografia). 11 Desenvolvimento da mamografia mamografia, aspectos físicos da mamografia, princípios do funcionamento do mamógrafo. 12 Artefatos indicações para mamografia, mamografia para rastreamento, mamografia diagnóstica, lesões detectadas na mamografia ‐ sinais radiológico de câncer de mama, nódulo microcalcificações, assimetria.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MASTOLOGIA

1 Patologias benignas da mama. Lesões não palpáveis da mama. Exames de imagens em mastologia, indicação, interpretação e indicação de biópsias. Biologia molecular em câncer de mama. Epidemiologia em câncer de mama. 2 Diagnóstico, estadiamento e tratamento cirúrgico do câncer de mama. 3 Tratamento neoadjuvante e adjuvante em câncer de mama, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia. 4 Seguimento pós‐tratamento  do câncer de mama. 5 Aspectos anatomopatológicos em câncer de mama. 6 Rastreamento em câncer de mama. 7 Prevenção primária e secundária do câncer de mama. 8 Sarcomas de mama. 9 Manejo de mulheres de alto risco para câncer de mama. 10 Lesões precursoras do câncer de mama. 11 Tipos especiais de câncer de mama.12 Situações especiais de câncer de mama: gravidez, mulher idosa e mulher jovem. 13 Metástases em câncer  de mama. Recidivas loco ‐ regionais do câncer de mama.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA DA FAMÍLIA E COMUNIDADE

1 Organização do processo de trabalho na atenção básica: acolhimento, produção de vínculo e responsabilização, clínica ampliada e outros princípios da política nacional de humanização, programação de ações e construção de agenda compartilhada e educação permanente. 2 A educação em saúde na atenção domiciliar. 3 Sistema de informação da atenção básica. 4 Noções básicas de epidemiologia: vigilância epidemiológica, indicadores básicos de saúde. 5 Considerações biológicas em medicina clínica; doenças causadas por agentes biológicos e ambientais. 6 Doenças causadas por riscos do meio ambiente e agentes físicos e químicos; Doenças dos sistemas orgânicos. 7 Fundamentos da psiquiatria e doenças psicossomáticas: fundamentos de geriatria, fundamentos da hemoterapia. 8 Fundamentos de epidemiologia e doenças de notificação compulsória. 9 Fundamentos de saúde pública; Fundamentos de pediatria. 10 Emergências médicas: cardiovasculares, respiratórias, neurológicas, pneumológicas dos distúrbios metabólicos e endócrinos gastroenterológicos, das doenças infectocontagiosas, dos estados alérgicos e dermatológicos, dos politraumatizados, da Ortopedia, das feridas e queimaduras, da Ginecologia e obstetrícia, da urologia, da oftalmologia e otorrinolaringologia, intoxicações exógenas. 11 Saúde da família na busca da humanização e da ética na atenção à saúde. 12 Tratamento de feridas no domicílio. 13 Controle da dor no domicílio. 14 Intervenções médica na internação domiciliar e assistência médica em domicílio. 15 Visitas domiciliares. 16 Trabalho em equipe multiprofissional. 17 Relacionamento interpessoal. 18 Propedêutica em clínica médica. 19 Prevenção, nutrição e doenças nutricionais. 20 Antibióticos, quimioterápicos e corticoides. 21 Epidemiologia, etiologia clínica, laboratório, diagnostico diferencial das seguintes afecções. 21.1 Aparelho digestivo: esofagite, gastrite, ulcera péptica, doença intestinal inflamatória e cirrose hepática. 21.2 Aparelho cardiovascular: angina pectoris, infarto agudo do miocárdio, hipertensão arterial sistêmica. 22 Sistema hematopoiético: anemias, leucoses e linfomas; Sistema renal: infecções do trato urinário, GNDA e GNC. 23 Aparelho respiratório: pneumonia, bronco pneumonia e DPOC.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA DE EMERGÊNCIA

1 Síndromes hemorrágicas agudas. 2 Desidratação moderada a grave (distúrbio hidroeletrolítico). 3 Insuficiência renal aguda ou insuficiência renal crônica agudizada. 4 Cetoacidose diabética / Coma hiperosmolar / Hipoglicemia. 5 Hipertensão intracraniana / Meningite carcinomatosa. 6 Compressão raquimedular. 7 Acidente vascular cerebral. 8 Crise convulsiva/Alteração do nível de consciência. 9 Lipotímia / Sincope. 10 Tamponamento cardíaco/pericardite aguda. 11 Edema agudo de pulmão. 12 Crise hipertensiva. 13 Arritmias cardíacas, Insuficiência coronariana aguda, distúrbio de condução AV agudo. 14 Parada cardiorrespiratória. 15 Embolia pulmonar. 16 Oclusão arterial aguda. 17 Trombose venosa profunda. 18 Insuficiência respiratória aguda. 19 Pneumotórax. 20 Abdômen agudo. 21 Neutropenia febril. 22 Síndrome infecciosa grave. 23 Estados consumptivos (caquexia quando puser o paciente em risco iminente). 24 Choque. 25 Síndrome de veia cava superior. 26 Hipercalcemia / Hipocalcemia. 27 Fratura patológica. 28 Encefalopatia hepática. 29 Retenção urinária aguda. 30 Gota aguda. 31 Dor neoplásica. 32 Síndrome de lise tumoral.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA DE URGÊNCIA

1 Atendimento pré‐hospitalar de urgência em: politraumatizados: cinemática do trauma; Traumatismos não intencionais, violência e suicídio; Traumas com múltiplas vítimas: triagem e prioridade de atendimento e transporte. 2 Primeiro atendimento: ABCDE do trauma; Avaliação do coma; Choque hipovolêmico e ressuscitação hidroeletrolítica; Manejo das vias aéreas no paciente politraumatizado. 3 Traumas especiais: torácico, abdominal, crânio‐encefálico, de coluna músculo esquelético, de face e pescoço, e da pelve. 4 Doenças Cardiovasculares: Sintomas mais comuns; Insuficiência cardíaca; Arritmias; Cardiopatia isquêmica; Hipertensão arterial sistêmica e emergências hipertensivas. 5 Distúrbios ginecológicos e obstétricos: sangramentos vaginais; Gravidez ectópica; doença hipertensiva da gravidez; Violência sexual; Parto de emergência. 6 Pediatria: acidentes (peculiaridades na criança); Asma aguda; Cetoacidose diabética; Síndrome nefrótica; Infecção urináriafebril; Distúrbios hidroeletrolíticos e acidobásicos; Meningites; Crises convulsivas; Dor abdominal aguda; Urgências cardiológicas; Choque; Parada cardiorrespiratória básica e avançada. 7 Doenças psiquiátricas: depressão e ansiedade; Dependências químicas. 8 Distúrbios metabólicos: diabete mellitus; Distúrbios acidobásicos; Doenças da tireoide. 9 Doenças respiratórias: infecções respiratórias; Asma brônquica; DBPOC; Insuficiência respiratória; Carcinoma brônquico; Tuberculose.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA DO ADOLESCENTE

1 Crescimento e desenvolvimento puberal do adolescente. 2 Desenvolvimento psicossocial do adolescente. 3 Conceituação da adolescência. 4 Imunização na adolescência. 5 Sexualidade na adolescência. 6 Anticoncepção, aborto e gravidez na adolescência. 7 Drogadição na adolescência. 8 Aspectos éticos do atendimento do adolescente. 9 Particularidades da consulta do adolescente. 10 Abordagem da família do adolescente. 11 O jovem no espaço da escola. 12 O adolescente e o trabalho. 13 O adolescente e a lei. 14 Abordagem do adolescente com doença crônica. 15 Adolescência e violência. 16 Principais motivos de consulta adolescente.  17 O Trabalho com grupos de adolescentes na atenção à sua saúde. 18 Morbidade e mortalidade na adolescência.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA DO TRABALHO

1 Agravos à saúde do trabalhador. 1.1 Saúde mental. 1.2 Sistemas sensoriais, respiratório e cardiovascular. 1.3 Câncer. 1.4 Sistema musculoesquelético. 1.5 Sangue. 1.6 Sistemas nervoso, digestivo, renal‐ urinário e reprodutivo. 1.7 Doenças da pele. 2 Aspectos legais da medicina do trabalho. 2.1 Responsabilidades em relação à segurança e saúde ocupacional. 2.2 Saúde ocupacional como um direito humano. 2.3 Convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT). 2.4 Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego. 3 Relações trabalhistas e gestão de recursos humanos. 3.1 Direitos de associação e representação.3.2 Acordo e dissídios coletivos de trabalho e disputas individuais sobre saúde e segurança ocupacional. 3.3 Saúde e segurança no local de trabalho. 3.4 Emprego precário. 4  O sistema previdenciário brasileiro (Decreto  nº 3.048/1999). 4.1 Prestações do regime geral de previdência social. 4.2 Prestações do acidente de trabalho e da doença profissional. 4.3 Comunicação do acidente. 4.4 Disposições diversas relativas ao acidente de trabalho.4.5 Habilitação e reabilitação profissional. 4.6 Carência das aposentadorias por idade, tempo de serviço e especial. 4.7 Doenças profissionais e do trabalho. 4.8 Classificação dos agentes nocivos. 4.9 Formulários de informações. 4.10 Nexo técnico epidemiológico. 5 Bioestatística. 5.1 Noções de probabilidade e representação gráfica. 5.2 Tabulação dos dados. 5.3 Estatística descritiva. 5.4 Amostragem. 5.5 Testes de hipótese e inferência estatística. 5.6 Intervalo de confiança. 5.7 Análise de dados categóricos. 5.8 Taxas, razões e índices. 6 Bioética.6.1 Princípios fundamentais. 6.2 Direitos e deveres do médico. 6.3 Responsabilidade profissional. 6.4 Sigilo médico. 6.5 Atestado e boletim médicos. 6.6 Perícia médica. 6.7 Pesquisa médica. 6.8 Código de ética do médico do trabalho. 7 Epidemiologia ocupacional. 7.1 Método epidemiológico aplicado à saúde e segurança ocupacional. 7.2 Estratégias e técnicas epidemiológicas de avaliação da exposição. 7.3 Medidas de exposição no local de trabalho. 7.4 Medição dos efeitos das exposições. 7.5 Avaliação de causalidade e ética em pesquisa epidemiológica. 8 Ergonomia. 8.1 Princípios de ergonomia e biomecânica. 8.2 Antropometria e planejamento  do posto de trabalho. 8.3 Análise ergonômica de atividades. 8.4 Prevenção da sobrecarga de trabalho em linhas de produção. 8.5 Prevenção de distúrbios relacionados ao trabalho. 9 Gestão ambiental e saúde dos trabalhadores. 9.1 Relações entre saúde ambiental e ocupacional. 9.2 Saúde e segurança ocupacional e o meio ambiente. 9.3 Gestão ambiental e proteção dos trabalhadores. 9.4 Gestão em saúde: planejamento, implementação e avaliação de políticas, planos e programas de saúde nos locais de trabalho. 10 Perícias médicas judiciais. 10.1 Exame clínico e anamnese ocupacional. 10.2 Análise das condições de trabalho. 10.3 Laudos médicos e ambientais. 11 Programa de controle médico e serviços de saúde ocupacional. 11.1 Normas regulamentadoras. 11.2 Normas técnicas da previdência social para diagnóstico de doenças relacionadas ao trabalho. 11.3 Inspeção médica dos locais de trabalho. 12 Proteção e promoção da saúde nos locais de trabalho.12.1 Programas preventivos. 12.2 Avaliação do risco em saúde. 12.3 Condicionamento físico e programas de aptidão. 12.4 Programas de nutrição. 12.5 A saúde da mulher. 12.6 Proteção e promoção de saúde. 12.7 Doençasinfecciosas. 12.8 Programas de controle do tabagismo, álcool e abuso de droga. 12.9 Gestão do estresse. 13 Programa de prevenção de riscos ambientais. 13.1 Higiene ocupacional. 13.2 Prevenção de acidentes. 13.3 Política de segurança, liderança e cultura. 13.4 Proteção Pessoal. 14 Toxicologia. 14.1 Toxicologia e Epidemiologia. 14.2 Monitoração biológica. 14.3 Toxicocinética. 14.4 Toxicologia básica. 14.5 Agentes químicos no organismo. 14.6 Toxicocinética. 14.7 Toxicodinâmica dos agentes químicos.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA FETAL

1 Rastreamento e diagnóstico das anomalias cromossômicas. 2 Malformações fetais. 3 Infecções congênitas. 4 Procedimentos invasivos. 5 Indicações de cirurgias no ciclo gestativo. 5.1 Cirurgia fetal. 6 Ultrassonografia em obstetrícia (bidimensional e tridimensional). 7 Avaliação da vitalidade e maturidade fetais. 8 Aconselhamento genético e avaliação pré‐concepcional, uso de drogas lícitas e ilícitas.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA FÍSICA E REABILITAÇÃO

1 Conceito de fisiatria ou medicina física e reabilitação. 1.1 A história natural da instalação e evolução das incapacidades. 1.2 Conceito de deficiência. 2 Processo de reabilitação. 2.1 O Processo de reabilitação global do paciente. 2.2 Fluxograma do processo de reabilitação. 2.3 Atuação multidisciplinar. 2.4 Posição do fisiatra em relação à equipe multidisciplinar e às demais especialidades médicas. 2.4 Conceito de elegibilidade e inegibilidade em reabilitação. 3 Anamnese e exame físico em fisiatria. 3.1 Anamnese em fisiatria. 3.2 Exame físico em fisiatria: exame físico geral e específico. 3.3 Diagnóstico de funcionalidade. 3.4 Prognóstico da reabilitação. 4 Exames complementares em fisiatria. 4.1 Indicação e interpretação de exames. 4.2 Rotina específica de exames. 4.3 Exames especiais em fisiatria: eletrodiagnóstico, eletroneuromiografia, potenciais evocados e urodinâmica. 5 Anatomia do sistema nervoso central e periférico. 6 Anatomia do sistema muscúlo‐ esquelético. 7 Fisiologia aplicada à fisiatria. 7.1 Neurofisiologia. 7.2 Fisiologia do ato motor. 7.3 Desenvolvimento neuromotor. 7.4 Fisiologia do 37 Exercício. 8 Cinesiologia. 8.1 Cinemática: posição e movimentos por planos, cadeias cinéticas. 8.2 Artrocinemática: aplicabilidade da goniometria. 8.3 Cinética: teorias do movimento, o estudo da estática. 8.4 Interação dos fatores mecânicos e fisiológicos na função muscular. 8.5 Estudo da marcha humana. 9 Física aplicada. 9.1 Mecânica, eletricidade, vibrações, ondas, luz, calor. 10 Biofísica aplicada. 10.1 Ação dos agentes físicos sobre o organismo. 10.2 Conhecimentos básicos em termoterapia, eletroterapia, mecanoterapia, fototerapia e hidroterapia. 11 Farmacocinética e farmacodinâmica. 11.1 Farmacocinética das drogas mais usadas em Fisiatria. 11.2 Farmacodinâmica das drogas mais usadas em Fisiatria. 12 Farmacoterapia em fisiatria. 12.1 Farmacoterapia relacionada a dor, inflamação e aos distúrbios do movimento. 12.2 Associações e interações medicamentosas. 13 Fisioterapia. 13.1 Termoterapia: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contraindicações. 13.2 Eletroterapia: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contraindicações. 13.3 Fototerapia: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contraindicações. 13.4 Hidroterapia: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contraindicações.13.5 Mecanoterapia: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contraindicações. 13.6 Cinesioterapia: conceito, classificação dos exercícios, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contraindicações. 13.7 Massoterapia: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contraindicações.13.8 Prescrição do tratamento fisioterápico. 14 Terapia ocupacional. 14.1 Conceitos. 14.2 Métodos de avaliação funcional. 14.3 Áreas e formas de atuação. 14.4 Treinamento em Atividades de Vida Diária (AVD). 14.5 Prescrição e objetivos em terapia ocupacional.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA INTENSIVA

1 Síndromes coronarianas agudas. 2 Embolia pulmonar. 3 Choque. 4 Parada cardiorrespiratória. 5 Arritmias cardíacas agudas. 6 Insuficiência respiratória aguda. 7 SARA (Síndrome de Angústia Respiratória Aguda). 8 Suporte ventilatório 9 Infecções bacterianas e fúngicas. 10 Infecções relacionadas a cateteres. 11 Síndrome da resposta inflamatória sistêmica. 12 Insuficiência de Múltiplos Órgãos e Sistemas (IMOS/SDOM). 13 Sepse. 14 Antibioticoterapia em medicina intensiva. 15 Endocardite bacteriana. 16 Colite pseudomembranosa. 17 Infecções hospitalares. 18 Translocação bacteriana. 19 Prevenção de infecções em terapia intensiva. 20 Infecções em pacientes imunocomprometidos. 21 Comas em geral. 22 Medidas para controle da hipertensãointracraniana. 23 Morte cerebral. 24 Hemorragia digestiva alta e baixa. 25 Insuficiência hepática. 26 Abdome agudo. 27 Pancreatite aguda. 28 Crise tireotóxica. 29 Insuficiência renal aguda: métodos dialíticos, distúrbios hidroeletrolíticos e acidobásicos, e rabdomiólise. 30 Pré e pós‐operatório: condutas em pós‐operatório de grandes cirurgias. 31 Coagulação intravascular disseminada e fibrinólise, coagulopatia de consumo, trombólise  e anticoagulação. Uso de hemoderivados e hemocomponentes. 32 Aspectos éticos e qualidade em medicina intensiva. 33 Sedação, analgesia e bloqueio neuromuscular em UTI. 34 Escores de gravidade e avaliação de prognóstico. 35 Cuidados paliativos em terapia intensiva.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA INTENSIVA PEDIÁTRICA

1 Reanimação cardiorrespiratória cerebral. 2 Choque: fisiopatologia, diagnóstica e terapêutica. 3 Insuficiência cardíaca. 4 Insuficiência respiratória aguda. 5 Ventilação mecânica: indicações e usos de aparelhos. 6 Insuficiência renal aguda. 7 Suporte nutricional na criança gravemente enferma‐enteral e parenteral. 8 Distúrbios hidroeletrolíticos e do equilíbrio acidobásicos. 9 Cetoacidose diabética. 10 Comas. 11 Acidentes Intoxicações exógenas, politraumatismos, queimaduras e aspiração de corpos estranhos. 12 Infecção na criança gravemente enferma ‐ diagnóstico e terapêutica. 13 Cuidados gerais no pós‐operatório de cirurgia pediátrica e neurocirurgia. 14 Preenchimento do atestado de óbito. 15 Infecção hospitalar: aspectos epidemiológicos e preventivos. 16 Acidentes ‐ aspectos epidemiológicos da morbimortalidade. 17 Diagnóstico e tratamento dos principais quadros clínicos decorrentes de acidentes. 18 Atendimento à criança vítima de maus tratos. 19 Riscos inerentes aos procedimentos terapêuticos na UTI. 20 Protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas do Ministério da Saúde.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA NUCLEAR

1 Código de ética médica. 2 Física e instrumentação: física nuclear básica, unidades, matemática e estatística aplicadas em medicina nuclear, decaimento radioativo, interação da radiação com a matéria, instrumentação, detectores de cintilação gasoso e sólido, contador de poço gama, curiômetro, calibração, colimadores, gama câmera planar, gama câmera tomográfica (single photon emission computed/spect), princípios básicos de computação, técnicas digitais para aquisição e processamento de imagens, tomografia por emissão de pósitrons/pet, controle de qualidade de equipamentos e de imagens em medicina nuclear, protocolos dos principais exames estáticos e dinâmicos realizados em medicina nuclear. 3 Radioproteção: princípios físicos de radioproteção, detectores de radiação para monitorização pessoal e ambiental, filmes dosimétricos, radiobiologia básica, dosimetria, órgão crítico, higiene das radiações, princípio alara de radioproteção, doses limites de exposição ocupacional, transporte, estocagem e rejeitos radioativos, descontaminação radioativa de pessoas e do ambiente de trabalho. Radiofármacos: radiofármacos de aplicação diagnóstica e terapêutica em medicina nuclear, análise compartimental, gerador de tecnécio 99m/molibdênio, radiofármacos biomoleculares, marcação de peptídeos, radiofármacos de aplicação em pet produzidos em aceleradores, dosimetria dos radiofármacos, controle de qualidade dos radiofármacos. 4 Medicina nuclear em cardiologia: interpretação de imagens da anatomia e fisiologia normais e fisiopatologia das principais alterações cardiovasculares em medicina nuclear, análise quantitativa cardiovascular, técnicas de aquisição, processamento e análise de imagens em cardiologia nuclear, conceitos gerais de função ventricular (gated blood pool image), perfusão de miocárdio e fisiologia do exercício na função cardíaca, avaliação das câmeras cardíacas com radionuclídeos, perfusão e viabilidade do miocárdio isquêmico, imagem vascular periférica, transplante cardíaco e aplicação do pet em cardiologia. 5 Medicina nuclear em pneumologia: avaliação de pacientes com suspeita de embolismo pulmonar, avaliação dos pulmões em patologias não embólicas, estudos de perfusão e de ventilação, transplante cardiopulmonar. 6 Medicina nuclear no estudo do sistema ósteoarticular: doenças benignas e neoplasias malignas, primárias e secundárias, do osso e articulações, doenças metabólicas e infecciosas, lesões ósseas traumáticas de stress, a terapêutica da dor devido a metástases ósseas com radionuclídeos, as imagens ósseas de pet. 7 Medicina nuclear em gastroenterologia: trânsito esofágico, refluxo gastroesofágico, enchimento e esvaziamento gástrico, imagem do fígado e vias biliares, correlação das técnicas nucleares com outros métodos de imagem, detecção e localização de hemorragias digestivas. 8 Medicinanuclear em hematologia: princípios de diluição isotópica, volemia, absorção gastrointestinal da cobalamina vitamina B12, imagem da medula óssea, imagem do baço, marcação de hemácias, de leucócitos e de plaquetas, marcação de anticorpos para imagem de infecção e rejeição de transplantes e de anticorpos monoclinais para detecção de tumores, sobrevida de hemácias e sequestração esplênica, terapia com fósforo‐32 para apolicitemia vera. 9 Medicina nuclear em endocrinologia ‐ princípios do radioimunoensaio, testes in vitro e in vivo da função tireoideana, fisiopatologia da tireoide, imagem da tireoide com iodo‐131, iodo‐123 e tecnécio‐99 m, testes especiais in vivo da função tireoideana ‐ testes de estímulo, supressão e do perclorato, mapeamento de corpo inteiro com iodo‐131 – monitoramento pela tireoglobulina e uso do tshrecombinante, tratamento do hipertireoidismo e do câncer da tireoide com iodo‐131, glândulas paratireoides, osteoporose, cintigrafia e terapia das suprarrenais e dos tumores neuroendócrinos com metalodobenzylguanidina marcada com iodo‐131, cintilografia com receptores de somatostatina, imagens de tumores endócrinos com pet. 10 Medicina nuclear em neurologia: tomografia por emissão de fóton único (spect) e tomografia por emissão de pósitron (pet) no sistema nervoso central, avaliação nas doenças neurológicas e psiquiátricas (doenças vasculares, involução senil, processos expansivos), imagem quantitativa com neuro‐receptores, correlação das imagens cintilográficas com outros métodos de imagens axiais tridimensionais cerebrais (tc, rnm), estudo do fluxo liquórico com radionuclídeos. 11 Medicina nuclear em nefrologia: radionuclídeos para estudos quantitativos ain vitro@e ain vivo@ ‐ fpre, tfg, aplicações da medicina nuclear na avaliação funcional do sistema gênito‐urinário, imagem dos testículos, refluxo vésico‐ureteral, transplantes renais, prognóstico. 12 Medicina nuclear em oncologia: terapia com iodo‐ 131 no câncer diferenciado de tireoide, imagem com gálio‐67 na detecção das doenças malignas, o uso do tálio‐201 e do tecnécio‐99 m/mibi (methoxyisobutyl isonitrila) em oncologia nuclear, aplicações clínicas das imagens com anticorposmonocloanais, as aplicações do pet em oncologia nuclear, linfocintilografia e alinfonodo sentinela no melanoma, câncer de mama e do colo uterino, cintilografia de perfusão arterial hepática na monitorização da  quimioterapia, tratamento da dor óssea devido  a metástase, com uso de fontes não‐seladas (samário‐153). 13 Medicina nuclear na avaliação de transplantes: renal, pancreático, cardíaco, pulmonar, hepático. Medicina nuclear em doenças infecciosas: imagem da infecção com gálio‐67, detecção das doenças inflamatórias usando leucócitos marcados, imagem da inflamação focal usando imunoglobulina‐g humana policional não‐específica, imagens conjugadas com diferentes radiofármacos. Medicina nuclear em pediatria: estudos nefro‐urológicos, estudo do refluxo gastroesofágico, imagem do  sistema ósteoarticular em crianças, neoplasias malignas, estudos cardiopulmonares e cerebrais na infância. 14 Medicina nuclear e aspectos legais: regulamentação CNEN, licenciamento, plano de radioproteção de um serviço de medicina nuclear, acidente radioativo e procedimentos legais, programas de controle de qualidade e de treinamento continuado de recursos humanos em medicina nuclear, limites ocupacionais de dose de exposição, rejeitos radioativos.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA PALIATIVA

1 Princípios e desafios em cuidados paliativos. 2 Tratamento da dor em cuidados paliativos. 3 Controle dos sintomas. 4 Comunicação e aspectos psicológicos. 5 Ética profissional. 6 Diretivas antecipadas. 7 Hipodermóclise. 8 Cuidados paliativos em oncologia. 9 Espiritualidade e saúde. 10 Luto. 11 Multidisciplinaridade e interdisciplinaridade. 12 Modelos de atenção em cuidados paliativos. 13 Avaliação e tratamento da dor. 14 Procedimentos médicos indicados em cuidados paliativos. 15 Instrumentos de avaliação em cuidados paliativos.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: MEDICINA PREVENTIVA E SOCIAL

1 Medidas de saúde coletiva e indicadores de saúde. 2 Estudos epidemiológicos. 3 Vigilância epidemiológica. 4 Agravos à saúde. 5 A reforma sanitária. 6. Política Nacional de Atenção Básica. 7 Pacto pela saúde. 8 Fundamentos e práticas em atenção primária à saúde e medicina de família e comunidade: ética médica, atestados, certificados e registros. 9 Epidemiologia clínica, estudos científicos, medicina baseada em evidências à Saúde. 10 A reforma sanitária. 11 Pacto pela saúde. 12 Fundamentos e práticas em atenção primária da promoção da saúde e prevenção de doença. 13 Rastreamento das principais neoplasias. 14 Assistência à saúde: promoção e proteção à saúde da criança, da mulher, do adolescente, do adulto e do idoso. 15 Cuidados do

recém‐nascido normal e condução da puericultura. 16 Assistência à gestação, parto e puerpério normais. 17 Diagnóstico e manejo das afecções mais prevalentes na atenção primária.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: NEFROLOGIA

1 Doenças glomerulares: glomerulopatias primárias e secundárias, acometimento túbulo‐ intersticial. 2 Diabetes e doença renal: relação com hipertensão arterial e insuficiência renal crônica. 3 Hipertensão arterial: primária, secundárias e avaliação cardiovascular. 4 Insuficiência renal aguda: laboratório e tratamento intensivo. 5 Insuficiência renal crônica: tratamento conservador. Doença óssea. Tratamento dialítico: hemodiálise, CAPD e peritoneal. Nutrição. 6 Nefrologia intensiva. Distúrbios metabólicos e ácido‐base. Insuficiência renal aguda. 7 Litíase e infecção urinária. Doença cística. Doenças túbulo‐intersticiais. Erros metabólicos. 8 Transplante renal: acompanhamento pré e pós‐transplante. 9 Laboratório e patologia renal. Laboratório de análises clínicas. Histologia das doenças renais. 10 Treinamento nefro‐urológico. Diagnóstico por imagem. Processos obstrutivos. Tumores renais. 11 Síndrome hemolítico‐urêmica. 12 Síndrome hepato‐renal. 13 Síndrome nefrótica. 14 Colagenoses. 15 Nefrites intersticiais.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: NEFROLOGIA PEDIÁTRICA

1 Doenças glomerulares. 1.1 Glomerulopatias primárias. 1.2 Glomerulopatias secundárias. 1.3 Acometimento tubulintersticial. 2 Diabetes e doença renal. 2.1 Relação com hipertensão arterial e insuficiência renal crônica. 3 Hipertensão arterial. 3.1 Primária. 3.2 Secundárias. 3.3 Avaliação cardiovascular. 4 Insuficiência renal aguda: laboratório e tratamento intensivo. 5 Insuficiência renal crônica. 5.1 Tratamento conservador. 5.2 Doença óssea.

5.3 Tratamento dialítico (hemodiálise), CAPD e peritoneal. 5.4 Nutrição. 6 Nefrologia intensiva. 6.1 Distúrbios metabólicos e acidobásicos. 6.2 Insuficiência renal aguda. 7 Litíase e infecção urinária. 7.1 Doença cística. 7.2 Doenças tubulintersticiais. 7.3 Erros metabólicos. 8 Transplante renal: acompanhamento pré e pós‐transplante. 9 Laboratório e patologia renal. 9.1 Laboratório de análises clínicas. 9.2 Histologia das doenças renais. 10 Treinamento nefrourológico. 10.1 Diagnóstico por imagem. 10.2 Processos obstrutivos. 10.3 Tumores renais. 11 Síndrome hemolítico‐urêmica. 12 Síndrome hepato‐renal. 13 Síndrome nefrótica. 14 Colageneses. 15 Nefrites intersticia.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: NEONATOLOGIA

1 Assistência ao recém‐nascido sadio: sala de parto, rotinas em alojamento conjunto. 2 Cuidados iniciais ao recém‐nascido de baixo peso (pré‐termo e pequeno para a idade gestacional). 3 Distúrbios metabólicos. 4 Distúrbios respiratórios. 5 Icterícia neonatal. 6 Infecções neonatal. 7 Lesões ao nascimento: asfixia neonatal, hemorragia intracraniana, traumatismo. 8 Malformações congênitas. 9 Triagem neonatal: erros inatos do metabolismo. 10 Ventilação não invasiva no recém‐nascido pré‐termo. 11 Uso de antibióticos no recém‐nascido pré‐termo. 12 Nutrição parenteral precoce para o recém‐nascido pré‐termo. 13 Cardiopatias Congênitas. 14 Humanização na assistência ao recém‐nascido. 15 Transfusões sanguíneas.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: NEUROCIRURGIA

1 Anatomia do sistema nervoso central e periférico, crânio, conteúdo orbitário e coluna vertebral. 2 Carcinogênese, biologia dos tumores e marcadores tumorais em neurocirurgia. 3 Epidemiologia dos tumores do sistema nervoso crânio e coluna vertebral. 4 Infecção em neurocirurgia. 5 Propedêutica e exames subsidiários em neurocirurgia. 6 Noções de radioterapia para o paciente neurocirúrgico. 7 Noções básicas de neuropatologia. 8 Cuidados pré e pós‐operatórios em neurocirurgia. 9 Complicações pós‐operatórias em neurocirurgia. 10 Diagnóstico e tratamento das doenças tumorais do SN, crânio e coluna vertebral. 11 Tumores orbitários. 12 Neuroradiologia do sistema nervoso central e periférico, crânio, conteúdo orbitário e coluna vertebral.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: NEUROFISIOLOGIA CLÍNICA

1 Anatomia e fisiologia do sistema nervoso central e periférico. 2 Patologia e fisiopatologia dos transtornos do sistema nervoso central e periférico. 3 Semiologia neurológica. 4 Grandes categorias das afecções neurológicas: demências e distúrbios da atividade cortical superior, comas e outros distúrbios do estado da consciência, distúrbios do movimento e distúrbio do sono. 5 Doença cérebro‐vascular. 6 Doenças neuromusculares. 6.1 Nervos, músculos e junção mio‐neural. 6.2 Doenças tóxicas e metabólicas. 6.3 Tumores. 6.4 Doençasdesmielinizantes. 6.5 Doenças infecciosas do sistema nervoso. 6.6 Doença neurológica no contexto da infecção pelo HIV. 6.7 Epilepsias. 6.8 Hidrocefalias e transtornos do fluxo liquórico. 6.9 Cefaleias. 6.10 Disgenesias do sistema nervoso. 6.11 Manifestações neurológicas das doenças sistêmicas. 6.12 Neurologia do trauma e urgências em neurologia. 7 Indicações e interpretações da propedêutica armada em neurologia: liquor, neuroimagem e estudos neurofisiológicos. Eletroencefalograma, eletroneuromiografia e potenciais evocados.   8 Medicina nuclear aplicada à neurologia.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: NEUROLOGIA

1 Anatomia e fisiologia do sistema nervoso central e periférico. 2 Semiologia e exame físico neurológico. 3 Doença cerebrovascular: isquemia e hemorragia. 4 Tumores do SNC. 5 Epilepsia: etiopatogenia, classificação internacional, tratamento medicamentoso, estado de mal convulsivo. 6 Hipertensão intracraniana. 7 Doenças desmielinizantes. 8 Demências. 9 Neuropatias periféricas. 10 Doenças neurológicas com manifestações extrapiramidais. 11 Miopatias. Miastemia grave e polimiosite. 12 Diagnóstico de traumatismo crânio‐encefálico. 13 Doenças infecciosas e parasitárias do SNC. 14 Distúrbio do sono. 15 Preenchimento da declaração de óbito.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: NEUROLOGIA PEDIÁTRICA

1 Exame neurológico do recém‐nascido ao adolescente. Infecções do sistema nervoso. 2 Epilepsia e distúrbios paroxísticos de natureza não epiléptica. 3 Distúrbios do desenvolvimento do sistema nervoso. 4 Encefalopatias não progressivas e progressivas. 5 Doenças neurocutâneas. 6 Tumores do SNC. 7 Hipertensão intracraniana. 8 Distúrbios do sono. 9 Distúrbios do comportamento. 10 Dificuldades e distúrbios do aprendizado escolar. 11 Cefaléias. Doenças neuromusculares. 12 Doenças neurológicas heredodegenerativas. 13 Ataxias agudas. 14 Infecções congênitas. 15 Afecções dos gânglios da base. 16 Peroxissomopatias. 17 Lisossomopatias. 18 Doenças desmielinizantes. 19 Comas. 20 Traumatismo crânio‐encefálico. 21 Acidentes vasculares celebrais na infância.  22 Comprometimento neurológico em doenças sistêmicas. 23 Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. 24 Morte encefálica.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: NUTROLOGIA

1 Nutrologia conceitual: conceitos gerais; Interação entre doença e estado nutricional. 2 Avaliação do estado nutricional: Composição corporal. 3 Composição corporal: avaliação e alterações fisiológicas e patológicas. 4 Antropometria; Avaliação bioquímica; Calorimetria Indireta; Bioimpedância. 5 Terapia nutrológica parenteral e enteral: conceitos gerais; Indicações e prescrição; Nutrição enteral; Nutrição parenteral; Casos especiais (nefropatas, enterectomizados, hepatopatas, etc). 6 Distúrbios da conduta alimentar: conceitos gerais; anorexia nervosa − bulimia − vigorexia − ortorexia − TCC; Fisiopatologia, clínica e tratamento nutroterápico e medicamentoso. 7 Obesidade e Síndrome Metabólica: conceitos gerais; diagnóstico; etiopatogenia; nutroterapia; atividade física; mudanças cognitivas e comportamentais; farmacoterapia; tratamento cirúrgico; avaliação nutrológica pré e pós cirurgia bariátrica. 8 Hipovitaminoses: conceitos gerais. Vitaminas hidro e lipossolúveis; Principais carências a nível hospitalar; Uso terapêutico de vitaminas. 9 Protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas do Ministério da Saúde.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: OFTALMOLOGIA

1 Embriologia ocular. 2 Anatomia e histologia ocular: órbita, conteúdo e relações anatômicas. 2.1 Pálpebras e conjuntiva. 2.2 Globo ocular e túnicas fibrosas, vascular e nervosa. 2.3 Meios dióptricos. 2.4 Músculos extrínsecos. 2.5 Aparelho lacrimal. 3 Fisiologia da visão. 4. Refração: noções de óptica oftálmica. 4.1 Vícios de refração. 4.2 Prescrição de óculos e lentes de contato. 5 Patologia, diagnóstico e tratamento das doenças do(a): órbita, conjuntiva, esclera, úvea, retina, vítreo, cristalino e aparelho lacrimal. 6 Glaucoma: classificação, quadro clínico, diagnóstico e tratamento clínico e cirúrgico. 7 Retina e Vítreo: doenças vasculares da retina, degenerações da mácula, distrofias, degenerações periféricas da retina, descolamentos da retina. 8 Repercussões oculares de patologias sistêmicas. 9 Urgências em oftalmologia: clínicas e cirúrgicas. 10 AIDS – manifestações oculares. 11 Plástica ocular: blefaroptose, ectrópio, entrópio, triquíase, paralisia facial, blefaroespasmo, reconstrução palpebral, cavidades anoftálmicas, orbitopatia distireoidiana, propedêutica da drenagem lacrimal, obstrução lacrimal do recém‐nascido, dacricistorrinostomia. 12 Estrabismos: ambliopia,avaliação clínica, forias e anormalidades da vergência, esotropias, exotropias, disfunções dos oblíquos e padrões alfabéticos, estrabismos complexos: paralíticos, restritivos, torcicolo ocular e desvio vertical dissociado, sindromes especiais. 13 Banco de olhos e transplante de córnea: banco de olhos, ceratoplastia lamelar, ceratoplastia penetrante.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

1 Sistema musculoesquelético. 1.1 Estrutura do tecido ósseo. 1.2 Crescimento e desenvolvimento. 1.3 Calcificação, ossificação e remodelagem. 1.4 Estrutura do tecido cartilaginoso. 1.5 Organização, crescimento e transplante. 1.6 Tecido muscular: organização, fisiologia e alteração inflamatória. 2 Deformidades congênitas e adquiridas. 2.1 Pé torto congênito. 2.2 Displasia do desenvolvimento do quadril. 2.3 Luxação congênita do joelho. 2.4 Pseudoartrose congênita tíbia. 2.5 Talus vertical. 2.6 Aplasia congênita/displasia dos ossos longos.2.7 Polidactilia e sindactilia. 2.8 Escoliose. 3 Infecções e alterações inflamatórias osteoarticulares. 3.1 Artritepiogenica, osteomielite aguda e crônica. 3.2 Tuberculose óssea; infecção da coluna vertebral. 3.3 Sinovites. 3.4 Artrite reumatoide. 4 Tumores ósseos e lesões pseudotumorais. 5 Osteocondroses. 6 Alterações degenerativas osteoarticulares. 7 Doenças osteometabólicas na prática ortopédica. 8 Tratamento do paciente politraumatizado. 9 Fraturas e luxações da articulação do quadril e da coluna cervico‐toraco‐lombar. 10 Fraturas, luxações, lesões capsuloligamentares e epifisárias do membro superior e inferior em adultos e crianças.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: OTORRINOLARINGOLOGIA

1 Anatomofisiologia clínica das fossas e seios paranasais, laringe, faringe e órgão da audição. 2 Semiologia, sintomatologia e diagnósticos das principais afecções da laringe, glândulas salivares, órgão auditivo e seios paranasais. 3 Testes básicos da avaliação auditiva: caracterização audiológica das principais patologias do ouvido. 4 Câncer da laringe e hipofaringe: glândulas salivares e seios paranasais. 5 Doenças ulcerogranulomatosas em otorrinolaringologia. 6 Deficiências auditivas. 7 Anomalias congênitas da laringe. 8 Neuroanatomofisiologia do sistema vestibular. 9 Afecções e síndromes otoneurológicas. 10 Paralisia facial periférica. 11 Afecções benignas do pescoço. 12 Abordagem do paciente com zumbido – diagnósticos diferenciais. 13 Traumas em otorrinolaringologia. 14 Labirintopatias periféricas e centrais. 15 Tratamento cirúrgico e não cirúrgico do ronco.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: PATOLOGIA

1 Patologia geral. 1.1. Degeneração e morte celular. 1.2 Alterações do crescimento e desenvolvimento. 1.3 Inflamação e reparação. 1.4 Alterações Vasculares. 1.5 Imunidade. 1.6 Neoplasia. 1.7 Noções de genética. 2 Patologia sistêmica. 2.1 Sistema circulatório ‐ coração e vasos. 2.2 Sistema hematopoiético e linfático. 2.3 Trato respiratório, pulmão. 2.4 Cabeça e pescoço. 2.5 Trato gastrointestinal, fígado, trato biliar e pâncreas. 2.6 Rim e trato urinário inferior. 2.7 Sistema genital masculino. 2.8 Sistema genital feminino. 2.9 Mama. 2.10 Sistema endócrino. 2.11 Pele. 2.12 Partes moles. 2.13 Sistema musculoesquelético. 2.14 Sistema nervoso periférico. 2.15 Sistema nervoso central.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: PATOLOGIA – CITOPATOLOGIA

1 Técnicas de coloração citológicas: colorações usuais e colorações especiais. 2 Citopatologia ginecológica: citopatologia oncótica, citopatologia hormonal, nomenclatura, controle de qualidade em citopatologia ginecológica, citopatologia vulvar, citopatologia do endométrio e correlação cito‐histopatológica. 3 Histopatologia e anatomia patológica do trato genital inferior. 4 Citologia de líquidos e fusões: citopatologia urinária, citopatologia de líquidos pleural, líquido pericardial e líquido ascítico; citopatologia do líquor e citopatologia de lavados. 5 Citopatologia exfoliativa do trato respiratório. 6 Citopatologia exfoliativa do trato gastro‐intestinal. 7 Punção aspirativa por agulha fina de órgãos e lesões: mama, tireoide, glândula salivar, cabeça e pescoço, linfonodos, partes moles, osso, abdome e retroperitônio, mediatisno, pulmão e ovário. 8 Técnicas especiais: citometria de fluxo e imunocito e imunohistoquímica.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: PATOLOGIA CLÍNICA/ MEDICINA LABORATORIAL

1 Tópicos gerais: preparo de soluções, preparo de padrões para controle de qualidade, limpeza de material, sistema internacional de medidas, anticoagulantes, coleta, armazenamento e transporte de  amostras biológicas. 2 Biossegurança: risco biológico. Risco químico. EPI e EPC. Descontaminação e esterilização. Manuseio, controle e descarte de produtos biológicos. Ações de biossegurança no contexto da gestão da qualidade. 3 Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde: RDC ANVISA 306. 4 Gestão da qualidade. Controle analítico da qualidade: gráficos de Levey‐ Jennings, regras múltiplas de Westgard, controle interno e externo da qualidade. Avaliação de ensaios de proficiência. Boas práticas em laboratórios clínicos (BPLC). Estatística básica: valores de referência, sensibilidade, especificidade, valores preditivos negativo e positivo, precisão e exatidão, cálculo de média, mediana, desvio padrão e coeficiente de variação, curva de Gauss. 5 Normas de funcionamento para laboratórios clínicos: RDC ANVISA 302/2005. 6 Bioquímica clínica: avaliação de métodos  em bioquímica clínica. Fase pré‐analítica dos exames em bioquímica clínica. Princípios metodológicos em espectrofotometria, eletroforese, cromatografia, espectrometria de massa, eletroquímica, técnicas imunoquímicas. Automação laboratorial em bioquímica clínica. Avaliação laboratorial do metabolismo dos carboidratos, proteínas e lipídios (lipoproteínas e apolipoproteínas). Avaliação laboratorial do metabolismo do ferro. Avaliação do metabolismo ósseo, e funções: renal, hepática e pancreática. Avaliação laboratorial do diagnóstico das doenças cardíacas. Avaliação do equilíbrio hidroeletrolítico. Avaliação do metabolismo ácido básico. Princípios da gasometria. Monitorização terapêutica de drogas. Enzimologia clínica. 7 Biologia molecular: fundamentos da biologia molecular. Principais metodologias. Aplicação dos diagnósticos por biologia molecular. 8 Hematologia/hemostasia: estudo dos glóbulos vermelhos e brancos, estudo das plaquetas, interpretação clínica do eritrograma e hemograma: valores de referência. Índices hematimétricos. Hematoscopia normal e patológica. Alterações qualitativas e quantitativas. Anemias. Leucoses. Alterações, no sangue periférico. Coagulação e hemostasia: diagnóstico laboratorial das doenças vasculares, plaquetárias e das principais coagulopatias. Coleta e métodos de coloração para exames hematológicos. Aplicação dos diagnósticos por citometria de fluxo. 9 Citogenética: fundamentos da citogenética. Principais metodologias. Aplicação dos diagnósticos em citogenética. 10 Imunologia: metodologias básicas em laboratório: enzimaimunoensaios, quimioluminescência, eletroquimioluminescência, imunofluorescência, nefelometria, turbidimetria western‐ blot, DOTs . Diagnóstico sorológico das hepatites e do HIV 1 e 2; dengue, rubéola, doença de Chagas, sífilis, leishmaniose, hanseníase e tuberculose. Hormônios, marcadores tumorais e HCG: principais alterações laboratoriais e correlação clínico‐laboratorial. Diagnóstico laboratorial do diabetes mellitus. Automação em imunodiagnóstico. 11 Microbiologia: patologia, profilaxia e diagnóstico laboratorial de infecções causadas por bactérias. Meios de cultura para bacteriologia: generalidades, métodos de coloração. Hemocultura: coleta e interpretação. Identificação de bactérias e antibiograma. Pesquisa fenotípica e genotípica de bactérias multi‐ resistentes. Automação em microbiologia. 12 Parasitologia ‐ Patogenia, sintomatologia, epidemiologia, profilaxia e diagnóstico das parasitoses humanas. Fundamento das técnicas utilizadas no diagnóstico das parasitoses humanas. 13 Uroanálise: características físicas; pesquisa dos componentes anormais; sedimentoscopia. Interpretação e correlação clínica. 14 Líquidos corporais: características gerais, dosagens bioquímicas, hematológicas e pesquisa de células não hematológicas. Interpretação e correlação clínica.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: PEDIATRIA

1 Condições de saúde da criança brasileira. 2 Organização da atenção à criança. 3 Alimentação da criança. 4 O recém‐nascido normal e patológico. 5 Programa de imunização. 6 Crescimento e desenvolvimento. 7 Desnutrição protéico‐calórica. 8 Anemias na infância. 9 Diarreia aguda e crônica na criança. 10 Cardiopatias na criança. 11 Doenças respiratórias na criança. 12 Doenças no trato genitourinário na criança. 13 Doenças autoimunes e colagenoses na criança. 14 Doenças infectocontagiosas mais frequentes na criança. 15 Parasitoses intestinais. 16 Dermatoses mais frequentes na criança. 17 Convulsões na criança. 18 Principais problemas ortopédicos na criança. 19 Diagnóstico diferencial e procedimentos frente aos sinais e sintomas mais frequentes na criança. 20 Patologias cirúrgicas mais frequentes na criança. 21 Insuficiência Cardíaca. 22 Choque. 23 Ressuscitação cardiopulmonar. 24 Cetoacidose diabética. 25 Acidentes na infância: prevenção e tratamento. 26Abordagem da criança politraumatizada. 27 Síndrome de Maus‐tratos. 28 Estatuto da criança e do adolescente, estratégias de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: PNEUMOLOGIA

1 Semiologia e exame físico em nas doenças pulmonares. 2 Métodos diagnósticos laboratoriais e radiológicos em pneumologia. 3 Avaliação de risco cirúrgico cardiopulmonar. 4 Asma e Bronquite. 5 Tabagismo. 6 DPOC. 7 TEP e hipertensão arterial pulmonar. 8 Infecções respiratórias. 9 Doenças pleurais: derrames e pneumotórax.  10 Neoplasias respiratórias. 11 Pneumopatias supurativas. 12 Ventilação mecânica. 13 Broncoscopia. 14 Doenças pulmonares intersticiais difusas. 15 Doenças ocupacionais e ambientais. 16 Tosse. 17 Distúrbio respiratórios do sono. 18 Fibrose pulmonar idiopática. 19 Reabilitação pulmonar.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: PNEUMOLOGIA PEDIÁTRICA

1 Anatomia e função do trato respiratório: anatomia, fisiologia e crescimento do trato respiratório. Mecanismos de defesa do trato respiratório. Estrutura e função da mucosa respiratória. 2 Doenças do trato respiratório superior: rinite e sinusite; faringite, amigdalite, otite média, aguda e crônica. Laringite, laringotraqueobronquite e epiglotite. 3 Doenças do trato respiratório inferior: bronquiolite aguda e bronquiolite obliterante. Pneumonia aguda viral e bacteriana, pneumonia atípica. Programa IRA. Pneumonia no imunodeprimido. Derrame pleural. Abscesso pulmonar. 4 Doenças crônicas do trato respiratório: abordagem e conduta das pneumonias crônicas   e recorrentes. Lactente sibilante. Asma. Fibrose cística. Discenisia ciliar primária e secundária. Tuberculose e micobactérias atípicas. Micoses pulmonares. Hemossiderose pulmonar. Tumores intratorácicos. Malformações congênitas do trato respiratório. Proteinose alveolar, cor pulmonale, sarcoidose. 5 Comprometimento  pulmonar em situações especiais: imunodeficiências, síndrome da imunodeficiência adquirida, doença do colágeno, anemia falciforme, doença das células de Langerhans (Histiocitose X). Parasitoses com comprometimento pulmonar, síndrome de Loeffler. Insuficiência respiratória aguda e aspiração do corpo estranho. Hemorragia pulmonar e hemoptise. Apneia obstrutiva do sono e síndrome da morte súbita do lactente. 6 Doenças do período neonatal: diagnóstico diferencial das doenças respiratórias no período neonatal. Doenças de membrana hialina. Displasia broncopulmonar. Hipertensão pulmonar. Afecções respiratórias cirúrgicas do período neonatal. Infecções pulmonares congênitas e adquiridas. 7 Terapêuticas das doenças respiratórias: inaloterapias e dispositivos inalatórios. Broncodilatadores, corticosteroides orais e inalatórios, antileucotrienos e xantinas. Antibióticos oral, parenteral e inalatório. Oxigenioterapia nas doenças agudas e crônicas. Imunização e prevenção das doenças respiratórias. Prova de função pulmonar e espirometria.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: PSICOTERAPIA

1 A unidade psicofísica – dualismos e monismos. 2 Escola de Cós e Cnide. 3 A questão mente‐corpo. Patologia corticovisceral. 4 O psicossomático como abordagem em toda a medicina. 5 Psiconeuroimunologia. 6 A gênese da personalidade ‐ A contribuição etológica. 4 As escolas de psicologia profunda. 5 Aspectos psicológicos na gestação e nascimento da criança. 6 O trauma do nascimento. 7 O primeiro ano de vida. 8 A contribuição de Spitz. 9 Mecanismos introjetivos e projetivos. 10 A fase anal e sua contribuição para a formação do caráter. 11  A aquisição da linguagem. 12 A fase fálica e conflitiva edípica. 13 A socialização. 14 Puberdade e adolescência. 15 O adulto jovem. 16 As crises na vida adulta. 17 Aspectos psicossociais da velhice. 18 O relacionamento médico‐paciente: comunicação e o poder médico. 19 A entrevista médica. 20 A importância do silêncio durante a entrevista, o saber ouvir. 21 O conceito de diagnóstico global. 22 Atitudes transferências e contratransferências. 23 As prescrições, efeito placebo e iatrogenia. 24 O médico como psicoterapêuta. 25 Agressividade e destrutividade: combatividade e violência. 26 A importância dos núcleos de base e córtex límbico. 27 A visão etológica de combates pela territorialidade. 28 A destrutividade no homem. 29 O esquema frustração x agressão. A abordagem psicodinâmica. 30 A destrutividade como aprendizado. Padrões sócio‐ culturais da violência. 31 Agressividade e medicina, a acidentofilia paciente policirúrgicos. 32 Suicídio e equipe médica. 33 Toxicopfilias como suicídio crônico. 34 Mecanismos adaptativos na doença ‐ A doença como crise vital e problema social. 35 A perda do sentimento de invulnerabilidade. 36 Resistência e aceitação do adoecer. 37 A psicopatologia do trabalho. 38 Os portadores de doenças crônicas e a necessidade de novos mecanismosadaptativos. 39 A medicina e o morrer – A ansiedade frente à morte. 40 Contribuição da Tanatologia. 41 A demanda pela morte digna. 42 A vivência do médico com a terminalidade. 43 A família de pacientes terminais. 44 A formação médica ‐ Motivações da escolha da medicina como profissão. 45 As dificuldades do estudante de medicina com o “ser médico”. 46 O papel das escolas médicas. 47 A função apostólica de M. Balint. 48 A abordagem psicossomática em medicina ‐ A evolução do conceito de psicossomática. 49 A escola de Chicago.  50 Alextimia e pensamento operatório. 51 Psicossomática como uma atitude na medicina atual. 52 A chamada humanização da medicina.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: PSIQUIATRIA

1 Delirium, demência, transtornos amnésticos e outros transtornos cognitivos. 2 Transtornos por uso de susbstâncias psicoativas. 3 Esquizofrenia. 4 Outros transtornos psicóticos: esquizoafetivo, esquizofreniforme, psicótico breve, delirante persistente e delirante induzido. 5 Síndromes psiquiátricas do puerpério. 6 Transtornos do humor. 7 Transtorno obsessivo‐compulsivo e transtornos de hábitos e impulsos. 8 Transtornos fóbicos‐ansiosos: fobia específica, social e agorafobia. 9 Outros transtornos de ansiedade: pânico e ansiedade generalizada. 10 Transtornos alimentares. 11 Transtornos do sono. 12 Transtornos de adaptação e transtorno de estresse pós‐traumático. 13 Transtornos somatoformes. 14 Transtornos dissociativos. 15 Transtornos da identidade. 16 Transtornos da personalidade. 17 Transtornos factícios, simulação, não adesão ao tratamento.  18 Retardo mental. 19 Transtornos do desenvolvimento psicológico. 20 Transtornos comportamentais e emocionais que aparecem habitualmente durante a infância ou adolescência. 21 Transtornos psiquiátricos relacionados ao envelhecimento. 22 Interconsulta psiquiátrica. 23 Emergências psiquiátricas. 24 Psicoterapia.  25 Psicofarmacoterapia. 26 Eletroconvulsoterapia. 27 Reabilitação em psiquiatria. 28 Psiquiatria forense. 29 Epidemiologia dos transtornos psiquiátricos.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: PSIQUIATRIA DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

1 Classificação e epidemiologia dos distúrbios psiquiátricos na infância e adolescência. 2 Princípios gerais do desenvolvimento e avaliação psiquiátrica de crianças e adolescentes. 3 Transtornos do desenvolvimento. 4 Transtornos de comportamento e de linguagem. 5 Transtorno de ansiedade da separação. 6 Mutismo seletivo.  7 Transtorno de Tique. 8 Transtorno de excreção. 9 Transtorno da alimentação da primeira infância. 10 Transtornos de humor e suicídio. 11 Transtornos de ansiedade. 12 Transtornos do sono. 13 Esquizofrenia de início precoce. 14 Abuso de substância na adolescência. 15 Psicofarmacologia na criança e no adolescente. 16 Psicoterapia e psicologia médica. 17 Escalas de avaliação para altruísmo, depressão e ansiedade em crianças.   18 Políticas públicas de saúde mental infanto‐juvenil.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

1 Física e efeitos biológicos das radiações. Técnicas radiológicas. Formação de imagem radiográfica e controle  de qualidade. Proteção radiológica. 2 Fundamentos da tomografia computadorizada e da ressonância magnética. Contrastes radiológicos. 3 Imagenologia do tórax. 3.1 Doenças pleuro‐pulmonares. 3.2 Massas torácicas. 3.3 Tórax nas emergências. 3.4 Tórax em pediatria. 3.5 Alterações intersticiais, alveolares e mistas. 4 Imagenologia do aparelho digestivo. 4.1 Métodos e patologias mais comuns. 4.2 Abdome agudo. 4.3 Estudo contrastado. 4.4 Aparelho digestivo em pediatria. 5 Aparelho urinário. 5.1 Imagenologia do aparelho urinário.5.2 Massas renais. 5.3 Trauma renal. 5.4 Estudo contrastado. 5.5 Aparelho urinário em pediatria. 6 Sistema musculoesquelético. 6.1 Imagenologia das lesões osteomuscular articulares. 6.2 Doenças inflamatórias. 6.3 Massas tumoriais. 6.4 Coluna vertebral. 6.5 Crânio e face (órbita e seios da face). 7 Primeiros socorros. 8 Choque anafilático. 9 Imagenologia do S.N.C., do T.C.E., do A.V.C. e do S.N.C. em pediatria. 10 Mamografia. 10.1 Técnicas de posicionamento. 10.2 Tumores benignos. 10.3 Tumores malignos. 11 Radiologia intervencionista. 12 Densitometria óssea. 13 Sistema cardiovascular. 14 Bases físicas da ultrasonografia. 15 Ultrassonografia do abdome total, do tórax, do pescoço, obstétrica e de partes moles. 16 Noções básicas de Doppler. Ultrassonografia intervencionista.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA E ANGIORRADIOLOGIA

1 Anatomia do sistema vascular e exame clínico do paciente vascular. 2 Métodos não invasivos no diagnóstico das doenças vasculares. 3 Angiografias. 4 Punção e Biópsia guiada por Tomografia ou Ultrassonografia. 5 Drenagem de coleções e abscessos guiados por Tomografia ou Ultrassonografia. 6 Drenagem biliar percutânea (incluindo dilatação de estenoses biliares e implante de stent/prótese biliar). 7 Embolizações. 8 Implante de filtro de veia cava. 9 Angioplastias (de carótida, de membros inferiores, de artérias renais e outras artérias viscerais). 10 Implantes de Stent. 11 Implante de endoprótese de Aorta e Ilíacas. 12 Nefrostomia. 13 Implante de cateter Duplo J. 14 Ablação por radiofrequência. 15 Alcoolização de tumores. 16 Técnicas intervencionistas associadas ao transplante hepático e a hemorragias digestivas. 17 Implante de cateter venoso de longa permanência. 18 Fibrinólise vascular in situ e sistemas de trombo aspiração. 19 Infiltração articular e radicular. 20 Neurólise percutânea.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: RADIOTERAPIA

1 Bases físicas da radioterapia. 2 Radiobiologia. 3 Sistemas de imobilização em radioterapia externa. 4 Radioterapia conformacional. 5 Braquiterapia. 6 Radiocirurgia e radioterapia estereotáxica. 7 Radioterapia a volumes alargados. 8 Radioterapia em medicina nuclear. 9 Interações entre radioterapia e quimioterapia. 10 Radioterapia intra‐operatória. 11 Efeitos tardios da irradiação. 12 Emergências em radioterapia. 13 Estadiamento do câncer e análise de sobrevida. 14 Tumores de pele; câncer de cabeça e pescoço. 15 Tumores de pulmão. 16 Mediastino e pleura. 17 Tumores de esôfago. 18 Tumores gastrointestinais. 19 Tumores de pâncreas. 20 Vias biliares e duodeno. 21 Tumores colorretal e canal anal. 22 Tumor de bexiga; rim e ureter. 23 Tumores de próstata; tumores do aparelho genital masculino. 24 Tumores ginecológicos; tumor epitelial do ovário. 25 Tumor de mama. 26 Linfomas malignos. 27 Tumores do sistema nervoso central do adulto. 28 Tumores oculares. 29 Sarcomas de partes moles de adultos; tumores ósseos. 30 Tumores de infância. 31 Radioterapia em lesões benignas.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: REUMATOLOGIA

1 Laboratório em reumatologia. 2 Exames por imagem em reumatologia. 3 Semiologia das doenças reumatológicas. 4 Estruturas morfológicas e funcionais das articulações. 5 Auto‐imunidade. 6 Auto‐anticorpos   e sistema de complemento. 7 Reumatismo de partes moles. 8 Fibromialgia. 9 Lombalgias. 10 Osteoartrite. 11 Osteoporose e osteomalácia. 12 Osteopatias microcristalinas. 13 Artrites infecciosas. 14 Artropatia associada a doenças sistêmicas. 15 Artrite reumatoide. 16 Espondilite anquilosante. 17 Artropatia psoriática. 18 Artrite reativa. 19 Artrite das colopatias. 20 Febre reumática. 21 Síndrome do anticorpo antifosfolípide. 22. Síndrome Catastrófica. 23. Doença do Still do adulto. 24 Artropatia idiopática juvenil. 25 Lupus eritematoso sistêmico. 26 Esclerose sistêmica. 27 Síndrome de Sjögren. 28 Doença mista do tecido conjuntivo. 29 Vasculite sistêmica. 30 Neoplasias articulares. 31 Miopatias inflamatórias. 32 Doenças autoinflamatórias.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: REUMATOLOGIA PEDIÁTRICA

1 Espondilite anquilosante. 2 Síndrome de Reiter. 3 Artrite psoriásica. 4 Artrite reumatoide juvenil. 5 Febrereumática. 6 Artrite reumatoide. 7 Lúpus eritematoso sistêmico. 8 Esclerose sistêmica. 9 Dermatopolimiosite.10 Gota. 11 Fibromialgia. 12 Osteoartrite. 13 Artrites infecciosas. 14 Reumatismo de partes moles. 15 Vasculites. 16 Laboratório em Reumatologia. 17 Diagnóstico diferencial das monoartrites. 18 Diagnóstico diferencial das poliartrites. 19 Osteomalácia. 20 Emprego dos agentes biológicos na terapêutica das doenças reumatológicas.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA

1 Aspectos históricos do TMO. 2 Bases celulares, imunogenéticas e farmacológicas no TMO. 3 Indicações e resultados do TMO. 4 Histocompatibilidade e imunologia. 5 Regimes de condicionamento. 6 Transplantes autólogos e alogênicos. 7 Tratamento de suporte, recidivas e complicações. 8 Células hematopoéticas e imunológicas. 9 Processamento de células. 10 Quimioterapia e radioterapia. 11 Toxicidade. 12 Efeito enxerto‐ contra‐leucemia. 13 Biópsia de medula óssea e mielograma. 14 Doença residual mínima e quimerismo. 15 Procedimentos invasivos. 16 Analgesia e sedação. 17 Suporte nutricional, ventilatório e hemodinâmico. 18 Abordagem didático‐pedagógica na área da saúde. 19 Abordagem teórico‐prática do método científico. 20 Prevenção e controle de câncer no Brasil. 21 Conceitos e princípios da Bioética na assistência oncológica.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: ULTRASSONOGRAFIA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

1 História da ultrassonografia; formação da imagem, modos de imagem, qualidade da imagem e ajustes básicos; artefatos, padronização do exame, embriologia do aparelho reprodutor, anatomia pélvica comparada, aspectos ecográficos normais, ciclo menstrual, malformações Müllerianas. 2 Patologias anexiais: cistos ovarianos disfuncionais, processos inflamatórios, endometriose, neoplasias ovarianas e diagnósticos diferenciais. 3 Anatomia sonográfica fetal: segmento cefálico, segmento torácico, segmento abdominal, membros, coluna vertebral, genitais. 4 Datação gestacional, análise conceitual de curvas de crescimento, conceito de variação biológica, biometria fetal no primeiro trimestre, biometria fetal no segundo e terceiro trimestres, definição de idade e peso, exercícios práticos, gemelaridade. 5 Malformações fetais: segmento cefálico, coluna vertebral, segmento torácico, segmento abdominal, membros, marcadores ecográficos de aneuploidias. 6 Abortamento, neoplasia trofolástica gestacional, gestação ectópica, avaliação do líquido amniótico, avaliação placentária, restrição de crescimento intra‐uterino, avaliação da vitalidade fetal.

MÉDICO – ESPECIALIDADE: UROLOGIA

1 Anatomia, fisiologia, embriologia e anomalias do sistema geniturinário. 2 Semiologia e exame clínico no paciente urológico. 3 Exames laboratoriais e de imagem em urologia. 4 Litíase e infecções do trato geniturinário.5 Traumatismo do sistema geniturinário. 6 Neoplasias benignas e malignas do sistema geniturinário. 7 Prevenção e diagnóstico precoce dos tumores do aparelho genital masculino. 8 Bexiga neurogênica. 9 Doenças vasculares do aparelho geniturinário. 10 Tuberculose do aparelho geniturinário. 11 Doenças específicas dos testículos. 12 Urgências do aparelho geniturinário. 13 Doenças sexualmente transmissíveis. 14 Disfunção erétil. 15 Infertilidade. 16 Cirurgias do aparelho geniturinário. 17 Cirurgias vídeo laparoscópicas em urologia. 18 Transplante renal.

Edital 2

CONHECIMENTOS BÁSICOS (PARA TODOS OS CARGOS)

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos  e  gêneros  textuais.  3 Domínio  da  ortografia  oficial.  4 Domínio  dos  mecanismos  de  coesão textual.4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo  de  crase.  5.8 Colocação  dos  pronomes  átonos.  6 Reescrita  de  frases  e  parágrafos  do  texto.6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Estruturas lógicas. 2 Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões. 3 Lógica sentencial (ou proposicional). 3.1 Proposições simples e compostas. 3.2 Tabelas‐ verdade. 3.3 Equivalências. 3.4 Leis de De Morgan. 3.5 Diagramas lógicos.4 Lógica de primeira ordem. 5 Princípios de contagem e probabilidade. 6 Operações com conjuntos. 7 Raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

LEGISLAÇÃO APLICADA A EBSERH: 1 Lei Federal nº 12.550/2011. 2 Decreto nº 7.661/2011. 3 Regimento Interno da EBSERH – 3ª revisão. 4 Código de Ética e Conduta da Ebserh – Princípios Éticos e Compromissos  de Conduta – 1ª edição – 2017. 5 Lei nº 13.146/2015 e suas alterações (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência – Estatuto da Pessoa com Deficiência).

LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS: 1 Evolução histórica da organização do sistema de saúde no Brasil e a construção do Sistema Único de Saúde (SUS) – princípios, diretrizes e arcabouço legal. 2 Controle social no SUS. 3 Resolução nº 453/2012 do Conselho Nacional de Saúde. 4 Constituição Federal, artigos de 194 a 200.  5 Lei nº 8.080/1990, Lei nº 8.142/1990 e Decreto Presidencial nº 7.508/2011. 6 Determinantes sociais da saúde. 7 Sistemas de informação em saúde.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR CARGO 1: ASSISTENTE SOCIAL

1 O Serviço Social na América Latina. 1.1 A formação profissional do Assistente Social na sociedade brasileira. 2 Reflexões e atitudes que possibilitam uma prática profissional mais dinâmica. 3 Leis integracionistas e inclusivas. 4 O Serviço Social com o compromisso da implementação dos princípios previstos em lei. 5 Política de Seguridade Social. 6 Construção do sistema descentralizado e participativo de Assistência Social. 7 Prática Profissional X Prática Social X Prática Institucional. Ética profissional.

BIÓLOGO

1 Legislação Profissional. 2 Ecologia ambiental: noções de ecologia, envolvendo os conceitos de ecossistema, cadeia e teia alimentar, relação entre seres vivos, sucessão ecológica e poluição ambiental; 2.1 Efeitos biológicos da poluição. 3 Laboratório: equipamentos, materiais, reagentes, meios de cultura e soluções. 4 Organização e controle de estoques de reagentes e equipamentos de laboratório de ensino de Biologia. 5 Normas de assepsia. 6 Amostragem. 7 Elaboração de documentação técnica rotineira: pareceres, laudos e atestados e registros legais. 8 Métodos e Técnicas da Pesquisa Biológica. 9 Biossegurança em laboratório. 10 Biologia Celular e Molecular; 10.1 Conceitos básicos de imunologia; 10.2 Estrutura, função e produção de anticorpos; 10.3 Testes‐sorológicos. 10.4 Sistemas de grupos sangüíneos. 11 Parasitologia e Microbiologia;11.1 Estrutura bacteriana, cultura e isolamento. 12 Característica e mecanismo de infecções causadas por vírus, bactérias e protozoários. 13 Anatomia e Fisiologia Humana. 14 Histologia e Embriologia. 15 Genética Geral. 16 Bioquímica básica. 17 Evolução. 18 Ecologia Geral. 19 Manejo de fauna. 20 Zoologia dos Invertebrados e dos Cordados. 21 Técnicas de coleta e de preparo de material zoológico; 22 Botânica Geral. Taxonomia vegetal. Anatomia vegetal. 23.Biotecnologia vegetal, animal, microbiana.24 Monitoramento ambiental. Avaliação de impactos ambientais. Valoração de danos ambientais. Legislação ambiental. 25 Conservação de recursos naturais. 26 Controle biológico de pragas e doenças. 27 Ética profissional.

BIOMÉDICO

1 Bioquímica. 1.1 Dosagens hormonais e de enzimas. 1.2 Eletroforese de hemoglobina, lipoproteínas e proteínas. 1.3 Equilíbrio ácido‐base. 1.4 Propriedades da água. 1.5 Radicais livres. 2 Hematologia. 2.1 Testes hematológicos. 2.2 Automação em hematologia. 3 Imunologia. 3.1 Alergias. 3.2 Avaliação da função imune.3.3 Carcinogênese. 3.4 Doenças auto‐imunes. 3.5 Leucemias. 4 Microbiologia da água e dos alimentos. 4.1 Métodos de análise. 4.2 Parâmetros legais. 5 Microbiologia médica. 5.1 Bacteriologia, virologia e  micologia.  6 Urinálise. EAS. Bioquímica. Cultura. Teste de gravidez. 7 Escolha, coleta, e conservação de amostra para diagnóstico. 8 Preparo de vidraria, reagentes e soluções. 9 Preparo de meios de cultura. 10 Equipamentos: princípios e fundamentos. 10.1 Potenciômetros. 10.2 Autoclaves e fornos. 10.3 Microscópios. 10.4 Centrífugas. 10.5 Espectrofotômetros e leitores de Elisa. 10.6 Termocicladores. 10.7 Citômetros de fluxo. 10.8 Filtros, destiladores e purificação de água. 10.9 Cromatografia e eletroforese. 11 Ética profissional.

CIRURGIÃO–DENTISTA

1 Saúde Bucal Coletiva e Níveis de Prevenção. 2 Biossegurança. 3 Radiologia: técnica radiológica; interpretação radiográfica; anatomia radiográfica. Cariologia: etiologia, prevenção e tratamento da cárie dental. 4 Dentística: semiologia, diagnóstico e tratamento das doenças do complexo dentinorradicular; proteção do complexo frequênciapulpar; materiais restauradores; técnicas de restauração. 5 Periodontia: anatomia do periodonto; tecidos periodontais; prevenção, semiologia, diagnóstico clínico; examescomplementares aplicados ao diagnóstico das doenças periodontais; e tratamentos em periodontia; cirurgia periodontal; periodontia médica; epidemiologia. 6 Endodontia: alterações pulpares e periapicais: semiologia, diagnóstico e tratamento; tratamentos conservadores da polpa; traumatismo alvéolo‐ dentário. 7 Urgências em Odontologia: trauma dental; hemorragia; pericoronarite, abscessos dento‐alveolares; pulpite; alveolite.8 Estomatologia: semiologia, semiotécnica, diagnóstico, tratamento e prevenção das afecções de tecidos moles e duros; lesões cancerizáveis; semiologia, semiotécnica, diagnóstico, prevenção e tratamento de neoplasias malignas e benignas da cabeça e pescoço; patologia oral; Atenção à saúde de pessoas com necessidades especiais. Atendimento de pacientes com doenças sistêmicas crônicas. Atendimento de pacientes com coagulopatias hereditárias. Atendimento de pacientes grávidas. 9 Cariologia: etiopatogenia, diagnóstico, tratamento e prevenção. 10 Prótese: diagnóstico, planejamento e tratamento. Cirurgia: princípios cirúrgicos, planejamento e técnicas cirúrgicas, frequência e complicações. 11 Anestesiologia: técnicas anestésicas intra‐bucais; anatomia aplicada a anestesiologia; farmacologia dos anestésicos locais; acidentes e complicações em anestesia odontológica. 12 Prevenção: Fluorterapia; toxologia do flúor; Fluorose: diagnóstico e tratamento. 13 Farmacologia odontológica: Farmacologia e Terapêutica Medicamentosa. 14. Ética Odontológica. Código de Ética Odontológica. 15 Bioética. 16 Odontopediatria: práticas preventivas em odontopediatria; Dentística voltada para a odontopediatria: semiologia, diagnóstico e tratamento; proteção do complexo dentinopulpar; materiais restauradores; técnica de restauração atraumática.

CIRURGIÃO–DENTISTA – ÁREA: CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCO – MAXILO – FACIAIS

1 Princípios de cirurgia Maxilo Facial. 2 Conhecimento e procedimentos de implantes, enxertos, transplantes e reimplantes, análise de resultado de biópsias, cirurgias protética, ortodôntica e ortognática, diagnóstico e tratamento cirúrgico de cistos, afecções radiculares e perirradiculares, doenças das glândulas salivares, doenças da articulação têmporomandibular, lesões de origem traumática na área buco‐maxilofacial (epidemiologia, diagnóstico e tratamento), malformações congênitas ou adquiridas dos maxilares e da mandíbula (diagnóstico e tratamento). 3 Osteotomias Funcionais da Face (técnicas e indicações). 4 Cirurgia Ortognática (técnicas e indicação). 5 Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono (diagnóstico e tratamento). 6 Tumores Maxilo faciais, tumores benignos da cavidade bucal, diagnóstico e viabilidade de tratamento de tumores malignos da cavidade bucal. 7 Anomalias Vasculares da Face (congênitas e adquiridas), perícias odontolegais, emisão de laudos e pareceres, atestados e licenças, difusão de preceitos de saúde pública odontológica, prescrição e administração de medicamentos; noções de medidas de controle de infecção no consultório dentário, anatomia facial e oral, lesões hiperplásicas e neoplásicas da cavidade bucal, tratamento das urgências e emergências em cirurgia buço‐maxilo‐facial, uso de fármacos (analgésicos, antimicrobianos   e anti‐inflamatórios), anestesia, exame radiológico facial e dentário, patologia bucal.

ENFERMEIRO

1 Sistema Único de Saúde (SUS). 1.1 Princípios, diretrizes, estrutura e organização. 1.2 Políticas de saúde. 1.3 Estrutura e funcionamento das instituições e suas relações com os serviços de saúde. 1.4 Níveis progressivos de assistência à saúde. 1.5 Políticas públicas do SUS para gestão de recursos físicos, financeiros, materiais e humanos. 1.6 Sistema de planejamento do SUS. 1.6.1 Planejamento estratégico e normativo. 1.7 Direitos dos usuários do SUS. 1.8 Participação e controle social. 1.9 Ações e programas do SUS. 1.10 Legislação básica do SUS. 2 Vigilância epidemiológica e vigilância em saúde. 2.1 Programas de prevenção e controle de doenças transmissíveis prevalentes no cenário epidemiológico brasileiro. 2.2 Doenças e agravos não‐transmissívies.2.3 Programa Nacional de Imunizações. 3 Modalidades assistenciais. 3.1 Hospital‐dia, assistência domiciliar, trabalho de grupo. 3.2 Prática de enfermagem na comunidade. 3.2.1 Cuidado de saúde familiar. 3.3 Estratégia da saúde da família. 4 Teorias e processo de enfermagem. 4.1 Taxonomias de diagnósticos de enfermagem.   5 Assistência de enfermagem ao adulto portador de transtorno mental. 5.1 Unidades de atenção à saúdemental. 5.1.1 Ambulatório de saúde mental, centro de atenção psicossocial e hospital psiquiátrico. 5.2 Instrumentos de intervenção de enfermagem em saúde mental. 5.2.1 Relacionamento interpessoal, comunicação terapêutica, psicopatologias, psicofarmacologia. 6 Assistência de enfermagem  em gerontologia. 7 Assistência de enfermagem ao paciente oncológico nas diferentes fases da doença e tratamentos. 7.1 Quimioterapia, radioterapia e cirurgias. 8 Procedimentos técnicos em enfermagem. 9 Assistência de enfermagem perioperatória. 10 Assistência de enfermagem a pacientes com alterações da função cardiovascular e circulatória. 10.1 Digestiva e gastrointestinal. 10.2 Metabólica e endócrina. 10.3 Renal e do trato urinário. 10.4 Reprodutiva. 10.5 Tegumentar. 10.6 Neurológica. 10.7 Músculo esquelético.  11 Assistência de enfermagem aplicada à saúde sexual e reprodutiva da mulher com ênfase nas ações de baixa e média complexidade. 12 Assistência de enfermagem à gestante, parturiente e puérpera. 13 Assistência de enfermagem ao recém‐nascido. 13.1 Modelos de atenção ao recém‐nascido que compõem o programa de humanização no pré‐natal e nascimento. 14 Assistência de enfermagem à mulher no climatério e menopausa e na prevenção e tratamento de ginecopatias. 15 Assistência de enfermagem à criança sadia.15.1 Crescimento, desenvolvimento, aleitamento materno, alimentação. 15.2 Cuidado nas doenças prevalentes na infância (diarreicas e respiratórias). 16 Atendimento a pacientes em situações de urgência e emergência. 16.1 Estrutura organizacional do serviço de emergência hospitalar e pré‐hospitalar. 16.2 Suporte básico de vida em emergências. 16.3 Emergências relacionadas a doenças do aparelho respiratório, do aparelho circulatório e psiquiátricas. 16.4 Atendimento inicial ao politraumatizado. 16.5 Atendimento na parada cardiorrespiratória. 16.6 Assistência de enfermagem ao paciente crítico com distúrbios hidroeletrolíticos, ácido‐básicos, insuficiência respiratória e ventilação mecânica. 16.6.1 Insuficiência renal e métodos dialíticos. 16.6.2 Insuficiência hepática. 16.6.3 Avaliação de consciência no paciente em coma. 16.7 Doação, captação e transplante de órgãos. 16.8 Enfermagem em urgências. 16.8.1 Violência, abuso de drogas, intoxicações, emergências ambientais. 17 Gerenciamento de enfermagem em serviços de saúde. 17.1 Gerenciamento de recursos humanos. 17.1.1 Dimensionamento, recrutamento e seleção, educação continuada, avaliação de desempenho, liderança, supervisão, comunicação, relações de trabalho e processo grupal. 17.2 Avaliação da qualidade nos processos de trabalho. 17.2.1 Custos, auditoria, acreditação. 17.3 Processo de trabalho de gerenciamento em enfermagem. 18 Atuação da enfermagem em procedimentos e métodos diagnósticos. 19 Agravos à saúde relacionados ao trabalho. 20 Gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde. 21 Pressupostos teóricos e metodológicos da pesquisa em saúde e enfermagem. 22 Central de material e esterilização. 22.1 Processamento de produtos para saúde. 22.2 Processos de esterilização de produtos para saúde. 22.3 Controle de qualidade e validação dos processos de esterilização de produtos para saúde. 23 Práticas de biossegurança aplicadas ao processo de cuidar. 23.1 Risco biológico e medidas de precauções básicas para a segurança individual e coletiva no serviço de assistência à saúde. 23.2 Precaução‐ padrão e precauções por forma de transmissão das doenças. 23.2.1 Definição, indicações de uso e recursos materiais. 23.2.2 Medidas de proteção cabíveis nas situações de risco potencial de exposição. 24 Controle de infecção hospitalar. 25 Código de ética dos profissionais de enfermagem. 25.1 Legislação em enfermagem.25.2 Associações de classe e órgãos de fiscalização do exercício profissional.

ENFERMEIRO – ÁREA: AUDITORIA E PESQUISA

1 Bioética e regulamentação. 2 Conceitos da auditoria em enfermagem. 3 Importâncias da auditoria para a enfermagem. 4 Regulamentações da auditoria de enfermagem. 5 Atividades da auditoria de enfermagem. 6 Aspectos do processo de auditagem. 7 Tipos de auditoria. 8 Tendências atuais da função do enfermeiro auditor no mercado de trabalho. 9 O sistema de saúde no Brasil. 10 Os custos hospitalares. 11 Aspectos políticos, sociais e econômicos do Brasil. 12 Sistemas de saúde no Brasil.

ENFERMEIRO – ÁREA: CARDIOLOGIA

 1 Fundamentos do exercício da enfermagem. 2 Lei do Exercício Profissional (Lei nº 7.498/1986 – regulamentada pelo Decreto nº 94.406/1987). Código de Ética e Deontologia de Enfermagem – análise crítica. Bioética. 3 Processo social de mudança das práticas sanitárias no SUS e na enfermagem. 4 Administração dos serviços de enfermagem. 4.1 Normas, rotinas e manuais – elaboração e utilização na enfermagem. 5 Enfermeiro como líder e agente de mudança. 6 Concepções teórico‐práticas da assistência de enfermagem.   7 Sistematização da assistência de enfermagem. 8 Política Nacional de Atenção às Urgências. 9 Anatomia cardíaca e coronariana. 10 História da hemodinâmica. 11 Vias de acesso. 12 Curativos. 13 Meios de contraste e nefro proteção. 14 Coronariografia. 15 Complicações da coronariografia. 16 Intervenção coronária percutânea. 17 Complicações da angioplastia. 18 Montagem de mesa para procedimento.

ENFERMEIRO – ÁREA: CARDIOLOGIA – ESPECIALIDADE: PERFUSIONISTA

1 Centro Cirúrgico (CC) e Sala de Operações. 2 Métodos de desinfecção e esterilização. 3 Assepsia e anti‐ sepsia. 4 Fisiologia da CEC. 5. Fisiologia da oxigenação por membranas. 6 Componentes do Circuito de CEC. 7 Condução da CEC. 8 Proteção miocárdica. 9 Controle laboratorial. 10 Equilíbrio ácido‐base e hidroeletrolítico. 11 Ultrafiltração. 12 Perfusato. 13 Coagulação e anticoagulação cardiovascular, respiratória, hematológica, renal e do sistema nervoso. 14 Assistência circulatória mecânica. 15 Perfusões especiais. 16 Complicações da CEC ENFERMEIRO. 17 Atuação do enfermeiro na CEC. 18 Assistência ventilatória. 19 Assistência de enfermagem em cirurgias cardíacas. 20 Anatomia Cardíaca e coronariana. 21 Montagem de mesa para procedimento. 22 Biossegurança. 23 Segurança do paciente. 24 Emergências clínico‐cirúrgicas e a assistência de enfermagem. 25 Primeiros socorros. 26 Monitorização cardíaca.

ENFERMEIRO – ÁREA: CARDIOLOGIA – ESPECIALIDADE: HEMODINÂMICA

1 Fundamentos do exercício da enfermagem. 2 Lei do Exercício Profissional (Lei nº 7.498/1986 – regulamentada pelo Decreto nº 94.406/1987). Código de Ética e Deontologia de Enfermagem – análise crítica. Bioética. 3 Enfermagem intervencionista cardiovascular. 4 Enfermagem clínica e cirúrgica cardiovascular. 5 Enfermagem em emergência cardiovascular. 6 Assistência de enfermagem ao paciente cardíaco. 7 Aspectos organizacionais. 8 Biossegurança e epidemiologia das infecções. 9 Metodologia do trabalho científico.10 Sistematização da Assistência de Enfermagem. 11 Política Nacional de Atenção às Urgências. 12 Anatomia Cardíaca e coronariana. 13 História da Hemodinâmica. 14 Vias de acesso. 15 Curativos. 16 Meios de contraste e nefro proteção. 17 Coronariografia. 18 Complicações da coronariografia. 19 Intervenção coronária percutânea. 20 Complicações da angioplastia. 21 Montagem de mesa para procedimento. 22 Emergências clínico‐cirúrgicas e a assistência de enfermagem. 23 Primeiros Socorros. 24 Segurança do Paciente. 25 Monitorização cardíaca.

ENFERMEIRO – ÁREA: CENTRO CIRÚRGICO

1 Geral. 1.1 O desenvolvimento do centro cirúrgico: história, finalidade e importância. 1.2 Planejamento estrutural e ambiente docentro cirúrgico, recuperação pós anestésica e central de material esterilizado. 1.3 Equipe multiprofissional, sua atuação e treinamento da equipe. 1.4 Classificação e tipos de cirurgia. 1.5 Nomenclatura cirúrgica. 1.6 Sistematização da assistência de enfermagem perioperatória. 1.7 Transporte e recepção para o centro cirúrgico. 1.8 Equipamentos do centro cirúrgico. 1.9 Montagem, circulação e desmontagem da sala de cirurgia. 1.10 Período pré‐operatório. 1.11 Período intraoperatório. 1.12 Período pós‐operatório e complicações. 1.13 Riscos cirúrgicos. 1.14 Analgesia e anestesia (tipos de anestesia, indução anestésica e carrinho de anestesia). 1.15 Posicionamento na mesa cirúrgica para anestesia e cirurgia. 1.16 Tempos cirúrgicos. 1.17 Instrumentais cirúrgicos e montagem da mesa. 1.18 Degermação/escovação. 1.19 Paramentação. 1.20 Tipos de fios e agulhas. 1.21 Sala de recuperação pós anestésica (Índice de Aldrete e Kroulik). 1.22 Ferida cirúrgica e sistemas de drenagem. 1.23 Infecção do sítio operatório. 1.24 Estrutura física da central de material esterilizado e fluxo de material. 1.25 Equipe multiprofissional da central de material esterilizado. 1.26 Métodos de esterilização. 1.27 Testes bacteriológicos. 1.28 Tipos de invólucros. 1.29Armazenamento e distribuição do material esterilizado. 1.30 Epidemiologia. 1.31 Cuidados de enfermagem pediátricos. 2 Cuidados nas afecções cirúrgicas. 2.1 Neurológicas: craniotomia; aneurisma cerebral. 2.2 Vasculares: bay pass; fistula artério venosa; endarterectomia. 2.3 Gastrointestinais: hérnia de hiato, inguinal e incisional com tela; apendicectomia; gastrostomia; gastrectomia; gastroplastia; laparotomia; laparoscopia; colecistectomia; jejunostomia; ileostomia; colostomia. 2.4 cabeça e pescoço: septoplastia; tonsilectomia. 2.5 Pulmonares: pneumonectomia; lobectomia. 2.6 Endócrino: tireoidectomia. 2.7 Urológicas: nefrectomia; ressecção transuretral de próstata. 2.8 Ginecológicas: mastectomia; quadrantectomia; histerectomia, anexectomia; oforectomia. 2.9 Coronariana: revascularização do miocárdio. 2.10 Ortopédicas: artroplastia; tração cutânea e esquelética.

ENFERMEIRO – ÁREA: DERMATOLÓGICA – ESPECIALIDADE: ESTOMATERAPIA

1 Fundamentos do exercício da enfermagem. 2 Lei do Exercício Profissional (Lei nº 7.498/1986 – regulamentada pelo Decreto nº 94.406/1987). Código de Ética e Deontologia de Enfermagem – análise crítica. Bioética. 3 Processo social de mudança das práticas sanitárias no SUS e na enfermagem. 4 Administração dos serviços de enfermagem. 4.1 Normas, rotinas e manuais – elaboração e utilização na enfermagem. 5 Enfermeiro como líder e agente de mudança. 6 Concepções teórico‐práticas da assistência de enfermagem.   7 Sistematização da assistência de enfermagem. 8 Política Nacional de Atenção às Urgências. 9 Fisiologia da cicatrização. 10 Avaliação de feridas. 11 Curativos e coberturas. 12 Registro da evolução da ferida.

ENFERMEIRO – ÁREA: GERENCIAMENTO/GESTÃO – ESPECIALIDADE: ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR

1 Gestão hospitalar: planejamento e gerência. 1.1 Processo decisório. 1.2 Métodos de resolução de problemas:  tipos  de  planejamento.  2  SUS:  Conceito,  doutrina,  princípios,  diretrizes,  gestão  e  ações.      3 Características gerais da organização: Departamentalização ‐ Delegação de poderes Descentralização Tipos de Organização. O Hospital ‐ Campo de prática ‐ estrutura administrativa e física. Organogramas e regras de comportamento, categoria profissionais e atribuições. 4 Gestão de recursos humanos em enfermagem: a gestão da qualidade do serviço. 5 Recrutamento e seleção de pessoal. 6 Avaliação do  desempenho hospitalar. 6.1 Conceito. 6.2 Tipos de avaliação. 6.3 Indicadores hospitalares.

ENFERMEIRO – ÁREA: GERENCIAMENTO/GESTÃO – ESPECIALIDADE: GESTÃO DA QUALIDADE EM SAÚDE

1 Estratégias de inovação em serviços de saúde. 2 Gestão de recursos e processos. 3 Gestão estratégica de serviços de enfermagem. 4 Modelos de gestão de enfermagem. 5 Fundamentos do modelo de acreditação.   6 Ética empresarial e bioética. 7 Abordagem histórica da qualidade. 8 Conceitos da gestão da qualidade. 9 Ferramentas de gestão da qualidade. 10 Sistemas de medição e indicadores da qualidade. 11 Cultura da qualidade e excelência. 12 Gestão estratégica. 13 Gestão de pessoas orientada para a qualidade em hospitais. 14 Gestão de processos e riscos. 15 Auditorias internas e externas da qualidade. 16 Padronização e normatização.

ENFERMEIRO – ÁREA: HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA

1 Fundamentos do exercício da enfermagem. 2 Lei do Exercício Profissional (Lei nº 7.498/1986 – regulamentada pelo Decreto nº 94.406/1987). Código de Ética e Deontologia de Enfermagem – análise crítica. Bioética. 3 Biossegurança. 4 Gestão de qualidade laboratorial. 5 Anemias. 6 Biologia molecular em hematologia. 7 Hemoterapias. 8 Imunohematologia. 9 Hemostasia e coagulação. 10 Banco de sangue. 11 Neoplasias hematológicas. 12 Sistema hematopoiético, Eritropoese, Leucopoese e Interpretação do Hemograma.

ENFERMEIRO – ÁREA: INFECÇÃO HOSPITALAR

1 Biossegurança: conceito, normas de prevenção e controle de infecção. 2 História, Evolução, Estruturação  da CCIH, Programa do Controle de Infecção Hospitalar. 3 Legislações (Portaria GM/MS nº 2.616/1998;Portaria  MTE  nº  485/2005  (Norma  Regulamentadora  nº  32);  Resolução  da  Diretoria  Colegiada  (RDC)  nº 07/2010; RDC nº 15/2012, RDC nº 63/2011; e demais legislações pertinentes ao controle de infecção). 4 Ética aplicada à CCIH. 5 Laboratório de Microbiologia. 6 Epidemiologia aplicada ao controle de infecção. 7 Limpeza, Esterilização e Desinfecção de Artigos e Antissepsia. 8 Gerenciamento de Resíduo em serviços de saúde. 9 Controle de Infecção: Bactéria Multirresistente e Investigação de Surto. 10 Síndrome Infecciosa: Infecção de Corrente Sanguínea. 11 Síndrome Infecciosa: Infecção do Aparelho Respiratório. 12 Síndrome Infecciosa: Infecção de Sítio Cirúrgico. 13 Síndrome Infecciosa: Infecção do trato urinário. 14 Infecção Puerperal. 15 Infecção em neonatologia. 16 Antimicrobianos. 17 Doença de Notificação Compulsória. 18 Tipos de precauções e isolamentos. 19 Higienização das mãos. 20 Setores de Apoio e o Controle de Infecção. 21 Segurança do paciente em serviços de saúde. 22 Critérios Nacionais de infecções relacionadas à assistência à saúde ‐ ANVISA.

ENFERMEIRO – ÁREA: NEFROLOGIA

1 Fundamentos do exercício da enfermagem. 2 Lei do exercício profissional (Lei nº 7.498/1986 – regulamentada pelo Decreto nº 94.406/1987). Código de Ética e Deontologia de Enfermagem – análise crítica. Bioética. 3 Processo social de mudança das práticas sanitárias no SUS e na enfermagem. 4 Administração dos serviços de enfermagem. 4.1 Normas, rotinas e manuais – elaboração e utilização na enfermagem. 5 Enfermeiro como líder e agente de mudança. 6 Concepções teórico‐práticas da assistência de enfermagem.   7 Sistematização da assistência de enfermagem. 8 Política Nacional de Atenção às Urgências. 9 Metodologia do processo de enfermagem aplicada ao paciente nefrológico. 10 Conhecimento técnico‐científico em enfermagem em nefrologia (hemodiálise, diálise peritoneal, transplante renal, tratamento conservador). 11 Cuidados de enfermagem ao paciente com insuficiência renal aguda e crônica. 12 Regulamento técnico para funcionamento de unidades de terapia renal substitutiva. 13 Conceitos éticos e bioéticos aplicados à assistência de enfermagem e à saúde. 14 Controle de infecção 339 ‐ em Unidades de Diálise. 15 Segurança nos processos de medicação.

ENFERMEIRO – ÁREA: ONCOLOGIA

1 Fundamentos do Exercício da Enfermagem. 2 Lei do Exercício Profissional (Lei nº 7.498/1986 – Regulamentada pelo Decreto nº 94.406/1987). Código de Ética e Deontologia de Enfermagem – análise crítica. Bioética. 3 Processo Social de Mudança das Práticas Sanitárias no SUS e na Enfermagem. 4 Administração dos Serviços de Enfermagem. 4.1 Normas, Rotinas e Manuais – elaboração e utilização na enfermagem. 5 Enfermeiro como líder e agente de mudança. 6 Concepções teórico‐práticas da Assistência  de Enfermagem. 7 Sistematização da Assistência de Enfermagem. 8 Política Nacional de Atenção às Urgências. 9 Assistência de Enfermagem na prevenção e controle de infecção hospitalar. 10 O Processo de Enfermagem na organização da assistência de Enfermagem perioperatória. 11 Planejamento da assistência de Enfermagem no período pré, trans e pós‐operatório. 12 Papel do Enfermeiro no Centro Cirúrgico e Central de Esterilização 13 Assistência de Enfermagem em oncologia. 14 Ética Profissional.

ENFERMEIRO – ÁREA: SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

1 Política de Saúde da Criança e do Adolescente. 1.1 Definição. 1.2 Programas de intervenção. 1.3 Bases legais de proteção a infância e a adolescência. 1.4 Estatuto da Criança e do Adolescente. 2 Avaliação do crescimento e do desenvolvimento. 2.1 Utilidade do monitoramento e promoção do crescimento. 2.2 Etapas do monitoramento. 2.3 Indicadores do desenvolvimento nas diferentes fases. 2.4 Tópicos da anamnese e exame físico. 3 Assistência de enfermagem ao recém‐nascido (RN). 3.1 Indicadores de mortalidade infantil. 3.2 Direitos do RN. 3.3 Definição do RN. 3.4 Cuidados do RN no parto e no nascimento. 3.5 Características do RN e alterações durante a transição para a vida extrauterina. 3.6 Plano de cuidado para a primeira consulta do RN e sua mãe. 4 Doenças prevalentes na infância e na adolescência. 4.1 Parasitoses intestinais. 4.2 Anemia ferropriva. 4.3 Obesidade na infância e na adolescência. 4.4 Infecção do trato urinário da criança. 4.5Dermatoses mais comuns na infância e na adolescência. 4.6 Exantema. 5 Programa de suplementação de Ferro. 5.1 Funcionamento do programa. 5.2 Mapas de acompanhamento de fornecimento de suplementos.5.3 Programa de suplementação de Vitamina A. 5.4 Esquema de administração de vitamina A. 5.5 Mapas de acompanhamento de fornecimento de vitamina A. 6 Assistência de enfermagem a crianças com doenças respiratórias. 6.1 Tópicos relevantes da anamnese e exame físico. 6.2 Fatores de risco das doenças respiratórias. 6.3 Fatores relacionados ao agente etiológico. 6.4 Fatores ambientais. 7 Assistência de enfermagem a criança com diarreia e desnutrição. 8 Aspectos relacionados a violência infanto‐juvenil.

ENFERMEIRO – ÁREA: SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE – ESPECIALIDADE: PEDIATRIA

1 Crianças suas famílias e a enfermagem. 2 Estatuto da criança e do adolescente e marco legal da primeira Infância. 3 Crescimento e desenvolvimento da criança e do adolescente. 4 Aleitamento materno e alimentações. 5 Avaliação física da criança e do adolescente. 6 Cuidado à criança hospitalizada. 7 Manejo da dor em criança hospitalizada. 8 Cuidado à criança e adolescente vítima de violência. 9 Distúrbios hematológicos. 10 Normas e práticas de biossegurança e segurança do paciente em pediatria. 11 Procedimentos de enfermagem em pediatria. 12 Intervenções básicas em urgência e emergências pediátricas.  13 Processo de enfermagem. 14 Programa nacional de imunização e calendário vacinal e cuidados na conservação dos imunobiológicos. 15 Cuidado de enfermagem a crianças e adolescentes com necessidades especiais.

ENFERMEIRO – ÁREA: SAÚDE DA MULHER – ESPECIALIDADE: OBSTETRÍCIA

1 Anatomo‐fisiologia da gestação. Bioética e biossegurança. 2 Políticas de saúde da mulher. 3 Acolhimento em ginecologia e obstetrícia. 3 Epidemiologia. 4 Avaliação clínica em enfermagem obstétrica. 5 Diagnóstico laboratorial e de imagem. 6 Dor e analgesia no parto. 7 Assistência de enfermagem no pré‐natal de baixo e alto risco. 8 Urgências e emergências obstétricas. 9 Enfermagem em neonatologia. 10 Assistência de enfermagem no puerpério. 11 Gerenciamento de enfermagem em unidades obstétricas. 12 Estágio curricular em obstetrícia. 13 Afecções ginecológicas. 14 Enfermagem em saúde reprodutiva.

ENFERMEIRO – ÁREA: SAÚDE DO ADULTO

1 Aspectos éticos e legais no atendimento ao adulto. 2 Normas de biossegurança. 3 Diretrizes e metas internacionais para a segurança do paciente. 4 Processo de enfermagem aplicada a saúde do adulto. 5 Assistência de enfermagem a condições crônicas e agudas de saúde. 6 Assistência de enfermagem a pacientes com risco para infecção relacionada a assistência à saúde. 7 Planejamento e organização da assistência de enfermagem no centro cirúrgico. 8 Planejamento da assistência de enfermagem a pacientes na sala de recuperação pós‐ anestésica. 9 Assistência de enfermagem a pacientes adultos submetidos à anestesia. 10 Assistência de enfermagem a pacientes adultos com dor (aguda ou crônica). 11  Assistência  de enfermagem a pacientes com doenças hematológicas e oncológicas. 12 Assistência de enfermagem a pacientes com doenças do sistema respiratório. 13 Assistência de enfermagem a pacientes com doenças do sistema cardiovascular. 13 Assistência de enfermagem a pacientes em desequilíbrio eletrolítico e ácido‐básico. 14 Assistência de enfermagem a pacientes com doenças do sistema digestório. 15 Assistência de enfermagem a pacientes em situações emergenciais. 16 Assistência de enfermagem a pacientes com doenças do sistema músculo esquelético. 17 Assistência de enfermagem a pacientes com risco para integridade da pele e integridade tissular prejudicada. 18 Assistência de enfermagem a pacientes com doenças do sistema urinário. 19 Assistência de enfermagem a usuários com infecções adquiridas na comunidade. 20 Assistência de enfermagem a pacientes com distúrbios vasculares e cerebrais. 21 Assistência de enfermagem a pacientes com intoxicação exógena e que sofreram acidentes por animais peçonhentos.

ENFERMEIRO – ÁREA: SAÚDE INDÍGENA

1 História e desenvolvimento das políticas públicas e de saúde no Brasil. 2 A construção das políticas públicas voltadas aos povos indígenas. 3 A Política de Saúde Indígena e o modelo dos Distritos Sanitários EspeciaisIndígenas. 4 Organização dos DSEI e articulação com o SUS. 5 Controle social, financeiro e gestão participativa no subsistema de saúde indígena. 6 O papel dos municípios na saúde indígena. 7 Introdução à Antropologia; História e desenvolvimento do campo da Antropologia da Saúde, A doença como processo sócio‐cultural, itinerários terapêuticos e processo saúde doença. 8 Representações sociais em saúde. 9 O espaço intercultural como especificidade do processo de trabalho multidisciplinar em saúde indígena. 10 Sistemas  de cura. 11 Ética e relativismo no contexto do trabalho intercultural. 12 Estudos de caso e troca de experiências e narrativas relacionadas ao cotidiano das equipes de campo. 13 Modelos de atenção à saúde. 14 Atenção básica em saúde indígena. 15 Situações de morbidades que acometem a população indígena: aspectos clínicos, epidemiológicos, de organização dos serviços de saúde e terapêuticos. 16 Protocolos de Intervenção. 17 Programas de Saúde da Criança, Saúde da Mulher, Saúde do Adulto, Saúde do Idoso, Saúde Bucal e Controle de Endemias. 18 Conceitos e usos da epidemiologia. 19 Indicadores das condições de vida e saúde. 20 Estatísticas vitais. 21 Noções de Demografia. 22 Estratégias preventivas segundo enfoques de vulnerabilidade e risco. 23 Vigilância Epidemiológica e Vigilância em Saúde. 24 Situações problema voltadas para a realidade indígena. 25 O processo de aprender e ensinar. 26 Concepções de educação e a educação crítica. Metodologias e estratégias de formação profissional em saúde, com ênfase aos agentes indígenas de saúde. 27 Interfaces entre a educação, promoção da saúde e antropologia. Situações e intervenções educativas na saúde indígena e nas comunidades. 28 Marcos ideológicos e legais da educação profissional de nível técnico. 29 Discussões sobre a aplicação do princípio educativo do trabalho e avaliação educativa em serviço.

ENFERMEIRO – ÁREA: SAÚDE MENTAL

1 Fundamentos do exercício da enfermagem. 2 Lei do Exercício Profissional (Lei nº 7.498/1986 – regulamentada pelo Decreto nº 94.406/1987). Código de Ética e Deontologia de Enfermagem – análise crítica. Bioética. 3 Saúde mental: conceito e histórico. 4 Política de saúde mental na atualidade e reforma psiquiátrica no Brasil. 5 Princípios para uma clínica antimanicomial. 6 Princípios da enfermagem psiquiátrica. 7 A comunicação efetiva. 8 Interação enfermeiro‐cliente. 9 Crise: teoria e intervenção. 10 Esquizofrenia e medicamentos antipsicóticos. 11 Transtornos de humor e medicamentos antidepressivos. 12 Transtornos de ansiedade e medicamentos ansiolíticos. 13 Transtornos somatoformes e transtornos dissociativos. 14 Transtornos de personalidade. 15 Interconsulta psiquiátrica em hospital geral. 16 Assistência de enfermagem em emergências. 17 Primeiros Socorros. 18 Assistência de enfermagem aos pacientes psiquiátricos.

ENFERMEIRO – ÁREA: TERAPIA INTENSIVA

1 Fundamentos do exercício da enfermagem. 2 Lei do Exercício Profissional (Lei nº 7.498/1986 – regulamentada pelo Decreto 94.406/1987). Código de Ética e Deontologia de Enfermagem – análise crítica. Bioética. 3 Processo Social de Mudança das Práticas Sanitárias no SUS e na Enfermagem. 4 Administração dos Serviços de Enfermagem. 4.1 Normas, Rotinas e Manuais – elaboração e utilização na enfermagem. 5 Enfermeiro como líder e agente de mudança. 6 Concepções teórico‐práticas da Assistência de Enfermagem.7 Sistematização da Assistência de Enfermagem. 8 Política Nacional de Atenção às Urgências. 9 Funcionamento dos sistemas: locomotor, pele e anexos, cardiovascular, linfático, respiratório, nervoso, sensorial, endócrino, urinário, gastrointestinal e órgãos genitais. 10 Agentes infecciosos e ectoparasitos (vírus, bactérias, fungos, protozoários e artrópodes). 11 Doenças transmissíveis pelos agentes infecciosos e ectoparasitos. 12 Promoção da saúde e modelos de vigilância. Educação em saúde. 13 Conceito e tipo de imunidade. Programa de imunização do RN; Administração de fármacos: princípio ativo, cálculo, diluições, efeitos colaterais e assistência de enfermagem. 14 Assistência integral de enfermagem à saúde da gestante, puérpera e do RN. 15 Transtornos: agudos, crônicos degenerativos, mentais, infecciosos e contagiosos. 16 Assistência de enfermagem no pré, trans e pós‐ parto. 17 Assistência de enfermagem em urgência e emergência em Centro Obstétrico. 18 Biossegurança: conceito, normas de prevenção e controle de infecção.19 Preparação e acompanhamento de exames diagnósticos. 20 Noções de administração e organização dos serviços de saúde e de enfermagem. 21 Conhecimento específico do funcionamento, organização e estrutura físico de uma Unidade de Terapia Intensiva. 22 Conhecimento específico de materiais e equipamentos utilizados numa Unidade de Terapia Intensiva. 23 Conhecimento sobre assistência de enfermagem baseado na Bioética e Humanização frente ao paciente, familiares e equipe multidisciplinar. 24 Conhecimento sobre cuidados e procedimentos de enfermagem específicos aos pacientes neurológicos, politraumatizados, cardíacos. 25 Sistematização da Assistência de Enfermagem em UTI. 26 Bases Farmacológicas para a Enfermagem em UTI; Bases Fisiológicas e Fisiopatológicas dos Grandes Sistemas. 27 Gerenciamento em Enfermagem em UTI. 28 Epidemiologia e Bioestatística Aplicada ao Estudo do Paciente Crítico. 29 Comissão Hospitalar de Organização e Qualificação e Atenção ao Paciente Crítico.

ENFERMEIRO – ÁREA: TERAPIA INTENSIVA NEONATAL

1 Fundamentos do exercício da enfermagem. 2 Lei do Exercício Profissional (Lei nº 7.498/1986 – regulamentada pelo Decreto nº 94.406/1987). Código de Ética e Deontologia de Enfermagem – análise crítica. Bioética. 3 Processo Social de Mudança das Práticas Sanitárias no SUS e na Enfermagem. 4 Administração dos Serviços de Enfermagem. 4.1 Normas, Rotinas e Manuais – elaboração e utilização na enfermagem. 5 Enfermeiro como líder e agente de mudança. 6 Concepções teórico‐práticas da Assistência de Enfermagem.  7 Sistematização da Assistência de Enfermagem. 8 Política Nacional de Atenção às Urgências. 9 Estrutura e organização de unidades neonatais: planejamento da unidade, instalações, infraestrutura e dimensionamento de recursos humanos. 10 Semiologia e semiotécnica. 11 Crescimento e desenvolvimento, classificação do recém‐nascido de acordo com peso e idade gestacional; técnicas mais utilizadas na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal; cuidados de enfermagem geral dispensada ao recém‐nascido. 12 Sistematização da assistência de enfermagem ao recém‐nascido de risco. 13 Diagnósticos e planejamento da assistência de enfermagem na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. 14 Assistência de enfermagem nos agravos à saúde do recém‐nascido: procedimentos e técnicas mais utilizadas, administração de medicamentos e nutrição do recém‐nascido, pré e pós‐operatório, termorregulação e manejo da dor. 15 Assistência de enfermagem na manutenção e recuperação da saúde do recém‐nascido de alto risco: insuficiência respiratória, icterícia neonatal, distúrbios neurológicos, síndromes hemorrágicas, doenças do trato gastrointestinal e malformações congênitas. 16 Assistência de enfermagem na prematuridade e na infecção neonatal. 17 Repercussões fetais e neonatais relacionadas aos hábitos e/ou a complicações (hipertensão, diabetes, tabagismo, TORCHS, HIV etc.). 18 Epidemiologia. Sua importância e repercussão no planejamento da assistência de enfermagem aos recém‐nascidos. 19 Assistência de enfermagem na reanimação neonatal. 20 Humanização da assistência em unidades de terapia intensiva neonatal.

ENFERMEIRO – ÁREA: TERAPIA INTENSIVA PEDIÁTRICA

1 Psicologia aplicada ao paciente crítico e familiares. 2 Epidemiologia aplicada à UTI pediátrica. Anatomia e fisiologia pediátrica. 3 Bioestatística. 4 Prevenção e controle de IH e biossegurança. 5 Ética, bioética e humanização em terapia intensiva e pediátrica. 6 Banco de Leite Humano (BLH), aleitamento materno e terapia nutricional neonatal e pediátrica. 7 Metodologia da pesquisa científica. 8 Farmacologia aplicada à pediatria no cenário intensivista. Prontuário do paciente/direito em saúde. 9 Ventilação mecânica. 10 Sistematização da assistência de enfermagem em UTI. 11 Doação de órgãos e transplantes pediátricos. 12 Assistência a crianças com agravos cirúrgicos e traumáticos. 13 Assistência a crianças com complicações do sistema cardiovascular/respiratório. 14 Assistência a crianças com complicações do sistema nervoso/endócrino. 15 Assistência a crianças com complicações do sistema digestório. 16 Assistência a crianças com complicações do sistema genito‐urinário. 17 Oncologia em terapia intensiva pediátrica. 18 Terapia intravenosa em pediatria. 19 Urgência e emergência em pediatria. 20 Visitas técnicas/ práticas.

ENFERMEIRO – ÁREA: TRANSPLANTES

 1 História dos transplantes. 2 Aspectos legais dos transplantes no Brasil. 3 Políticas públicas em transplantes. 4 Doação de órgãos e aspectos gerais dos transplantes. 5 Doação de órgãos. 6 O doador de órgãos. 7 Morte encefálica. 8 Assistência de enfermagem ao potencial doador falecido. 9 A família do doador de órgãos. 10 Aspectos gerais dos transplantes. 11 Imunologia. 12 Imunossupressão. 13 Infecções no paciente transplantado. 14 As diferentes modalidades de transplante. 15 Transplante hepático. 16 Transplante renal. 17 Transplante cardíaco. 18 Transplante de pâncreas. 19 Transplante de pulmão. 20 Transplante de intestino. 21 Transplante de pele. 22 Transplante de ossos. 23 Transplante de córnea. 24 Xenotransplantes. 25 Assistência de enfermagem em transplantes. 26 Transplante hepático. 27 Transplante renal. 28 Transplante cardíaco. 29 A experiência do paciente e da família diante do transplante.

ENFERMEIRO – ÁREA: URGÊNCIA E EMERGÊNCIA

1 Atendimento pré‐hospitalar (suporte avançado de vida). 2 Atendimento pré‐hospitalar na parada cardiorrespiratória. 3 Atendimento a múltiplas vítimas ‐ pré‐hospitalar (suporte avançado de vida). 4 Ambulância e equipamentos de suporte avançado de vida no atendimento pré‐ hospitalar. 5 Intoxicações agudas. 6 Atendimento a múltiplas vítimas. 7 Prevenção do trauma. 8 Biomecânica do trauma. 9 Avaliação e atendimento inicial às emergências. 10 Alterações metabólicas. 11 Alterações Circulatórias. 12 Controle de vias aéreas e ventilação. 13 Trauma torácico. 14 Choque e reposição volêmica. 15 Trauma abdominal. 16 Trauma Cranioencefálico. 17 Trauma Raquimedular. 18 Trauma Músculoesquelético. 19 Trauma Térmico. 20 Trauma na Criança. 21 Trauma no Idoso. 22 Triagem, transporte. 23 Materiais e equipamentos para sala de emergência. 24 Queimaduras ‐ tratamento e condutas de enfermagem. 25 Síndrome de abstinência do álcool condutas de enfermagem. 26 Ética profissional. 27 Psiquiatria condutas da enfermagem/abordagem. 28 Calculo de medicação. 2. Administração de drogas em urgência e emergência. 30 Ventilação não‐evasiva com pressão positiva. 31 Ventilação mecânica. 32 ECG ‐ alterações básicas. 33 Arritmias cardíacas. 34 Desfibrilação e cardioversão elétrica. 35 Acidentes com animais peçonhentos ‐ suporte básico de vida/ suporte avançado de vida.

FARMACÊUTICO

1 Código de Ética Farmacêutica. 2 Legislação farmacêutica: Lei nº 5.991/1973, Lei nº 3.820/1960, Decreto    nº 85.878/1981, Decreto  nº  74.170/1974,  Lei  nº  9.772/1999,  Portaria  nº  344/1998,  RDC  nº  302/2005.  3 Farmácia hospitalar: estrutura organizacional, estrutura administrativa, conceito, medicamentos controlados, medicamentos genéricos, medicamentos excepcionais, padronização de medicamentos. 4 Controle de infecção hospitalar. 5 Planejamento e controle de estoques de medicamentos e correlatos. 6 Farmacocinética e farmacodinâmica: introdução à farmacologia; noções de ensaios biológicos; vias de administração e manipulação de formas farmacêuticas magistrais e oficinais; absorção, distribuição e eliminação de fármacos; biodisponibilidade e bioequivalência de medicamentos; interação droga‐ receptor; interação de drogas; mecanismos moleculares de ação das drogas. 7 Fármacos que agem no sistema nervoso autônomo e sistema nervoso periférico: parassimpatomiméticos; parassimpatolícos; simpatomiméticos; simpatolíticos; anestésicos locais; bloqueadores neuromusculares. 8 Fármacos que agem no sistema nervoso central: hipnoanalgésicos; anestésicos gerais; tranquilizantes; estimulantes do SNC; anticonvulsivantes; autacóides e antagonistas; antiinflamatórios não esteroides; antiinflamatórios esteroides; farmacologia ‐ interações medicamentosas, agonistas, antagonistas, bloqueadores neuromusculares, anestésicos, anti‐ inflamatórios, cardiotônicos, anti‐hipertensivos e antibióticos. 8 Reações adversas a medicamento;  interações e incompatibilidade medicamentosas. 9 Farmacotécnica ‐ formas farmacêuticas para uso parenteral, formas farmacêuticas obtidas por divisão mecânica, formas farmacêuticas obtidas por dispersão mecânica. 10 Manipulação de medicamentos, produção de antissépticos e desinfetantes, preparo de soluções. 11 Conceitos: molaridade, normalidade. Padronização de técnicas e controle de qualidade. 12 Métodos de extração e isolamento de produtos naturais; desenvolvimento e validação de métodos analíticos,ensaios farmacopeicos de controle de qualidade; métodos cromatográficos e espectrométricos de análises: fundamentos e aplicações; técnicas modernas na investigação de produtos naturais: biotecnologia, preparo, diluição e padronização de soluções. 13 Nanotecnologia farmacêutica. 14 Biossegurança. 15 Análise de protocolos e relatórios de estudos de Equivalência Farmacêutica e Perfil de Dissolução; Análise de protocolos e relatórios de Bioequivalência; Notificação de matérias primas reprovadas à ANVISA; Atividades de implantação da Farmacovigilância seguindo recomendações da Anvisa. 16 Procedimentos pré‐analíticos: obtenção; conservação; transporte e manuseio de amostras biológicas destinadas à análise, coleta, manipulação, preparo e transporte de sangue, urina e fluidos biológicos. 17 Procedimentos analíticos aplicados às principais dosagens laboratoriais: Análises bioquímicas de sangue, urina e fluidos biológicos; bioquímica clínica; citologia de líquidos biológicos. 18 Bioquímica – valores de referência. 19 Função renal. Equilíbrio hídrico, eletrolítico e ácido‐básico. Gasometria. Carboidratos: classificação dos carboidratos, metabolismo e métodos de dosagem da glicose. Lipídeos: metabolismo e métodos de dosagem. Lipoproteínas: classificação e doseamento. Proteínas específicas: classificação e métodos de dosagem. 20 Função hepática: correlação com enzinas séricas, metabolismo da bilirrubina, métodos laboratoriais, correlações clínico‐patológicas. Enzimologia clínica: Princípios, correlações clínico‐patológicas. 21 Função endócrina: hormônios tireoideanos e hormônios sexuais. Compostos nitrogenados não protéicos, cálcio, fósforo, magnésio e ferro. Métodos de dosagem, correlações clínico‐patológicas; hematologia, hemostasia e imunohematologia; Urinálise – coleta, testes químicos, testes físicos, procedimentos de análise, exame microscópico do sedimento; microbiologia clínica (bacteriologia, micologia, virologia e parasitologia); anticorpos: imunidade humoral, imunidade celular. 22 Imunologia nas doenças nas doenças infecciosas. 23 Métodos para detecção de antígenos e anticorpos: reações de precipitação, aglutinação, hemólise, imunofluorescência; testes imunoenzimáticos. imunoglobulinas; sistema complemento; reações sorológicas (aglutinação, precipitação, imunofluorescência) e rotina hematológica (hemostasia, coagulação, anemias e hemopatias malignas). 24 Aspectos hematológicos nas infecções bacteriana e viral. 25 Leucemias. 26 Observações gerais para todas as dosagens, curvas de calibração; colorações especiais e interpretação de resultados. 27 Controle de qualidade e biossegurança em laboratórios de pesquisa, de análises clínica e biologia molecular. 28 Testes diagnósticos da coagulação plasmática. 29 Classificação sanguínea ABO/Rh. 30 Teste de Coombs. 31 Prova cruzada. 32 Normas gerais de serviços de hemoterapia; doação de sangue; critérios para triagem laboratorial de doador de sangue; hemocomponentes, hemoderivados: métodos de preparação, armazenamento, transporte, testes e análise de controle de qualidade hemovigilância de incidentes transfusionais imediatos e tardios. 33 Biossegurança em hemoterapia.

FARMACÊUTICO – FARMÁCIA CLÍNICA EM ONCOLOGIA

1 Assistência farmacêutica. 2 Legislações e regulamentações de organização do SUS. 3 Portarias do Ministério da Saúde relacionadas à atenção em oncologia. 4 Farmácia clínica ‐ fundamento e conceitos básicos. 5 Comunicação interprofissional. 6 Gestão farmacêutica. 7 Fundamentos de oncologia e de farmacologia oncológica; ferramentas de farmácia clínica e acompanhamento farmacoterapêutico. 8 Patologias em oncologia farmacoterapia em oncológica central de manipulação de quimioterápicos. 9 Gerenciamento de riscos no cuidado ao paciente oncológico. 10 Farmacovigilância  em oncologia. 11 Segurança do paciente.    12 Características  físico‐químicas  dos  medicamentos  utilizados  no  tratamento  e  controle  do  câncer.     13 Farmacologia dos medicamentos utilizados no tratamento e controle do câncer. 13.1 Medicamentos clássicos. 13.2 Medicamentos biológicos e biossimilares. 14 Segurança do paciente. 15 Farmacovigilância em oncologia. 15.1 Conceitos. 15.2. Graduação dos efeitos adversos. 15.3 Queixas técnicas. 15.4. Reações adversas dos principais sistemas (Trato gastrointestinal, alterações hepatobiliar, pele, sistema respiratório, função renal e vias urinárias, sistema hematopoiético, sistema nervoso central e periférico, metabolismo e distúrbios nutricionais). 16 Farmacoeconomia. 17 Farmácia clínica em oncologia e cuidados farmacêuticosem oncologia. 17.1. Avaliação da prescrição dos medicamentos antineoplásicos e adjuvantes. 17.2 Cálculo e correção de doses relacionados as funções hepáticas e renais. 17.3 Orientações gerais dispensação e reconciliação.   18 Interações   medicamentosas    com    medicamentos    antineoplásicos    e    adjuvantes.  19 Protocolos quimioterápicos de tumores sólidos e hematológicos de adultos e crianças. 19.1 Adultos: tumores sólidos: câncer de próstata, pulmão, intestino (cólon e reto), cabeça e pescoço, mama, colo do útero, estômago e melanoma. 19.2. Tumores hematológicos: leucemias agudas e crônicas, linfomas e mieloma multiplo. 19.3 Pediatria: tumores sólidos: sistema nervoso central e sarcomas ósseos. 19.4. Tumores hematológicos: leucemias agudas, leucemia mielóide crônica e linfomas. 20 Preparo, fracionamento e logística dos medicamentos antineoplásicos e adjuvantes (orais e injetáveis). 21 Qualificação do fornecedor. 22 Garantia e controle de qualidade dos medicamentos antineoplásicos injetáveis de grande e pequeno volume. 23 Biosegurança. 24 Infraestrutura e funcionamento de uma unidade de preparo de medicamentos estéreis e citotóxicos.

FÍSICO – ÁREA: FÍSICA MÉDICA – ESPECIALIDADE: RADIODIAGNÓSTICO

1 Fundamentos de Radiologia Convencional. 1.1 Equipamentos radiológicos convencionais. Produção de raios‐X. 1.2 Formação de imagens e contraste. 1.3 Controle da radiação espalhada. 1.4 Características e processamento de filmes radiológicos. 1.5 Qualidade das imagens. 2 Equipamentos Básicos. 2.1 Tubos de raios‐X. 2.2 Transformadores de alta‐tensão. 2.3 Sistemas de retificação. 2.4 Grades antiespalhamento. 2.5 Intensificadores de imagem. 2.6 Câmeras de vídeo e sistemas de televisão. 2.7 Sensitômetros, densitrômetros, medidores de kVp e tempo de exposição. 2.8 Filmes radiográficos, écrans e processadoras  de filmes. 3 Fluoroscopia e técnicas associadas. 3.1 Intensificadores de imagens. 3.2 Sistemas de vídeo. 3.3 Sistemas ópticos e câmeras. 3.4 Técnicas de subtração. 3.5 Contrastes. 3.6 Outros sistemas de formação de imagens radiológicas. 3.7 Mamografia e Mamografia Digital. 3.8 Angiografia. 3.9 Radiologia digital. 4 Características e qualidade da imagem radiológica. 4.1 Parâmetros característicos: contraste, resolução espacial, ruído, distorções e artefatos. 4.2 Métodos de avaliação e quantificação das características de desempenho. 4.3 Fatores que afetam a qualidade e suas possíveis correções. 5 Tomografia convencional e computadorizada. 5.1 Histórico e Princípios de imagens tomográficas. 5.2 Algoritmos de reconstrução. 5.3 Geometrias (gerações de tomógrafos) 5.4 Sistemas de visualização. 5.5 Dosimetria e controle de qualidade em CT. 6 Proteção Radiológica e Dosimetria. 6.1 Conceitos básicos de proteção radiológica, grandezas e unidades. 6.2 Dosimetria externa e medidas de dose, monitorações pessoal e ambiental, cálculo de barreiras.6.3 Segurança radiológica: sinalizações e controles de áreas, dispositivos e vestimentas de proteção. 6.4 Normas e regulamentos: locais, nacionais e internacionais. 6.5 A filosofia ALARA, planejamento de programa ALARA. 6.6 Proteção radiológica nas exposições médicas. 7 Controle de qualidade em radiodiagnóstico. 7.1 Controle de qualidade em radiologia diagnóstica. 7.2 Protocolos para análise de parâmetros radiológicos: kVp, filtração, rendimento, linearidade, coincidência de campos, contato tela‐filme. 7.3 Levantamento radiométrico, mediação de radiação de vazamento 7.4 Controle de qualidade em mamografia. 7.5 Controle de qualidade em fluoroscopia. 7.6 Controle de qualidade em tomografia computadorizada e convencional.7.7 Processamento Digital de Imagens. Fundamentos da imagem digital. 7.8 Representações e transformadas de imagens. 7.9 Métodos básicos de processamento: redução de ruídos, realces, restauração de regiões, reconhecimento de padrões, análise de movimentos, visualização 3D. 8 Aplicações clínicas. 8.1 Sistemas de arquivamento, comunicação e gerenciamento de imagens.

FÍSICO – ÁREA: FÍSICA MÉDICA – ESPECIALIDADE: RADIOTERAPIA

1 FÍSICA DAS RADIAÇÕES: Decaimento radioativo: modos e leis de transições nucleares; radiações ionizantes: tipos e características; interações das radiações ionizantes com matéria: partículas carregadas, nêutrons e raios‐X e gama; produção de raios‐X. 2 DOSIMETRIA: fontes de radiações, unidades de cobalto 60 e aceleradores lineares; grandezas e unidades: radiometria, coeficientes de interações, dosimetria eradioatividade; testes de aceite e controle de qualidade: testes mecânicos e elétricos e parâmetros físicos; comissionamento de equipamentos de tratamento e sistemas deplanejamento. 3 PLANEJAMENTO DE TRATAMENTO: técnicas modernas de tratamento: radiocirurgia estereotáxica, radioterapia intra‐operatória,4 IMRT e IGRT. BRAQUITERAPIA: Fontes de radiação seladas; implantes: cálculo e reconstrução tridimensional; Sistemas de Manchester, de Fletcher e de Paris; Sistema remoto de "Afterloading”; Distribuição de isodose e métodos de otimização; Histogramas Dose x Volume; Técnicas modernas de implantes. 5 PROTEÇÃO RADIOLÓGICA: Dose equivalente: conceito e unidade; sistemas de limitação de dose: justificativa; otimização; limitação de dose individual; barreiras e blindagens: critérios e cálculos; normas da Comissão Nacional de Energia Nuclear. 6 RADIOBIOLOGIA: conceitos: LET e RBE; fatores: efeito oxigênio; modificadores químicos e farmacológicos; radiossensibilidade no ciclo celular; taxa de dose; cinética: tumoral, celular e residual; efeitos: agudos e tardios; no embrião, no feto e em tecidos; modelos radiobiológicos”.

FISIOTERAPEUTA

1 Métodos e técnicas de avaliação, tratamento e procedimentos em fisioterapia. 2 Provas de função muscular. 3 Cinesiologia e Biomecânica. 4 Análise da marcha. 5 Exercícios terapêuticos e treinamento funcional. 6 Indicação, contra‐indicação, técnicas e efeitos fisiológicos da hidroterapia, massoterapia, mecanoterapia, crioterapia, eletroterapia, termoterapia superficial e profunda. 7 Prescrição e treinamento  de órteses e próteses. 8 Anatomia, fisiologia, fisiologia do exercício e fisiopatologia, semiologia e procedimentos fisioterápicos nas áreas: neurológicas e neuropediátricas; ortopedia e traumatologia; cardiologia; pneumologia; ginecologia e obstetrícia. Geriatria: fisioterapia preventiva, curativa e  reabilitadora. 9 Ética profissional.

FISIOTERAPEUTA – ÁREA: FISIOTERAPIA CARDIOVASCULAR

1 Anatomofisiologia dos sistemas cardiovascular, respiratório e musculoesquelético. 2 Fisiopatologia cardiovascular, respiratória, metabólica e neuromuscular. 3 Semiologia cardiovascular, respiratória e metabólica. 4. Fisiologia do exercício e do exercício terapêutico. 4 Exames complementares em cardiologia, angiologia e laboratoriais. 5 Processos e instrumentos de medida e avaliação cardiovascular, metabólica e muscular. 6 Estratificação de risco cardiovascular. 7 Avaliação físico‐funcional, testes de exercício clínico‐ funcionais e teste cardiopulmonar de exercício. 8 Monitorização de indivíduos com disfunção cardiovascular, metabólica e/ou musculoesquelética. 9 Fatores de risco para doenças cardiovasculares e metabólicas. 10 Técnicas, métodos e recursos terapêuticos nas disfunções cardiovasculares e metabólicas. 11 Princípios e fundamentos da prescrição do exercício terapêutico. 12 Farmacologia aplicada aos sistemas cardiovascular, respiratório e neuromuscular. 13 Suporte ventilatório invasivo, não invasivo e oxigenoterapia. 14 Aspectos gerais e tecnológicos envolvidos nos programas de prevenção e reabilitação cardiovascular e metabólica, nos diferentes nos níveis de atenção à saúde. 15 Suporte básico de vida. 16 Biossegurança. 17 Humanização. 18 Ética e Bioética. 19 Resolução‐COFFITO nº 454/2015.

FISIOTERAPEUTA – ÁREA: NEUROFUNCIONAL

1 Facilitação neuromuscular proprioceptiva. 2 Fisioterapia Aspectos clínicos e práticos da reabilitação. 3 O Exame Neurológico. 4 Neurociência para fisioterapeutas. 5 Tratamento da Hemiplegia no Adulto. 6 Tratamento para pacientes após AVC e outras lesões cerebrais. 7 Fisiopatologia Clínica do Sistema Nervoso: Fundamentos da Semiologia. Lesões Nervosas Periféricas: Diagnóstico e Tratamento. 8 Fundamentos da neurociência e do comportamento. 9 Conceitos Fundamentais de Neurociência. 10 Medicina de reabilitação. 11 Fisioterapia do Sistema Neuromuscular: Melhores Práticas. 12 Tratado de neurologia. 13 Diagnóstico e Tratamento. 14 Propedêutica neurológica básica. 15 Neurologia para fisioterapeutas. 16. Fisioterapia neurológica.

FISIOTERAPEUTA – ÁREA: FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA

1 Histologia do sistema respiratório. 2 Embriologia ‐ Crescimento e desenvolvimento pulmonar. 3 Anatomia: Ossos, músculos, inervação, vascularização da caixa torácica. 4 Vias aéreas superiores. Vias aéreas inferiores. 5 Mediastino. Diferenças anatômicas da criança. Cinesiologia da caixa torácica. 6 Diafragma. 7 Fisiologia do sistema respiratório (adultos e criança): Ventilação. Difusão, perfusão, circulação pulmonar, relação ventilação/perfusão. Controle da respiração. Transporte do O2 e do CO2. 8 Mecânica pulmonar. Funções não respiratórias dos pulmões. Diferenças fisiológicas da criança. 9 Semiologia adulta neonatal e pediátrica. Manifestações clínicas (primárias e secundárias). Inspeção. Palpação. Percussão. Ausculta. Espirometria. 10 Fisiopatologia das doenças obstrutivas, restritivas, vasculares do pulmão. 11 Procedimentos fisioterapêuticos em fisioterapia respiratória adulto e criança. 12 Padrões respiratórios terapêuticos. 13 Manobras desobstrutivas e ventilatórias. 14 Postura de drenagem. Tosse/Huffing. Aspiração. Cinesioterapia. Inspirômetro de incentivo. Treinador muscular. Flutter. RPPI. EPAP/CPAP/BIPAP. 15 Noções de radiologia em adultos e criança (tórax/pulmões). 16 Oxigenoterapia e técnicas inalatórias. Hood e cateter nasal. Utilização de óxido nitroso inalatório. 17 Gasometria. Patologias. DPOC. Asma (adultos e criança). 18 Bronquiectasia. 19 Pneumonias (adultos e criança). 20 Abscesso pulmonar. 21 Tuberculose. 22 Neoplasias. 23 Doenças da pleura: Derrame pleural. Pneumotórax. 24 Atelectasia. 25 Doenças ocupacionais. 26 Fibrose pulmonar. 27 Tromboembolismo pulmonar. 28 Congestão pulmonar. 29 Edema agudo de pulmão. 30 Síndrome do desconforto respiratório agudo (doença da membrana hialina). 31 Doenças neuromusculares. 32 Cardiopatias. 33 Refluxo gastroesofágico. Insuficiência respiratória aguda. Síndrome de aspiração do mecônio. 34 Hipertensão pulmonar. 35 Apnéia da prematuridade. 36 Taquipnéia transitória do recémnascido. 37 Displasia bronco pulmonar. 38 Via aérea artificial ‐ Indicação, tipos, cuidados com a via aérea artificial, extubação, complicações (adultos e criança). 39 Ventilação mecânica. 40 Fase inspiratória, fase expiratória, modos ventilatórios, ciclagem, parâmetros para iniciar a ventilação. 41 Ventilação mecânica em neonatologia (IMV, CMV, SIMV). 42 Monitorização respiratória durante a ventilação mecânica ‐ Índice de oxigenação, mecânica do sistema respiratório (resistência, complacência, Peep intrínseca). 43 Desmame da ventilação mecânica ‐ Formas de desmame, monitorização. 44 Ventilação não invasiva. 45 Insuficiência respiratória. 46 Fisioterapia respiratória no pré e pós‐operatório de: Cirurgias cardiovasculares. 47 Toracotomias. 48 Laparotomias. 49 Cirurgias neurológicas. 50 Efeitos hemodinâmicos da ventilação mecânica. 51 Estimulação sensório‐motora.

FISIOTERAPEUTA – ÁREA: TERAPIA INTENSIVA

1 Anatomia geral dos órgãos e sistemas e em especial do sistema cardiorrespiratório. 2 Biomecânica. 3 Fisiologia geral e do exercício. 4 Fisiopatologia. 5 Semiologia. 6 Instrumentos de medida e avaliação relacionados ao paciente crítico ou potencialmente crítico. 7 Estimulação precoce do paciente crítico ou potencialmente crítico. 8 Suporte básico de vida. 9 Aspectos gerais e tecnológicos da Terapia Intensiva. 10 Identificação e manejo de situações complexas e críticas. 11 Farmacologia aplicada. 12 Monitorização aplicada ao paciente crítico ou potencialmente crítico. 13 Interpretação de exames complementares e específicos do paciente crítico ou potencialmente crítico. 14 Suporte ventilatório invasivo ou não invasivo. 15 Técnicas e recursos de expansão pulmonar e remoção de secreção; 16 Treinamento muscular respiratório e recondicionamento físico funcional. 17 Próteses, Órteses e Tecnologia Assistiva específicos da terapia intensiva. 18 Humanização. 19 Ética e Bioética. Ética profissional. 20 Métodos e técnicas de avaliação, tratamento e procedimentos em fisioterapia. 21 Provas de função muscular. 22 Cinesiologia e Biomecânica.

FISIOTERAPEUTA – ÁREA: TERAPIA INTENSIVA NEONATAL

1 Fisiologia e biomecânica cárdio‐pulmonar neonatal. 2 Avaliação e monitorização do recém‐nascido. 3 Fisioterapia aplicada nas patologias pulmonares no neonato. 4 Fisioterapia aplicada nas patologias cardíacas no neonato. 5 Radiologia aplicada neonatologia. 6 Técnicas Fisioterápicas aplicadas a neonatologia. 7 Ventilação mecânica invasiva: convencional e alta requência. 8 Ventilação mecânica não‐invasiva. 9Desmame da ventilação mecânica. 10 Ventilação com óxido nítrico. 11 Desenvolvimento motor: avaliação e medidas terapêuticas. 12 Facilitação neuromuscular respiratória e motora. Métodos e técnicas de avaliação, tratamento e procedimentos em fisioterapia. 13 Provas de função muscular. 14 Cinesiologia e Biomecânica. 15 Ética Profissional.

FISIOTERAPEUTA – ÁREA: TERAPIA INTENSIVA PEDIÁTRICA

1 Psicologia Aplicada ao Paciente Crítico e Familiares. 2 Epidemiologia Aplicada à UTI Pediátrica. 3 Anatomia  e Fisiologia Pediátrica. 4 Bioestatística. 5 Prevenção e Controle de IH e Biossegurança. 6 Ética, Bioética e Humanização em Terapia Intensiva e Pediátrica. 7 Banco de Leite Humano (BLH ), Aleitamento Materno e Terapia Nutricional Neonatal e Pediátrica. 8 Metodologia da Pesquisa Científica. 9 Farmacologia Aplicada à Pediatria no Cenário Intensivista. 10 Prontuário do Paciente /  Direito  em  Saúde. 11 Ventilação  Mecânica. 12 Sistematização da Assistência de Enfermagem em UTI. 13 Doação de órgãos e Transplantes Pediátricos.  14 Assistência a Crianças com Agravos Cirúrgicos e Traumáticos. 15 Assistência a Crianças com Complicações do Sistema Cardiovascular/Respiratório. 16 Assistência a Crianças com Complicações do Sistema Nervoso/Endócrino. 17 Assistência a Crianças com Complicações do Sistema Digestório. 18 Assistência a Crianças com Complicações  do  Sistema  Genito‐Urinário.  19 Oncologia  em  Terapia  Intensiva  Pediátrica.  20 Terapia intravenosa em Pediatria. 21 Urgência e emergência em Pediatria. 22 Visitas Técnicas / Práticas.

FONOAUDIÓLOGO

1 Mecanismos físicos da comunicação oral. 2 Desenvolvimento da linguagem infantil. Aspectos teóricos, anatomofisiológicos e os atrasos de linguagem em uma perspectiva pragmática. 3 Prevenção dos distúrbios da comunicação oral e escrita, voz e audição. 4 Distúrbios e alterações da linguagem oral e escrita, fala, voz, audição, fluência e deglutição. 5 Avaliação, classificação e tratamento dos distúrbios da voz, fluência, audição, transtornos da motricidade oral e linguagem. 6 Processamento auditivo central. 7 Atuação fonoaudiológica na área materno‐infantil. 8 Enfoque fonoaudiológico na prática da amamentação. 9 Transtornos de linguagem associados a lesões neurológicas. 10 Atuação do fonoaudiólogo no ambiente hospitalar. 11 Otoneurologia.

NUTRICIONISTA

1 Nutrição básica. 1.1 Nutrientes: conceito, classificação, funções, requerimentos, recomendações e fontes alimentares. 1.2 Aspectos clínicos da carência e do excesso. 1.3 Dietas não convencionais. 1.4 Aspectos antropométricos, clínico e bioquímico da avaliação nutricional. 1.5 Nutrição e fibras. 1.6 Utilização de tabelas de alimentos. 1.7 Alimentação nas diferentes fases e momentos biológicos. 2 Educação nutricional. 2.1 Conceito, importância, princípios e objetivos da educação nutricional. 2.2 Papelque desempenha a educação nutricional nos hábitos alimentares. 2.3 Aplicação de meios e técnicas do processo educativo. 2.4 Desenvolvimento e avaliação de atividades educativas em nutrição. 3 Avaliação nutricional. 3.1 Métodos diretos e indiretos de avaliação nutricional. 3.2 Técnicas de medição. 3.3 Avaliação do estado e situação nutricional da população. 4 Técnica dietética. 4.1 Alimentos: conceito, classificação, características, grupos  de alimentos, valor nutritivo, caracteres organoléticos. 4.2 Seleção e preparo dos alimentos. 4.3 Planejamento, execução e avaliação de cardápios. 5 Higiene de alimentos. 5.1 Análise microbiológica, toxicológica dos alimentos. 5.2 Fontes de contaminação. 5.3 Fatores extrínsecos e intrínsecos que condicionam o desenvolvimento de microorganismos no alimento. 5.4 Modificações físicas, químicas e biológicas dos alimentos. 5.5 Enfermidades transmitidas pelos alimentos. 6 Nutrição e dietética. 6.1 Recomendações nutricionais. 6.2 Função social dos alimentos. 6.3 Atividade física e alimentação. 6.4 Alimentação vegetariana e suas implicações nutricionais. 7 Tecnologia de alimentos. 7.1 Operações unitárias.7.2 Conservação de alimentos. 7.3 Embalagem em alimentos. 7.4 Processamento tecnológico de produtos de origem vegetal e animal. 7.5 Análise sensorial. 8 Nutrição em saúde pública. 8.1 Análise dos distúrbios nutricionais   como   problemas   de   saúde   pública.   8.2   Problemas   nutricionais   em   populações   emdesenvolvimento. 9 Dietoterapia. 9.1 Abordagem ao paciente hospitalizado. 9.2 Generalidades, fisiopatologia e tratamento das diversas enfermidades. 9.3 Exames laboratoriais: importância e interpretação. 9.4 Suporte nutricional enteral e parenteral. 10 Bromatologia. 10.1 Aditivos alimentares. 10.2 Condimentos. 10.3 Pigmentos. 10.4 Estudo químico‐bromatológico dos alimentos: proteínas, lipídios e carboidratos. 10.5 Vitaminas. 10.6 Minerais. 10.7 Bebidas. 10.8 Ética Profissional.

PEDAGOGO

1 Princípios e diretrizes do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), Norma Operacional Básica (NOB), Política Nacional de Assistência Social, Estatuto da Criança e do Adolescente, Estatuto do Idoso. 2 Sociologia da educação; a democratização da escola; educação e sociedade. 3 Função social da escola. 4 Qualidade na educação. 5 Psicologia da educação. 6 Teoria do desenvolvimento humano e suas distintas concepções, teorias da aprendizagem. 7 O conhecimento do valor ético como agente de promoção social nas relações interpessoais. 8 Impacto e importância do relacionamento no avanço do processo ensino‐aprendizagem. 9 Família: as novas modalidades de família, metodologias de abordagem familiar. 10 Ética profissional.

PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA

1 Desenvolvimento motor e aprendizagem motora. 2 Corporeidade e motricidade. 3 Atividade física, saúde   e qualidade de vida. 4 Ginástica laboral. 5 Esportes coletivos e individuais. 6 Atividades rítmicas e expressivas. 7 Lazer, recreação e jogos. 8 Atividade motora adaptada. 9 Cinesiologia. 10 Fisiologia do exercício. 11 Cineantropometria. 12 Atividades físicas para grupos especiais. 13 Treinamento físico e desportivo. 14 Musculação. 15 Socorros e urgências em esportes e lazer. 16 Planejamento e prescrição da atividade física. 17 Ética profissional.

PSICÓLOGO – ÁREA: HOSPITALAR

1 Relações humanas. 2 Entrevista psicológica. 3 Trabalho em equipe interprofissional: relacionamento e competências. 4 Laudos, pareceres e relatórios psicológicos, estudo de caso, informação e avaliação psicológica. 5 Análise institucional. 6 Tratamento e prevenção da dependência química. 7 Psicologia da saúde: fundamentos e prática. 8 Programas em saúde mental: atuação em programas de prevenção e tratamento, intervenção em grupos vivenciais e informativos. 9 Ética profissional. 10 Educação em saúde. 11 Planejamento e programação, monitoramento e avaliação de programas em saúde.

PSICÓLOGO – ÁREA: ORGANIZACIONAL

1 As organizações e o trabalho. 1.1 Fenômenos sociais nas organizações. 1.2 O comportamento humano nas organizações. 1.3 Sustentabilidade organizacional. 1.4 Clima e cultura organizacionais e aprendizagem nas empresas. 2 Planejamento desenvolvimento de pessoas. 2.1 Administração de projetos. Entrevista psicológica. 2.2 Atração e retenção de talentos. 2.3 Comportamento organizacional. 2.4 Levantamento de necessidades por competência. 2.5 Programas de treinamento, desenvolvimento e educação. 2.6 Gestão do conhecimento. 2.7 Educação corporativa. Abordagem psicológica na educação. 2.8 Estratégias de desenvolvimento da cadeia de valor. 2.9 Técnicas de desenvolvimento de pessoas. 2.10 Espaços de compartilhamento de conhecimento. 3 Teorias da personalidade. 4 Psicopatologia. 5 Técnicas psicoterápicas.6 Psicodiagnóstico. 7 Avaliação psicológica. 7.1 Instrumentos de avaliação psicológica. 8 Trabalho, subjetividade e saúde psíquica. 9 Condições de trabalho, segurança no trabalho e saúde ocupacional. 10 Absenteísmo. 11 Avaliação de desempenho. 12 Motivação, satisfação e envolvimento no trabalho. 13 Gestão da qualidade nas organizações. 13.1 Conceito de qualidade. 13.2 Indicadores de qualidade. 13.3 Passos para implantação. 13.4 Qualidade de vida no trabalho (QVT). 14 Ética profissional.

PSICÓLOGO – ÁREA: NEUROPSICOLOGIA

1 Introdução a neuropsicologia. 2 Neuroanatomia básica. 3 As funções neuropsicológicas. 4 Atenção; memória; linguagem; raciocínio; abstração; conceituação. 5 Organização do exame neuropsicológico.

TECNÓLOGO EM RADIOLOGIA

1 Normas de radioproteção. 2 Fundamentos de dosimetria e radiobiologia. 3 Efeitos biológicos das radiações. 4 Exames radiológicos em contraste, gerais e especiais. 5 Operação de equipamentos em radiologia. 6 Câmara escura – manipulação de filmes, chassis, écrans reveladores e fixadores, processadora de filmes. 7 Câmara clara – seleção de exames, identificação, exames gerais e especializados em radiologia. 8 Técnicas radiográficas em tomografia computadorizada. 8.1 Bases físicas e tecnológicas aplicadas à ressonância magnética. 8.2 Protocolos de exames em tomografia computadorizada e ressonância magnética. 9 Bases físicas e tecnológicas aplicadas à medicina nuclear. 9.1 Protocolos de exames de medicina nuclear. 9.2 Normas de radioproteção aplicadas à medicina nuclear. 10 Contaminação radioativa. Fontes, prevenção e controle. 11 Processamento de imagens digitais. 11.1 Informática aplicada ao diagnóstico por imagem. 11.2 Processamento digital de imagens: ajustes para a qualidade das imagens. 11.3 Equipamentos utilizados no processamento de imagens digitais. 11.4 Técnicas de trabalho na produção de imagens digitais. 11.5 Protocolos de operação de equipamentos de aquisição de imagem. 12 Anatomia Humana. 12.1 Nomenclatura e terminologia anatômica. 12.2 Planos de delimitação do corpo e eixos. 12.3 Sistema esquelético, articulações e músculos. 12.4 Sistema neurológico. 12.5 Sistema cardiovascular. 12.6 Sistema linfático. 12.7 Sistema respiratório. 12.8 Sistema gastrointestinal. 12.9 Sistema renal. 12.10 Sistema reprodutor masculino e feminino. 12.11 Sistema endócrino. 12.12 Traumatologia. 13 Legislação radiológica e segurança no trabalho.

TERAPEUTA OCUPACIONAL

1 Processos de enfrentamento da condição de adoecimento e hospitalização. 2 Processos de avaliação em Terapia Ocupacional (condições físicas, psíquica e social). 3 Práticas, métodos e técnicas de Terapia Ocupacional em contexto hospitalar e afins. 4 Desenvolvimento neuropsicomotor de bebês e crianças. 5 Desenvolvimento humano. 6 Relações de apego entre mães e bebês prematuros e filhos. 7 Processos de apoio emocional para paciente e família/cuidador. 8 Adesão ao tratamento e adaptação. 9 Recursos de Comunicação Complementar ou Alternativa e Tecnologia Assistiva. 10 Orientação familiar/cuidador quanto aos cuidados com o paciente. 11 Terapia Ocupacional para pacientes e familiares em situações de perda e luto. 12 Atividades de vida diária e atividades de vida prática e adaptações no contexto hospitalar. 13 Órteses e adaptações. 14 Aspectos psicossociais e espirituais nos cuidados ao paciente hospitalizado. 15 Criação, promoção e estabelecimento de espaços lúdicos (brinquedotecas – legislação). 16 Ambiência (diferentes ciclos). 17 Cotidiano e Hospital. 18 Papéis sócio‐ocupacionais do indivíduo. 19 Alívio da dor e sintomas desconfortáveis, conservação de energia. 20 Cuidados Paliativos e Terapia Ocupacional. 21 Terapia Ocupacional no cuidado do paciente crítico. 22 Terapia Ocupacional no cuidado do paciente crônico em agudização. 23 Terapia Ocupacional com pacientes em crise.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA OS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS

1 Fundamentos: identificação dos diversos equipamentos de um laboratório, sua utilização e conservação: balanças, estufas, microscópio, vidraria. 2 Identificação dos métodos mais utilizados na esterilização e desinfecção em laboratório: autoclavação, esterilização em estufa, soluções desinfetantes. 3 Preparação de meios de cultura, soluções, reagentes e corantes. 4 Manuseio e esterilização de material contaminado. 5 Métodos de prevenção e assistência a acidentes de trabalho. 6 Ética em laboratório de análises clínicas. 7 Técnicas de lavagem de material em laboratório de análises clínicas. 8 Noções de anatomia humana para identificação de locais de coleta de amostras para análise. 9 Biologia: técnicas bioquímicas indicadas no diagnóstico de diversas patologias humanas. 10 Hematologia: execução de técnicas de preparo de corantes, de manuseio correto de aparelhos e materiais, para fins de diagnóstico hematológico. 11 Imunologia: técnicas sorológicas e de imunofluorescência com ênfase no diagnóstico imunológico das doenças humanas. 12 Microbiologia: microbiologia clínica, coleta, transporte e armazenamento de materiais, aplicação e execuçãode técnicas bacteriológicas para o diagnóstico das doenças infecciosas, utilização correta de aparelhos e materiais. 13 Parasitologia: conhecimentos teórico e prático de parasitologia aplicada às técnicas de identificação de protozoários, helmintos, hematozoários envolvidos em doenças humanas. 14 Biossegurança. 15 Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde. 16 Uroanálise: coleta e preparo de exames de urina.

TÉCNICO EM CITOPATOLOGIA

1 Métodos de fixação dos tecidos. 2 Procedimentos para desidratação e diafanização dos tecidos fixados. 3 Microtomia. 4 Preparo de soluções utilizadas no processamento de tecidos e de colorações de lâminas histológicas em HE, colorações especiais e montagem das lâminas histológicas com resina Entellan, manuseio de ácidos e reagentes químicos. 5 Instrumentação laboratorial. Manuseio e conservação. Vidraria e equipamentos de meia complexidade. 6 Preparo de soluções. Processos de desdobramento de misturas. Esterilização. 7 Métodos físicos e químicos. 8 Desinfecção e técnicas de assepsia no trabalho histológico. 9 Biossegurança em laboratório. 10 Conduta ética dos profissionais da área de saúde. 11 Princípios gerais de segurança no trabalho. 12 Prevenção e causas dos acidentes do trabalho. 13 Princípios de ergonomia no trabalho. 14 Códigos e símbolos específicos de saúde e segurança no trabalho.

TÉCNICO EM FARMÁCIA

1 Operações farmacêuticas. 1.1 Filtração, tamisação, trituração e extração. 1.2 Cálculos em farmacotécnica.1.3 Sistema métrico decimal: medidas de massa e volume. 2 Formas de expressão de concentrações na manipulação farmacêutica. 3 Obtenção e controle de água purificada para farmácia com manipulação. 4 Armazenamento e conservação de medicamentos. 5 Princípios básicos de farmacotécnica. 5.1 Formassólidas, semi‐sólidas e líquidas. 5.2 Incompatibilidades químicas e físicas em manipulação farmacêutica. 6 Controle  de qualidade físico‐químico em farmácia com manipulação. 7 Legislação sanitária e profissional. 8 Conduta ética dos profissionais da área de saúde. 9 Princípios gerais de segurança no trabalho. 9.1 Prevenção e causas dos acidentes do trabalho. 9.2 Princípios de ergonomia no trabalho. 9.3 Códigos e símbolos específicos de saúde e segurança no trabalho.

TÉCNICO EM ENFERMAGEM

1 Código de Ética em Enfermagem. 2 Lei nº 7.498/1986. 3 Decreto nº 94.406/1987. 4 Enfermagem no centro cirúrgico. 4.1 Recuperação da anestesia. 4.2 Central de material e esterilização. 4.3 Atuação nos períodos pré‐ operatório, trans‐operatório e pós‐operatório. 4.4 Atuação durante os procedimentos cirúrgico‐anestésicos.4.5 Materiais e equipamentos básicos que compõem as salas de cirurgia e recuperação anestésica. 4.6 Rotinas de limpeza da sala de cirurgia. 4.7 Uso de material estéril. 4.8 Manuseio de equipamentos: autoclaves; seladora térmica e lavadora automática ultrassônica. 5 Noções de controle de infecção hospitalar. 6 Procedimentos de  enfermagem. 6.1 Verificação de  sinais  vitais, oxigenoterapia,  aerossolterapia e curativos.6.2 Administração de medicamentos. 6.3 Coleta de materiais para exames. 7 Enfermagem nas situações de urgência e emergência. 7.1 Conceitos de emergência e urgência. 7.2 Estrutura e organização do pronto socorro. 7.3 Atuação do técnico de enfermagem em situações de choque, parada cardio‐respiratória, politrauma, afogamento, queimadura, intoxicação, envenenamento e picada de animais peçonhentos. 8 Enfermagem em saúde pública. 8.1 Política Nacional de Imunização. 8.2 Controle de doenças transmissíveis, não transmissíveis e sexualmente transmissíveis. 8.3 Atendimento aos pacientes com hipertensão arterial, diabetes, doenças cardiovasculares, obesidade, doença renal crônica, hanseníase, tuberculose, dengue e doenças de notificações compulsórias. 8.4 Programa de assistência integrada a saúde da criança, mulher, homem, adolescente e idoso. 9 Conduta ética dos profissionais da área de saúde. 10 Princípios gerais de segurança no trabalho. 10.1 Prevenção e causas dos acidentes do trabalho. 10.2 Princípios de ergonomia no trabalho. 10.3 Códigos e símbolos específicos de saúde e segurança no trabalho.

TÉCNICO EM NECRÓPSIA

 1 Noções de anatomia e patologia humana. 2 Noções de Medicina Legal. 3 Técnica de autópsia: conhecimento dos instrumentos utilizados, abertura de tronco e crânio, dissecação de órgãos. 4 Técnicas de embalsamento.

TÉCNICO EM RADIOLOGIA

1 Portaria da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde nº 453/1998. 2 Normas de radioproteção. 3 Fundamentos de dosimetria e radiobiologia. 4 Efeitos biológicos das radiações. 5 Operação de equipamentos em radiologia. 6 Câmara escura – manipulação de filmes, chassis, écrans reveladores e fixadores, processadora de filmes. 7 Câmara clara – seleção de exames, identificação, exames gerais e especializados em radiologia. 8 Técnicas radiográficas em tomografia computadorizada. 8.1 Bases físicas e tecnológicas aplicadas a ressonância magnética. 8.2 Protocolos de exames em tomografia computadorizada  e ressonância magnética. 9 Bases físicas e tecnológicas aplicadas a medicina nuclear. 9.1 Protocolos de exames de medicina nuclear. 9.2. Normas de radioproteção aplicadas à medicina nuclear. 10 Contaminação radioativa. Fontes, prevenção e controle. 11 Processamento de imagens digitais. 11.1 Informática aplicada  ao diagnóstico por imagem. 11.2 Processamento digital de imagens: ajustes para a qualidade das imagens.11.3 Equipamentos utilizados no processamento de imagens digitais. 11.4 Técnicas de trabalho na produção de imagens digitais. 11.5 Protocolos de operação de equipamentos de aquisição de imagem. 12 Conduta ética dos profissionais da área de saúde. 13 Princípios gerais de segurança no trabalho. 13.1 Prevenção e causas dos acidentes do trabalho. 13.2 Princípios de ergonomia no trabalho. 13.3 Códigos e símbolos específicos de Saúde e Segurança no Trabalho.

TÉCNICO EM RADIOLOGIA – ÁREA: RADIOTERAPIA

1 Física de formação da imagem no RX. 2 Tomografia e ressonância. 3 Isótopos e radioisótopos. 4 Princípios de proteção radiológica. 5 Técnicas de posicionamento: tórax, cabeça, pescoço, ouvido, mama, tratos gênito‐ urinário e digestivo. 6 Posicionamento e técnicas de imagem para tomografia computadorizada em exames de crânio, ouvido, seios da face, tórax, mama, abdome/pélvis. 7 Posicionamento e técnicas de imagem para ressonância magnética em exames de crânio, ouvido, seios da face, tórax, mama, abdome/pélvis. 8 Noções básicas de anatomia de superfície, topográfica, seccional e radiológica. 9 Noções básicas dos principais tipos de câncer no Brasil (cânceres de pele, próstata, mama, colo de útero, pulmão, estômago, colo e reto e boca). 10 SUS: Princípios e diretrizes orientadoras do SUS. 11 A prática profissional no contexto das instituições do SUS.

TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL

1 Higiene dentária: controle da placa bacteriana, cárie e doença periodontal. 2 Odontologia social: a questão do técnico em higiene dental: legislação e papel do THD. Diagnóstico saúde bucal. 3 Princípios de simplificação e desmonopolização em odontologia. 4 Odontologia integral. 5 Processo saúde/doença.  6 Níveis de prevenção. 7 Níveis de aplicação. 8 Prevenção de saúde bucal. 9 Noções de anatomia bucal. 10 Noções de fisiologia. 11 Noções de oclusão dentária. 12 Noções de radiologia. 13 Materiais, equipamento e instrumental: instrumental odontológico. 14 Conservação e manutenção de equipamento e instrumental odontológico. 15 Atividades de esterilização e desinfecção. 16 Noções de primeiros socorros. 17 Relação paciente/profissional. 18 Comunicação em saúde. 19 Trabalho em equipe. 20 Manejo de criança. 21 Cárie dentária. 22 Prevenção da cárie, epidemiologia da cárie. 23 Flúor: composição e aplicação. 24 Biossegurança.

 

Edital 3

CONHECIMENTOS BÁSICOS (PARA TODOS OS CARGOS)

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos  e  gêneros  textuais.  3 Domínio  da  ortografia  oficial.  4 Domínio  dos  mecanismos  de  coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo  de  crase.  5.8 Colocação  dos  pronomes  átonos.  6 Reescrita  de  frases  e  parágrafos  do  texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

LEGISLAÇÃO APLICADA À EBSERH: 1 Lei Federal nº 12.550/2011. 2 Decreto nº 7.661/2011. 3 Regimento Interno da EBSERH – 3ª revisão. 4 Código de Ética e Conduta da Ebserh – Princípios Éticos e Compromissos  de Conduta – 1ª edição – 2017. 5 Lei nº 13.146/2015 e suas alterações (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência – Estatuto da Pessoa com Deficiência).

RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Estruturas lógicas. 2 Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões. 3 Lógica sentencial (ou proposicional). 3.1 Proposições simples e compostas. 3.2 Tabelas‐ verdade. 3.3 Equivalências. 3.4 Leis de De Morgan. 3.5 Diagramas lógicos.4 Lógica de primeira ordem. 5 Princípios de contagem e probabilidade. 6 Operações com conjuntos. 7 Raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS: 1 Evolução histórica da organização do sistema de saúde no Brasil e a construção do Sistema Único de Saúde (SUS) – princípios, diretrizes e arcabouço legal. 2 Controle social no SUS. 3 Resolução nº 453/2012 do Conselho Nacional de Saúde. 4 Constituição Federal, artigos de 194 a 200.  5 Lei nº 8.080/1990, Lei nº 8.142/1990 e Decreto Presidencial nº 7.508/2011. 6 Determinantes sociais da saúde. 7 Sistemas de informação em saúde.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR CARGO 1: ADVOGADO

I DIREITO CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO: 1 Bases constitucionais da administração pública. 2 Princípios e normas referentes à administração direta e indireta. 3 Administração direta e indireta. Poderes da administração; poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia. 4 Ato administrativo. Conceito, classificação, requisitos, revogação. 5 Vícios do ato administrativo. Invalidade. Anulação. 6 Responsabilidade civil do Estado. Fundamentos; responsabilidade sem culpa; responsabilidade por ato do funcionário. 7 Licitações e contratos administrativos – Lei nº 8.666/1993 e suas alterações. 8 Desapropriação. Generalidades. II DIREITO CIVIL: 1 Conceito. 2 Negócio jurídico: espécies; manifestação da vontade; vícios da vontade; defeitos do negócio jurídico; invalidade do negócio jurídico. 3 Teoria da imprevisão. 4 Ato jurídico: fato e ato jurídico; modalidades e formas do ato jurídico. 5 Efeitos do ato jurídico: nulidade; atos ilícitos; abuso de direito; fraude à lei. 6 Prescrição: conceito; prazo; suspensão; interrupção; decadência. 7 Obrigações: conceito; obrigação de dar, de fazer e não fazer; obrigações alternativas, divisíveis, indivisíveis, solidárias; cláusula penal. 8 Extinção das obrigações: pagamento – objeto e prova, lugar e tempo de pagamento; mora; compensação, novação, transação; direito de retenção. 9 Contratos: disposições gerais; extinção; espécies. 10 Responsabilidade civil. III DIREITO PROCESSUAL CIVIL: 1 Jurisdição e competência: formas e limites da jurisdição civil; modificações da competência. 2 Ação: conceito; ação e pretensão; condições da ação. 3 Processo: processo e procedimento; formação, extinção e suspensão do processo; pressupostos processuais. 4 Sujeitos da relação processual: partes; litisconsórcio; capacidade de ser parte e de estar em juízo. 5 Pedido: petição inicial: requisitos e vícios; pedido determinado, genérico e alternativo; cumulação de pedidos; interpretação e alteração do pedido. 6 Resposta do réu: contestação, exceção e objeção; carência de ação; litispendência, conexão e continência de causa; exceções processuais: incompetência, reconvenção; revelia. 7 Execução: regras gerais; provisória e definitiva; embargos do  devedor. 8 Sentença e coisa julgada: requisitos da sentença; julgamento extra, ultra e citra petitum; conceitos e limites da coisa julgada; preclusão, coisa julgada e eficácia preclusiva. 9 Recurso em geral: conceito, pressupostos, efeitos. IV NOÇÕES DE DIREITO DO TRABALHO E DE DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO: 1 Contrato individual de trabalho: conceito, requisitos, classificação. 2 Sujeitos do contrato de trabalho. 3 Salário e remuneração: 13º salário; salário‐família; salário educação; salário do menor e do aprendiz; equiparação salarial. 4 Suspensão e interrupção do contrato de trabalho. 5 Paralisação temporária ou definitiva do trabalho em decorrência do factum principis. 6 Força maior no Direito do Trabalho. 7 Alteração do contrato individual de trabalho. 8 Justas causas de despedida do empregado. 9 Rescisão do contrato de trabalho: despedida indireta; dispensa arbitrária; consequências; aviso prévio; indenizações em decorrência de dispensa do empregado. 10 Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. 11 Estabilidade: reintegração de empregado estável: inquérito para apuração de falta grave; estabilidade especial. 12 Trabalho extraordinário e trabalho noturno: sistema de compensação de horas; adicional de horas extras. 13 Repouso semanal remunerado. 14 Férias: direito do empregado; época de concessão e remuneração. 15 Segurança e higiene do trabalho: periculosidade e insalubridade; acidente do trabalho e moléstia profissional. 16 Lei Orgânica da Previdência  Social:  âmbito;  beneficiário;  custeio;  benefícios.  17  PIS/PASEP.  18  Trabalho  da  mulher: estabilidade da gestante; trabalho noturno e trabalho proibido. 19 Trabalho do menor. 20 Profissões regulamentadas. 21 Organização sindical: natureza jurídica, criação, administração e dissolução de sindicatos; convenções e acordos coletivos de trabalho; mediação e arbitragem; representação dos trabalhadores nas empresas. 22 Direito de greve: serviços essenciais; procedimentos. 23 Fiscalização trabalhista: justiça do trabalho; organização; competência. 24 Ministério Público do Trabalho: competência; 25 Princípios gerais que informam o processo trabalhista: prescrição e decadência; substituição e representação processuais; assistência judiciária e honorários de advogado. 26 Dissídios individuais. 27 Dissídios coletivos. 28 Processos trabalhistas: nulidades; recursos; execução; embargos à execução; processos especiais; ação rescisória; mandado de segurança. 29 Direito internacional do trabalho: tratados e convenções; Convenção nº 87 da OIT. V NOÇÕES DE DIREITO PENAL: 1 A lei penal no tempo. 2 A lei penal no espaço. 3 Infração penal: elementos, espécies. 4 Sujeito ativo e sujeito passivo da infração penal. 5 Tipicidade, ilicitude, culpabilidade, punibilidade. 6 Excludentes de ilicitude e de culpabilidade. 7 Erro de tipo; erro de proibição. 8 Imputabilidade penal. 9 Concurso de pessoas. 10 Crimes contra a pessoa. 11 Crimes contra o patrimônio. 12 Crimes contra a Administração Pública. 13 Abuso de autoridade (Lei nº 4.898/1965). 14 Lei de Drogas (Lei nº 11.343/2006).  15 Crimes contra a ordem tributária (Lei nº 8.137/1990). 16 Crimes hediondos (Lei nº 8.072/1990). VI NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL: 1 Inquérito policial; notitia criminis. 2 Ação penal; espécies. 3 Jurisdição; competência. 4 Prova (artigos 158 a 184 do CPP). 5 Prisão em flagrante. 6 Prisão preventiva. 7 Prisão temporária (Lei nº 7.960/1989). 8 Processos dos crimes de responsabilidade dos funcionários públicos. 9 Habeas corpus. VII DIREITO TRIBUTÁRIO. 1 Sistema Tributário Nacional. 1.1 Disposições Gerais. 1.2 Competência Tributária. 1.3 Limitações da competência tributária. 1.4 Competência Privativa da União, dos Estados, e dos Municípios. 1.5 Competência Residual. 2 Os Princípios Jurídicos da Tributação. 2.1 Legalidade. 2.2 Anterioridade. 2.3 Igualdade. 2.4 Competência. 2.5 Capacidade Contributiva. 2.6 Vedação do Confisco; Liberdade de Tráfego. 3 Tributo: conceito e espécies. 3.1 Classificação dos tributos: impostos, taxas, contribuições de melhoria, empréstimos compulsórios, contribuições sociais. 3.2 Função dos tributos. 4 Legislação Tributária: Leis, Tratados e Convenções Internacionais, Decretos e Normas Complementares. 4.1 Vigência e aplicação da legislação tributária. 4.2 Interpretação e Integração da Legislação Tributária. 5 Obrigação Tributária: Principal e Acessória. 5.1 Fato Gerador. 5.2 Sujeito Ativo. 5.3 Sujeito Passivo. 5.3.1 Solidariedade. 5.3.2 Capacidade Tributária. 5.3.3 Domicílio Tributário. 5.4 Responsabilidade Tributária: Responsabilidade dos sucessores, Responsabilidade de Terceiros, Responsabilidade por infrações. 6 Crédito Tributário. 6.1 Constituição: Lançamento. 6.2 Suspensão. 6.3 Extinção. 6.4 Exclusão. 6.5 Garantias e Privilégios. 7 Administração Tributária. 7.1 Fiscalização: Sigilo Comercial, Dever de informar e sigilo profissional, Sigilo Fiscal, Auxílio da força pública, Excesso de Exação e Responsabilidade pessoal do agente público. 7.2 Dívida Ativa. 7.3 Certidões Negativas. 8 O Direito Tributário: 8 Conceito, denominações e finalidade. 8.2 Natureza, posição e autonomia. 9 Noções do Processo Administrativo Tributário. 10 Crimes contra a ordem tributária.

ANALISTA ADMINISTRATIVO – ESPECIALIDADE: ADMINISTRAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO GERAL: 1 Evolução da administração. 1.1 principais abordagens da administração (clássica até contingencial). 1.2 Evolução da administração pública no Brasil (após 1930); reformas administrativas; a nova gestão pública. 2 Processo administrativo. 2.1 Funções de administração: planejamento, organização, direção e controle. 2.2 Processo de planejamento. 2.2.1 Planejamento estratégico: visão, missão e análise SWOT. 2.2.2 Análise competitiva e estratégias genéricas. 2.2.3 Redes e alianças. 2.2.4 Planejamento tático. 2.2.5 Planejamento operacional. 2.2.6 Administração por objetivos. 2.2.7 Balanced scorecard. 2.2.8 Processo decisório. 2.3 Organização. 2.3.1 Estrutura organizacional. 2.3.2 Tipos de departamentalização: características, vantagens e desvantagens de cada tipo. 2.3.3 Organização informal. 2.3.4 Cultura organizacional.  2.4  Direção.  2.4.1  Motivação  e  liderança.  2.4.2  Comunicação.  2.4.3  Descentralização  e delegação. 2.5 Controle. 2.5.1 Características. 2.5.2 Tipos, vantagens e desvantagens. 2.5.3 Sistema de medição de desempenho organizacional. 3 Gestão de pessoas. 3.1 Equilíbrio organizacional. 3.2 Objetivos, desafios e características da gestão de pessoas. 3.3 Recrutamento e seleção de pessoas. 3.3.1 Objetivos e características. 3.3.2 Principais tipos, características, vantagens e desvantagens. 3.3.3 Principais técnicas de seleção de pessoas: características, vantagens e desvantagens. 3.4 Análise e descrição de cargos. 3.5 Capacitação de pessoas. 3.6 Gestão de desempenho. 4 Gestão da qualidade e modelo de excelência gerencial. 4.1 Principais teóricos e suas contribuições para a gestão da qualidade. 4.2 Ferramentas de gestão da qualidade. 4.3 Modelo da fundação nacional da qualidade. 4.4 Modelo de gespublica. 5 Gestão de projetos. 5.1 Elaboração, análise e avaliação de projetos. 5.2 Principais características dos modelos de gestão de projetos. 5.3 Projetos e suas etapas. 6 Gestão de processos. 6.1 Conceitos da abordagem por processos. 6.2 Técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos. 6.3 Processos e certificação ISO 9000:2000. 6.4 Noções de estatística aplicada ao controle e à melhoria de processos. 7 Legislação administrativa. 7.1 Administração direta, indireta, e fundacional. 7.2 Atos administrativos. 7.3 Requisição. 7.4 Regime dos servidores públicos federais: admissão, demissão, concurso público, estágio probatório, vencimento básico, licença, aposentadoria. 8 Orçamento público. 8.1 Princípios orçamentários. 8.2 Diretrizes orçamentárias. 8.3 Processo orçamentário. 8.4 Métodos, técnicas e instrumentos do orçamento público; normas legais aplicáveis. 8.5 SIOP e SIAFI. 8.6 Receita pública: categorias, fontes, estágios; dívida ativa. 8.7 Despesa pública: categorias, estágios. 8.8 Suprimento de fundos. 8.9 Restos a pagar. 8.10 Despesas de exercícios anteriores. 8.11 A conta única do Tesouro. 9 Licitação pública. 9.1 Modalidades, dispensa e inexigibilidade. 9.2 Pregão. 9.3 Contratos e compras. 9.4 Convênios e termos similares. 10 Ética no serviço público. 10.1 Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal (Decreto nº 1.171/1994). 10.2 Comportamento profissional; atitudes no serviço; organização do trabalho; prioridade em serviço.

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA E ORÇAMENTO PÚBLICO: 1 O papel do Estado e a atuação do governo nas finanças públicas. 1.1 Formas e dimensões da intervenção da administração na economia. 1.2 Funções do orçamento público. 2 Orçamento público. 2.1 Conceito 2.2 Técnicas orçamentárias. 2.3 Princípios orçamentários. 2.4 Ciclo orçamentário. 2.5 Processo orçamentário. 3 O orçamento público no Brasil. 3.1 Sistema de planejamento e de orçamento federal. 3.2 Plano plurianual. 3.3 Diretrizes orçamentárias. 3.4 Orçamento anual. 3.5 Outros planos e programas. 3.6 Sistema e processo de orçamentação. 3.7 Classificações orçamentárias. 3.8 Estrutura programática. 3.9 Créditos ordinários e adicionais. 4 Programação e execução orçamentária e financeira. 4.1 Descentralização orçamentária e financeira. 4.2 Acompanhamento da execução. 4.3 Sistemas de informações. 4.4 Alterações orçamentárias. 5 Receita pública. 5.1 Conceito e classificações. 5.2 Estágios. 5.3 Fontes. 5.4 Dívida ativa. 6 Despesa pública. 6.1 Conceito e classificações. 6.2 Estágios. 6.3 Restos a pagar. 6.4 Despesas de exercícios anteriores. 6.5 Dívida flutuante e fundada. 6.6 Suprimento de fundos. 7 Lei de Responsabilidade Fiscal. 7.1 Conceitos e objetivos. 7.2 Planejamento. 7.3 Receita Pública. 7.4 Despesa Pública. 7.5 Dívida e endividamento. 7.6 Transparência, controle e fiscalização; CARGO 3: ANALISTA ADMINISTRATIVO – ESPECIALIDADE: BIBLIOTECONOMIA

BIBLIOTECONOMIA: 1 Documentação: conceitos básicos e finalidades da documentação geral. 2 Biblioteconomia e ciência da informação. 2.1 Conceitos básicos e finalidades. 2.2 Noções de informática para bibliotecas: dispositivos de memória, de entrada e saída de dados. 3 Normas técnicas para a área de documentação: referência bibliográfica (de acordo com as normas da ABNT – NBR 6023), resumos, abreviação de títulos de periódicos e publicações seriadas, sumário, preparação de índices de publicações, preparação de guias de bibliotecas, centros de informação e de documentação. 4 Indexação: conceito, definição, linguagens de indexação, descritores, processos de indexação, tipos de indexação. 5 Resumos e índices: tipos e funções. 6 Classificação decimal universal (CDU): estrutura, princípios e índices principais e emprego das tabelas auxiliares. 7 Catalogação (AACR‐2): catalogação descritiva, entradas e cabeçalhos; catalogação de multimeios: CD‐ROM, fitas de vídeos e fitas cassetes. 8 Catálogo: tipos e funções. 9 Organização e administração de bibliotecas: princípios e funções administrativas em bibliotecas, estrutura organizacional, as grandes áreas funcionais da biblioteca, marketing; centros de documentação e serviços de informação: planejamento, redes e sistemas. 10 Desenvolvimento de coleções: políticas de seleção e de aquisição, avaliação de coleções; fontes de informação: enciclopédias e dicionários de direito. 11 Estrutura e características das publicações: DOU e DJ. 12 Serviço de referência: organização de serviços de notificação corrente (serviços de alerta), disseminação seletiva da informação (DSI): estratégia de busca de informação, planejamento e etapas de elaboração, atendimento ao usuário. 13 Estudo de usuário‐entrevista. 14 Automação: formato de intercâmbio, formato US MARC, banco de dados, base de dados, planejamento da automação, principais sistemas de informação automatizados nacionais e internacionais. 15 Bibliografia: conceituação, teorias, classificação, histórico e objetivos. 16 Identificação e conhecimento das principais fontes jurídicas de informação nos diversos tipos de suporte.

ANALISTA ADMINISTRATIVO – ESPECIALIDADE: CONTABILIDADE

CONTABILIDADE GERAL: 1 Lei nº 6.404/1976, suas alterações e legislação complementar. 2 Lei nº 11.638/2007 suas alterações e legislação complementar. 3 Lei nº 11.941/2009 suas alterações e legislação complementar. 4 Lei nº 12.249/2010 suas alterações e legislação complementar. 5 Pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). 6 Princípios fundamentais de contabilidade. 7 Elaboração de demonstrações contábeis pela legislação societária, pelos princípios fundamentais da contabilidade e pronunciamentos contábeis do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). 7.1 Demonstração de fluxos de caixa (métodos direto e indireto). 7.2 Balanço patrimonial. 7.3 Demonstração do resultado do exercício. 7.4 Demonstração do valor adicionado. 7.5 Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. 7.6 Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados. 7.7 Demonstração do Resultado Abrangente. 8 Disponibilidades – caixa e equivalentes de caixa: conteúdo, classificação e critérios de avaliação. 9 Contas a receber: conceito, conteúdo e critérios contábeis. 10 Estoques: conceito e classificação. 10.1 Critérios de avaliação de estoques. 11 Realizável a longo prazo (não circulante): conceito e classificação. 11.1 Ajuste a valor presente: cálculo e contabilização de contas ativas e passivas. 12 Instrumentos financeiros: reconhecimento, mensuração e evidenciação. 12.1 Recuperabilidade de instrumentos financeiros. 13 Mensuração do valor justo. 13.1 Definição do valor justo. 13.2 Valor justo: aplicação para ativos, passivos e instrumentos patrimoniais. 13.3 Técnicas para avaliação do valor justo. 14 Contabilização de investimentos em coligadas e controladas. 14.1 Goodwill. 15 Ativo Imobilizado: conceituação, classificação e conteúdos das contas. 15.1 Critérios de avaliação e mensuração do ativo imobilizado. 15.2 Redução ao valor recuperável (impairment). 15.3 Depreciação, exaustão e amortização. 16 Ativos intangíveis: definição, reconhecimento e mensuração. 16.1 Impairment test: intangíveis com vida útil definida, indefinida e goodwill. 17 Passivo exigível: conceitos gerais, avaliação e conteúdo do passivo. 18 Fornecedores, obrigações fiscais e outras obrigações. 19 Empréstimos e financiamentos, debêntures e outros títulos de dívida. 20 Provisões, passivos contingentes e ativos contingentes. 21 Patrimônio Líquido. 21.1 Reservas de capital. 21.2 Ajustes de avaliação patrimonial. 21.3 Reservas de lucros. 21.4 Ações em tesouraria. 21.5 Prejuízos acumulados. 21.6 Dividendos. 22 Combinação de negócios, fusão, incorporação e cisão. 23 Concessões: reconhecimento e mensuração. 24 Receitas de vendas de produtos e serviços. 24.1 Conceitos e mensuração da receita e o momento de seu reconhecimento. 24.2 Deduções das vendas. 25 Custo das mercadorias e dos produtos vendidos e dos serviços prestados. 25.1 Custeio real por absorção. 25.2 Custeio direto (ou custeio variável). 25.3 Custo‐ padrão. 25.4 Custeio baseado em atividades. 25.5 RKW. 25.6 Custos para tomada de decisões. 25.7 Sistemas de custos e informações gerenciais. 25.8 Estudo da relação custo versus volume versus lucro. 26 Despesas e outros resultados operacionais. 27 Consolidação das demonstrações contábeis e demonstrações separadas. 28 Correção integral das demonstrações contábeis. 29 Análise econômico‐financeira. 29.1 Indicadores de liquidez. 29.2 Indicadores de rentabilidade. 29.3 Indicadores de lucratividade. 29.4 Indicadores de endividamento. 29.5 Indicadores de estrutura de capitais. 29.6 Análise vertical e horizontal.

CONTABILIDADE PÚBLICA: 1 Sistema de Contabilidade Federal. 2 Conceituação, objeto e campo de aplicação. 3 Composição do Patrimônio Público. 3.1 Patrimônio Público. 3.2 Ativo. 3.3 Passivo. 3.4 Saldo Patrimonial. 4 Variações Patrimoniais. 4.1 Qualitativas. 4.2 Quantitativas: receita e despesa sob o enfoque patrimonial. 4.3 Realização da variação patrimonial. 4.4 Resultado patrimonial. 5 Mensuração de ativos. 5.1 Ativo Imobilizado. 5.2 Ativo Intangível. 5.3 Reavaliação e redução ao valor recuperável. 5.4 Depreciação, amortização e exaustão. 6 Mensuração de passivos. 6.1 Provisões. 6.2 Passivos Contingentes. 7 Tratamento contábil aplicável aos impostos e contribuições. 8 Sistema de custos. 8.1 Aspectos legais do sistema de custos. 8.2 Ambiente da informação de custos. 8.3 Características da informação de custos. 8.4 Terminologia de custos.  9 Plano de contas aplicado ao setor público. 10 Demonstrações contábeis aplicadas ao setor público. 10.1 Balanço orçamentário. 10.2 Balanço Financeiro. 10.3 Demonstração das variações patrimoniais. 10.4 Balanço patrimonial. 10.5 Demonstração de fluxos de caixa. 10.6 Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. 10.7 Notas explicativas às demonstrações contábeis. 10.8 Consolidação das demonstrações contábeis. 11 Transações no setor público. 12 Despesa pública: conceito, etapas, estágios e categorias econômicas. 13 Receita pública: conceito, etapas, estágios e categorias econômicas. 14 Execução orçamentária e financeira. 15 Conta Única do Tesouro Nacional. 16 Sistema Integrado de Administração Financeira: conceitos básicos, objetivos, características, instrumentos de segurança e principais documentos de entrada. 17 Suprimento de Fundos. 18 Norma Brasileira de Contabilidade – NBC TSP Estrutura Conceitual, de 23 de Setembro de 2016. 19 MCASP 7ª edição (Portaria Conjunta STN/SOF nº 2/2016 e Portaria STN nº 840/2016). 20 Regime contábil.

LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA APLICADA ÀS CONTRATAÇÕES PÚBLICAS: 1 Noções básicas sobre tributos. 1.1 Impostos, taxas e contribuições. 2 Tratamento contábil aplicável aos impostos e contribuições. 3 Retenções na fonte realizadas pela Administração Pública Federal. 3.1 Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ). 3.2 Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL). 3.3 Programa de Integração Social (PIS). 3.4 Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS). 3.5 Imposto Sobre Serviços (ISS). 3.6 Contribuição previdenciária (INSS). 4 Legislação básica e suas atualizações 4.1 Instrução normativa da Receita Federal do Brasil nº 971/2009. 4.2 Instrução normativa da Receita Federal do Brasil nº 1.234/2012. 4.3 Lei Complementar nº 116/2003.

ANALISTA ADMINISTRATIVO – ESPECIALIDADE: ECONOMIA

ECONOMIA: 1 Microeconomia. 1.1 Conceitos fundamentais. 1.1.1 Formas de organização da atividade econômica, o papel dos preços, custo de oportunidade, fator de produção e fronteiras das possibilidades de produção. 1.2 Determinação das curvas de procura. 1.2.1 Curvas de indiferença. 1.2.2 Equilíbrio do consumidor. 1.2.3 Efeitos preço, renda e substituição. 1.2.4 Elasticidade da procura. 1.2.5 Fatores de produção. 1.2.6 Produtividade média e marginal. 1.2.7 Lei dos rendimentos decrescentes e rendimentos de escala. 1.2.8 Custos de produção no curto e longo prazos. 1.2.9 Custos totais, médios e marginais, fixos e variáveis. 1.3 Teoria do consumidor, utilidades cardinal e ordinal, restrição orçamentária, equilíbrio do consumidor e funções demanda, curvas de Engel, demanda de mercado, teoria da produção, isoquantas e curvas de isocusto, funções de produção e suas propriedades, curvas de produto e produtividade, curvas de custo, equilíbrio da firma, equilíbrio de curto e de longo prazos. 1.3.1 Economia do bem‐estar. 1.3.2 Ótimo  de Pareto. 1.4 Estruturas de mercado. 1.4.1 Concorrência perfeita, concorrência imperfeita, monopólio, oligopólio. 1.4.2 Outras estruturas de mercado. 1.4.3 Dinâmica de determinação de preços e margem de lucro. 1.4.4 Padrão de concorrência. 1.4.5 Análise de competitividade. 1.4.6 Análise de indústrias e da concorrência. 1.4.7 Vantagens competitivas. 1.4.8 Cadeias e redes produtivas. 1.4.9 Competitividade e estratégia empresarial. 2 Macroeconomia. 2.1 Principais agregados macroeconômicos. 2.2 Identidades macroeconômicas básicas. 2.3 Sistema de contas nacionais. 2.4 Contas nacionais no Brasil. 2.5 Conceitos de déficit e dívida pública. 2.6 Balanço de pagamentos. 2.7 Papel do governo na economia. 2.7.1 Estabilização, crescimento e redistribuição. 2.8 A teoria keynesiana. 2.9 Oferta e demanda agregadas. 2.10 Agregados monetários. 2.10.1 As contas do sistema monetário. 2.11 Modelo IS‐LM. 2.12 Políticas fiscal e monetária. 2.13 Relações entre inflação, juros e o resultado fiscal. 2.14 Relações entre o nível de atividade e o mercado de trabalho. 2.14.1 Salários, inflação e desemprego. 2.15 Comércio exterior. 2.15.1 Câmbio, tarifas, subsídios, cotas. 2.16 Blocos econômicos, acordos internacionais e retaliações. 2.17 Globalização e organismos multilaterais. 2.18 Fluxos financeiros internacionais e mercados de capitais. 3 Economia do setor público. 3.1 O Estado e as funções econômicas governamentais. 3.2 As necessidades públicas e as formas de atuação dos governos. 3.3 Estado regulador e produtor. 3.4 Políticas fiscal e monetária. 3.4.1 Outras políticas econômicas. 3.5 Evolução da participação do setor público na atividade econômica. 3.6 Contabilidade fiscal. 3.6.1 NFSP. 3.6.2 Resultados nominal, operacional e primário. 3.6.3 Dívida pública. 3.7 Sustentabilidade do endividamento público. 3.8 Financiamento do déficit público a partir dos anos 80 do século XX. 3.9 Inflação e crescimento. 4 Economia brasileira. 4.1 Aspectos gerais do comportamento recente da economia brasileira e das políticas econômicas adotadas pelos últimos governos. 4.2 Mudanças estruturais da economia brasileira  a partir da aceleração dos processos de industrialização e urbanização. 4.3 Os planos de desenvolvimento mais importantes desde a segunda metade do século XX. 4.4 Principais características e os resultados dos planos de estabilização a partir da década de 80 do século XX. 4.5 Indicadores do desenvolvimento econômico e social brasileiro contemporâneo. 4.6 Desigualdades pessoais e espaciais de renda e de riqueza. 4.7 Perfil demográfico brasileiro. 4.8 Estrutura tributária brasileira. 4.9 O mercado de trabalho e as condições de emprego e renda. 4.10 Estrutura orçamentária e a evolução do déficit e da dívida pública brasileira. 4.11 A previdência social e suas perspectivas. 4.12 Câmbio, reservas e relações comerciais e financeiras do Brasil com o resto do mundo.

ANALISTA ADMINISTRATIVO – ESPECIALIDADE: ESTATÍSTICA

ESTATÍSTICA: 1 Distribuições e cálculos de probabilidades. 2 Cálculos com geometria analítica. 3 Inferência estatística. 4 Estatística computacional. 5 Análise matemática. 6 Demografia. 7 Métodos numéricos. 8 Pesquisa operacional. 9 Técnica de amostragem. 10 Análise de correlação e regressão. 11 Controle estatístico da qualidade. 12 Processos estocásticos. 13 Análise de dados discretos. 14 Análise multivariada. 15. Análise de séries temporais. 16. Análise exploratória de dados e estatística descritiva.

ANALISTA ADMINISTRATIVO – ESPECIALIDADE: GESTÃO HOSPITALAR

GESTÃO HOSPITALAR: 1 Princípios básicos de administração aplicados a hospitais – Planejamento estratégico em hospitais; estrutura física do hospital; eficiência da gestão; gerência de manutenção de equipamentos; sistema de informação hospitalar; indicadores e padrões de qualidade da assistência; o papel do administrador; as responsabilidades da administração. 2 Administração de Recursos Humanos em hospitais – Introdução à moderna gestão de pessoas; os processos da gestão de pessoas; recrutamento de pessoas; seleção de pessoas; avaliação de desempenho; treinamento de pessoas; qualidade de vida no trabalho. 3 Administração do Serviço de Enfermagem – Papel da gerência de enfermagem; elaboração de políticas de contratação de funcionários; elaboração de horários de trabalho; controle de qualidade através de auditoria; gerenciamento de casos; o treinamento como forma de ensino. 4 Administração financeira em hospitais – A função da administração financeira; conceitos financeiros básicos; administração do fluxo de caixa; decisões de financiamento e curto prazo; decisões de financiamento a longo prazo; técnicas para administração de estoques. 5 Marketing dos serviços de saúde – O marketing de serviços profissionais; obtenção e utilização  de informações de marketing; segmentação, seleção e atração de mercados; mix de serviços; ciclo de vida de serviços; estratégias de produto, preço, ponto de venda e propaganda. 6 Hotelaria hospitalar – papel do funcionário de hotelaria hospitalar; administração da rouparia; gerência de abastecimento e fornecimento; sistemas de compras; contratação de serviços terceirizados; padronização e codificação de materiais.

ANALISTA ADMINISTRATIVO – ESPECIALIDADE: QUALQUER NÍVEL SUPERIOR

NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO GERAL: 1 Evolução da administração. 1.1 Principais abordagens da administração (clássica até contingencial). 2 Processo administrativo. 2.1 Funções de administração: planejamento, organização, direção e controle. 2.2 Processo de planejamento. 2.2.1 Planejamento estratégico: visão, missão, valores e objetivos estratégicos. 2.2.2  Análise competitiva e estratégias genéricas. 2.2.3 Administração por objetivos. 2.2.4 Processo decisório. 2.3 Organização. 2.3.1 Estrutura organizacional.3.2 Tipos de departamentalização: características, vantagens e desvantagens de cada tipo.3.3 Organização informal. 2.3.4 Cultura organizacional. 2.4 Motivação e liderança. 2.4.1 Comunicação.2.4.2 Descentralização e delegação. 2.5 Controle. 2.5.1 Características. 2.5.2 Tipos, vantagens e desvantagens. 2.5.3 Sistema de medição de desempenho organizacional. 3 Gestão de pessoas. 3.1 Equilíbrio organizacional. 3.2 Objetivos, desafios e características da gestão de pessoas. 3.3 Recrutamento e seleção de pessoas. 3.3.1 Objetivos e características. 3.3.2 Principais tipos, características, vantagens e desvantagens.3.4 Capacitação de pessoas. 3.5 Gestão de desempenho. 4 Gestão de projetos. 4.1 Elaboração, análise e avaliação de projetos. 4.2 Principais características dos modelos de gestão de projetos. 4.3 Projetos e suas etapas. 5 Gestão de processos. 5.1 Conceitos da abordagem por processos. 5.2 Técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos. 6 Licitações e contratos administrativos. 6.1 Lei nº 8.666/1993 e suas alterações. 6.1.1 Modalidades de licitação, dispensa e inexigibilidade. 6.2 Lei nº 10.520/2002 e demais disposições  normativas  relativas  ao  pregão.  6.3 Decreto  nº 7.892/2013  (sistema  de  registro  de  preços).6.4 Lei nº 12.462/2011 (Regime Diferenciado de Contratações Públicas). Decreto nº 6.170/2007, Portaria Interministerial CGU/MF/MP nº 507/2011 e suas alterações.

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS: 1 Classificação de materiais. 1.1 Atributos para classificação de materiais. 1.2 Tipos de classificação. 1.3 Metodologia de cálculo da curva ABC. 2 Gestão de estoques. 3 Compras. 3.1 Organização do setor de compras. 3.2 Etapas do processo. 3.3 Perfil do comprador. 3.4 Modalidades de compra. 3.5 Cadastro de fornecedores. 4 Compras no setor público. 4.1 Objeto de licitação.4.2 Edital de licitação. 5 Recebimento e armazenagem. 5.1 Entrada. 5.2 Conferência. 5.3 Objetivos da armazenagem. 5.4 Critérios e técnicas de armazenagem. 5.5 Arranjo físico (leiaute). 6 Distribuição de materiais. 6.1 Características das modalidades de transporte. 6.2 Estrutura para distribuição. 7 Gestão patrimonial. 7.1 Tombamento de bens. 7.2 Controle de bens. 7.3 Inventário. 7.4 Alienação de bens. 7.5 Alterações e baixa de bens.

ANALISTA ADMINISTRATIVO – ESPECIALIDADE: RELAÇÕES PÚBLICAS

RELAÇÕES PÚBLICAS: 1 Relações Públicas. 1.1 Conceitos básicos, natureza e funções estratégicas. 1.2 Públicos em Relações Públicas. 1.3. Planejamento, técnicas e instrumentos utilizados em Relações Públicas.   2 Organização de eventos e promoção institucional. 3 Cerimonial e protocolo. 4 Imagem organizacional e comunicação Integrada. 4.1 Identidade institucional. 4.2 Questões públicas e Relações Públicas. 4.3 Administração de crises. 4.4 Relações com a imprensa. 5 Ombudsman. 6 Comunicação dirigida. 7 Opinião pública. 7.1 Conceitos básicos e objetivos. 7.2 Comunicação, democracia e desenvolvimento. 7.3 Tipos e técnicas de pesquisas de opinião. 7.4 Instrumentos de controle e avaliação de resultados. 7.5 Amostra, questionários e tipos de entrevistas. 8 Comunicação e sociedade. 8.1 O que é comunicação. 8.2 O processo da comunicação. 8.3 Público, massa e audiência. 8.4 Cultura e representações sociais. 8.5 Relações sociais e comunicação. 8.6 Processos da comunicação e a construção social da realidade. 8.7 A comunicação no pensamento social. 9 Ética na comunicação. 9.1 Moral e ética na comunicação social. 9.2 Códigos de ética  nas áreas de imprensa, radiodifusão (rádio e TV), relações públicas e novos meios. 9.3 Meios de Assegurar a Responsabilidade Social (MARS): conselhos de comunicação, comissões de ética e formas de controle social da mídia.

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

1 Gerência de projetos. 1.1 Conceitos básicos. 1.2 Processos do PMBOK. 1.3 Gerenciamento da integração,  do escopo, do tempo, de custos, de recursos humanos, de riscos, das comunicações, da qualidade e de aquisições. 2 Segurança da informação. 2.1 Conceitos básicos. 2.2 Políticas de segurança. 2.3 Classificação de informações. 2.4 Análise de vulnerabilidade. 2.5 Plano de continuidade de negócio. 2.6 Tratamento de Incidentes. 2.7 Normas ISO 27001 e ISO 27002. 2.8 Auditoria e conformidade. 3 Governança e Gestão de TI.3.1 Fundamentos do ITIL® (v3): aspectos gerais, estrutura, conceitos, finalidade, suporte a serviços, entrega de serviços. 3.2 Fundamentos de COBIT (versão 5): aspectos gerais, estrutura, conceitos, finalidade, modelos de maturidade, objetivos de controle, objetivos de negócios e objetivos de TI, domínios e processos. 3.3 Boas Práticas Governança de TIC nas Estatais: Resolução nº 11/CGPAR/2016. 4 Gestão de Relacionamento. 4.1 Gestão de relacionamento com clientes (CRM). 4.2 Elaboração de plano de negócio. 4.3 Noções de marketing de serviço. 4.4 Noções de Comunicação Institucional e Interna. 5 Engenharia de requisitos. 5.1 Conceitos básicos. 5.2 Técnicas de elicitação de requisitos. 5.3 Gerenciamento de requisitos. 5.4 Especificação de requisitos. 5.5 Técnicas de validação de requisitos. 5.6 Prototipação. 6 Engenharia de software. 6.1 Ciclo de vida do software. 6.2 Metodologias de desenvolvimento de software. 6.3 Métricas e estimativas de software.6.4 Análise por pontos de função. 6.5 CMMi. 6.6 Qualidade de software. 6.7 Conceitos de programação orientada a objetos: classes, objetos, métodos, sobrecarga, herança, polimorfismo, interfaces. 6.8 Linguagens de Programação: Java, PHP. 6.9 Padrões de projeto. 6.12 Ferramentas de Gerenciador de Conteúdo (CMS)6.13. Ferramentas de Desenvolvimento Mobile. 7 Arquitetura e tecnologias de sistemas de informação. 7.1 Conceitos básicos. 7.2 Workflow e gerenciamento eletrônico de documentos. 7.3 Arquitetura cliente‐ servidor. 7.4 Arquitetura orientada a serviço. 7.5 Arquitetura distribuída. 7.6 Arquitetura de grande porte.7.7 Data Mining. 7.8 Data Warehouse. 7.9 Business Intelligence. 7.10 Portais corporativos: usabilidade e acessibilidade na internet, padrões W3C e e‐MAG, JavaScript e toolkits jQuery, CSS3, HTML5, XML, XLST, JSON. 7.11 Sistemas colaborativos. 7.12 Gestão de conteúdo: ferramentas, principais características, componentes, arquitetura, instalação e configuração de sítios web – LifeRAY, Drupal, WordPress. 7.13 Especificação de metadados e web services. 7.14 Computação em GRID, conceitos de computação em cluster, conceitos de computação em nuvem. 7.15 Conceitos de aplicação em dispositivos móveis. 8 Gestão de processos de negócio. 8.1 Modelagem de processos com BPMN (versão 2.0). 8.2 Técnicas de análise de processos. 8.3 Melhoria de processos. 8.4 Integração de processos. 9 Gestão estratégica. 9.1 Noções e metodologias de planejamento estratégico. 9.2 Balanced Scorecard (BSC). 9.3 Planejamento Estratégico Situacional (PES), Matriz SWOT. 9.4 Análise de cenários. 9.5 Metodologias para medição de desempenho. 9.6 Indicadores de desempenho: conceito, formulação e análise. 10 Banco de dados. 10.1 Conceitos básicos. 10.2 Abordagem relacional. 10.3 Modelo entidade‐relacionamento. 10.4 Normalização. 10.5 Sistemas gerenciadores de banco de dados (SGBD). 10.6 Modelagem multidimensional. 10.7 Bancos de dados multidimensionais. 10.8 Linguagens de definição e manipulação de dados. 10.9 Linguagem SQL (Structured Query Language). 10.10 Big Data. 11 Tecnologia da Informação na Administração Pública. 11.1 Planejamento Plurianual (PPA). 11.2 Planejamento de TI: estratégico e tático. 11.3 Contratações de TI na Administração Pública Federal: Instrução Normativa para Contratação de Soluções de Tecnologia da Informação – IN/ 04/2014, Guia Prático para Contratação de Soluções de Tecnologia da Informação V 3.0 – SLTI. 12 Infraestrutura de TI. 12.1 Modelo OSI. 12.2. Cabeamento estruturado e rede sem fio (wireless). 12.3 Switches, roteadores e firewalls 12.4 NAT, QoS, Vlan, STP, 802.1x. 12.5 Redes de transmissão de dados (LAN/MAN/WAN). 12.6. Arquitetura e protocolos IP, TCP, UDP, DHCP, DNS, IPSEC, SNMP, LDAP, CIFS, NFS, SSH, IMAP, SMTP, HTTP, HTTPS e FTP. 12.7 Roteamento de redes. 12.8 PROXY. 12.9 Operação, administração, análise de performance e tunning de Sistemas Operacionais Windows (8, 10 e server 2016) e GNU/Linux (Debian). 12.10 Operação e administração de servidores web e aplicação ( APACHE, PHP, JBOSS, WildFly, e IIS). 12.11 Operação e administração do Microsoft Active Directory e Servidores de Correio (Exchange e Postfix). 12.12 Ferramentas de infraestrutura ágil, automatização e gerenciamento de configuração (Puppet, Jenkins, GIT). 12.13 Conceitos de DEVOPS. 12.14 Softwares livres de inventário, monitoramento e diagnóstico de ambientes computacionais. 12.15 Equipamentos de conexão e transmissão de áudio e vídeo (VoIP, SIP).12.16 Virtualização. 12.17 Conceitos de clusterização, alta disponibilidade e escalabilidade. 12.18 Arquiteturas e protocolos para redes de armazenamento de dados (SAN). 12.19 Conceitos e ferramentas de backup e restore de dados. 12.20 Sistemas de detecção de intrusão. 12.21 Vulnerabilidades e ataques a sistemas computacionais. 12.22 Proteções relativos a hardware, software. 12.23 Conceitos de Antivírus, Anti‐ Malware  e Antispam. 12.24  Criptografia,  protocolos  criptográficos,  sistemas de  criptografia  e  aplicações.12.25 Certificados Digitais para pessoas físicas, jurídicas e servidores de rede (e‐CPF, e‐CNPJ, SSL, EV SSL, SAN e WILDCARD). 13 Fundamentos dos Sistemas de Gestão Hospitalar. 13.1 Conceitos e Objetivos. 13.2 Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP). 13.3 Sistema de Informações Laboratoriais (LIS). 13.4 Sistema de Informações. 13.5 Sistema de Comunicação e Arquivamento de Imagens (PACS). 13.6 Registro Eletrônico em Saúde (RES). 13.7 Circuito Fechado de Medicamentos. 14 Sistemas de Informação Oficiais do Ministério da Saúde. 14.1 Sistema de Informação Ambulatorial (SIA). 14.2 Sistema de Informação Hospitalar (SIH). 14.3 Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). 14.4 Sistema de Informação da Atenção Básica (SISAB). 14.5 Conjunto Mínimo de Dados (CMD). 14.6 Sistema do Cartão Nacional de Saúde (CADSUSWEB).  15 Fundamentos e Padrões de Interoperabilidade em Saúde. 15.1 Conceitos e Objetivos. 15.2 Níveis de Interoperabilidade. 15.3 Padrões de Interoperabilidade adotados pelo Ministério da Saúde: Portaria nº 2.073/GM/MS/2011.

ARQUITETO

ARQUITETURA: 1 Desenho arquitetônico. 1.1 Sistemas estruturais. 1.2 Estática dos corpos rígidos e elásticos.1.3 Estruturas de concreto armado. 1.4 Estruturas de aço e de madeira. 1.5 Conforto ambiental, iluminação   e ventilação natural. 1.6 Insolação. 1.7 Luminotécnica, conforto acústico e térmico. 2 Ergonomia. 3 Acessibilidade universal (Norma ABNT 9050). 4 Materiais de construção e elementos construtivos. 5 Projeto Arquitetônico. 5.1 Metodologia de projeto. 5.2 Tipologias de organização espacial. 5.3 Partido arquitetônico  e construtivo. 5.4 Implantação e análise do terreno e do entorno. 5.5 Estudo de acessos, fluxos e circulações.5.6 Instalações elétricas em BT, telefônicas, de lógica e hidrossanitárias (água potável, esgoto e de captação  e drenagem de águas pluviais) em/para edificações convencionais. 5.7 Coberturas e impermeabilização. 5.8 Esquadrias. 5.9 Pisos e revestimentos. 6 Informática aplicada à arquitetura e ao urbanismo. Programas de softwares básicos para uso em escritório e AutoCAD. 7 Topografia, cortes, aterros e cálculo de movimentação de terra. 8 Legislação ambiental e urbana. 9 Projetos de interiores para ambientes corporativos e industriais. 10 Paisagismo. 11 Comunicação visual. 12 Instalações de prevenção e combate a incêndio e pânico. 13 Orçamentos de obras e serviços de engenharia. 14 Normas brasileiras afins a projetos e obras. 15 Código de obras e licenciamento. 16 Metodologia para análise de projetos de arquitetura e instalações.

ENGENHEIRO CIVIL

ENGENHEIRO CIVIL: 1 Projetos de obras civis. 1.1 Arquitetônicos, estruturais (concreto, aço e madeira), fundações, instalações elétricas e hidro‐sanitárias – elaboração de termos de referência e projetos básicos. 2 Projetos complementares. 2.1 Elevadores, ventilação‐exaustão, ar condicionado, telefonia, prevenção contra incêndio – compatibilização de projetos. 3 Especificação de materiais e serviços – caderno de encargos. 4 Planejamento e programação de obras. 4.1 Orçamento e composição de custos unitários, parciais e totais, BDI e encargos sociais – levantamento de quantidades. 4.2 Planejamento e cronograma físico‐financeiro – PERT‐CPM e histograma de mão‐de‐obra. 5 Operação e controle de obra, procedimentos gerenciais e acompanhamento de obras. 6 Construção. 6.1 Organização do canteiro de obras – execução de fundações (diretas e profundas). 6.2 Estruturas de contenção. 6.3 Alvenaria, estruturas e concreto, aço e madeira, coberturas e impermeabilização, esquadrias, pisos e revestimentos, pinturas, instalações (água, esgoto,eletricidade e telefonia). 7 Fiscalização. 7.1 Acompanhamento da aplicação de recursos (medições, emissão de fatura etc.), controle de materiais (cimento, agregados aditivos, concreto usinado, aço, madeira, materiais cerâmicos, vidro etc.), controle de execução de obras e serviços, traços e consumo de materiais. 8 Noções de irrigação, pavimentação de vias, terraplenagem e drenagem, de hidráulica, de hidrologia e geotecnia. 9 Legislação e engenharia legal. 10 Lei n.° 8.666/1993 e alterações ‐ Licitações e contratos: legislação específica para obras de engenharia civil. 11 Vistoria e elaboração de pareceres. 12 Princípios de planejamento e de orçamento público. 13 Elaboração de orçamentos. 14 Noções de segurança do trabalho, principais NBRs. 15 Informática aplicada à engenharia (Excel, Word, AutoCAD).

ENGENHEIRO CLÍNICO

ENGENHEIRO CLÍNICO: 1 Eletrônica aplicada. 2 Eletro‐eletrônica. 3 Instalações hospitalares. 4 Equipamentos biomédicos. 5 Segurança em equipamentos biomédicos. 6 Equipamentos especiais de laboratórios. 7 Higiene e segurança hospitalar. 8 Estratégia em saúde. 9 Administração hospitalar. 10 Compras na Administração Pública. 10.1 Licitações e contratos. 10.2 Princípios básicos da licitação. 10.3 Definição do objeto a ser licitado.10.4 Planejamento das compras. 10.5 Controles e cronogramas.

JORNALISTA

JORNALISMO: 1 Comunicação e sociedade. 1.1 O que é comunicação. 1.2 O processo da comunicação. 1.3 Comunicação e sociedade. 1.4 Público, massa e audiência. 1.5 Cultura e representações sociais. 1.6 Relações sociais e comunicação. 1.7 Processos da comunicação e a construção social da realidade. 1.8 A comunicação no pensamento social. 2 Ética na comunicação. 2.1 Moral e ética na comunicação social. 2.2 Códigos de ética nas áreas de imprensa, radiodifusão (rádio e TV), relações públicas e novos meios. 2.3 Meios de Assegurar a Responsabilidade Social (MARS): conselhos de comunicação, comissões de ética e formas de controle social da mídia. 3 Estética na comunicação. 3.1 Estética e reprodutibilidade técnica. 3.2 Comunicação e arte. 3.3 Comunicação, percepção e estética. 3.4 Mídia, criação e padronização estética. 4 Comunicação e planejamento gráficos. 4.1 Os processos de produção, circulação e consumo da indústria gráfica. 4.2 Análise do produto gráfico. 4.3 Os principais softwares gráficos. 4.4 Elementos estéticos da comunicação gráfica. 4.5 Programas de diagramação e infografia. 4.6 Tipologia e medidas gráficas. 4.7 Diagramação. 4.8 Técnicas de composição e impressão. 5 Introdução ao jornalismo. 5.1 O conceito de notícia, a objetividade e subjetividade. 5.2 A caracterização, a captação e a redação de notícias. 5.3 A linguagem jornalística e a estrutura da informação. 5.4 A relação com as fontes e o público da informação. 5.5 O condicionamento econômico e político. 5.6 A produção da notícia, os fatores que interferem na produção, a mediação pessoal, organizacional e profissional. 5.7 A estrutura da notícia nos diversos meios impressos e audiovisuais. 5.8 A inserção no espaço‐tempo e a rotina de produção. 5.9 Técnicas de produção de texto para jornalismo. 6 Jornalismo corporativo. 6.1 Diferenças básicas entre o jornalismo de um veículo tradicional de comunicação  e as publicações institucionais de organizações públicas e privadas. 6.2 Os produtos da atividade jornalística.6.3 Os meios de comunicação voltados para os públicos interno e externo. 6.4 O jornalismo digital. 7 Teoria da imagem. 7.1 Conceitos básicos de imagem. 7.2 O processo de percepção. 7.3 Imagem, representação e realidade. 7.4 A função social da imagem. 7.5 A imagem no cinema, na televisão, na propaganda, na imprensa e na fotografia. 8 Fotografia. 8.1 O realismo e a fotografia. 8.2 Princípios da câmara escura. 8.3 Aspectos da linguagem. 8.4 Elementos técnicos: formato, relação entre abertura e velocidade, sensibilidade e gama de cinzas de um negativo. 8.5 Elementos plásticos: enquadramento, luz, composição e efeitos da 3ª dimensão.1.6 Fotogramas. 8.7 Retratos. 8.8 Jornalismo fotográfico. 9 Comunicação organizacional. 9.1 Produção e produto multimídia. 9.2 Terminologia, fundamentos e requisitos da interação homem‐computador: usabilidade, colaboração, comunicação, acessibilidade de interfaces e localização. 9.3 Design de Informação. Arquitetura de informação. Sistemas de organização, navegação e busca. Interface. 9.4 Novas mídias audiovisuais. Confronto, interação, integração e convergência entre as novas mídias e os meios audiovisuais tradicionais. 9.5 Hipertextualidade, multimídia e interatividade. 9.6 Tratamento e processamento da imagem e do áudio em suportes digitalizados de edição, produção e distribuição de conteúdo.

TECNÓLOGO EM GESTÃO PÚBLICA

GESTÃO PÚBLICA: 1 Planejamento estratégico. 1.1 Conceitos, métodos e técnicas. 1.2 Modelos de gestão e estruturas organizacionais. 1.3 Avaliação de desempenho institucional. 1.4 Planejamento organizacional. 1.5 As escolas de planejamento estratégico. 1.6 Modelo SWOT. 1.7 Modelo Porter. 1.8 Planejamento baseado em cenários. 1.9 Princípios da Administração Estratégica: metodologia de elaboração do pensamento estratégico.1.10 Modelos de gestão estratégica. 1.11 Estratégias competitivas. 1.12 Sistema de medição de desempenho organizacional. 1.13 Indicadores de desempenho. 1.14 Balanced Scorecard. 2 Gestão de projetos. 2.1 Elaboração, análise e avaliação de projetos. 2.2 Ajuste dos demonstrativos financeiros. 2.3 Projetos e suas etapas. 3 Gestão de qualidade. 3.1 Conceitos básicos do modelo de gestão baseado na qualidade total (GQT).3.2 Análise, padronização e melhoria de processos. 3.3 Ciclo PDCA. 3.4 Benchmarking. 3.5 Ferramentas clássicas para o gerenciamento de processos. 3.6 Prêmio Nacional da Qualidade como estratégia competitiva.3.7 Critérios de excelência do Prêmio Nacional de Gestão Pública. 4 Gestão governamental. 4.1 Evolução da administração pública no Brasil (após 1930). Reformas Administrativas. 4.2 Modelos de gestão pública: patrimonialista, burocrático (Weber) e gerencial. 4.3 Conceitos de Eficácia e Efetividade aplicados à Administração Pública: avaliação e mensuração do desempenho governamental. 4.4 Instrumentos gerenciais contemporâneos: avaliação de desempenho e resultados; sistemas de incentivo e responsabilização; flexibilidade organizacional; trabalho em equipe; mecanismos de rede. 4.5 Novas formas de gestão de serviços públicos: formas de supervisão e contratualização de resultados. 4.6 Modelos contemporâneos de gestão de pessoas: gestão de pessoas por competências; liderança e desempenho institucional. 4.7 Sistema de Planejamento e Orçamento do Governo Federal: fundamentos legais; conceitos básicos do sistema de planejamento, orçamento e financeiro; gestão por programas; integração planejamento e orçamento; eficiência do gasto público; custos. 4.8 Gestão de suprimentos e logística na administração pública. A modernização do processo de compras. 4.9 Gestão de contratos e convênios no setor público. 4.10 Os controles interno e externo. Responsabilização e Prestação de Contas. 4.11 Avaliações de Políticas Públicas e Programas Governamentais: referencial teórico, conceitos básicos e tipos de avaliação. Técnicas de avaliação e monitoramento da despesa pública. Avaliação de políticas públicas e seu relacionamento com processos, resultados e impactos. 4.12 Direitos, deveres e responsabilidades dos servidores públicos.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA OS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

ASSISTENTE ADMINISTRATIVO

NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO: 1 Noções de administração. 1.1 Abordagens clássica, burocrática e sistêmica da administração. 1.2 Evolução da administração pública no Brasil após 1930; reformas administrativas; a nova gestão pública. 2 Processo administrativo. 2.1 Funções da administração: planejamento, organização, direção e controle. 2.2 Estrutura organizacional. 2.3 Cultura organizacional. 3 Gestão de pessoas. 3.1 Equilíbrio organizacional. 3.2 Objetivos, desafios e características da gestão de pessoas. 3.3 Comportamento organizacional: relações indivíduo/organização, motivação, liderança, desempenho. 4 Gestão da qualidade e modelo de excelência gerencial. 4.1 Principais teóricos e suas contribuições para a gestão da qualidade. 4.2 Ciclo PDCA. 4.3 Ferramentas de gestão da qualidade. 4.4 Modelo do gespublica. 5 Noções de gestão de processos: técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos. 6 Legislação administrativa. 6.1 Administração direta, indireta, e funcional. 6.2 Atos administrativos. 6.3 Requisição. 6.4 Regime jurídico dos servidores públicos federais: admissão, demissão, concurso público, estágio probatório, vencimento básico, licença, aposentadoria. 7 Noções de administração de recursos materiais. 8 Noções de arquivologia. 8.1 Arquivística: princípios e conceitos. 8.2 Legislação arquivística. 8.3 Gestão de documentos. 8.3.1 Protocolos: recebimento, registro, distribuição, tramitação e expedição de documentos. 8.3.2 Classificação dedocumentos de arquivo. 8.3.3 Arquivamento e ordenação de documentos de arquivo. 8.3.4 Tabela de temporalidade de documentos de arquivo. 8.4 Acondicionamento e armazenamento de documentos de arquivo. 8.5 Preservação e conservação de documentos de arquivo. 9 Noções de licitação pública: fases, modalidades, dispensa e inexigibilidade. 10 Ética no serviço  público: comportamento profissional, atitudes no serviço, organização do trabalho, prioridade em serviço.

TÉCNICO EM CONTABILIDADE

TÉCNICO EM CONTABILIDADE 1 Conceitos, objetivos e finalidades da contabilidade. 2 Patrimônio: componentes, equação fundamental do patrimônio, situação líquida, representação gráfica. 3 Atos e fatos administrativos: conceitos, fatos permutativos, modificativos e mistos. 4 Contas: conceitos, contas de débitos, contas de créditos e saldos. 5 Plano de contas: conceitos, elenco de contas, função e funcionamento das contas. 6 Escrituração: conceitos, lançamentos contábeis, elementos essenciais, fórmulas de lançamentos, livros de escrituração, métodos e processos. 7 Contabilização de operações contábeis diversas: juros. 7.1 Descontos. 7.2 Tributos. 7.3 Aluguéis. 7.4 Variação monetária/cambial. 7.5 Folha de pagamento.7.6 Compras. 7.7 Vendas e provisões. 7.8 Depreciações e baixa de bens. 8 Análise e conciliações contábeis: conceitos, composição de contas, análise de contas, conciliação bancária. 9 Balancete de verificação: conceitos, modelos e técnicas de elaboração. 10 Balanço patrimonial: conceitos, objetivo e composição. 11 Demonstração de resultado de exercício: conceito, objetivo e composição. 12 Noções de matemática financeira. 13 Noções de finanças. 14 Noções de orçamento. 15 Noções de tributos e seus impactos nas operações das empresas. 16 Decreto nº 5.450/2005. 17 Lei nº 6.404/1976 e alterações, legislação complementar e pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). 18 Princípios fundamentais de contabilidade (aprovados pelo Conselho Federal de Contabilidade ‐ CFC).

TÉCNICO EM INFORMÁTICA

1 Computadores. 1.1 Organização e arquitetura. 1.2 Componentes: hardware e software. 1.3 Sistemas de numeração e representação de dados. 1.4 Aritmética computacional. 2 Sistemas operacionais. 2.1 Funções básicas e componentes. 2.2 Gerência de memória primária e secundária. 2.3 Sistemas de arquivos. 3 Banco de dados: 3.1 Organização de arquivos e métodos de acesso. 3.2 Abstração e modelos de dados. 3.3 Sistemas gerenciadores de banco de dados. 3.4 Linguagens de definição e manipulação de dados. 3.5 SQL. 3.6 Controle de proteção, segurança e integridade. 3.7 Banco de dados distribuídos e orientado a objetos. 4 Redes de computadores. 4.1 Fundamentos de comunicação de dados. 4.2 Meios físicos. 4.3 Sistemas de transmissão digital e analógica. 4.4 Dispositivos, componentes e sistemas de cabeamento. 4.5 Serviços de comunicação.4.6 Redes LANs e WANs. 4.7 Arquiteturas OSI e TCP/IP. 4.8 Protocolos e serviços. 4.9 funções de operação e gerência de redes. 4.10 Sistemas operacionais de rede. 5 Ambientes Linux e Windows. 6 Arquitetura cliente‐ servidor. 7 Conceitos de Internet e Intranet. 8 Ferramentas e aplicações da informática. 9 Linguagens de programação Java e Php. 9.1 Tipos de dados elementares e estruturados. 9.2 Subprogramas: funções e procedimentos. 9.3 Estruturas de controle: desvio, seleção, repetição, recursão, co‐rotina. 9.4 Controle de dados e administração de memória. 9.5 Compilação e interpretação de programas. 9.6 Caracterização das principais linguagens de programação. 9.7 Conceitos de engenharia de software. 10 Manutenção de equipamentos de informática. 10.1 Computadores. 10.2 Monitores. 10.3 Impressoras.

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

SEGURANÇA DO TRABALHO: 1 Introdução à segurança e saúde do trabalhador: conceituação. 2 Órgãos e instituições relacionadas à segurança e à saúde do trabalhador ‐ siglas e atribuições. 3 Acidente do trabalho. 4 Legislação de segurança e saúde do trabalhador: leis, portarias, decretos e normas regulamentadoras. 5 Órgão de segurança e medicina do trabalho nas empresas. 6 Noções de psicologia do trabalho. 7 Primeiros socorros. 8 Proteção contra incêndio. 9 Fundamentos de segurança do trabalho. 10 Fundamentos de higiene do trabalho. 11 Noções de ventilação hospitalar. 12 Doenças transmissíveis e doenças ocupacionais. 13 Noções de ergonomia. 14 Estatística aplicada à segurança do trabalho. 15 Saneamento do meio. 16 Equipamento de proteção individual.

+ Resumo do Concurso EBSERH 2019 - Nacional

EBSERH - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares
Vagas: 2464
Taxa de inscrição: De R$ 80,00 Até R$ 240,00
Cargos: Médico, Técnico, Enfermeiro
Áreas de Atuação: Saúde
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Técnico, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 2170,00 Até R$ 10350,00
Organizadora: IBFC
Estados com Vagas: AL, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RS, SC, SE, SP, TO

+ Agenda do Concurso

05/11/2019 Abertura das inscrições Adicionar no Google Agenda
10/12/2019 Encerramento das inscrições Adicionar no Google Agenda
02/02/2020 Prova Adicionar no Google Agenda
09/02/2020 Prova Adicionar no Google Agenda
concursos abertosconcursos federais

Comentários

Mais Lidas