Concurso Exército: inscrição para 122 vagas encerra hoje

Oportunidades são para ingresso no curso de formação de oficiais do serviço de saúde, que requer nível superior

Salário de R$ 8,2 mil

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro
Publicado: 13/08/2018 - 09:51 | Atualizado: 13/08/2018 - 09:51

Terminam nesta segunda-feira (13) as inscrições do concurso do Exército para ingresso no curso de formação de oficiais do serviço de saúde de 2019. A seleção visa o preenchimento de 122 vagas para postos de nível superior. 

Do total de ofertas, 115 são destinadas à medicina e estão distribuídas entre as especialidades de anestesiologia (6 vagas), cardiologia (5), cirurgia de cabeça e pescoço (2), cirurgia vascular (2), cirurgia geral (4), cirurgia torácica (2), cirurgia vascular (4), clínica médica (3), endocrinologia e metabologia (3), gastroenterologia (4), geriatria (2), ginecologia/obstetrícia (5), hematologia e hemoterapia (2), mastologia (3), medicina intensiva (6), medicina legal (2), neurocirurgia (2), neurologia (2), oncologia (6), oftalmologia (6), ortopedia e traumatologia (6), otorrinolaringologia (2), pediatria (5), proctologia (2), psiquiatria (4), radiologia (4), sem especialidade (15), urologia (4) e UTI neonatal (2). 

Para farmácia são oferecidas três vagas, enquanto que as outras quatro são para odontologia nas especialidades de dentística restauradora (1), endodontia (1), imaginologia dento-maxilo-facial (1) e prótese dentária (1). 

Interessados devem possuir formação superior na área a que pretende concorrer, idade máxima de 36 anos, completados até 31 de dezembro, e altura mínima de 1,55m para as mulheres e 1,60m para os homens. 

Após concluir o curso com aproveitamento, o candidato será nomeado oficial, no posto de primeiro-tenente do serviço de saúde, cuja remuneração inicial é de R$ 8.245.

Etapas do concurso do Exército

As inscrições devem ser realizadas no endereço eletrônico www.essex.eb.mil.br. O valor da taxa de participação é de R$ 130 e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite do prazo. 

Todos os participantes serão submetidos ao exame intelectual, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta por 50 questões de múltipla escolha, sendo 20 de conhecimentos gerais e 30 de conhecimentos específicos. 

Com duração máxima de quatro horas, o exame será aplicado no dia 23 de setembro, nas cidades do Rio de Janeiro/RJ, São Paulo/SP, Campinas/SP, Porto Alegre/RS, Santa Maria/RS, Belo Horizonte/MG, Juiz de Fora/MG, Curitiba/PR, Florianópolis/SC, Salvador/BA, Recife/PE, Belém/PA, Campo Grande/MS, Fortaleza/CE, Brasília/DF e Manaus/AM. 

O certame ainda contará com as seguintes fases, todas eliminatórias: inspeção de saúde; exame de aptidão física; avaliação psicológica; e revisão médica e comprovação dos requisitos para a matrícula.  

O curso de formação de oficiais do serviço de saúde

O curso de formação de oficiais do serviço de saúde será realizado na Escola de Saúde do Exército (EsSEx), no Rio de Janeiro, em 2019, com uma duração aproximada de 37 semanas, e abrangerá a formação comum, formação específica e pós-graduação.

A formação comum desenvolve-se por intermédio do curso básico de formação militar, que tem por finalidade promover o ajustamento do oficial aluno às rotinas do Exército e capacitá-lo para o adequado desempenho como combatente individual básico militar.

Já a formação específica contará com atividades da área específica da formação acadêmica, e tem como objetivo adequar os conhecimentos acadêmicos às peculiaridades organizacionais do Exército Brasileiro. Enquanto que a pós-graduação desenvolve-se por intermédio de produção científica durante o curso.

Ao concluir o curso, o primeiro-tenente do serviço de saúde será designado para servir em organizações militares do Exército Brasileiro, localizada em qualquer região do país, para atender às necessidades do serviço, respeitando-se a precedência da escolha pela classificação.

Vídeos Exército

Mais Lidas

Mais Recentes

Notícias Recentes Exército

Notícias Relacionadas Exército

Atualizado: 13/08/2018 - 09:51

Concurso Exército: inscrição para 122 vagas encerra hoje

Oportunidades são para ingresso no curso de formação de oficiais do serviço de saúde, que requer nível superior

Salário de R$ 8,2 mil

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Terminam nesta segunda-feira (13) as inscrições do concurso do Exército para ingresso no curso de formação de oficiais do serviço de saúde de 2019. A seleção visa o preenchimento de 122 vagas para postos de nível superior. 

Do total de ofertas, 115 são destinadas à medicina e estão distribuídas entre as especialidades de anestesiologia (6 vagas), cardiologia (5), cirurgia de cabeça e pescoço (2), cirurgia vascular (2), cirurgia geral (4), cirurgia torácica (2), cirurgia vascular (4), clínica médica (3), endocrinologia e metabologia (3), gastroenterologia (4), geriatria (2), ginecologia/obstetrícia (5), hematologia e hemoterapia (2), mastologia (3), medicina intensiva (6), medicina legal (2), neurocirurgia (2), neurologia (2), oncologia (6), oftalmologia (6), ortopedia e traumatologia (6), otorrinolaringologia (2), pediatria (5), proctologia (2), psiquiatria (4), radiologia (4), sem especialidade (15), urologia (4) e UTI neonatal (2). 

Para farmácia são oferecidas três vagas, enquanto que as outras quatro são para odontologia nas especialidades de dentística restauradora (1), endodontia (1), imaginologia dento-maxilo-facial (1) e prótese dentária (1). 

Interessados devem possuir formação superior na área a que pretende concorrer, idade máxima de 36 anos, completados até 31 de dezembro, e altura mínima de 1,55m para as mulheres e 1,60m para os homens. 

Após concluir o curso com aproveitamento, o candidato será nomeado oficial, no posto de primeiro-tenente do serviço de saúde, cuja remuneração inicial é de R$ 8.245.

 

Etapas do concurso do Exército

 

As inscrições devem ser realizadas no endereço eletrônico www.essex.eb.mil.br. O valor da taxa de participação é de R$ 130 e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite do prazo. 

Todos os participantes serão submetidos ao exame intelectual, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta por 50 questões de múltipla escolha, sendo 20 de conhecimentos gerais e 30 de conhecimentos específicos. 

Com duração máxima de quatro horas, o exame será aplicado no dia 23 de setembro, nas cidades do Rio de Janeiro/RJ, São Paulo/SP, Campinas/SP, Porto Alegre/RS, Santa Maria/RS, Belo Horizonte/MG, Juiz de Fora/MG, Curitiba/PR, Florianópolis/SC, Salvador/BA, Recife/PE, Belém/PA, Campo Grande/MS, Fortaleza/CE, Brasília/DF e Manaus/AM. 

O certame ainda contará com as seguintes fases, todas eliminatórias: inspeção de saúde; exame de aptidão física; avaliação psicológica; e revisão médica e comprovação dos requisitos para a matrícula.  

 

O curso de formação de oficiais do serviço de saúde

 

O curso de formação de oficiais do serviço de saúde será realizado na Escola de Saúde do Exército (EsSEx), no Rio de Janeiro, em 2019, com uma duração aproximada de 37 semanas, e abrangerá a formação comum, formação específica e pós-graduação.

A formação comum desenvolve-se por intermédio do curso básico de formação militar, que tem por finalidade promover o ajustamento do oficial aluno às rotinas do Exército e capacitá-lo para o adequado desempenho como combatente individual básico militar.

Já a formação específica contará com atividades da área específica da formação acadêmica, e tem como objetivo adequar os conhecimentos acadêmicos às peculiaridades organizacionais do Exército Brasileiro. Enquanto que a pós-graduação desenvolve-se por intermédio de produção científica durante o curso.

Ao concluir o curso, o primeiro-tenente do serviço de saúde será designado para servir em organizações militares do Exército Brasileiro, localizada em qualquer região do país, para atender às necessidades do serviço, respeitando-se a precedência da escolha pela classificação.

Continuar lendo

Atualizado: 03/08/2018 - 09:13

Concurso EXÉRCITO: prazo para diversos cargos acaba HOJE

Chances no concurso do Exército são para ingresso no quadro complementar de oficiais e no estágio de capelães militares. Editais somam 31 vagas

Nível superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Com inscrições disponíveis somente até esta sexta-feira (3), dois novos editais de concurso divulgados pelo Exército oferecem 31 vagas de nível superior para ingresso no quadro complementar de oficiais e no estágio de capelães militares.

 

Para o quadro complementar, há chances nas áreas de administração (5), direito (4), estatística (1), informática (5), magistério alemão (1), magistério biologia (1), magistério francês (1), magistério história (2), enfermagem (6) e veterinária (2). A idade limite para participação é de 36 anos.  

 

Dentre as oportunidades para capelão, duas são para sacerdote católico romano e uma para pastor evangélico. Os candidatos devem possuir entre 30 e 40 anos, além de curso de formação teológica. 

 

 

Inscrições e provas do concurso do Exército 2018  

 

 

As inscrições para o concurso do Exército devem ser efetuadas mediante o preenchimento de formulário no site www.esfcex.eb.mil.br. O valor da taxa é de R$ 120.

 

O processo seletivo será iniciado com exame intelectual de conhecimentos gerais e específicos, previsto para 16 de setembro, em todos os Estados do país e no Distrito Federal. 

 

Em seguida, os candidatos passarão por análise de títulos (apenas capelães), verificação documental, inspeção de saúde e exame de aptidão física. 

 

 

Concurso Exército 2018: detalhes do treinamento 

 

 

Os aprovados para o quadro complementar realizarão curso de formação com duração de 37 semanas, na Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx), em Salvador/BA, exceto os profissionais da área da saúde, cujo treinamento ocorrerá na Escola de Saúde do Exército (EsSEx), no Rio de Janeiro/RJ.

 

No caso dos capelães, o estágio envolverá atividades na EsFCEx, além da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende/RJ, na Escola de Sargentos das Armas (ESA), em Três Corações/MG, no Corpo de Tropa na Guarnição de Brasília/DF e em unidades da 6ª Região Militar, com abrangência na Bahia e Sergipe.   

 

Após a formatura, os militares do quadro complementar serão nomeados ao posto de primeiro tenente, enquanto os capelães obterão a graduação de segundo tenente, com vencimentos de R$ 8.245 e 7.490, respectivamente, conforme a tabela de salários das Forças Armadas.  

Continuar lendo

Atualizado: 26/07/2018 - 15:54

Exército publica novo edital de concurso com cinco vagas

Ofertas do concurso do Exército são para ingresso no curso de formação de oficiais da ativa do quadro de engenheiros militares

Nível superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

O Exército publicou um novo edital de concurso público para admissão ao curso de formação de oficiais da ativa do quadro de engenheiros militares de 2018/2019. A seleção preencherá cinco vagas na área de engenharia de fortificação e construção (engenharia civil), sendo uma reservada aos candidatos negros. 

Para ingressar na carreira é necessário ter concluído, com aproveitamento, a graduação em Engenharia plena por Instituição de Ensino Superior oficialmente reconhecida, além de possuir idade máxima de 26 anos, completados no período de 1° de janeiro a 31 de dezembro do ano da matrícula (ano seguinte ao do concurso). 

Após concluir o curso de formação, o candidato será nomeado primeiro-tenente do quadro de engenheiros militares e receberá a remuneração inicial de R$ 8.245. 

As inscrições do concurso do Exército serão recebidas entre os dias 1º de agosto e 6 de setembro, através do endereço eletrônico www.ime.eb.br. Será cobrada uma taxa de participação, no valor de R$110, e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite do prazo, observado o horário de funcionamento do banco. 

 

Provas do concurso do Exército

 

Todos os inscritos no concurso do Exército serão avaliados por meio das seguintes etapas: exame intelectual; inspeção de saúde; e exame de aptidão física.

O exame intelectual constará de uma prova de conhecimentos específicos, a ser aplicada no dia 31 de outubro, e duas provas mistas, uma de português e outra de inglês, com previsão de ser realizada em 1º de novembro. 

As provas serão aplicadas nas seguintes cidades: Belém/PA; Belo Horizonte/MG; Brasília/DF; Campinas/SP; Campo Grande/MS; Curitiba/PR; Fortaleza/CE; Goiânia/GO; Juiz de Fora/MG; Manaus/AM; Porto Alegre/RS; Recife/PE; Rio de Janeiro/RJ; Salvador/BA; São José dos Campos/SP; São Paulo/SP; e Vila Velha/ES.

Continuar lendo

Atualizado: 27/06/2018 - 08:59

Concurso MARINHA: ÚLTIMO dia de inscrição para 146 vagas

Novo concurso da Marinha selecionará médicos (123 postos), dentistas (12), enfermeiros (3), farmacêuticos (4), fonoaudiólogos (2) e nutricionistas (2)

Área da saúde

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Terminam nesta quarta-feira (27) as inscrições para os dois editais divulgados pela Marinha com oferta de 146 vagas no concurso para admissão ao quadro de profissionais da área da saúde

 

O processo seletivo apresenta oportunidades para médicos (123 postos), dentistas (12), enfermeiros (3), farmacêuticos (4), fonoaudiólogos (2) e nutricionistas (2).

 

Os candidatos devem possuir curso superior e registro profissional. A idade limite para participação é 35 anos (até 1º de janeiro de 2019).

 

As inscrições para o concurso da Marinha têm taxa de R$ 120 e devem ser efetuadas mediante o preenchimento de formulário disponível no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br.

 

No caso das chances para dentistas, elas estão distribuídas entre seis áreas: cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial (2), dentística (2), ortodontia (2), patologia bucal e estomatologia (2), prótese dentária (2) e radiologia (2).

 

Já para médicos, há ofertas nas seguintes especialidades: alergologia (2), cancerologia (1), cardiologia (8), clínica médica (11), dermatologia (2), endocrinologia/metabologia (4), gastroenterologia (3), geriatria (4), hematologia (2), infectologia (1), medicina intensiva (3), neurologia (4), anatomia patológica (2), pneumologia (4), proctologia (1), reumatologia (2), ciruriga cardíaca (1), cirurgia geral (8), cirurgia torácica (2), cirurgia vascular (3), oftalmologia (3), otorrinolaringologia (2), neurocirurgia (3), anestesiologia (5), ginecologia e obstetrícia (12), pediatria (11), psiquiatria (7), radiologia (6), radioterapia (1), medicina nuclear (1) e ortopedia e traumatologia (4). 

 

Do total de oportunidades em disputa no concurso da Marinha, 123 são para atuação em âmbito nacional. Outras 23 vagas (todas da área médica) destinam-se aos Distritos Navais sediados em Salvador/BA, Natal/RN, Belém/PA, Rio Grande/RS, Ladário/MS e Brasília/DF.

 

 

Sobre as provas do concurso da Marinha para profissionais da saúde

 

 

A seleção inclui seis etapas. Na primeira delas, em data a ser definida, os candidatos farão prova escrita de conhecimentos profissionais e redação.

 

As outras fases do certame envolvem inspeção de saúde, teste físico, análise de títulos, avaliação psicológica e verificação de documentos, entre outubro e novembro. O início do curso está previsto para 11 de março de 2019.

 

As atividades ocorrerão no Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, Santana/AP, Parnaíba/PI, Santarém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/SC, Brasília/DF, São Paulo/SP e Manaus/AM.

 

 

Concurso Marinha 2018: como funciona o curso de formação

 

 

Os aprovados realizarão curso de formação no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (Ciaw), na cidade do Rio de Janeiro, com duração média de 19 semanas.

 

Durante a fase de preparação, os recrutas terão direito a uniforme, alimentação e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa, além de remuneração de R$ 6.993.

 

Após a conclusão do treinamento, o ingresso no Corpo de Saúde da Marinha (CSM) ocorre no posto de primeiro tenente, que atualmente conta com salário de R$ 7.796, de acordo com a tabela de vencimentos das Forças Armadas.

 

Antes de completar cinco anos da nomeação, os militares serão avaliados pela Comissão de Promoções de Oficiais, que decidirá sobre a permanência dos profissionais em caráter definitivo na Marinha.
 

Continuar lendo

Atualizado: 24/05/2018 - 09:57

Concurso da Marinha: abertas 22 vagas de nível superior

As chances no concurso da Marinha são para os postos de oficiais fuzileiros navais, oficiais intendentes e capelães navais. Inscrições serão recebidas até o dia 5 de junho

Ganhos de até R$ 11 mil

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Marinha do Brasil abriu as inscrições de três editais de concurso público que, juntos, somam 22 vagas. Oportunidades são para ingresso nos quadros de oficiais fuzileiros navais, oficiais intendentes e capelães navais.

 

O primeiro edital conta com nove vagas para o quadro complementar de oficiais fuzileiros navais, distribuídas entre concentração em eletrônica (2), concentração em máquinas (3), concentração em sistemas de armas (2) e educação física (2). Ofertas são para homens com formação superior em área específica e idade inferior a 29 anos no primeiro dia do mês de janeiro de 2019.

 

Já o segundo edital é destinado ao preenchimento de dez vagas do quadro complementar de oficiais intendentes. Poderão concorrer os candidatos, de ambos os sexos, das profissões de administração, ciências contábeis e economia que tenham menos de 29 anos no primeiro dia do mês de janeiro de 2019.

 

Por fim, o terceiro edital possui três vagas para o quadro de capelães navais do corpo auxiliar da Marinha, sendo duas para sacerdote da Igreja Católica Apostólica Romana e uma para pastor da Igreja Assembléia de Deus. Interessados deverão possuir nível superior, além de ter, no mínimo, três anos de exercício de atividades pastorais na igreja para a qual se candidatou à vaga e mais de 30 anos e menos de 41 anos no primeiro dia do mês de janeiro de 2019.

 

Os candidatos aprovados no concurso da Marinha ocuparão os postos de primeiro-tenente (capelães navais) e segundo-tenente (quadros complementares), com rendimentos iniciais de R$ 11.000 e R$ 10.111, respectivamente.

 

 

Etapas do concurso da Marinha 2018

 

 

Para concorrer a uma das vagas é necessário preencher o formulário de inscrição no endereço eletrônico www.ingressonamarinha.mar.mil.br e efetuar o pagamento da taxa de participação, no valor de R$ 120. A ficha cadastral estará disponível no site até o dia 5 de junho.

 

O concurso da Marinha será constituído das seguintes fases: prova escrita objetiva e de redação; verificação de dados biográficos; inspeção de saúde; teste de aptidão física; avaliação psicológica; verificação de documentos; análise de títulos; e curso de formação de oficiais.

 

A prova escrita objetiva será composta por 50 questões que versarão sobre as disciplinas de conhecimentos profissionais e/ou inglês. Já a redação deverá conter entre 20 e 30 linhas e terá como propósito verificar a capacidade de expressão escrita do candidato na língua portuguesa.

 

Com duração máxima de quatro horas, as provas escrita objetiva e de redação serão aplicadas em dia horário e locais a serem comunicados no edital de convocação, a ser publicado no site da Marinha a partir do dia 9 de julho. Elas serão realizadas nas seguintes cidades: Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, Santana/AP, Parnaíba/PI, Santarém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Brasília/DF, São Paulo/SP e Manaus/AM.

Continuar lendo

Atualizado: 10/05/2018 - 09:15

Concurso Marinha: último dia de inscrição para 27 vagas

Oportunidades no concurso da Marinha são para ingresso no quadro técnico do corpo auxiliar, em diversas áreas

Nível superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Encerram-se nesta quinta-feira (10) as inscrições do concurso da Marinha para ingresso no quadro técnico do corpo auxiliar. A seleção visa o preenchimento de 27 vagas, de ambos os sexos, para atuação em âmbito nacional.

 

As ofertas estão distribuídas entre as seguintes profissões: ciências biológicas (3 vagas), comunicação social (4), direito (4), informática (6), oceanografia (2), pedagogia (2), psicologia (2), serviços social (2) e segurança do tráfego aquário - engenharia naval e ciências náuticas (2).

 

Interessados em concorrer a uma das vagas devem possuir nível superior relativo a área a que pleiteiam, idade inferior a 36 anos no primeiro dia do mês de janeiro de 2019 e altura mínima de 1,54m e máxima de 2m para ambos os sexos.

 

O ingresso no quadro técnico da Marinha ocorrerá no posto de primeiro-tenente, cuja remuneração inicial é de R$ 7.796.

 

 

Etapas do concurso da Marinha

 

 

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela internet, através da página eletrônica www.ingressonamarinha.mar.mil.br.

 

Será cobrada uma taxa de participação, no valor de R$ 120, e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite de 16 de maio, observado o horário de funcionamento do banco.

 

A primeira etapa a ser disputada pelos candidatos será a prova escrita objetiva, juntamente com a redação. Com quatro horas de duração, as avaliações serão aplicadas nas cidades do Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Brasília/DF, São Paulo/SP e Manaus/AM, em datas, locais e horários a serem divulgados no dia 8 de junho.

 

O concurso da Marinha ainda contará com as seguintes etapas: verificação de dados biográficos; inspeção de saúde; teste de aptidão física; prova discursiva de conhecimentos profissionais para a profissão de direito; avaliação psicológica; verificação de documentos; prova de títulos; e curso de formação de oficiais.

 

 

O curso de formação da Marinha

 

 

O candidato realizará o curso de formação de oficiais no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk, no Rio de Janeiro. Ele terá a duração de, aproximadamente, 29 semanas.

 

O curso é constituído por um período de adaptação de cerca de três semanas e uma etapa básica, compreendendo as atividades previstas nos respectivos currículos. O guarda-marinha perceberá remuneração atinente à sua graduação, como previsto na lei de remuneração dos militares, além de serem proporcionados alimentação, uniforme, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.

 

Durante o curso, o candidato fará um estágio de aplicação, com duração de até quatro semanas, que tem por finalidade a adaptação às características do serviço naval inerentes à profissão, à complementação de sua formação militar-naval e a avaliação complementar para o desempenho de funções técnicas e administrativas.

Continuar lendo

Atualizado: 11/04/2018 - 11:55

Marinha tem concurso com 64 vagas de nível superior

As chances no concurso da Marinha são para ingresso no corpo de engenheiros. A atuação ocorrerá em âmbito nacional

Até 16 de abril

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Serão recebidas até o dia 16 de abril as inscrições do concurso público da Marinha do Brasil para ingresso no corpo de engenheiros. A seleção visa o preenchimento de 64 vagas, de ambos os sexos, para atuação em âmbito nacional.

 

As ofertas estão distribuídas entre as profissões de arquitetura e urbanismo (2 vagas), engenharia cartográfica (3), engenharia civil (4), engenharia de materiais (2), engenharia de produção (4), engenharia de sistemas de computação (5), engenharia de telecomunicações (3), engenharia elétrica (10), engenharia eletrônica (7), engenharia mecânica (9), engenharia mecatrônica (3), engenharia naval (5), engenharia nuclear (4) e engenharia química (3).

 

Interessados deverão possuir nível superior em engenharia relativo à profissão a que concorre, ter menos de 36 anos no primeiro dia do mês de janeiro 2019 e altura mínima de 1,54m e máxima de 2,00m. A remuneração inicial do posto de primeiro-tenente é de R$ 7.796.

 

As inscrições do concurso da Marinha para engenheiros devem ser realizadas no endereço eletrônico www.ingressonamarinha.mar.mil.br. O valor da taxa de participação é de R$ 120 e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite de 26 de abril.

 

 

Provas do concurso da Marinha para engenheiros

 

 

A primeira etapa a ser disputada pelos candidatos será prova escrita objetiva de conhecimentos profissionais, além de uma redação. Com duração máxima de quatro horas,

 

A prova será aplicada nas cidades do Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, Amapá/AP, Piauí/PI, Santarém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Cuiabá/MT, Brasília/DF, São Paulo/SP e Manaus/AM, em dias, horários e locais a serem divulgados em momento oportuno.

 

O concurso da Marinha para engenheiros ainda contará com as seguintes fases: prova escrita discursiva e tradução de texto; verificação de dados biográficos; inspeção de saúde; teste de aptidão física; avaliação psicológica; verificação de documentos; prova de títulos; e curso de formação de oficiais.

 

 

Curso de formação de oficiais da Marinha

 

 

O curso de formação de oficiais será realizado no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no Rio de Janeiro. Ele terá a duração de, aproximadamente, 25 semanas.

 

Ele será constituído por um período de adaptação de, aproximadamente, três semanas e uma etapa básica, compreendendo as atividades previstas nos respectivos currículos. Durante esse curso, o guarda-marinha perceberá remuneração atinente à sua graduação, como previsto na lei de remuneração dos militares, além de serem proporcionados alimentação, uniforme, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.

 

Durante o curso, o candidato fará um estágio de aplicação, com duração de até seis semanas, que tem por finalidade a adaptação às características do serviço naval inerentes à profissão, à complementação de sua formação militar-naval e a avaliação complementar para o desempenho de funções técnicas e administrativas.

Continuar lendo

Atualizado: 28/02/2018 - 09:01

Concurso Aeronáutica 2018: último dia para inscrição

Novo concurso da Aeronáutica traz oportunidades para funções de dentista (10 postos), farmacêutico (4), engenheiro (20), oficial de apoio (16) e capelão (4). Prazo termina às 15h desta quarta-feira (28)

54 vagas de nível superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Força Aérea Brasileira (FAB) encerra às 15 desta quarta-feira (28) as inscrições para os cinco editais de exames de admissão em carreiras de nível superior. O concurso da Aeronáutica oferece, ao todo, 54 vagas e salários iniciais entre R$ 7.490 e R$ 8.245.    As chances estão distribuídas entre as funções de dentista (10 postos), farmacêutico (4), engenheiro (20), oficial de apoio (16) e capelão (4).   Em 31 de dezembro de 2019 (ano da matrícula), a idade dos participantes não poderá ser superior a 35 anos para dentista, engenheiro e farmacêutico, 32 para oficiais de apoio e 40 para capelão.   Com taxa de R$ 130, as inscrições para o concurso devem ser registradas por meio do site Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (http://www.fab.mil.br/ciaar).    

Sobre as provas do concurso da Aeronáutica 2018

  O concurso da Aeronáutica envolverá prova escrita (língua portuguesa, conhecimentos especializados e redação), em 6 de maio, inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico, prova prático-oral (somente para dentistas e farmacêuticos) e validação documental.   APOSTILAS CONCURSO FAB 2018 - CURSO PREPARATÓRIO CADETES DO AR   A prova escrita será realizada nos Estados do Pará, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Paraná e Amazonas, além do Distrito Federal.    

Sobre os cursos de adaptação

  Os participantes aprovados em todas as etapas farão curso/estágio no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), em Belo Horizonte (MG), durante aproximadamente 17 semanas.   Aqueles que completarem a fase preparatória com êxito serão nomeados segundo tenente (no caso de capelães) e primeiro tenente (demais áreas) e passarão a integrar o quadro de oficiais.   Conforme os editais do concurso da Aeronáutica 2018, os militares deverão permanecer na ativa da FAB, obrigatoriamente, por período mínimo de cinco anos. Caso contrário, estarão sujeitos ao pagamento de indenização relativa às despesas de formação, segundo a legislação em vigor.   De acordo com a tabela de remuneração das Forças Armadas, em 2019, os vencimentos para primeiro e segundo tenentes serão de R$ 8.245 e R$ 7.490, respectivamente.    

Distribuição das vagas por especialidade no concurso da Aeronáutica 2018

  As vagas para dentista estão divididas entre as especialidades de cirurgia e traumatologia bucomaxilofaciais (1 posto), dentística (1), endodontia (3), odontologia para pacientes com necessidades especiais (1), ortodontia (2), periodontia (1) e radiologia odontológica e imaginologia (1).   Para farmacêuticos há oportunidades no concurso da Aeronáutica 2018 nos segmentos de farmácia bioquímica ou análises clínicas (2) e farmácia hospitalar (2).   Como oficial de apoio, as áreas com oferta de vagas são para administração (3), análise de sistemas (1), enfermagem (1), fisioterapia (1), pedagogia (2), psicologia (1), serviços jurídicos (5) e serviço social (2).   O edital para engenheiros concentra o maior número de vagas: são 20 no total. Elas englobam as especialidades de engenharia de agrimensura (1), engenharia cartográfica (1), engenharia civil (3), engenharia de computação (3), engenharia elétrica (2), engenharia eletrônica (2), engenharia mecânica (3), engenharia metalúrgica (1), engenharia química (1) engenharia de telecomunicações (3).   Capelães, por sua vez, encontram chances no concurso da Aeronáutica 2018 como sacerdote católico apostólico romano (3) e pastor evangélico (1).  
Continuar lendo

Atualizado: 15/12/2017 - 09:05

Concurso Marinha: último dia de inscrição em 456 vagas

Destinadas a profissionais de nível superior, estão em disputa oportunidades distribuídas entre os nove Distritos Navais do país. Salário inicial é de aproximadamente R$ 8,9 mil

Em 16 Estados e no DF

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Encerra-se nesta sexta-feira (15) o período de inscrições do concurso da Marinha que vai selecionar, entre homens e mulheres de 18 a 45 anos, 456 profissionais de nível superior para o serviço militar voluntário (SMV) de oficiais, com remuneração inicial de aproximadamente R$ 8.900. Foram divulgados editais pelos nove Distritos Navais do país, totalizando ofertas em 16 Estados e no Distrito Federal.   

As candidaturas são recebidas exclusivamente pela internet, por meio do site www.ingressonamarinha.mar.mil.br. O valor da taxa de participação é de R$ 120.

Há oportunidades para profissionais com formação em enfermagem (48 postos); farmácia - habilitação em análises clínicas (2); farmácia (19); fisioterapia (22); fonoaudiologia (4); nutrição (6); administração (22); ciências contábeis (12); informática (1); ciências náuticas (8); tecnologia em construção e manutenção de sistemas de navegação fluvial ou tecnologia em construção naval (8); tecnologia em sistema de navegação (1); engenharia civil (20); engenharia de sistema de computação (2); engenharia elétrica (10); engenharia mecânica (17); engenharia naval (2); engenharia ambiental (1); engenharia química (3); engenharia de telecomunicações (2); engenharia eletrônica (3); engenharia de petróleo (1); engenharia de produção (3); engenharia de sistemas de computação (2); direito (23); informática (27); informática - infraestrutura (2); informática - banco de dados (1); informática - segurança da informação digital (1); informática - análise de sistemas (2); psicologia (9); serviço social (5); comunicação social (8); oceanografia (3); educação física (3); arquitetura e urbanismo (3); biblioteconomia (4); veterinária (1); musicoterapia (1); meteorologia (1); odontologia - várias especialidades (38); medicina nas áreas de cardiologia (1), ginecologia e obstetrícia (1); médico auditor com especialização em auditoria de contas médicas (1); anestesiologia (3); cardiologia (10); pediatria (10); geriatria (2); ginecologia e obstetrícia (5); hematologia (1); oftalmologia (2); oncologia (1); pneumologia (2); radiologia (3); terapia intensiva (3); e magistério nas áreas de matemática (7); pedagogia (17); português - letras (6); educação física (2); física - eletricidade (2); informática (4); inglês (11); história (1); enfermagem (5); espanhol (2); francês (1); nutrição (1); e química (1).  

Sobre as provas do concurso da Marinha


A seleção dos participantes compreenderá as seguintes etapas: prova objetiva com questões de língua portuguesa (25) e conhecimentos militares-navais (25), prevista para 4 de março; verificação de dados biográficos; inspeção de saúde; prova de títulos; verificação de documentos; designação à incorporação; e incorporação.
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA MARINHA - OFICIAIS

O SMV poderá atingir duração máxima de oito anos, desde que, neste período, a idade do militar não exceda 45 anos. O tempo de serviço é renovado anualmente, de acordo com os editais do concurso da Marinha.

Distribuição das vagas no concurso da Marinha


Estão em disputa postos em unidades da Marinha nas cidades de Manaus/AM, Natal/RN, Maceió/AL, Fortaleza/CE, Recife/PE, Belém/PA, Macapá/AP, Salvador/BA, Aracaju/SE, Brasília/DF, Ladário/MS, Florianópolis/SC, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Barra Bonita/SP, São Paulo/SP, Iperó/SP, Santos/SP, Presidente Epitácio/SP, Guaíra/PR, Foz do Iguaçu/PR, Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES; Angra dos Reis/RJ, Nova Friburgo/RJ, São Pedro da Aldeia/RJ; Arraial do Cabo/RJ; Mangaratiba/RJ e Macaé/RJ.
Continuar lendo

Atualizado: 14/08/2017 - 09:27

Será que vale a pena prestar esse concurso?

A dúvida é bastante comum entre os concurseiros, já que são muitos os fatores em jogo, como atribuições, perfil da vaga, localidade, entre outras questões abordadas nesta matéria especial. Confira!

Especial

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Prestar um concurso sempre foi uma ótima alternativa para ingressar no mercado de trabalho, já que a carreira em órgãos públicos é mais estável comparada com a iniciativa privada e geralmente oferece boa remuneração. Mesmo assim, é grande a quantidade de concurseiros que ficam receosos na hora de efetuar a inscrição e se questionam: vale a pena prestar esse concurso? Afinal, o candidato precisa avaliar se tem o perfil da vaga, facilidade com as atribuições do cargo e ou se demandará mudança de cidade ou Estado. Pensando nisso, o JC Concursos conversou sobre o tema com professor especialista na área e também um concurseiro para ajudar você a esclarecer esses eternos dilemas na vida dos candidatos. Confira!

Antes de fazer a inscrição, Thállius Moraes, professor e coordenador no AlfaCon Concursos Públicos e Oficial de Justiça Federal, explica que o candidato deve avaliar vários fatores. “Primeiramente, deve ser escolhida uma área que se enquadre nos objetivos traçados, lembrando que se trata de um trabalho e que boa parte da vida será no desempenho do mesmo. Outros pontos como a remuneração e o local de trabalho (se é perto ou longe da família), por exemplo, também são bastante importantes na hora de se fazer o planejamento”.

Ás vezes um concurso é bem remunerado e com boas condições de trabalho, mas a localidade é muito distante. Talvez não seja tão atrativo a longo prazo quanto outro certame que possua um salário menor, porém, fica no local onde o candidato pretende morar. Vale lembrar que esta questão varia muito de cada pessoa. “A dica é manter a mente aberta, pois muitas vezes queremos apenas ficar próximos de casa, mas temos muitos lugares maravilhosos para conhecer e talvez a ‘cidade da vida’ da pessoa ainda esteja para ser descoberta”, incentiva Moraes.

Perfil

Quando perguntado sobre um candidato que pretende concorrer a uma vaga fora do seu perfil profissional, Thállius, responde que em alguns casos, o concurso servirá como um mero treinamento para outra seleção que é realmente almejada. Já em outras situações, se o certame for de um setor que foge muito da área pretendida, essa finalidade fica perdida e a tentativa poderá frustrar o candidato. Um exemplo seria o concurseiro que tem por objetivo uma carreira policial, que é bem específica, ser aprovado em outra área. Nesse caso, a ocupação de um cargo administrativo poderia gerar um servidor insatisfeito e infeliz. “Muitos que buscam apenas um trabalho bem remunerado e estável, sem querer um envolvimento muito grande com o cargo, terminam por se frustrar em algumas atividades de caráter mais intenso, com um contato direto com o público (muitas vezes de maneira não agradável) como nas funções de policial, fiscais em geral ou oficiais de justiça”, explica.

Muitas pessoas se inscrevem em seletivas fora do perfil, mas pensando em passos maiores, conhecidos como “concurso trampolim” ou “concurso escada”. Desta forma, podem complementar os estudos e treinar para outro certame. Este é o caso de Sidnei de Oliveira, morador de Indaiatuba, no interior paulista, que prestou o concurso para o cargo de escrevente do Tribunal de Justiça de São Paulo no último mês de julho. “Fiz a prova por causa das questões sobre direito. Sou estudante da área jurídica e queria testar meus conhecimentos, pois acredito que poderá ajudar para outras vagas”, comenta.

Thállius explica que “os concursos usados como escada fazem parte da vida de pessoas que almejam um cargo cuja preparação demanda um prazo maior, mas enquanto isso precisam de algo para se manter. O ponto positivo é que ao ter uma renda, a pressão no estudo fica um pouco mais aliviada. O ponto negativo é justamente o perigo de se acomodar com essa renda e deixar de batalhar por um cargo mais atrativo, além, é claro, da diminuição do tempo disponível para estudar”. Outra orientação é ficar atento aos postos públicos que pagam pouco e exigem muito no trabalho, a chance de ficar preso em uma situação assim poderá colocar em risco o objetivo final.

Ter familiaridade com a função deve ser levada em consideração? Não necessariamente, explica Moraes. “Varia muito de acordo com a área pretendida. Caso a busca seja por uma atribuição mais tranquila e com boa remuneração, os cargos de natureza administrativa são os mais procurados. Mesmo que sejam em órgãos distintos, as atribuições são semelhantes. Contudo, em algumas áreas que possuem atribuições especiais, são também muito buscadas pelos candidatos, que objetivam a remuneração como algo secundário, pois o real desejo é por determinado cargo em particular”.

Pouco tempo

Candidatos com pouco tempo para estudar devem direcionar a preparação de maneira produtiva. “Fazer questões anteriores, simulados e resumos são algumas das ferramentas que irão auxiliar nessa preparação. Com o tempo mais escasso, deve-se priorizar sempre as matérias mais cobradas e os pontos mais importantes, mas essa estratégia também varia um pouco de acordo com a banca e o cargo desejado”, afirma Thállius.

Sidnei acrescenta que sua conduta é sempre a mesma, independente do concurso. “Preciso focar minha atenção na prova e estudar o que for preciso. Posso não ter interesse no cargo, mas se relaxar, não será proveitoso. Se não levar a sério, corro o risco de apenas perder tempo e dinheiro”, diz.

Outro ponto a ser observado é sobre dificuldade com uma ou mais disciplinas do conteúdo programático, fato que geralmente desanima o candidato. Um bom planejamento pode ajudar a encarar esse desafio, contudo, vale ressaltar que raramente alguém tem sintonia com todas as matérias do edital, afinal, é comum uns sentirem mais dificuldades em língua portuguesa, outros em matemática, alguns em determinadas matérias de direito e assim por diante. “A dica é pensar na disciplina como um simples meio para se alcançar um fim. Não precisa gostar, basta apenas aprender a responder a questão”, orienta Moraes. Muitas vezes o bloqueio com determinado tema é criado pelo próprio candidato. “Pensar de forma positiva, esforçar-se mais e manter-se sempre estudando, mesmo que em alguns momentos o resultado pareça não chegar, é fundamental”, complementa o professor do AlfaCon Concursos.

Vale a pena?

Para o indaiatubano Sidnei, de 27 anos, conhecer o cargo e suas atribuições pode incentivar, mas independentemente dessa identificação, o que muitas vezes faz a diferença é o aprendizado. “Acredito que vale muito a pena tentar! Sinto que saio mais fortalecido a cada concurso que tento a sorte. Na dúvida, sempre opto por fazer a prova. Como meu objetivo é maior, acho que é interessante pela preparação. Isso é muito válido”, conta.  

Ainda sobre motivação, Thállius dá a dica. “O estudo é na maior parte do tempo frustrante, cansativo e solitário, por isso tantos desistem no meio do caminho. O importante é aprender com os erros, ter em mente que desistir não é uma opção e manter sempre uma postura positiva. Pode demorar um pouco, pode ser difícil e exaustivo, mas aqueles que não desistem conseguem chegar lá”, finaliza.

Continuar lendo

Atualizado: 13/07/2017 - 11:02

Concurso Exército: abertas cinco vagas para engenheiro

Inscrições para o concurso do Exército vão de 1º de agosto a 6 de setembro. Seleção oferece cinco vagas e salário inicial de R$ 7,7 mil. Aprovados realizarão curso de formação no Instituto Militar de Engenharia (IME)

Nível superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

O Instituto Militar de Engenharia (IME) do Exército, sediado no Rio de Janeiro/RJ, publicou o edital para o concurso de admissão ao curso de formação de oficiais da ativa do quadro de engenheiro militares.

Serão preenchidas cinco vagas na área de engenharia de fortificação e construção (engenharia civil). Os candidatos deverão possuir, no ato da matrícula, em 5 de fevereiro de 2018, graduação em engenharia e, no máximo, 26 anos. A remuneração inicial é de R$ 7.796.
 
As inscrições para o concurso do Exército poderão ser realizadas entre os dias 1º de agosto e 6 de setembro, no site do IME (www.ime.eb.br). A taxa de participação é de R$ 110.

Sobre as provas do concurso para engenheiro do Exército

 
A avaliação escrita, válida pela primeira fase seletiva do concurso do Exército, compreenderá uma prova de conhecimentos específicos, em 25 de outubro, e duas provas mistas, uma de português e outra de inglês, em 26 de outubro.

Os exames serão aplicados em Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Campinas/SP, Campo Grande/MS, Curitiba/PR, Fortaleza/CE, Juiz de Fora/MG, Manaus/AM, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, São José dos Campos/SP, São Paulo/SP e Vila Velha/ES.
 
Nas demais etapas do concurso, programadas para ocorrer apenas no Rio de Janeiro/RJ, os candidatos serão submetidos à inspeção de saúde e exame de aptidão física, em datas a serem definidas.

Os aprovados para as cinco vagas realizarão o curso de formação no IME, com duração de um ano letivo. Após a formatura, já no posto de primeiro-tenente, os militares poderão servir nas organizações militares do Exército em todo o território nacional.
Continuar lendo

Atualizado: 10/07/2017 - 10:21

Concurso Exército: abertas 106 vagas na área da saúde

Oportunidades no concurso do Exército são destinadas a médicos (100 postos), dentistas (4) e farmacêuticos (2). Inscrições seguem disponíveis até 11 de agosto

Iniciais de R$ 7,7 mil

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Estão abertas as inscrições para o concurso do Exército destinado a preencher 106 vagas nos Cursos de Formação de Oficiais do Serviço de Saúde de 2018. Há oportunidades para médicos, dentistas e farmacêuticos.

Além de ensino superior completo, os candidatos devem possuir registro profissional no respectivo conselho da categoria e idade até 36 anos (em 31 de dezembro de 2018).

A área médica concentra o maior número de ofertas no concurso do Exército: são 100. Elas estão distribuídas entre as seguintes especialidades: anestesiologia (4 postos), cancerologia (2), cardiologia (4), cirurgia de cabeça e pescoço (1), cirurgia cardiovascular (2), cirurgia geral (5), cirurgia de mão (1), cirurgia pediátrica (1), cirurgia torácica (1), cirurgia vascular (2), clínica médica (5), dermatologia (2), endocrinologia e metabologia (2), endoscopia digestiva (2), geriatria (1), ginecologia e obstetrícia (3), hematologia e hemoterapia (1), infectologia (2), mastologia (2), medicina intensiva (4), medicina legal (1), nefrologia (3), neonatologia (3), neurologia (4), oftalmologia (3), ortopedia/traumatologia (2), otorrinolaringologia (2), patologia (2), pediatria (3), pneumologia (2), proctologia (2), psiquiatria (2), radiologia (3), radioterapia (1), reumatologia (1), sem especialidade (13) e urologia.

Dentistas têm chances em quatro especialidades: cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial (1), dentística restauradora (1), endodontia (1) e prótese dentária (1). O edital oferece, também, duas vagas para farmacêuticos.  

Os aprovados no concurso serão matriculados na Escola de Saúde do Exército (EsSEx), no Rio de Janeiro/RJ, como 1º tenente. O curso de formação terá duração de 37 semanas. Os alunos receberão alimentação, alojamento e assistências médica e odontológica, além de vencimentos iniciais de R$ 7.796.

Concurso Exército: inscrições e provas


Será possível se candidatar no concurso do Exército até 11 de agosto. O requerimento para inscrição está disponível no site http://www.essex.ensino.eb.br.

A ficha deve ser preenchida e encaminhada, via postal, à Escola de Saúde do Exército (rua Francisco Manuel, 44, Benfica, Rio de Janeiro/RJ, CEP 20911-270). A taxa para participar custa R$ 130.

Os inscritos no concurso do Exército serão avaliados em cinco fases. Na primeira delas, em 15 de outubro, farão prova objetiva com 50 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos gerais e específicos.

A aplicação ocorrerá em 17 cidades: Rio de Janeiro/RJ, São Paulo/SP, Campinas/SP,  Porto Alegre/RS, Santa Maria/RS, Belo Horizonte/MG, Juiz de Fora/MG, Curitiba/PR, Florianópolis/SC, Salvador/BA, Recife/PE, Belém/PA, Campo Grande/MS, Fortaleza/CE, Brasília/DF, Manaus/AM e Porto Velho/RO.

Nas demais etapas do concurso do Exército, haverá inspeção de saúde, de 8 a 19 de janeiro de 2018; teste físico, de 8 a 19 de janeiro; análise psicológica, em 18 de fevereiro; e revisão médica/comprovação de requisitos biográficos, de 5 a 9 de março. O início do curso está previsto para 12 de março.

Continuar lendo

Atualizado: 30/06/2017 - 12:02

Exército: concursos têm vagas para oficial e capelão

Interessados têm até 4 de agosto para se candidatar. Concursos do Exército selecionarão profissionais com formação superior para ingresso no Curso de Formação de Oficiais do Quadro Complementar e no Estágio de Instrução e Adaptação para Capelães

23 postos

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Estão abertas as inscrições dos concursos do Exército para ingresso, em 2018, no Curso de Formação de Oficiais do Quadro Complementar e no Estágio de Instrução e Adaptação para Capelães Militares. São oferecidas, ao todo, 23 vagas.

Será possível se candidatar até 4 de agosto, por meio do site http://www.esfcex.eb.mil.br. A taxa custa R$ 120.

O Curso de Formação de Oficiais do Quadro Complementar totaliza 20 postos. Podem se inscrever profissionais com até 36 anos e formação superior nas áreas de administração (3 postos), biblioteconomia (1), ciências contábeis (2), direito (7), enfermagem (2), informática (4) e pedagogia (1).

Já o Estágio de Instrução e Adaptação para Capelães Militares reúne três ofertas: duas para capelães católicos e uma para evangélico. Os requisitos de participação incluem: idade entre 30 e 40 anos, curso de formação teológica regular de nível superior e ao menos três anos de atividades pastorais.

Os aprovados farão curso com duração de 35 semanas na Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx), em Salvador/BA. Para capelães, o treinamento também prevê atividades em outras localidades.

Durante a fase preparatória, os alunos terão remuneração de R$ 7.082 para capelão e R$ 7.796 para oficial. Após a formatura, já nomeados aos postos de aspirante a oficial e primeiro tenente, respectivamente, os militares continuarão recebendo o mesmo valor.

Concursos Exército: sobre as provas


A seleção dos candidatos inscritos nos concursos do Exército envolverá as seguintes etapas: prova escrita com questões sobre conhecimentos gerais e específicos, em 17 de setembro; inspeção de saúde e exame de aptidão física, além de análise de títulos apenas para capelães.

Os exames serão aplicados em Aracaju/SE, Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Boa Vista/RR, Brasília/DF, Campinas/SP, Campo Grande/MS, Cuiabá/MT, Curitiba/PR, Florianópolis/SC, Fortaleza/SC, Goiânia/GO, João Pessoa/PB, Juiz de Fora/MG, Macapá/AP, Maceió/AL, Manaus/AM, Natal/RN, Palmas/TO, Porto Alegre/RS, Porto Velho/RO, Recife/PE, Resende/RJ, Rio Branco/AC, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, Santa Maria/RS, São Luís/MA, São Paulo/SP, Taubaté/SP, Teresina/PI, Uberlândia/MG e Vila Velha/ES.

Continuar lendo

Atualizado: 19/06/2017 - 11:25

Concurso da Marinha inscreve para 14 vagas

Chances são destinadas a profissionais graduados em engenharia (várias especialidades), educação física e ciências náuticas. Prazo para se candidatar vai até 26 de junho

Nível superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Marinha recebe até 26 de junho as inscrições para o concurso destinado a preencher 14 vagas de nível superior para ingresso nos Quadros Complementares de Oficiais, com reserva de uma chance a candidatos negros.

São cinco postos para o Quadro Complementar de Oficiais da Armada e nove para o Quadro Complementar de Oficiais Fuzileiros Navais. Podem se inscrever candidatos do sexo masculino com até 28 anos (em 1º de janeiro de 2018).

Há oportunidades no concurso da Marinha para profissionais graduados em engenharia - várias especialidades (11 vagas), educação física (2) e ciências náuticas (1).
 
Os aprovados farão curso com duração média de 39 semanas no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), situado na ilha das Enxadas, na Baía de Guanabara/RJ.

Concurso Marinha: inscrições e provas


As inscrições para o concurso da Marinha custam R$ 100 e podem ser realizadas pela internet (www.ensino.mar.mil.br) ou presencialmente em postos de atendimento no Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/SC, Brasília/DF, São Paulo/SP e Manaus/AM.

A seleção dos participantes compreenderá: prova objetiva e discursiva de conhecimentos profissionais e inglês, além de redação, em datas a serem definidas; inspeção de saúde; teste físico; análise de títulos; e verificação de dados biográficos.

Na primeira fase, a avaliação será aplicada em todas as cidades habilitadas pela Marinha para registro de candidaturas. O início do treinamento está previsto para 5 de março de 2018.

Sobre o curso de formação de oficiais da Marinha


Durante a fase de preparação, os aprovados no concurso da Marinha terão direito a uniforme, alimentação e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.

Após concluir a formação, os militares serão nomeados segundo-tenente, com salário inicial de R$ 7.082, e servirão embarcados em navios.  

Antes de atingir cinco anos da nomeação, os profissionais serão avaliados pela Comissão de Promoções de Oficiais, visando a sua permanência em caráter definitivo nas Forças Armadas.
Continuar lendo

Atualizado: 13/06/2017 - 14:43

Concurso Aeronáutica: inscrição aberta para 56 vagas

Oportunidades no concurso da Aeronáutica são para ingresso no curso de adaptação de médicos. As inscrições serão aceitas até 3 de julho

Nível superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Aeronáutica está com inscrições abertas do concurso público que visa o preenchimento de 56 vagas para ingresso no curso de adaptação de médicos. Após a conclusão do curso, o candidato será nomeado primeiro-tenente e será incluído no quadro de oficiais médicos.
As ofertas estão distribuídas entre as especialidades de alergologia (1 vaga), anestesiologia (7), anatomia patológica (1), cardiologia (7), cancerologia (2), cirurgia cardíaca (1), clínica médica (4), cirurgia torácica (1), cirurgia vascular-periférica (1), geriatria (1), ginecologia e obstetrícia (5), infectologista (2), hematologia (1), hemoterapia (1), nefrologia (2), oftalmologia (2), otorrinolaringologia (1), ortopedia (2), psiquiatria (6), radiologia (4) e urologia (4). 
Para concorrer a uma das vagas é necessário ter concluído com aproveitamento o curso superior em medicina, possuir título de especialista, registro no conselho de classe e idade inferior a 36 anos.
Interessados em participar do concurso da Aeronáutica deverão preencher a ficha de cadastro, disponível na página eletrônica www.fab.mil.br/ciaar, até as 15h do dia 3 de julho. O valor da taxa de inscrição é de R$ 130. 

Avaliações do concurso da Aeronáutica


Os candidatos serão avaliados por meio de prova escrita sobre língua portuguesa e conhecimentos especializados. Com quatro horas de duração, ela será aplicada na data prevista de 3 de setembro. 
No ato da inscrição o candidato deverá escolher a localidade onde deseja realizar a prova: Belém/PA, Recife/PE, Jaboatão dos Guararapes/PE, Fortaleza/CE, Natal/RN, Parnamirim/RN, Salvador/BA, Rio de janeiro/RJ, Belo Horizonte/MG, Lagoa Santa/MG, São Paulo/SP, Guarulhos/SP, Campo Grande/MS, Porto Alegre/RS, Canoa/RS, Curitiba/PR, Brasília/DF e Manaus/AM.
O concurso da Aeronáutica ainda será constituído das seguintes etapas: inspeção de saúde; exame de aptidão psicológica; teste de avaliação do condicionamento físico; prova prático-oral; validação documental; e curso de adaptação. 

Curso de adaptação da Aeronáutica


O curso terá duração aproximada de 17 semanas e abrange instruções nos campos geral, militar e técnico-especializado. Ele será realizado no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), em Belo Horizonte/MG, no ano de 2018.
A instrução ministrada no campo geral proporcionará o conhecimento a respeito de teorias e ensinamentos que possibilitem aos alunos atuar com eficiência na gestão de pessoas e processos e na ampliação da cultura geral.
Já a instrução ministrada no campo militar buscará, primordialmente, transmitir e reforçar os postulados básicos da vida castrense, referentes aos futuros postos, bem como desenvolver elevado grau de vibração, devoção e entusiasmo pela carreira na Força Aérea. 
A instrução ministrada no campo técnico-especializado adaptará o profissional às condições peculiares do ambiente em que exercerá a sua atividade ou especialidade e proporcionará conhecimento sobre a estrutura e o funcionamento do Comando da Aeronáutica, bem como sobre os procedimentos de rotina do oficial nos vários setores, de acordo com a sua área de atuação.
Continuar lendo

Atualizado: 12/06/2017 - 15:26

Concurso Marinha: oferta de seis vagas para capelão

São quatro chances para sacerdotes católicos e duas para evangélicos. Inscrições para o concurso da Marinha podem ser realizadas até 19 de junho, presencialmente ou pela internet

Salário de R$ 8,2 mil

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Marinha recebe até 19 de junho as inscrições do concurso público para ingresso ao Quadro de Capelães Navais. A seleção preencherá, ao todo, seis vagas, com reserva de um posto a candidatos negros.

As oportunidades estão distribuídas da seguinte forma: quatro para sacerdotes católicos e duas para pastores evangélicos, sendo um oriundo da igreja Batista e outro da Assembleia de Deus.

Os requisitos para participação no concurso da Marinha incluem: idade entre 30 e 40 anos (em 1º de janeiro de 2018), experiência de ao menos três anos em atividades pastorais e curso de formação teológica de nível universitário, reconhecido pela autoridade eclesiástica da religião.

Os aprovados farão curso de formação durante 39 semanas, no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no Rio de Janeiro/RJ, a partir de 5 de março de março de 2018.

Os militares serão matriculados na condição de guarda-marinha, com direito a salário de R$ 6.625 e alimentação, uniforme e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.

Após a formatura, os capelães da Marinha são promovidos ao posto de primeiro-tenente, graduação que apresenta vencimentos de R$ 8.245.

Concurso capelão Marinha: inscrições e provas


Será possível se inscrever para o concurso de capelão da Marinha pela internet (www.ensino.mar.mil.br ou www.ingressonamarinha.mar.mil.br) ou pessoalmente em 13 Estados e no Distrito Federal. A taxa de participação custa R$ 110.

Quem optar pela candidatura presencial deverá comparecer a uma das organizações militares no Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Brasília/DF, São Paulo/SP e Manaus/AM.

O concurso da Marinha será constituído por prova escrita de conhecimentos profissionais (50 questões) e redação, em data a ser definida, além de inspeção de saúde, teste físico, avaliação psicológica e análise de títulos.
Continuar lendo

Atualizado: 09/06/2017 - 09:36

Concurso Marinha: inscrição aberta para 12 ofertas

Para concorrer a uma das vagas do concurso da Marinha o candidato deverá possuir idade inferior a 29 anos no primeiro dia do mês de janeiro de 2018

Nível superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM) está com inscrições abertas de concurso público para ingresso no seu quadro complementar de oficiais intendentes. O processo seletivo visa o preenchimento de 12 vagas para o posto de segundo-tenente, sendo duas reservadas aos negros. 
Interessados em concorrer a uma das vagas devem possuir diploma de conclusão de curso de nível superior de administração, ciências contábeis ou economia e ter menos de 29 anos no primeiro dia do mês de janeiro de 2018. 
As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente pela internet, através dos endereços eletrônicos da Marinha www.ensino.mar.mil.br ou www.ingressonamarinha.mar.mil.br. A ficha de cadastro estará disponível nos sites até o dia 19 de junho. 
O candidato deverá efetuar o pagamento da taxa de participação, no valor de R$ 100, até a data limite de 23 de junho, observado o horário de funcionamento da rede bancária. 

Avaliações do concurso da Marinha


Com quatro horas de duração, a prova objetiva será composta por 50 questões de múltipla escolha, sendo 16 de administração, 12 de ciências contábeis, 12 de economia e 10 de inglês, além de uma redação. 
A avaliação será aplicada nas cidades do Rio de Janeiro/RJ, São Paulo/SP, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Brasília/DF e Manaus/AM. O dia, horários e locais de realização da prova serão divulgados nos sites da Marinha, a partir de 17 de julho.
O concurso da Marinha ainda contará com as seguintes etapas: inspeção de saúde; teste de aptidão física; verificação de dados biográficos; análise de títulos; e curso de formação de oficiais. 

Curso de formação


O candidato aprovado e classificado fará o curso de formação de oficiais no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no Rio de Janeiro. Ele terá a duração de aproximadamente 39 semanas.
O curso tem por finalidade o preparo do candidato para o exercício de cargos e funções em Organizações Militares da Marinha, situadas nos diversos Estados da Federação, de acordo com as suas qualificações e atendendo à conveniência do serviço, por meio da necessária instrução militar-naval.
Segundo o edital, o curso é constituído por um período de adaptação de, aproximadamente, três semanas e uma etapa básica compreendendo as atividades previstas nos respectivos currículos. 
O participante ingressará na graduação de guarda-marinha e, durante o curso, receberá remuneração atinente à sua graduação, como previsto na lei de remuneração dos militares, além de serem proporcionadas alimentação, uniforme, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.
O candidato ainda fará um estágio de aplicação, com duração de até seis semanas, que tem por finalidade a adaptação às características do serviço naval inerentes à profissão, à complementação de sua formação militar-naval e à avaliação complementar para o desempenho de funções técnicas e administrativas. 
Continuar lendo

Atualizado: 27/04/2017 - 15:15

Concurso Marinha: abertas 29 vagas de nível superior

As inscrições do novo concurso da Marinha já estão abertas e serão aceitas até o dia 29 de maio

Corpo auxiliar

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Diretoria de Ensino da Marinha está com inscrições abertas do novo concurso público que preencherá 29 vagas do seu quadro técnico do corpo auxiliar. As funções técnico-administrativos visam às atividades de apoio técnico, gerenciais e administrativas em geral, além das atividades inerentes à carreira militar.
Aqueles que têm formação superior e idade inferior a 36 anos estão aptos às carreiras de comunicação social (2 vagas), direito (4), educação física (2), estatística (2), informática (6), meteorologia (2), oceanografia (2), pedagogia (3), psicologia (2), serviço social (2) e segurança do tráfego aquaviário (2). 
Interessados em participar do concurso da Marinha deverão preencher a ficha de cadastro, disponível no endereço eletrônico www.ensino.mar.mil.br, até o dia 29 de maio. O valor da taxa de inscrição é de R$ 110 e o pagamento deverá ser efetuado até o dia 2 de junho. 

Avaliações do concurso da Marinha


Os candidatos serão submetidos à prova escrita objetiva de conhecimentos profissionais, composta por 50 questões, além de uma redação que deverá conter entre 20 e 30 linhas. Com quatro horas de duração, elas serão aplicadas em dias, horário e locais divulgados, oportunamente, no site da Marinha
As provas serão realizadas nas seguintes cidades: Rio de Janeiro/RJ, São Paulo/SP, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Brasília/DF e Manaus/AM. 
O concurso da Marinha ainda contará com as seguintes etapas: inspeção de saúde, teste de aptidão física, verificação de dados biográficos, análise de títulos, prova discursiva de conhecimentos profissionais para a profissão de direito e curso de formação de oficiais. 

O curso da Marinha


Com início em março de 2018, o curso de formação de oficiais será realizado no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no Rio de Janeiro, e terá duração de cerca de 39 semanas. Ele tem por finalidade o preparo do candidato para o exercício de cargos e funções em organizações militares da Marinha, situadas em qualquer Unidade da Federação, de acordo com as suas qualificações e atendendo à conveniência do serviço, por meio da necessária instrução militar-naval.
O curso é constituído por um período de adaptação de, aproximadamente, três semanas e uma etapa básica compreendendo as atividades previstas nos respectivos currículos. Durante esse curso, o guarda-Marinha receberá remuneração atinente à sua graduação, além de serem proporcionados alimentação, uniforme, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.
Durante o curso de formação de oficiais, o candidato fará um estágio de aplicação, com duração de até oito semanas, que tem por finalidade a adaptação às características do serviço naval inerentes à profissão, a complementação de sua formação militar-naval e a avaliação complementar para o desempenho de funções técnicas e administrativas. 
O ingresso no quadro técnico ocorrerá no posto de primeiro-tenente, após o candidato ter sido aprovado e classificado em todas as fases da seleção.
Continuar lendo

Atualizado: 07/04/2017 - 11:54

Aeronáutica: diversos concursos previstos para 2017

Concursos da Aeronáutica estão programados para saírem entre maio e agosto. No total, serão lançados três cursos de formação para várias carreiras

Para ambos os sexos

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Junto com o Exército e a Marinha, a Aeronáutica também já divulgou a previsão dos seus concursos que serão lançados no decorrer deste ano. As oportunidades se destinarão a diversas funções e com os mais variados requisitos.
Os programas de ingresso que ainda deverão ser abertos em 2017 são os seguintes: Curso de Adaptação de Médicos da Aeronáutica (Camar), Curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica (CFS) e Curso Preparatório de Cadetes do Ar (CPCAR).
A estimativa é de que os novos editais dos concursos da Aeronáutica saiam entre maio e agosto. Os processos de triagem constarão de exame de escolaridade, inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, prova prático-oral, teste de avaliação do condicionamento físico e/ou validação documental, de acordo com o programa aberto. As provas devem ocorrer em todo o país.

Saiba mais sobre os concursos da Aeronáutica


O Camar ocorrerá no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica, em Belo Horizonte (MG). Poderão participar pessoas de ambos os sexos, com formação superior e idade até 36 anos no dia 31 de dezembro. As inscrições estão previstas para julho.
Para participar do CFS será preciso que os homens e as mulheres tenham entre 17 e 25 anos. O curso ocorrerá em Guaratinguetá (SP) e as inscrições devem ocorrer em agosto.
Em maio estão programadas as inscrições para o CPCAR, que se destina a pessoas de ambos os sexos e com idade entre 14 e 19 anos. Os ingressantes farão o curso em Barbacena (MG).
Continuar lendo

Atualizado: 05/04/2017 - 11:10

Marinha abre concurso com 64 vagas para engenheiro

Inscrições no concurso para ingresso no Corpo de Engenheiros da Marinha foram encerradas em 28 de abril. Provas ainda não têm data definida. Após completar formação de 39 semanas, aprovados serão nomeados primeiro-tenente, com salário de R$ 7,7 mil

Nível superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Depois de encerrar, em 28 de abril, as inscrições do concurso público com oferta de 64 vagas para ingresso no Corpo de Engenheiros (CP-CEM), sendo 12 chances reservadas a candidatos negros, a Marinha trabalha agora para dar início ao processo de seleção dos candidatos.

Do total de postos em disputa, dois são para profissionais graduados em arquitetura e urbanismo. Os demais destinam-se a engenheiros com formação em 13 especialidades: engenharia cartográfica (3), civil (4), materiais (2), produção (4), sistemas de computação (5), telecomunicações (2), elétrica (9), eletrônica (6), mecânica (12), mecatrônica (2), naval (8), nuclear (3) e química (2).

Puderam se inscrever no concurso da Marinha candidatos de ambos os sexos com até 35 anos (em 1º de janeiro de 2018). Os aprovados farão curso com duração média de 39 semanas no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), situado na ilha das Enxadas, na Baía de Guanabara/RJ. O início do treinamento está previsto para 5 de março de 2018.

Durante a fase de preparação, os estudantes terão direito a uniforme, alimentação e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa, além de auxílio financeiro mensal.

Após concluir a formação, os arquitetos e engenheiros da Marinha serão nomeados primeiro-tenente, graduação que conta com salário de R$ 7.796, conforme a tabela de remunerações das Forças Armadas.

Concurso Marinha: provas para ingresso no Corpo de Engenheiros


As inscrições para o concurso da Marinha custaram R$ 110. Os interessados optaram por se candidatar pela internet (www.ensino.mar.mil.br) ou presencialmente.

Houve atendimento no Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/SC, Cuibá/MT, Brasília/DF, São Paulo/SP e Manaus/AM.

A seleção dos inscritos no concurso da Marinha compreenderá: prova objetiva e discursiva de conhecimentos profissionais, redação e tradução de texto em inglês, em datas a serem definidas; inspeção de saúde; teste físico; análise de títulos; e verificação de dados biográficos.

Sobre o Corpo de Engenheiros da Marinha


De acordo com a Marinha, o Corpo de Engenheiros gerencia e conduz as atividades de pesquisa, desenvolvimento, manutenção e projetos de meios navais, aeronavais e de fuzileiros navais e de seus equipamentos, além de realizar outras atividades específicas de cada especialidade na área de engenharia.
Continuar lendo

Shopping