Órgão começa a nomear servidores para técnico e perito

A autorização foi concedida pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, durante reunião com o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, realizada no dia 2 de maio.

Redação
Publicado em 04/05/2012, às 10h07

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, confirmou a contratação de 1.050 aprovados no concurso que ofereceu 1.875 vagas em Agências da Previdência Social (APS) espalhadas por todo o país.
Segundo o anúncio feito pelo ministro via Twitter, na tarde de quinta-feira (3), está autorizada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão a nomeação de 900 técnicos do seguro social e 150 peritos médicos previdenciários. Ainda não há data estipulada para os outros 600 técnicos e 225 peritos assumirem os postos.
“A definição das APS que receberão servidores será concluída até amanhã [4 de maio] e serão encaminhadas para o Min. do Planejamento para nomeação”, divulgou Garibaldi Alves Filho.
Prévia A autorização para a nomeação de 1.050 aprovados foi concedida após reunião realizada entre o ministro da Previdência Social e a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no dia 2.
O encontro já havia sido adiado por três vezes: de 24 de abril para a tarde do dia 25; de 25 para 26 de maio e, por fim, do dia 26 para a última quarta-feira.
O concurso O edital da seleção pública foi lançado em 16 de dezembro de 2011 com 375 oportunidades para perito médico previdenciário (superior em medicina) e 1.500 de técnico do seguro social (nível médio).
O total de interessados chegou a 921.136. A maior concorrência foi observada para técnico no Distrito Federal, que atingiu 34.755 inscrições, enquanto a carreira de perito em Macapá registrou 18 concorrentes.
A avaliação dos candidatos foi realizada em 12 de fevereiro por todo o Brasil, com 182.737 desistências.
Os gabaritos foram liberados no dia 15 do mesmo mês pela Fundação Carlos Chagas. O resultado final do concurso saiu em 27 de março.
Quem conseguiu passar para técnico receberá remuneração mensal de até R$ 4.496,89. Já os peritos médicos contarão com vencimentos iniciais de R$ 4.536,53 e teto salarial de R$ 9.070,93. A jornada para ambas as profissões é de 40 horas semanais.
Pâmela Lee Hamer 

Comentários

Mais Lidas