Tudo Sobre

Empregos Secretarias

Rumo ao sucesso no concurso para fiscal do ISS

Professores dão dicas sobre os tópicos que cairão na prova de conteúdos específicos. Confira!



Redação
Publicado em 09/02/2012, às 14h48

Nesta semana finalizamos as dicas para o cargo de fiscal do ISS, da Secretaria Municipal de Finanças de São Paulo, com conselhos de professores sobre a prova objetiva de conteúdo específico para cada área de especialização, ou seja, especialização em gestão tributária e tecnologia da informação.

Para a área de gestão tributária serão pedidas as matérias de administração pública, economia, auditoria e informática básica, enquanto a área de tecnologia da informação terá apenas o tópico de mesmo nome. Confira cada uma delas e boa sorte nos estudos!

Administração pública – O professor Marcelo Marques, do Concurso Virtual, diz que devido o processo de modernização, as instituições públicas têm exigido conhecimentos mais amplos dos candidatos às carreiras públicas, pois elas estão sendo mais cobradas quanto aos seus resultados. “Desde 1995, quando do Plano Diretor de Reforma do Aparelho do Estado (PDRAE), até os dias de hoje, a disciplina administração pública vem caindo nos diversos concursos. A Fundação Carlos Chagas exige dos candidatos um conhecimento bem ampliado dos vários movimentos de reformas que ocorreram na esfera pública, além das novas tecnologias gerenciais, advindas da iniciativa privada, que passam a nortear as estratégias na gestão pública”. Complementa.

Ele afirma que é imprescindível que o candidato leia o PDRAE, “uma vez que muitas questões são retiradas, na íntegra, desse instrumento”. E acrescenta aos itens de estudo as premissas do GESPÚBLICA, programa de qualidade e desburocratização coordenado pela Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Economia – Para Luiza Sampaio, professora do Instituto IOB, o conteúdo privilegiou apenas macroeconomia, deixando de lado a parte de microeconomia. “É um conteúdo amplo, porém, semelhante ao pedido em outros concursos da área fiscal, o que não deve surpreender quem é concurseiro já há algum tempo. Como o número de questões é bastante expressivo (20), o candidato deve estar bem preparado, porque a FCC deverá abordar praticamente todos os tópicos apresentados no edital. Uma dica legal a ser seguida é procurar fazer questões de concursos anteriores para se familiarizar com a linguagem do concurso e identificar os tópicos mais abordados pela banca examinadora”. 

A professora alerta: “A FCC é tendenciosa em pedir questões sobre as diferenças entre os produtos da economia (nacional, interno, bruto, líquido, a custo de fatores e a preço de mercado), bem como a sua determinação, utilizando os conceitos das identidades macroeconômicas, índices de preços (Laspeyre e Paashe), a nova estrutura do balanço de pagamentos adotada depois de 2001, o multiplicador bancário, política fiscal e monetária e suas repercussões no modelo ISLM e no modelo ISLMBP com câmbio fixo e flexível, a curva de Phillips, abordando a inflação esperada, a inflação de demanda e a inflação de custos e as expectativas racionais e adaptativas”.

Luiza acrescenta que o modelo de Solow e economia intertemporal nem sempre fazem parte dos conteúdos exigidos pela FCC em provas anteriores, “por isso, o candidato deve ter cuidado nessa prova, porque provavelmente deverá ser cobrado. Para estudar esses conteúdos, é necessário que o aluno adquira material de economia direcionado para concurso público para focar exatamente no que mais é exigido. O ideal seria o candidato procurar algum curso preparatório para concurso público que aborde o conteúdo dessa prova, porque agiliza a aprendizagem e sana as dúvidas que poderão surgir”. Pois, para ela, economia não é uma disciplina fácil para estudar sozinho, devido a sua linguagem própria, o famoso "economês". Sobre a banca, a professora afirma que a FCC costuma pedir questões longas que exigem um aprofundamento maior na matéria e uma rapidez de raciocínio, sendo assim, o aluno que estiver bem preparado não terá dificuldades em resolvê-las, mas deverá ter destreza para não perder tempo e correr o risco de não ser aprovado. “Para compensar essas questões que exigem maior atenção, a FCC cobra também questões bem taxativas, que envolvem mais habilidade de memória que de raciocínio e que podem ser respondidas rapidamente”, consola.

Auditoria – Edson Pimentel, professor da Faculdade da Academia Brasileira de Educação e Cultura (FABEC), é quem dá as dicas de auditoria: “desde 2010, as normas de contabilidade e auditoria sofreram muitas alterações. E o fato de ter mencionado que o conteúdo a ser exigido estará em conformidade com as Normas Brasileiras de Contabilidade relativas ao trabalho de auditoria aprovadas pelo Conselho Federal de Contabilidade é muito bom, pois já vão ser cobradas as normas novas”.

Ele admite que este é um conteúdo pesado pelo que consta no edital e alega que o aluno deve ter uma leitura muito atenta. 

Para ele, o ponto que merece uma atenção especial é a NBC TA 200, “pois é uma norma genérica sobre todas as mudanças ocorridas a partir de 2010. Ela aborda um pouco de todos os temas que são citados no edital. Especial atenção com relação às normas de auditoria interna que continuam sendo as normas anteriores a 2010”.

O professor finaliza suas dicas dizendo que as provas da FCC costumam ser muito literais, por isso o aluno deve estudar fazendo muitos exercícios de provas anteriores.

Informática básica – O professor Frank Mattos, da Academia do Concurso, diz que nesta matéria os enunciados costumam ser confusos, difíceis de entender, ou até mesmo feitos com certa “maldade”, e por isso, o candidato deve tentar fazer a prova por eliminação, pois muitas vezes não se encontra a opção certa a ser marcada logo no início.

“Dê preferência ao estudo de hardware: funcionamento de cada equipamento e memórias, processos e threads. Sistema operacional: sistema de arquivo (FAT, FAT16, FAT32, NTFS, Ext2, EXT3 e EXT4); características como multiusuários, monolíticos, multitarefas, e multiprogramável. Rede: topologia de rede, protocolos, firewall, VPN, encapsuladores, internet, intranet e extranet. Segurança: todos os tipos de malwares e ataques, confidencialidade, integridade, autenticidade, assinatura digital, chaves, certificados, MD5 e tipos de backups. Excel e Calc: estruturas das fórmulas e funções, preenchimento, copiando, recortando e colando fórmulas. Word, Writter, Power point e Impress: estudar as diferenças de cada menu, pois a FCC não pede botões”. Segundo ele, essas são as partes que mais caem na prova de fiscal.

Tecnologia da informação – Luiz Lima, professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, considera o conteúdo programático vasto e abrangente, pois “cobre praticamente o programa específico de um curso de graduação em sistemas de informação”.

Ele diz que um ponto importante para os profissionais dessa área não é conhecer tudo, o que beira o impossível, mas conhecer o significado das siglas envolvidas e conseguir montar um contexto onde tecnologias e metodologias têm seu sentido. 

Ele aconselha que o candidato desenhe um mapa de relações, pois “pode ser um excelente instrumento de aprendizagem e fixação”.  E acrescenta a consulta a fontes triviais da internet, “como a Wikipedia, que pode fornecer explicações breves sobre o significado de cada um dos acrônimos e apelidos com boa precisão. Particularmente, o interesse atual desta área tem se concentrado em elementos ligados à gestão da informação e do conhecimento. Neste ponto os conceitos ligados à Data Warehouse, Online Analytical Processing (OLAP), Data Mining, Business Intelligence (BI), Extract Transform Load (ETL), modelagem, e otimização de bases de dados multidimensionais, constituem alguns dos pontos centrais para organizações que buscam padrões em séries históricas de dados”. 

Carolina Pera

Veja também

STJ/DF: Saiu edital com 28 oportunidades de até R$ 6,6 mil

1.875 vagas: Confira orientações para provas do concurso do INSS

Sobre FCC - Fundação Carlos Chagas

Instituição de direito privado e sem fins lucrativos, a Fundação Carlos Chagas (FCC) concentra suas atividades em duas grandes áreas: pesquisa/educação e organização de concursos/processos seletivos. A banca pode ser contatada pelo telefone (11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

+ Resumo Empregos Secretarias

Secretarias
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: FCC

+ Agenda

08/02/2013 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas