MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Concurso Nacional Unificado: conheça as vantagens de prestar o exame

O governo federal prepara um Concurso Nacional Unificado, que visa preencher quase oito mil vagas distribuídas em mais de 50 órgãos do Executivo Federal

Concurso Nacional Unificado: caneta preenche folha de resposta
Concurso Nacional Unificado: caneta preenche folha de resposta - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 29/08/2023, às 17h07

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Está em curso um projeto que promete revolucionar a forma como os concurseiros se preparam para ingressar no serviço público federal. O governo federal, por meio do Ministério da Gestão e da Inovação, prepara a realização de um Concurso Nacional Unificado, que visa preencher quase oito mil vagas distribuídas em mais de 50 órgãos do Executivo Federal.

Essa iniciativa inovadora busca proporcionar vantagens significativas aos candidatos e otimizar o processo de seleção. O modelo proposto pelo governo é inspirado no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e prevê a aplicação simultânea das provas em todo o país, em 180 cidades brasileiras.

A data prevista para esse grande desafio é o dia 25 de fevereiro do próximo ano. O edital, já aguardado pelos concurseiros, tem sua publicação prevista até o dia 20 de dezembro deste ano. O Ministério da Gestão e da Inovação está à frente da proposta e planeja criar um comitê organizador até o dia 20 de setembro, responsável por conduzir a logística e garantir a execução adequada do processo seletivo.

A adesão dos órgãos participantes é voluntária e deverá ser formalizada até o dia 29 de setembro. Já se sabe que o Ministério das Minas e Energia (MME) ficará de fora, pois já está com processo seletivo avançado em curso. Clique aqui para conferir quais órgãos federais estão autorizados a realizar concurso público e podem aderir ao exame unificado.

O secretário de Gestão de Pessoas do MGI, José Celso Cardoso, usou as redes sociais para compartilhar detalhes sobre o concurso nacional. Os números são expressivos: mais de 8 mil vagas estão disponíveis, distribuídas em áreas diversas como:

  • Políticas Sociais
  • Justiça
  • Saúde
  • Educação
  • Ciência e Tecnologia
  • Inovação
  • Agricultura
  • Meio Ambiente
  • Desenvolvimento Agrário

O que se sabe sobre a aplicação da prova até o momento?

O modelo de avaliação também traz novidades. As provas serão divididas em duas etapas, a serem realizadas no mesmo dia. A primeira consistirá em provas objetivas com questões de múltipla escolha sobre conhecimento comum a todos os candidatos. Na sequência, os concorrentes enfrentarão provas sobre conhecimentos específicos e dissertativas organizadas em blocos temáticos.

A comunidade de concurseiros já demonstrou interesse e expectativa em relação a essa nova abordagem. Marlos Ribeiro, um arquivologista que também é servidor público e mantém sua rotina de estudos para novos concursos, enxerga essa unificação como um avanço positivo no processo seletivo.

O professor Diego Brunno de Sousa também comenta sobre a proposta, ressaltando que seu sucesso dependerá da forma como será implementada e conduzida. Ele observa que, se bem executada, essa abordagem pode trazer muitos benefícios para os candidatos e para o próprio sistema de seleção.

Vantagens do Concurso Nacional Unificado

As vantagens desse Concurso Nacional Unificado para os candidatos são inúmeras. Dentre elas, destacam-se:

  • Pagamento de uma única taxa de inscrição, gerando economia para os bolsos dos candidatos;
  • Realização de uma única prova, diminuindo o desgaste e a pressão sobre os concurseiros;
  • Oportunidade de concorrer a diversos cargos em inúmeros órgãos participantes, aumentando as chances de conquistar uma vaga;
  • Preparação direcionada para um único edital, otimizando o estudo;
  • Maior probabilidade de ser convocado em um cadastro reserva, devido à rotatividade de servidores nos diversos órgãos federais participantes, que podem precisar repor cargos vagos por aposentadoria e desligamentos por inúmeros motivos ao longo do prazo de validade do concurso unificado;

Cronograma já foi divulgado

O cronograma detalhado do Concurso Nacional Unificado foi divulgado recentemente pelo Ministério da Gestão e da Inovação. As datas-chave incluem:

  • Adesão dos órgãos: até 29 de setembro de 2023;
  • Publicação do edital: até 20 de dezembro de 2023;
  • Aplicação da prova: 25 de fevereiro de 2024;
  • Divulgação do resultado preliminar: até o final de abril de 2024;
  • Cursos de formação: entre junho e julho de 2024.

Essa iniciativa promete trazer mudanças significativas à maneira como os candidatos se preparam para concursos públicos federais. A unificação das provas e a oportunidade de concorrer a múltiplas vagas de forma mais simplificada e eficiente podem revolucionar o cenário dos concursos no país.

+++Acompanhe as principais notícias no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google News

+ Resumo do Concurso Nacional Unificado 2024

Governo Federal
Vagas: 6640
Taxa de inscrição: De R$ 60,00 Até R$ 90,00
Cargos: Médico, Contador, Engenheiro
Áreas de Atuação: Administrativa, Saúde
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 3741,84 Até R$ 22921,71
Organizadora: Fundação Cesgranrio
Estados com Vagas: AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO‍, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC, SP, SE, TO

+ Agenda do Concurso

19/01/2024 Abertura das inscrições Adicionar no Google Agenda
09/02/2024 Encerramento das inscrições Adicionar no Google Agenda
05/05/2024 Prova Adicionar no Google Agenda
concursos publicosconcursos autorizadosconcursos federaisconcursos 2024

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.