MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | Cursos Gratuitos

Concurso Nacional Unificado: sobe para 228 o número de cidades de provas

O Concurso Nacional Unificado incluiu oito novos municípios para atender a logística pelo grande número de candidatos inscritos. Provas serão aplicadas em maio

Concurso Nacional Unificado: vista panorâmica da Esplanada dos Ministérios com o Congresso Nacional ao fundo
Concurso Nacional Unificado: vista panorâmica da Esplanada dos Ministérios com o Congresso Nacional ao fundo - Foto: José Cruz/Agência Brasil
Patricia Lavezzo

Patricia Lavezzo

patricia@jcconcursos.com.br

Publicado em 04/04/2024, às 09h29

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Concurso Nacional Unificado, conhecido como "Enem dos Concursos", contou com aumento no número de cidades que serão aplicadas as provas, agora serão 228 municípios. O anúncio foi feito pelo Governo nesta quinta-feira, dia 4 de abril.

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

As oito novas cidades estão todas no entorno do Distrito Federal, que é a Unidade da Federação com maior número de inscritos no CPNU - 220 mil candidatos, superando cidades mais populosas como Rio de Janeiro e São Paulo. Veja os municípios que foram acrescentados a seguir:

  • Águas Lindas de Goiás;
  • Cidade Ocidental;
  • Formosa;
  • Luziânia;
  • Novo Gama;
  • Santo Antônio do Descoberto;
  • Planaltina; e
  • Valparaíso de Goiás.

Para a realização da prova em uma dessas cidades, será levado em consideração o CEP que o candidato indicou na hora da inscrição.

As provas objetivas e discursivas estão marcadas para o dia 5 de maio de 2024, nos períodos da manhã e tarde. A aplicação dos exames será feita pela Fundação Cesgranrio.

Para algumas carreiras, a seleção envolverá, ainda, etapas como análise de títulos (com envio dos documentos comprobatórios entre 29 de junho e 1º de julho) e curso de formação (em datas a serem oportunamente informadas).

+ 📷 Série de vídeos tira dúvidas sobre os editais

A divulgação das notas da primeira fase ocorrerá em 3 de junho, enquanto os resultados finais serão anunciados em 30 de julho. Os aprovados começarão a ser chamados a partir de 5 de agosto.

Vale ressaltar que para viabilizar a logística e segurança do certame, uma rede de aplicação foi estabelecida, conectando órgãos das administrações públicas federais e estaduais. Houve, inclusive, a integração com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp/MJSP), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Força Nacional (FN) e Secretarias de Segurança Pública Estaduais.

Mais informações sobre a seleção

O Concurso Público Nacional Unificado registrou 2,1 milhões de inscritos e já é o concurso com o maior número de candidatos realizado no Brasil, superando os recordes anteriores, dos certames do Banco do Brasil de 2021 e 2022, que registraram, respectivamente, 1,6 e 1,5 milhão de inscritos.

+ 🌎 Veja a lista de todos os concursos abertos no Brasil

O processo seletivo está dividido entre blocos temáticos, que agrupam órgãos e carreiras de aptidões similares. Pagando uma única taxa de inscrição, os candidatos puderam escolher uma entre oito áreas onde desejam trabalhar:

  • infraestrutura, exatas e engenharias (727 vagas);
  • tecnologia, dados e informação (597 vagas);
  • ambiental, agrário e biológicas (530 vagas);
  • trabalho e saúde do servidor (971 vagas);
  • educação, saúde, desenvolvimento social e direitos humanos (1.016 vagas);
  • setores econômicos e regulação (359 vagas);
  • gestão governamental e administração pública (1.748 vagas);
  • nível intermediário (692 vagas).

No momento da inscrição, além de optar por um dos blocos temáticos, os candidatos elencaram a ordem de preferência entre as oportunidades disponíveis dentro da respectiva área escolhida.

Veja os órgãos participantes

Voluntária, a adesão dos órgãos ao Concurso Nacional Unificado pôde ser feita até outubro do ano passado. No total, 21 instituições estão participando da seleção. São elas:

  • Advocacia-Geral da União (AGU) — 400 vagas;
  • Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) — 40 vagas;
  • Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) — 35 vagas;
  • Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) — 30 vagas;
  • Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) — 502 vagas;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) — 895 vagas;
  • Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) — 742 vagas;
  • Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) — 50 vagas;
  • Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) — 520 vagas;
  • Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) — 296 vagas;
  • Ministério da Cultura (MinC) — 50 vagas;
  • Ministério da Educação (MEC) — 70 vagas;
  • Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) — 1.480 vagas;
  • Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) — 130 vagas;
  • Ministério da Saúde — 220 vagas;
  • Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDCI) — 110 vagas;
  • Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO) — 60 vagas;
  • Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) — 900 vagas;
  • Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) — 40 vagas;
  • Ministério dos Povos Indígenas (MPI) — 30 vagas;
  • Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) — 40 vagas.

Há vagas para arquiteto, administrador, analista técnico-administrativo, técnico de laboratório, engenheiro, contador, médico, entre outras diversas carreiras (veja a relação completa aqui). Em relação às cotas, os editais reservam:

  • 20% das vagas para pessoas negras;
  • 5% das vagas para pessoas com deficiência;
  • 30% das vagas para indígenas no quadro de servidores da Funai.

📄 Baixe os editais do Concurso Nacional Unificado

📅 Veja as principais datas do cronograma

  • Publicação dos editais: 10 de janeiro

  • Inscrições: de 19 de janeiro a 9 de fevereiro

  • Solicitação de isenção da taxa de inscrição: de 19 a 26 de janeiro

  • Divulgação dos locais de provas: 25 de abril

  • Aplicação das provas: 5 de maio

  • Divulgação dos gabaritos preliminares: 7 de maio

  • Prazo para interposição de recursos contra os gabaritos: de 7 a 8 de maio

  • Divulgação das notas finais e preliminares, respectivamente, das provas objetiva e discursiva: 21 de junho

  • Envio dos documentos relativos à análise de títulos: de 29 de junho a 1º de julho

  • Divulgação dos resultados finais: 30 de julho

  • Início da convocação para posse e cursos de formação: 5 de agosto

+++ O JC Concursos disponibiliza mais detalhes sobre o processo seletivo, como atribuições e conteúdo programático, na página do Concurso Nacional Unificado

Siga o JC Concursos no Google News

+ Resumo do Concurso Nacional Unificado 2024

Governo Federal
Vagas: 6640
Taxa de inscrição: De R$ 60,00 Até R$ 90,00
Cargos: Médico, Contador, Engenheiro
Áreas de Atuação: Administrativa, Saúde
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 3741,84 Até R$ 22921,71
Organizadora: Fundação Cesgranrio
Estados com Vagas: AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO‍, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC, SP, SE, TO

+ Agenda do Concurso

19/01/2024 Abertura das inscrições Adicionar no Google Agenda
09/02/2024 Encerramento das inscrições Adicionar no Google Agenda
05/05/2024 Prova Adicionar no Google Agenda
concursos publicosconcursos abertosconcursos federaisprovas anteriores

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.