MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Concurso no Piauí: filha e genro de prefeito se classificam em 1º e 2º lugar

Um concurso no Piauí para o cargo de procurador municipal tem levantado suspeita pelo grau de parentesco dos classificados com o prefeito

Concurso no Piauí: sede da Prefeitura de Assunção do Piauí
Concurso no Piauí: sede da Prefeitura de Assunção do Piauí - Google Street View
Patricia Lavezzo

Patricia Lavezzo

patricia@jcconcursos.com.br

Publicado em 24/03/2023, às 10h53

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Um caso suspeito ocorreu em concurso no Piauí, mais precisamente na cidade de Assunção do Piauí. Acontece que a filha e o genro do prefeito, Antônio Luiz Neto, passaram em 1º e 2º lugar no concurso para procurador do município, segundo informações do Portal G1.

No resultado preliminar da prova objetiva constam os nomes de Leila Maria Lima Mota e Ronnivom de Sousa Lima, na primeira e segunda colocação, respectivamente. Além de ser genro do prefeito, Ronnivom ainda é presidente da Câmara Municipal de Assunção do Piauí. Leila é filha do prefeito e secretária municipal de finanças.

Somente o cargo de procurador municipal recebeu 59 inscrições para disputar duas vagas. A prova objetiva ocorreu no dia 12 de fevereiro de 2023 e no resultado preliminar do exame foram classificados dez candidatos.

O cargo de procurador municipal do município de Assunção do Piauí recebe o salário mensal de R$ 3.985,30, para jornada de trabalho de 30 horas semanais.

OAB do Piauí notificou MP

O resultado preliminar causou discussão na cidade e levantou suspeita sobre a idoneidade do concurso público. A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, solicitou informações à Prefeitura de Assunção do Piauí e também notificou o Ministério Público do Estado e pediu a apuração do caso.

O Presidente da OAB-PI, Celso Barros Coelho Neto, destacou que a legislação considera ilegal a nomeação de parentes de até terceiro grau do gestor responsável pela admissão.

“Recebemos uma denúncia de irregularidade no certame, oficiamos o prefeito, o Ministério Público e pedimos explicações sobre todo o processo de realização do concurso. Em nenhum concurso público pode se ter dúvida de sua lisura sob pena de ser anulado”, afirmou o Presidente da OAB-PI, Celso Barros Coelho Neto.

Até o momento, o prefeito e a prefeitura não se manifestaram sobre o caso.

Siga o JC Concursos no Google Newsconcursos publicosconcursos 2024provas anteriores

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.