MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil
Tudo Sobre

Concurso PC SP 2022 — Investigador e escrivão

Concurso PC SP: confira o que estudar para a prova de investigador

Com remuneração inicial de quase R$ 5 mil, concurso PC SP (Polícia Civil de São Paulo) oferta 2.500 vagas no total, sendo 900 para investigador. Inscrições começam nesta quinta-feira, 3 de março



Mylena Lira | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 02/03/2022, às 16h03

Concurso PC SP: agentes em pé próximos à viatura da Polícia Civil de São Paulo
Concurso PC SP: agentes em pé próximos à viatura da Polícia Civil de São Paulo - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A Polícia Civil do Estado de São Paulo publicou quatro editais para a contratação de delegado, médico legista, escrivão e investigador. Ao todo, o concurso PC SP visa preencher 2.939 vagas espalhadas por todo o estado, sendo 900 chances para quem deseja ser investigador de polícia, carreira que exige nível superior em qualquer área de formação e paga remuneração inicial de R$ 4.716,85, incluindo o adicional de insalubridade.

Neste artigo, o JC Concursos indica o que o candidato precisa estudar para a prova de investigador da PC SP. Antes, confira a distribuição das vagas específicas para esse cargo:

  • Capital – 210 vagas
  • Demacro – 146 vagas
  • Deinter 1 (São José dos Campos) – 68 vagas
  • Deinter 2 (Campinas) – 98 vagas
  • Deinter 3 (Ribeirão Preto) – 54 vagas
  • Deinter 4 (Bauru) – 40 vagas
  • Deinter 5 (São José do Rio Preto) – 28 vagas
  • Deinter 6 (Santos) – 85 vagas
  • Deinter 7 (Sorocaba) – 49 vagas
  • Deinter 8 (Presidente Prudente) – 26 vagas
  • Deinter 9 (Piracicaba) – 63 vagas
  • Deinter 10 (Araçatuba) – 33 vagas

Na hora de se inscrever no concurso PC SP, é preciso indicar apenas uma das opções para disputar as vagas. Cada região terá sua própria nota de corte. Porém, haverá uma lista de classificação geral e os aprovados poderão ser convocados para escolha de vagas disponíveis em outra região diversa da que se inscreveu, caso essa região não conte com aprovados remanescentes. 

As inscrições para investigador e escrivão serão abertas amanhã, 3 de março, e vão até o dia 1º de abril. Para os demais cargos a candidatura deve ser realizada no período de 21 de março a 28 de abril. Em todos os casos, a inscrição deve ser feita no site da Fundação Vunesp, banca organizadora dos certames. 

+Veja o edital para investigador da Polícia Civil de SP
+Leia o edital para escrivão da Polícia Civil de SP

Etapas do concurso PC SP para investigador

O processo seletivo abrangerá as seguintes fases:

  • prova preambular (objetiva), de caráter eliminatório e classificatório;
  • prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório;
  • comprovação de idoneidade e conduta escorreita, mediante investigação social, de caráter eliminatório;
  • prova oral, de caráter eliminatório e classificatório;
  • prova de títulos, de caráter classificatório.

Muitos concurseiros estranharam o fato de não constar Teste de Aptidão Física (TAF) no edital do novo concurso da Polícia Civil de São Paulo. Realmente, para a comemoração de alguns, não haverá TAF, mas sim prova oral, como já ocorreu no último concurso da instituição.

LEIA TAMBÉM:
+Concurso PC SP: veja requisitos e perfil para ser investigador e escrivão
+Concurso Polícia Civil SP: veja 12 informações relevantes antes de se inscrever
+Reajuste salarial para policias e agentes penitenciários de SP será de 20%

O que vai cair na prova de investigador da PC SP?

Prevista para o dia 22 de maio, a prova preambular (objetiva), de caráter eliminatório e classificatório, exigirá a resolução de 80 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas cada, sendo apenas uma a correta. Ela será aplicada no período da manhã e deverá ser concluída em, no máximo, quatro horas. 

Tanto para investigador quanto para escrivão serão cobradas as mesmas cinco disciplinas no concurso PC SP: português, lógica, direito, criminologia e informática. Porém, a divisão do número de questões por matéria é diferente. Para escrivão, que tem entre suas funções secretariar a elaboração de boletins de ocorrência, autos de prisão em flagrante e inquéritos policiais, vai cair:

  • Língua Portuguesa: 15;
  • Noções de Direito: 15;
  • Noções de Criminologia: 10;
  • Noções de Lógica: 20; e
  • Noções de Informática: 20.

A avaliação escrita será aplicada no mesmo dia, no turno da tarde, e será composta por quatro questões: 1 de português, 2 de noções de direito e 1 de criminologia. Os exames para o cargo de investigador também ocorrerão em 22 de maio, o que impede disputar vagas nos dois postos. 

O edital não prevê pesos diferentes para as disciplinas. Cada questão valerá 1,25 pontos, totalizando 100 - pontuação máxima possível de ser obtida. Contudo, a partir da análise do edital, é possível dizer que direito e criminologia terão incidência maior: serão 25 (31,5%) questões na prova objetiva e outras 3 (75%) na discursiva.

Conteúdo programatico: investigador da PC SP

O conteúdo do concurso PC SP é extenso, mas a boa notícia é que, em alguns tópicos, o edital traz exatamente quais artigos devem ser estudados, então fica mais fácil direcionar o aprendizado apenas ao que realmente pode cair na avaliação objetiva. Confira abaixo tudo o que pode ser cobrado no exame preambular:

1. LÍNGUA PORTUGUESA: 1.1 Leitura e interpretação de diversos tipos de textos (literários, não literários e mistos). 1.2 Ortografia. 1.3 Acentuação. 1.4 Sinônimos e antônimos. 1.5 Sentido próprio e figurado das palavras. 1.6 Pontuação. 1.7 Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, artigo, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção e interjeição, emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. 1.8 Emprego de tempos e modos verbais. 1.9 Frases e tipos de frases. 1.10 Oração: termos essenciais da oração, termos integrantes da oração, termos acessórios da oração, coordenação e subordinação. 1.11 Concordância verbal e nominal. 1.12 Regência verbal e nominal. 1.13 Colocação pronominal. 1.14 Semântica. 1.15 Crase. 1.16 Análise morfossintática. 1.17 Vícios de linguagem.

2. NOÇÕES DE DIREITO: 2.1 Constituição da República Federativa do Brasil: artigos 1.º a 14, 37, 39, 41 e 144. 2.2 Constituição do Estado de São Paulo: artigos 111, 139, 140 e 141.

Direitos Humanos: conceito e evolução histórica. 2.3.1 Estado Democrático de Direito. 2.3.2 Direitos Humanos e Cidadania. 2.3.3 Declaração Universal dos Direitos Humanos. 2.3.4 Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos. 2.3.5 Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais. 2.3.6 Convenção Americana de Direitos Humanos (Pacto de San José da Costa Rica). 2.3.7 Convenção Contra a Tortura e outros Tratamentos ou Penas Cruéis, Desumanos ou Degradantes. 2.3.8 Estatuto de Roma. 2.3.9 Grupos vulneráveis e minorias. Diversidade étnico-racial: história, preconceito, discriminação, racismo, igualdade, ações afirmativas.

Código Penal: 2.4.1 Da aplicação da lei penal: artigos 1º a 12. 2.4.2 Do crime: artigos 13 a 25. 2.4.3 Concurso de Pessoas: artigos 29 a 31. 2.4.4 Concurso de Crimes: artigos 69 a 71. 2.4.5 Dos Crimes contra a Vida: artigos 121 a 128. 2.4.6 Das Lesões Corporais: artigo 129. 2.4.7 Dos Crimes contra a Honra: artigos 138 a 145. 2.4.8 Dos Crimes contra a Liberdade Individual: artigos 146 a 149-A. 2.4.9 Dos Crimes contra a Inviolabilidade do Domicílio: artigo 150. 2.4.10 Dos Crimes contra a Inviolabilidade de Segredos: artigos 153 a 154-B. 2.4.11 Dos Crimes contra o Patrimônio: artigos 155 a 183. 2.4.12 Dos Crimes contra a Dignidade Sexual: artigos 213 a 234-B. 2.4.13 Dos Crimes contra a Fé Pública: artigos 289 a 311-A. 2.4.14 Dos Crimes contra a Paz Pública: artigos 286 a 288-A. 2.4.15 Dos Crimes Praticados por Funcionário Público contra a Administração em Geral: artigos 312 a 327. 2.4.16 Dos Crimes Praticados por Particular contra a Administração em Geral: artigos 328 a 334-A. 2.4.17 Dos Crimes contra a Administração da Justiça: artigos 338 a 359.

Código de Processo Penal: 2.5.1 Do Inquérito Policial: artigos 4º a 23. 2.5.2 Da Ação Penal: artigos 24 a 62. 2.5.3 Das Incompatibilidades e Impedimentos: artigo 112. 2.5.4 Da Restituição de Coisas Apreendidas: artigos 118 a 124-A. 2.5.5 Das Provas: artigos 155 a 250. 2.5.6 Da Prisão, das Medidas Cautelares e da Liberdade Provisória: artigos 282 a 350.

Legislação Especial: 2.6.1 Decreto-Lei nº 3.688/1941 (Lei das Contravenções Penais). 2.6.2 Lei nº 7.716/1989 (Crimes de Preconceito Racial). 2.6.3 Lei nº 7.960/1989 (Prisão Temporária). 2.6.4 Lei nº 8.069/1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente): artigos 2º, 171 a 178, 225 a 244-B. 2.6.5 Lei nº 8.072/1990 (Crimes Hediondos). 2.6.6 Lei nº 8.078/1990 (Código de Defesa do Consumidor): artigos 61 a 80. 2.6.7 Lei nº 8.429/1992 (Lei de Improbidade Administrativa). 2.6.8 Lei nº 9.099/95, com as alterações feitas pela Lei n.º 11.313/06 (Lei dos Juizados Especiais Criminais): artigos 60 a 76, 88 a 92. 2.6.9 Lei nº 9.296/1996 (Lei de Interceptação Telefônica). 2.6.10 Lei nº 9.455/1997 (Tortura). 2.6.11 Dos crimes previstos na Lei nº 9.503/1997 (Código de Trânsito Brasileiro): artigos 291 a 312-B; 2.6.12 Lei nº 9.605/1998 (Lei do Meio Ambiente): artigos 32, 42 e 65. 2.6.13 Lei nº 10.741/2003 (Estatuto do Idoso): artigos 93 a 109. 2.6.14 Lei nº 10.826/2003 (Estatuto do Desarmamento): artigos 12 a 21. 2.6.15 Lei nº 11.340/2006 (Lei "Maria da Penha"): artigos 1.º a 22, 24 e 41. 2.6.16 Lei nº 11.343/2006 (Lei Antidrogas). 2.6.17 Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação) e Decreto Estadual nº 58.052 de 16.05.2012. 2.6.18 Lei nº 12.830/2013 (Estatuto do Delegado de Polícia). 2.6.19 Lei nº 12.850/2013 (Repressão às Organizações Criminosas). 2.6.20 Lei nº 13.146/2015 (Estatuto da Pessoa com Deficiência): artigos 88 a 91. 2.6.21 Lei nº 13.344/2016 (Prevenção e Repressão ao Tráfico de Pessoas). 2.6.22 Lei nº 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados). 2.6.23 Lei nº 13.869/2019 (Lei de Abuso de Autoridade). 2.6.24 Lei nº 14.155/2021 (Lei de Proteção de Dados - Penal). 2.6.25 Lei Orgânica da Polícia do Estado de São Paulo (Lei Complementar nº 207/1979, Lei Complementar nº 922/02 e Lei Complementar nº 1.151/11). 2.6.26 Lei Estadual nº 10.261/1968 (Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado de São Paulo).

Direito Administrativo: 2.7.1 Dos princípios da Administração Pública. 2.7.2 Da Administração Pública Direta e Indireta. 2.7.3 Dos poderes administrativos. 2.7.4 Atos administrativos. 2.7.5 Serviços Públicos: conceito, princípios e classificação. 2.7.6 Responsabilidade Civil do Estado. 2.7.7 Controle da Administração.

3. NOÇÕES DE CRIMINOLOGIA: 3.1 Conceito, método, objeto e finalidade da Criminologia. 3.2 Teorias sociológicas da criminalidade. 3.3 Vitimologia. 3.4 Estado Democrático de Direito e prevenção da infração penal. 3.5 Criminologia e o papel da Polícia Judiciária.

4. NOÇÕES DE LÓGICA: 4.1 Estrutura lógica das relações arbitrárias entre pessoas, lugares, coisas, eventos fictícios; dedução de novas informações das relações fornecidas e avaliação das condições usadas para estabelecer a estrutura dessas relações. 4.2 Identificação das regularidades de uma sequência, numérica ou figural, de modo a indicar qual é o elemento de uma dada posição. 4.3 Estruturas lógicas e lógica de argumentação. 4.4 Diagramas lógicos. 4.5 Sequências lógicas.

5. NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 5.1 Sistema operacional: conceito de pastas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos menus, programas e aplicativos, digitalização de arquivos, interação com o conjunto de aplicativos para escritório, sistemas operacionais de dispositivos móveis ou portáteis. 5.2 Editor de texto: estrutura básica dos documentos, edição e formatação de textos, cabeçalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbólicos e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e numeração de páginas, legendas, índices, inserção de objetos, campos predefinidos, caixas de texto. 5.3 Editor de planilha eletrônica: estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de objetos, campos predefinidos, controle de quebras e numeração de páginas, obtenção de dados externos, aplicação de filtrosclassificação de dados. 5.4 Mensageria eletrônica: conceito e utilização; correio eletrônico, uso de correio eletrônico, preparo e envio de mensagens, criação de regras para mensagens, anexação de arquivos, aplicativos de comunicação por mensagens em dispositivos móveis ou portáteis. 5.5 Voz sobre IP (VOIP): conceito e utilização; softwares e aplicativos de comunicação por voz, áudio ou vídeo (videochamadas e videoconferências). 5.6 Redes: conceitos, navegadores para computadores e dispositivos móveis ou portáteis, conceito de internet e intranet, conceitos de URL, links, sítios eletrônicos (sites), busca e impressão de páginas, redes sociais, sistemas de busca e pesquisa, proteção e segurança, configurações, armazenamento de dados na nuvem (cloud storage), deep web e dark web. 5.7 Hardware: Microcomputadores e periféricos: configuração básica e componentes; Impressoras: classificação e noções gerais; dispositivos de armazenamento externo: conceito, classificação e noções gerais; dispositivos móveis ou portáteis: smartphones e tablets. 5.8 Softwares maliciosos: malware, ransomware, vírus, phishing; spam; engenharia social; segurança da informação: mecanismos de segurança de redes, computadores, dispositivos móveis ou portáteis, autenticações em duas etapas, proteção de dados pessoais.

+++Acompanhe as principais notícias sobre concurso público e sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaques

Sobre Vunesp

Criada em 1979, a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Vunesp) possui personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos. A banca tem como principais atividades: planejar, organizar, executar e supervisionar o  vestibular da Unesp; realizar vestibulares e concursos diversos para outras instituições e promover as atividades de pesquisa e extensão de serviços à comunidade, na área educacional.

+ Resumo do Concurso PC SP 2022 — Investigador e escrivão

PC SP - Polícia Civil de São Paulo
Vagas: 2500
Taxa de inscrição: De R$ 105,00
Cargos: Investigador, Escrivão
Áreas de Atuação: Segurança Pública
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 3931,18
Organizadora: Vunesp
Estados com Vagas: SP

+ Agenda do Concurso

03/03/2022 Abertura das inscrições Adicionar no Google Agenda
01/04/2022 Encerramento das inscrições Adicionar no Google Agenda
22/05/2022 Prova Adicionar no Google Agenda
23/05/2022 Divulgação do Gabarito Adicionar no Google Agenda
concursos publicosconcursos abertosconcursos 2022concursos abertos sp

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.