Dois editais

Concurso Macapá AP: inscrição para 70 vagas TERMINA hoje

Com salários de até R$ 2,8 mil, concurso da Prefeitura de Macapá selecionará para seis cargos destinados a profissionais de níveis médio e superior de ensino

0,00(0.0%)0 voto(s)

Samuel Peressin
Publicado em 04/07/2018, às 09h12

A Prefeitura de Macapá, capital do Estado do Amapá, encerra às 14h desta quarta-feira (4) as inscrições para o concurso que disponibiliza 70 vagas imediatas, além de chances para cadastro reserva. Juntos, os dois editais publicados destinam 13 postos a candidatos negros e quatro a pessoas com deficiência.

A carreira de educador social disponibiliza dez oportunidades, requer ensino médio completo e conta com remuneração inicial de R$ 1.216,80 por mês.

Estão em disputa cargos de nível superior para nutricionista (10 postos e salário de R$ 2.831,56), assistente social (25 - R$ 2.100), psicólogo (12 - R$ 2.100), sociólogo (6 - R$ 2.100) e terapeuta ocupacional (7 - R$ 2.100).

O concurso da Prefeitura de Macapá é organizado pela Fundação Carlos Chagas, que recebe inscrições por meio do site (www.concursosfcc.com.br). As taxas custam R$ 85 para educador e R$ 110 para as demais funções. 

Sobre as provas do concurso da Prefeitura de Macapá 2018

Marcada para 26 de agosto, a prova objetiva trará 50 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos gerais e específicos para serem solucionadas em, no máximo, três horas.

A seleção prevê também análise de títulos para os concorrentes aos cargos de nível superior, em período a ser definido. Os candidatos convocados poderão apresentar diplomas de especialização, mestrado e doutorado.

De acordo com os editais, o concurso da Prefeitura de Macapá terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

Concurso Prefeitura Macapá: atribuições do educador social 2018

Desempenhar funções de colaboração e apoio a efetividade dos serviços, programas, projetos e benefícios do Sistema Único de Assistência Social; Desenvolver atividades socioeducativas, de convivência e socialização, visando atenção, garantias, direitos e proteção aos indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade e, ou, em risco social e pessoal, que contribuam para o fortalecimento dos vínculos sociais e protagonismo do cidadão; Desenvolver atividades instrumentais e registro para assegurar direitos, (re)construção da autonomia, autoestima, convívio e participação social dos usuários, a partir de diferentes formas e metodologias, contemplando as dimensões individuais e coletivas, levando em consideração o ciclo de vida e ações intergeracionais; Assegurar a participação social dos usuários em todas as etapas do trabalho social; Apoiar e desenvolver atividades de abordagem social e busca ativa; Atuar na recepção dos usuários possibilitando ambiência acolhedora; Apoiar na identificação e registro de necessidades e demandas dos usuários, assegurando a privacidade das informações; Apoiar e participar no planejamento das ações; Organizar, facilitar oficinas e desenvolver atividades individuais e coletivas de vivência nas unidades e, ou, na comunidade; Acompanhar, orientar e monitorar os usuários na execução das atividades; Apoiar na organização de eventos artísticos, lúdicos e culturais nas unidades e, ou, na comunidade; Apoiar no processo de mobilização e campanhas intersetoriais nos territórios de vivência para a prevenção e o enfrentamento de situações de risco social e, ou, pessoal, violação de direitos e divulgação das ações das Unidades socioassistenciais; Apoiar na elaboração e distribuição de materiais de divulgação das ações; Apoiar os demais membros da equipe de referência em todas etapas do processo de trabalho; Apoiar na elaboração de registros das atividades desenvolvidas, subsidiando a equipe com insumos para a relação com os órgãos de defesa de direitos e para o preenchimento do Plano de Acompanhamento Individual e, ou, familiar; Apoiar na orientação, informação, encaminhamentos e acesso a serviços, programas, projetos, benefícios, transferência de renda, ao mundo do trabalho por meio de articulação com políticas afetas ao trabalho e ao emprego, dentre outras políticas públicas, contribuindo para o usufruto de direitos sociais; Apoiar no acompanhamento dos encaminhamentos realizados; Apoiar na articulação com a rede de serviços socioassistenciais e políticas públicas; Participar das reuniões de equipe para o planejamento das atividades, avaliação de processos, fluxos de trabalho e resultado; Desenvolver atividades que contribuam com a prevenção de rompimentos de vínculos familiares e comunitários, possibilitando a superação de situações de fragilidade social vivenciadas; Apoiar na identificação e acompanhamento das famílias em descumprimento de condicionalidades; Informar, sensibilizar e encaminhar famílias e indivíduos sobre as possibilidades de acesso e participação em cursos de formação e qualificação profissional, programas e projetos de inclusão produtiva e serviços de intermediação de mão de obra; Acompanhar o ingresso, frequência e o desempenho dos usuários nos cursos por meio de registros periódicos.

Sobre Prefeitura Macapá

O Brasil conta, hoje, com 5.570 prefeituras espalhadas por municípios dos 26 Estados do país, além do Distrito Federal. Os municípios são uma circunscrição territorial dotada de personalidade jurídica e com certa autonomia administrativa, sendo as menores unidades autônomas da Federação. Uma prefeitura é a sede do poder executivo do município (semelhante à câmara municipal, em Portugal). Esta é comandada por um prefeito (nas cidades brasileiras e por um presidente de câmara nos municípios portugueses) e dividida em secretarias de governo, como educação, saúde ou meio ambiente. O termo prefeitura também pode designar o prédio onde está instalada a sede do governo municipal, também chamado de paço municipal onde geralmente se localiza o gabinete do prefeito. A instituição da prefeitura de seu encarregado maior, o "prefeito", é algo relativamente novo na história do Brasil. O poder hoje exercido pela prefeitura foi anteriormente exercido pela câmara municipal, pelo conselho de intendência e pela intendência municipal. As prefeituras são órgãos independentes, que não precisam de autorização por parte das administrações federal ou estaduais para realizarem seus concursos públicos, seja para preenchimento na própria sede ou em secretarias vinculadas à ela.

Sobre FCC - Fundação Carlos Chagas

Instituição de direito privado e sem fins lucrativos, a Fundação Carlos Chagas (FCC) concentra suas atividades em duas grandes áreas: pesquisa/educação e organização de concursos/processos seletivos. A banca pode ser contatada pelo telefone (11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

Comentários

Mais Lidas