Publicado: 23/08/2018 - 10:48 | Atualizado: 23/08/2018 - 10:57
Publicado: 23/08/2018 - 10:48 | Atualizado: 23/08/2018 - 10:57

Veredinha MG publica edital de concurso com 25 vagas

Há chances para auxiliar de serviços gerais, condutor, agente administrativo, técnico de enfermagem, médico, professor, entre outros cargos

Todos os níveis

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de Veredinha, em Minas Gerais, divulgou edital de concurso público destinado a preencher 25 vagas imediatas. O município oferece salários entre R$ 954 e R$ 7.000.

Candidatos alfabetizados podem escolher entre as funções de auxiliar de serviços gerais (3 postos), auxiliar de serviços públicos (2), auxiliar de limpeza pública (2), condutor de veículos leves (1) e condutor de veículos pesados (1).

Para concorre ao cargo de agente administrativo (2) é necessário possuir nível fundamental.

Há chances com exigência de ensino médio e, em alguns casos, formação técnica para fiscal de tributos (1), técnico de enfermagem (2), técnico em saúde bucal (1) e agente administrativo do CRAS (1).

As oportunidades de nível superior são para assistente social (1), analista contábil (1), odontólogo (1), enfermeiro (1), médico (1), supervisor escolar pedagógico (1), procurador municipal (1), professor de educação física (1) e psicólogo (1). 

Concurso Prefeitura Veredinha: inscrições e etapas 

Será possível se inscrever entre 25 de outubro e 30 de novembro, mediante a realização de cadastro pelo site http://www.cotec.fadenor.com.br. As taxas vão de R$ 70 a R$ 130. 

A seleção envolverá provas objetiva (todos os cargos), marcada para 13 de janeiro de 2019, e de títulos (funções de nível superior), com entrega dos documentos entre 30 de janeiro e 7 de fevereiro. 

O concurso da Prefeitura de Veredinha terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério do governo municipal, conforme estabelece o edital

Concurso Prefeitura Veredinha: atribuições de alguns cargos

Agente administrativo - Trabalho elementar de escritório que consiste na execução de atividades simples que se repetem cotidianamente; Trabalho pode compreender operação em equipamentos usuais de escritório, tal como: máquinas de somar e escrever, telefonia e outros similares, quando não há necessidade de alta rapidez; Pode também, em certas circunstancias, incluir a limpeza e a ordem dos materiais equipamentos e local de trabalho; Executar serviços relacionados ao recebimento, separação e distribuição de correspondências e volumes; Executar serviços de reprodução de documentos; Atender e prestar informações ao público nos assuntos referentes à sua área de atuação; Auxiliar na elaboração de balancetes orçamentários e financeiros; Redigir ofícios, ordens de serviços, memorandos, atas e outros; Executar atividades afins que lhe forem atribuídas.

Auxiliar de limpeza pública - Fazer coleta de lixo em vias públicas; Executar serviços de limpeza e varrição de vias e logradouros públicos em geral; Responsabilizar-se pelo controle e utilização de equipamentos e materiais colocados a sua disposição; Manter limpos os móveis e arrumar os locais de trabalho; Manter arrumado o material sob a guarda e responsabilidade; Solicitar as requisições de material de limpeza quando necessários e executar atividades correlatas.

Auxiliar de serviços públicos - Demolir edificações de concreto, de alvenaria e outras estruturas; preparam canteiros de obras, limpando a área e compactando solos. Efetuar manutenção de primeiro nível, limpando máquinas e ferramentas, verificando condições dos equipamentos e reparando eventuais defeitos mecânicos nos mesmos. Realizar escavações e preparam massa de concreto e outros materiais. Executar tarefas rotineiras em obras públicas da municipalidade, como assentamento de meio fio, bloqueies, atuar como servente de obras, cavar valetas, fazer a manutenção das redes pluviais e esgoto do município, efetuar a limpeza de parques, praças e jardins, como poda, rega, e serviços de jardinagem. Executar outras atividades correlatas.
 

Vídeos Prefeitura Veredinha

Mais Lidas

Mais Recentes

Atualizado: 23/08/2018 - 15:49

Min. do Trabalho: pedido de concurso é para 2.873 vagas

Solicitação para abertura de concurso para o Ministério do Trabalho é para cargos com exigência de níveis médio e superior de ensino. Iniciais de até R$ 16,2 mil

Agente e auditor

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

O pedido de concurso do Ministério do Trabalho, encaminhado este ano ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG), é para o preenchimento de 2.873 vagas em seu quadro de pessoal.

Das oportunidades requeridas, 1.309 são para o cargo de auditor fiscal do trabalho e 1.307 para agente administrativo. As demais chances estão distribuídas da seguinte maneira: administrador (93), arquivista (32), bibliotecário (2), contador (58), engenheiro (5), estatístico (5), sociólogo (4), psicólogo (26), técnico em assuntos educacionais (10), técnico em comunicação social (10) e economista (12).

Em julho, o Sinait (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho) teve uma reunião como novo ministro do Trabalho, Caio Luiz. Um dos assuntos discutidos é a autorização urgente de novo concurso para o Ministério do Trabalho.

Com relação ao posto de fiscal, os dados do Sinait apontam que o órgão tem mais de 1.300 cargos vagos e cerca de 500 auditores em condições de se aposentar. O presidente do sindicato, Carlos Silva, ressaltou que “não há fiscalização sem fiscais”.

A expectativa é de que ainda em 2018 seja concedida a autorização para o novo concurso do Ministério do Trabalho.

Concurso Ministério do Trabalho: solicitação anterior

O último pedido enviado ao Ministério do Planejamento solicitou a abertura de 2.595 vagas distribuídas em diversos cargos com exigência de níveis médio e superior. Do total de oportunidades requeridas, 1.163 era para a função de agente administrativo, que pede apenas ensino médio e apresenta inicial de R$ 3.881,97, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.

CURSO ONLINE MTE - AUDITOR FISCAL DO TRABALHO

As outras 1.432 oportunidades foram para para candidatos com formação superior, sendo 1.190 para a função de auditor-fiscal do trabalho, 85 para administrador, 34 para arquivista, 54 para contador, cinco para engenheiro, cinco para estatístico, três para sociólogo, 26 para psicólogo, dez para técnico em assuntos educacionais, dez para técnico em comunicação social e 12 para economista. Os salários oferecidos chegam a  R$ 16.201,64, contando com o benefício de alimentação.

Principais atribuições do agente e do auditor

Cabe ao agente administrativo exercer atividades que envolvam o suporte administrativo ás unidades organizacionais do órgão, com atuação nas áreas finalísticas, de gestão de pessoas, material, patrimônio, orçamento e finanças, compreendendo tarefas de natureza repetitivas ou não, como operar os sistemas corporativos e governamentais, atender ao público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencial, elaborar documentos e correspondências, elaborar e analisar informações, certidões, declarações, relatórios e documentos, elaborar e conferir cálculo, realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos e documentos, manter e controlar arquivos, orientar a aplicação de noras internas ou de sua área de atuação, participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho, participar do plano de trabalho institucional de sua unidade, realizar levantamento de dados de natureza técnica e atuar na gestão e fiscalização de contratos e convênios. 

No caso de auditor fiscal, entre as atividades estão o cumprimento das disposições legais e regulamentares, inclusive as relacionadas à segurança e medicina do trabalho, no âmbito das relações de trabalho e emprego, verificação dos registros em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), visando à redução dos índices de informalidade, verificação do recolhimento do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS), com o objetivo de maximizar os índices de arrecadação, e cumprimento de acordos, convênios e contratos coletivos de trabalho celebrados entre empregadores e empregados.

Últimos concursos do Ministério do Trabalho

Para agente, o processo seletivo anterior do Ministério do Trabalho ocorreu em 2014 e foi organizada pelo Cespe/UnB. O exame contou com 120 tópicos, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos, além de prova discursiva de conhecimentos específicos.

Em conhecimentos básicos foram cobrados temas de língua portuguesa, noções de informática, noções de direito administrativo, atualidades, ética no serviço público e noções de administração financeira e orçamentária. Em conhecimentos específicos, legislação específica, noções de gestão de pessoas nas organizações, noções de administração de recursos materiais, noções de arquivologia e noções de gestão e fiscalização de contratos e convênios.

Para auditor, o último certame ocorreu em 2013 e também organizado pelo Cespe/UnB. A seleção constou de provas objetivas, exames discursivos e sindicância de vida pregressa. As provas objetivas tiveram 220 perguntas, sendo 100 de conhecimentos básicos e 120 de conhecimentos específicos.   

Continuar lendo

Atualizado: 23/08/2018 - 11:32

Banco do Nordeste fará novo concurso em breve

Edital do concurso do BNB está previsto para setembro. Haverá vagas para analista bancário e especialista técnico - análise de sistemas

Níveis médio e superior

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Um novo concurso público será realizado pelo Banco do Nordeste (BNB). O edital deve ser publicado já no mês de setembro.

De acordo com a assessoria de imprensa da instituição financeira, o certame terá oportunidades para as carreiras de analista bancário e especialista técnico - análise de sistemas.

A função de analista bancário se destinará aos candidatos com certificado de ensino médio, desde que emitido por escola devidamente reconhecida pelo órgão competente.

Já o cargo de especialista necessitará de formação superior em uma das seguintes áreas: ciência da computação, engenharia da computação, engenharia da informação ou tecnologia em telemática. Também poderá participar os graduados em outros cursos, caso possuam pós-graduação em informática ou segurança da informação, com carga mínima de 360 horas.

• APOSTILAS CONCURSO BNB  ANALISTA BANCÁRIO

Mais detalhes, como banca organizadora, salários e jornada de trabalho, ainda não foram revelados.

Os futuros servidores contratados por meio do concurso do BNB poderão atuar em uma das 292 agências distribuídas pelo Nordeste, além do norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo.

Concurso Banco do Nordeste: edital de 2014

A seleção anterior do Banco do Nordeste contemplou 12 vagas e cadastro reserva para a colocação de analista bancário I. Na ocasião, a banca organizadora foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Os postos ficaram distribuídos entre os Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Todos os participantes prestaram uma avaliação objetiva com questões de múltipla escolha. O exame ocorreu em 34 municípios brasileiros.

Continuar lendo

Atualizado: 23/08/2018 - 10:48

Veredinha MG publica edital de concurso com 25 vagas

Há chances para auxiliar de serviços gerais, condutor, agente administrativo, técnico de enfermagem, médico, professor, entre outros cargos

Todos os níveis

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de Veredinha, em Minas Gerais, divulgou edital de concurso público destinado a preencher 25 vagas imediatas. O município oferece salários entre R$ 954 e R$ 7.000.

 

Candidatos alfabetizados podem escolher entre as funções de auxiliar de serviços gerais (3 postos), auxiliar de serviços públicos (2), auxiliar de limpeza pública (2), condutor de veículos leves (1) e condutor de veículos pesados (1).

 

Para concorre ao cargo de agente administrativo (2) é necessário possuir nível fundamental.

 

Há chances com exigência de ensino médio e, em alguns casos, formação técnica para fiscal de tributos (1), técnico de enfermagem (2), técnico em saúde bucal (1) e agente administrativo do CRAS (1).

 

As oportunidades de nível superior são para assistente social (1), analista contábil (1), odontólogo (1), enfermeiro (1), médico (1), supervisor escolar pedagógico (1), procurador municipal (1), professor de educação física (1) e psicólogo (1). 

 

 

Concurso Prefeitura Veredinha: inscrições e etapas 

 

 

Será possível se inscrever entre 25 de outubro e 30 de novembro, mediante a realização de cadastro pelo site http://www.cotec.fadenor.com.br. As taxas vão de R$ 70 a R$ 130. 

 

A seleção envolverá provas objetiva (todos os cargos), marcada para 13 de janeiro de 2019, e de títulos (funções de nível superior), com entrega dos documentos entre 30 de janeiro e 7 de fevereiro. 

 

O concurso da Prefeitura de Veredinha terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério do governo municipal, conforme estabelece o edital

 

 

Concurso Prefeitura Veredinha: atribuições de alguns cargos

 

 

Agente administrativo - Trabalho elementar de escritório que consiste na execução de atividades simples que se repetem cotidianamente; Trabalho pode compreender operação em equipamentos usuais de escritório, tal como: máquinas de somar e escrever, telefonia e outros similares, quando não há necessidade de alta rapidez; Pode também, em certas circunstancias, incluir a limpeza e a ordem dos materiais equipamentos e local de trabalho; Executar serviços relacionados ao recebimento, separação e distribuição de correspondências e volumes; Executar serviços de reprodução de documentos; Atender e prestar informações ao público nos assuntos referentes à sua área de atuação; Auxiliar na elaboração de balancetes orçamentários e financeiros; Redigir ofícios, ordens de serviços, memorandos, atas e outros; Executar atividades afins que lhe forem atribuídas.

 

Auxiliar de limpeza pública - Fazer coleta de lixo em vias públicas; Executar serviços de limpeza e varrição de vias e logradouros públicos em geral; Responsabilizar-se pelo controle e utilização de equipamentos e materiais colocados a sua disposição; Manter limpos os móveis e arrumar os locais de trabalho; Manter arrumado o material sob a guarda e responsabilidade; Solicitar as requisições de material de limpeza quando necessários e executar atividades correlatas.

 

Auxiliar de serviços públicos - Demolir edificações de concreto, de alvenaria e outras estruturas; preparam canteiros de obras, limpando a área e compactando solos. Efetuar manutenção de primeiro nível, limpando máquinas e ferramentas, verificando condições dos equipamentos e reparando eventuais defeitos mecânicos nos mesmos. Realizar escavações e preparam massa de concreto e outros materiais. Executar tarefas rotineiras em obras públicas da municipalidade, como assentamento de meio fio, bloqueies, atuar como servente de obras, cavar valetas, fazer a manutenção das redes pluviais e esgoto do município, efetuar a limpeza de parques, praças e jardins, como poda, rega, e serviços de jardinagem. Executar outras atividades correlatas.
 

Continuar lendo

Atualizado: 23/08/2018 - 10:03

Concurso MPU: inscrição aberta para técnico e analista

O concurso MPU 2018 (Ministério Público da União) conta com vagas de técnico (nível médio) e analista (nível superior) em diversos estados, com salários iniciais de até R$ 12,1 mil

47 postos

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Foram abertas nesta quinta-feira (23) as inscrições do concurso do Ministério Público da União (MPU) para técnico e analista. A seleção conta com uma oferta de 47 vagas imediatas, sendo 11 de técnico, cargo que pede apenas ensino médio, e 36 de analista, que pede nível superior na área de direito. Além das vagas iniciais, a seleção também fará a formação de cadastro reserva de pessoal em todos os estados contemplados. 

As oportunidades de técnico são na área de administração, com remuneração inicial de R$ 7.772.80. incluindo salário de 6.862,72 e auxílio-alimentação de R$ 910,08, enquanto de analista, na área de direito, o inicial é de R$ 12.169,89, incluindo o salário de 11.259,81 e os R$ 910,08, ambos com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

• CURSO ONLINE TÉCNICO E ANALISTA DO MPU 2018
• APOSTILAS CONCURSO MPU 2018 - TÉCNICO E ANALISTA

Das 11 vagas de técnicos, a distribuição estadual do novo concurso MPU 2018 é a seguinte: Acre (1), Amapá (1), Distrito Federal (4), Minas Gerais (2), Rio de Janeiro (1) e Rio Grande do Sul (2).

E as 36 de analista do concurso MPU são: Amazonas (3), Amapá (1), Bahia (2), Distrito Federal (5), Espírito Santo (1), Goiás (1), Mato Grosso do Sul (2), Mato Grosso (4), Pará (5), Rio de Janeiro (2), Rondônia (4),  Rio Grande do Sul (5) e Santa Catarina.

inscrição do concurso MPU poderá ser feita até as 18h de 10 de setembro, na página eletrônica da organizadora, o Cebraspe, que é http://www.cespe.unb.br/concursos/mpu_18.  As taxas custam R$ 55 para técnico e R$ 60 para analista.

Concurso MPU 2018: Melhorias salariais

É importante ressaltar que as carreiras contarão com mais dois reajustes salariais nos próximos meses. No caso de técnico, os valores básicos passarão a ser de  R$ 7.080,21 em novembro e R$ 7.591,37 em janeiro de 2019. Para o analista, R$ 11.616,61 em novembro e R$ 12.455,30 em janeiro de 2019.

 

 

Concurso MPU: Possiblidades em outros estados

 

Embora o concurso para técnicos e analistas do MPU contemplem apenas alguns estados, quem pretende ingressar  em regiões não contempladas no certame não deve desanimar, uma vez que existe, sim, a possiblidade de aproveitamento durante o prazo de validade do concurso.

De acordo com o item 4.3 do edital, além da listagem de aprovados de acordo com cargo e estado, o resultado final também contará com uma listagem de aprovados por cargo, independente da lotação da vaga.

4.3 Além da listagem de classificação por UF de vaga a que concorreram, os candidatos aprovados também serão listados, ao final do concurso, pela classificação geral no cargo (reunindo-se todos os aprovados, independentemente de UF).

Com isto, havendo necessidade, o aprovado poderá ser nomeado em estado diferente daquele para o qual se inscreveu.

4.3.1 O candidato aprovado e classificado no concurso poderá ser nomeado, no âmbito do MPU, para UF de vaga diversa daquela para a qual foi aprovado, onde não haja candidato aprovado, ficando a nomeação condicionada a edital de convocação expedido pelo MPU e a manifestação de  interesse do candidato, sem quaisquer ônus para a Administração. 

De acordo com informações obtidas junto à comissão do concurso, em caso de candidato de um estado que não consta com oferta de vagas, como São Paulo, ficando o participante com uma boa colocação dentro desta listagem geral, poderá eventualmente, ser convocado para o estado, caso surja uma vaga para o cargo pretendido, durante o prazo de validade.

Concurso MPU: Atribuições dos cargos

Técnico - Auxiliar na prática de atos em processos judiciais e na instrução e acompanhamento de processos administrativos e procedimentos extrajudiciais; desempenhar atividades de apoio técnico-administrativo; atuar na elaboração, execução e avaliação de planos, programas e projetos; realizar atividades, estudos, pesquisas e levantamentos de dados inerentes às atividades de suporte administrativo do órgão, dentre elas, as relacionadas a orçamento, finanças e controle interno;  atuar na fiscalização, instrução e acompanhamento de contratos e convênios; atuar nas atividades de compras e de contratação de bens e serviços; registrar e controlar dados e informações cadastrais; emitir certidões, declarações e atestados; expedir e(ou) anexar documentos e correspondências oficiais; elaborar atas, estatísticas setoriais e minutas de expedientes e de atos; organizar eventos, ações e atividades institucionais; preparar malotes; publicar documentos oficiais; realizar atividades de gestão de bens materiais e patrimoniais; realizar diligências; realizar serviços técnicos e especializados; manter atualizado o conteúdo de páginas virtuais na internet e na intranet; e analisar a conformidade documenta

Analista - Assessorar os membros e chefias na coordenação e supervisão das atividades de processos judiciais e administrativos e de procedimentos extrajudiciais; planejar e executar tarefas relativas à análise jurídica de atos, documentos, processos judiciais e administrativos e de procedimentos extrajudiciais, produzindo os atos e documentos pertinentes; elaborar minutas de petições, denúncias, recursos, acordos judiciais ou extrajudiciais, termos de ajustamento de conduta, decisões, despachos, pareceres, notas técnicas, notificações, votos e atos congêneres, bem como manifestações jurídicas que visa subsidiar decisão administrativa; receber, analisar, acompanhar e dar andamento a processos e a outros documentos; auxiliar na instrução de processos, procedimentos e inquéritos civis e analisar inquéritos policiais; controlar prazos prescricionais; proceder à oitiva de vítimas, testemunhas e quaisquer outras pessoas que possam, direta ou indiretamente, colaborar com a instrução processual, reduzindo a termo suas declarações; realizar análise prévia e triagem de representações, denúncias, processos e procedimentos; realizar pesquisa, seleção, indexação e estudo de legislação, doutrina e jurisprudência; acompanhar a atualização legislativa; observar os prazos processuais e de conclusão de investigações; conferir atos e andamentos processuais; providenciar o cumprimento de decisões e despachos; atuar na manualização de processos e na elaboração de instrumentos normativos; e acompanhar a tramitação de processos judiciais e administrativos e de procedimentos extrajudiciais.

MPU 2018: Prova do concurso

As provas do concurso MPU 2018 serão aplicadas no dia 21 de outubro, no período da manhã para técnico e da tarde para analista, em horários e locais que serão divulgados no ato da convocação.  

Para ambos os cargos o exame objetivo será composto por 120 itens, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. No caso de analista, a seleção também contará com uma prova dissertativa.

Candidatos a técnico terão que responder questões de Português, Acessibilidade, Ética no serviço público, Legislação aplicada ao MPU e CNMP, Direito constitucional, Direito administrativo, Administração, Arquivologia e Administração financeira e orçamentária.

Para analista serão cobradas questões de Português, Acessibilidade, Ética no serviço público, Legislação aplicada ao MPU e CNMP, Direito constitucional, Direito administrativo, Direito do trabalho, Direito processual do trabalho, Direito civil, Direito processual civil, Direito penal e processual penal e Direito penal militar e processual penal militar.


Ads

Quer agarrar uma vaga no MPU?

Para alcançar a aprovação em um dos concursos mais disputados do país, você precisa ser Imparável! Confira os cursos completos com PDFs, videoaulas e orientação de estudos! 


 

Continuar lendo

Atualizado: 23/08/2018 - 09:08

Concurso MRE: saiu convocação da prova para diplomata

Primeira fase ocorre no próximo domingo (26). Carreira paga R$ 18 mil e é destinada profissionais com curso superior em qualquer área de conhecimento

26 vagas

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Os inscritos no concurso do Ministério das Relações Exteriores (MRE) para a carreira de diplomata já podem consultar aqui a convocação para a prova da primeira fase, que ocorre no próximo domingo (26), em todas as capitais do país.

 

Estão em disputa 26 vagas no Instituto Rio Branco, sendo cinco reservadas a negros e duas a pessoas com deficiência. A carreira é destinada a profissionais com diploma de curso superior em qualquer área.

 

Com salário inicial de R$ 18.059,83, o cargo de diplomata tem como principais atribuições atividades de representação, negociação, informação e proteção de interesses brasileiros no campo internacional.

 

• CURSO PARA O CONCURSO MRE 2018 - DIPLOMATA

 

As inscrições custaram R$ 230 e foram recebidas até 16 de julho, por meio do site www.cespe.unb.br. Ao todo, o processo seletivo registrou 5.294 inscritos. 

 

 

Etapas do concurso do MRE para diplomata 2018

 

 

O concurso para diplomata será iniciado com a aplicação de prova objetiva contendo 73 questões de múltipla escolha, marcada para 26 de agosto. 

 

O conteúdo programático inclui língua portuguesa, língua inglesa, história mundial, história do Brasil, política internacional, geografia, noções de economia e noções de direito e direito internacional público. 

 

A segunda etapa compreenderá exames escritos de língua portuguesa e língua inglesa, previstos para ocorrer em 22 e 23 de setembro, respectivamente. 

 

Na sequência, entre 28 e 30 de setembro, os inscritos no concurso de diplomata serão submetidos a provas escritas sobre história do Brasil, política internacional, geografia, noções de economia, noções de direito e direito internacional público e línguas espanhola e francesa. 

 

A avaliação da primeira etapa ocorrerá nas capitais dos 26 Estados brasileiros e em Brasília. Nas demais fases, haverá aplicação nas cidades onde houver candidatos convocados.

 

O resultado está previsto para ser divulgado em 21 de dezembro. Os aprovados no concurso para diplomata do MRE ingressarão na classe inicial de terceiro secretário e deverão se matricular no curso de formação do Instituto Rio Branco, na capital federal, de acordo com o edital
 

 

Conteúdo programático parcial para o concurso de diplomata 2018

 

 

Língua portuguesa (primeira e segunda fases) - 1 Língua portuguesa: modalidade culta usada contemporaneamente no Brasil. 1.1 Sistema gráfico: ortografia, acentuação e pontuação; legibilidade. 1.2 Morfossintaxe. 1.3 Semântica. 1.4 Vocabulário. 2 Leitura e produção de textos. 2.1 Compreensão, interpretação e análise crítica de textos escritos em língua portuguesa. 2.2 Conhecimentos de linguística, literatura e estilística: funções da linguagem; níveis de linguagem; variação linguística; gêneros e estilos textuais; textos literários e não literários; denotação e conotação; figuras de linguagem; estrutura textual. 2.3 Redação de textos dissertativos dotados de fundamentação conceitual e factual, consistência argumentativa, progressão temática e referencial, coerência, objetividade, precisão, clareza, concisão, coesão textual e correção gramatical. 2.3.1 Defeitos de conteúdo: descontextualização, generalização, simplismo, obviedade, paráfrase, cópia, tautologia, contradição. 2.3.2 Vícios de linguagem e estilo: ruptura de registro linguístico, coloquialismo, barbarismo, anacronismo, rebuscamento, redundância e linguagem estereotipada.


Língua inglesa (primeira e segunda fases) - Primeira Fase: 1 Compreensão de textos escritos em língua inglesa. 2 Itens gramaticais relevantes para compreensão dos conteúdos semânticos. Segunda Fase: 1 Redação em língua inglesa: expressão em nível avançado; domínio da gramática; qualidade e propriedade no emprego da linguagem; organização e desenvolvimento de ideias. 2 Tradução do Inglês para o Português: fidelidade ao texto-fonte; respeito à qualidade e ao registro do texto-fonte; correção morfossintática e lexical. 3 Versão do Português para o Inglês: fidelidade ao texto-fonte; respeito à qualidade e ao registro do texto-fonte; correção morfossintática e lexical. 4 Resumo: capacidade de síntese e de reelaboração em Inglês correto.

 

Política internacional (primeira e terceira fases) - 1 Relações internacionais: conceitos básicos, atores, processos, instituições e principais paradigmas teóricos. 2 A política externa brasileira: evolução desde 1945, principais vertentes e linhas de ação. 3 O Brasil e a América do Sul. 3.1 Integração na América do Sul. 3.2 O MERCOSUL: origens do processo de integração no Cone Sul. 3.3 Objetivos, características e estágio atual de integração. 3.4 A Iniciativa de Integração da Infraestrutura Regional Sul-Americana (IIRSA). 3.5 A União Sul-Americana de Nações: objetivos e estrutura. 3.6 O Conselho de Defesa da América do Sul. 4 A política externa argentina; a Argentina e o Brasil. 5 A política externa norte-americana e relações com o Brasil. 6 Relações do Brasil com os demais países do hemisfério. 7 A Política externa francesa e relações com o Brasil. 8 Política externa inglesa e relações com o Brasil. 9 Política externa alemã e relações com o Brasil. 10 A União Europeia e o Brasil. 11 Política externa russa e relações com o Brasil. 12 A África e o Brasil. 13 A política externa da China, da Índia e do Japão; relações com o Brasil. 14 Oriente Médio: a questão palestina; Síria, Iraque, Irã e outras situações nacionais relevantes. 15 A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. 16 A agenda internacional e o Brasil: 16.1 O multilateralismo de dimensão universal: a ONU; as Conferências Internacionais; os órgãos multilaterais. 16.2 Desenvolvimento. 16.3 Pobreza e ações de combate à fome. 16.4 Meio ambiente. 16.5 Direitos Humanos. 16.6 Comércio internacional e Organização Mundial do Comércio (OMC). 16.7 Sistema financeiro internacional. 16.8 Desarmamento e não-proliferação. 16.9 Conflito étnico, sectário e nacionalismo: os casos do Bálcãs e do Oriente Médio (por exemplo: Síria, Líbano, Iraque). 16.10 Crimes de guerra e crimes contra a humanidade: genocídio, holocausto e a Corte Penal Internacional. 16.11 Políticas de identidade: gênero, raça e religião como vetores da política mundial. 16.12 Terrorismo. 16.13 Narcotráfico. 16.14 A reforma das Nações Unidas. 17 O Brasil e o sistema interamericano. 18 O Brasil e a formação dos blocos econômicos. 19 A dimensão da segurança na política exterior do Brasil. 20 O Brasil e as coalizões internacionais: o G-20, o IBAS e o BRICS. 21 O Brasil e a cooperação sul-sul.

 

Geografia (primeira e terceira fases) -1 História da Geografia. 1.1 Expansão colonial e pensamento geográfico. 1.2 A Geografia moderna e a questão nacional na Europa. 1.3 As principais correntes metodológicas da Geografia. 2 A Geografia da População. 2.1 Distribuição espacial da população no Brasil e no mundo. 2.2 Os grandes movimentos migratórios internacionais e intranacionais. 2.3 Dinâmica populacional e indicadores da qualidade de vida das populações. 3 Geografia Econômica. 3.1 Globalização e divisão internacional do trabalho. 3.2 Formação e estrutura dos blocos econômicos internacionais. 3.3 Energia, logística e reordenamento territorial pós-fordista. 3.4 Disparidades regionais e planejamento no Brasil. 4 Geografia Agrária. 4.1 Distribuição geográfica da agricultura e pecuária mundiais. 4.2 Estruturação e funcionamento do agronegócio no Brasil e no mundo. 4.3 Estrutura fundiária, uso da terra e relações de produção no campo brasileiro. 5 Geografia Urbana. 5.1 Processo de urbanização e formação de redes de cidades. 5.2 Conurbação, metropolização e cidades-mundiais. 5.3 Dinâmica intraurbana das metrópoles brasileiras. 5.4 O papel das cidades médias na modernização do Brasil. 6 Geografia Política. 6.1 Teorias geopolíticas e poder mundial. 6.2 Temas clássicos da Geografia Política: as fronteiras e as formas de apropriação política do espaço. 6.3 Relações Estado e território. 6.4 Formação territorial do Brasil. 7 Geografia e gestão ambiental. 7.1 O meio ambiente nas relações internacionais: avanços conceituais e institucionais. 7.2 Macro divisão natural do espaço brasileiro: biomas, domínios e ecossistemas. 7.3 Política e gestão ambiental no Brasil.
 

Continuar lendo

Atualizado: 22/08/2018 - 13:42

Prefeitura de Turmalina MG lança edital com 259 vagas

As chances são para diversos cargos, de todos os níveis de escolaridade. Inscrições serão recebidas entre 25 de outubro e 30 de novembro

Ganhos de até R$ 13,1 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura Municipal de Turmalina, situada no Estado de Minas Gerais, publicou um novo edital de concurso público destinado ao preenchimento de 259 vagas do seu quadro de pessoal. Do total de ofertas, 224 são imediatas e 35 para formação de cadastro reserva (CR) de futuras oportunidades. 

Candidatos alfabetizados podem concorrer para as funções de coveiro (2 vagas + 1 CR), faxineiro (25 + 4 CR), jardineiro (3 + 1 CR), operário (7), vigia (8 + 4 CR), condutor de veículos leves (4), condutor de veículos pesados (3), gari (11), monitor de transporte escolar (3), almoxarife (1 CR), bombeiro hidráulico (1), carpinteiro (1 CR), eletricista industrial (1), eletricista predial (1), eletricista de veículos (1), lavador de veículos (1), mecânico (1 CR), pedreiro (2 + 1 CR), pintor (1), soldador (1 CR), operador de máquinas leves (1), operador de máquinas pesadas (2 CR), operador de motoniveladora - patrol (2) e servente escolar (15). Os salários iniciais variam de R$ 954 a R$ 2.520,25. 

Para quem concluiu o ensino fundamental, as chances são para os empregos de assistente de apoio ao ensino infantil (15) e auxiliar administrativo (1), cujos respectivos ganhos são de R$ 1.074,57 e R$ 1.043,38. 

Aqueles que têm o ensino médio e/ou curso técnico estão aptos às carreiras de assistente administrativo (10 + 5 CR), assistente de arquivo (1), auxiliar de serviços de saúde (30), fiscal de obras e posturas (4), fiscal sanitário (4), fiscal tributário (1 CR), auxiliar em saúde bucal (3), técnico contábil (1), técnico em enfermagem (13), técnico em informática (1) e técnico em saúde bucal (2). Os vencimentos oscilam entre R$ 970,59 e R$ 1.329,68. 

Nível superior é requisito para os postos de administrador público (1 CR), assistente social (5 + 1 CR), biomédico (1), bioquímico (1), enfermeiro (8), engenheiro agrônomo (1 CR), engenheiro ambiental (1 CR), engenheiro civil (1 + 1 CR), especialista em educação - escolas urbanas e rurais (4), farmacêutico (1 CR), fisioterapeuta (1), médico (8), nutricionista (1 CR), odontólogo (6 + 2 CR), psicólogo (2), veterinário (2) e docente II ensino infantil e 1º ao 5º ano (8 + 3 CR). As remunerações partem de R$ 1.657,36 e chegam a R$ 13.155,71. 

 

Inscrições e provas do concurso da Prefeitura de Turmalina MG

 

A participação deverá ser garantida entre os dias 25 de outubro e 30 de novembro, exclusivamente pela internet, através do endereço eletrônico www.cotec.fadenor.com.br. A taxa de inscrição varia de R$ 60 a R$ 150. 

Todos os participantes serão submetidos à prova objetiva de múltipla escolha, que versará sobre as disciplinas de língua portuguesa, matemática e/ou conhecimentos específicos. Com três horas de duração, ela será aplicada no município de Turmalina/MG no dia 13 de janeiro de 2019. 

O certame ainda será constituídos das seguintes etapas: teste de aptidão física para os cargos de coveiro e de gari; prova prática para operadores de máquinas pesadas e leves, operador de motoniveladora - patrol e condutores de veículos pesados e leves; e análise de títulos para nível superior.

Continuar lendo

Atualizado: 21/08/2018 - 15:09

Concurso Ibama: aguardada autorização para 1.888 vagas

O Ibama tem o intuito de abrir concurso com oportunidades para técnico e analista, com exigência de níveis médio e superior. Os salários iniciais oferecidos pelo órgão chegam a R$ 7,7 mil

Três cargos

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) ainda analisa o pedido para a realização de novo concurso do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). A solicitação foi enviada recentemente e há uma grande expectativa para que a autorização seja liberada ainda este ano
 
O requerimento encaminhado solicita um total de 1.888 vagas, e não mais 1.529 como anteriormente. De tais oportunidades, 759  são para técnico administrativo, 832 para analista ambiental e 297 para analista administrativo.
 
As carreiras de analista ambiental e analista administrativo do concurso do Ibama exigem nível superior, enquanto a colocação de técnico administrativo aceita profissionais com ensino médio.
 
As remunerações iniciais correspondem a R$ 3.712,72 para técnico e a R$ 7.760,45 para analista. Nesses valores já está incluso o auxílio-alimentação de R$ 458. 
 

Últimos concursos do Ibama para analista


 
A seleção anterior para analista ambiental do Ibama foi aberto em 2012, anunciando uma oferta de 108 vagas, sendo 45 para a área de licenciamento ambiental no Distrito Federal, 15 para licenciamento ambiental no Rio de Janeiro, 27 para monitoramento, regulação, controle, fiscalização e auditoria ambiental no Distrito Federal e 21 para gestão, proteção e controle da qualidade ambiental no Distrito Federal. Ao todo, 16.290 pessoas se inscreveram para o processo seletivo.
 
Já para analista administrativo, o último certame foi realizado em 2013, para preenchimento de 61 postos, distribuídos da seguinte forma: Acre (2 vagas), Amapá (2), Amazonas (3), Bahia (1), Distrito Federal (27), Espírito Santo (1), Maranhão (1), Mato Grosso (3), Mato Grosso do Sul (2), Minas Gerais (2), Pará (2), Paraná (2), Piauí (1), Rio Grande do Sul (1), Rondônia (2), Roraima (2), Santa Catarina (2), São Paulo (1), Sergipe (2) e Tocantins (2). O processo seletivo registrou 43.533 candidatos.
 
Os dois processos seletivos foram organizados pelo Cespe/UnB.
Continuar lendo

Atualizado: 20/08/2018 - 15:59

Concurso Aneel: avança pedido para 148 vagas

Solicitação para novo concurso da Aneel se refere aos cargos de técnico, analista e especialista. Remunerações iniciais de até R$ 12,4 mil

No Distrito Federal

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Depois de mais de um ano, avançou no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o pedido do concurso da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A estatal encaminhou solicitação para o preenchimento de 148 vagas em seu quadro de pessoal.

Do total de oportunidades requeridas, 78 destinam-se à carreira de técnico administrativo, 39 para analista administrativo e 31 para especialista em regulação de serviços públicos de energia. As remunerações iniciais oferecidas pelo órgão correspondem a R$ 6.147,52, R$ 11.529,29 e a R$ 12.432,49, respectivamente, já contando com o auxílio-alimentação de R$ 458.

A função de técnico administrativo requer certificado de ensino médio expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), enquanto as demais aceitam candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação.

O setor de comunicação informou, anteriormente, que tais oportunidades requeridas se referem à quantidade de postos vagos na Aneel. Atualmente, do seu quadro de 765 servidores, 615 se encontram preenchidos, ou seja, há 150 em aberto.

Agora, a realização do concurso Aneel 2018 depende do aval do Ministério do Planejamento. A expectativa é que o ministro analise o documento e libere as chances para que não aumente a defasagem de pessoal no órgão.

Último concurso Aneel

A seleção anterior da Aneel ocorreu em 2010, ou seja, sete anos atrás. Na ocasião, foram abertas 186 oportunidades distribuídas entre todos os cargos solicitados este ano.

Sob a organização do Cespe/UnB, a triagem dos participantes ocorreu por meio de provas objetivas e testes objetivos com conteúdo programático delimitado no edital

Continuar lendo

Atualizado: 20/08/2018 - 15:40

Bacen tem pedido de concurso avaliado pelo Planejamento

A solicitação de um novo edital do concurso Banco Central (Bacen) conta com 220 vagas nas carreiras de analista e procurador

Até R$ 17,7 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) ainda analisa o novo pedido de edital do concurso Bacen (Banco Central do Brasil, também conhecido BC ou BCB), encaminhado no dia 30 de maio. No total, foram solicitadas 220 oportunidades para o seu quadro de pessoal - número bem inferior ao requerimento anterior, que era de 990 vagas.

Das oportunidades pleiteadas pelo órgão, 200 são para a carreira de analista e 20 de procurador; desta vez não foi contemplado o cargo de técnico. A solicitação anterior era de 800 postos para analista, 150 de técnico e 40 procuradores.

Aumenta cada vez mais a expectativa de autorização do novo edital Bacen 2018 devido à sua grande defasagem de servidores. Atualmente, existem mais de 2.000 postos vagos, sem contar com as futuras aposentadorias, ou seja, cerca de 36% do quadro de pessoal do Banco Central não está preenchido. O déficit total é de 2.356 servidores, sendo 1.944 analistas, 289 técnicos e 123 procuradores - vale ressaltar que o número pode sofrer alterações a qualquer momento.

Em entrevista anterior ao JC, o presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), Dario Piffer, chegou a comentar que o Bacen não consegue atender a toda demanda e que “essa situação traz problemas de toda a ordem, sendo uma das áreas mais prejudicadas a da fiscalização; por conta disso, o Banco Central prioriza somente as demandas consideradas mais importantes".

 

Concurso Banco Central (Bacen 2018) - Sobre os cargos

 

A função de técnico, não contemplada mais no pedido, se destina aos profissionais que concluíram o ensino médio em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e oferece salário inicial de R$ 6.463,44.

Já os postos de analista de procurador aceitam candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação - neste caso, os vencimentos correspondem a R$ 16.286,90 e a R$ 17.788,33, respectivamente.

Vale ressaltar que as remunerações já incluem o valor do benefício-alimentação, que equivale a R$ 458 mensais.

APOSTILAS BANCO CENTRAL - TÉCNICO DE SUPORTE ADMINISTRATIVO

CURSO ONLINE BANCO CENTRAL - PROCURADOR

 

Banco Central (Bacen 2018) - Último concurso de técnico e analista

 

Em 2013, o Banco Central promoveu seleção com 500 vagas destinadas aos cargos de técnico e analista. Na ocasião, a banca organizadora foi o Cespe/UnB e a remuneração inicial oscilou entre R$ 5.158,23 e R$ 14.289,24.

A carreira de técnico apresentou 100 oportunidades e estava dividida entre as áreas de suporte técnico-administrativo e segurança institucional. Para concorrer a este emprego o candidato precisou ter ensino médio completo.

Destinado a profissionais de nível superior, o cargo de analista (400) estava distribuído em seis áreas de conhecimentos: análise e desenvolvimento de sistemas, suporte à infraestrutura de tecnologia da informação, política econômica e monetária, contabilidade e finanças, infraestrutura e logística, e gestão e análise processual.

O processo seletivo constou de prova objetiva, teste discursivo e análise de títulos – este último apenas para analista. Depois, houve um programa de capacitação aos candidatos aprovados.

Para este concurso, os profissionais foram lotados em Brasília (DF), Belém (PA), São Paulo (SP), Salvador (BA) e Porto Alegre (RS).

 

Concurso Banco Central (Bacen 2018) - Seleção anterior de procurador

 

O Banco Central publicou em agosto de 2013 um edital com 15 oportunidades para a função de procurador. Do total de ofertas, 14 foram para Brasília e uma para Belém.

Também sob a organização do Cespe/UnB, o processo seletivo avaliou os concursandos por meio de teste objetivo, inscrição definitiva, provas discursivas, exame oral e análise de títulos.

Continuar lendo

Atualizado: 20/08/2018 - 15:07

Prefeitura de Guarani MG abre concurso com 54 vagas

Edital reúne cargos destinados a profissionais alfabetizados e de níveis fundamental, médio e superior de ensino. Inscrições começam em 15 de outubro

Salários até R$ 7,4 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de Guarani, em Minas Gerais, divulgou edital de concurso público destinado a preencher 54 vagas. Os salários variam de R$ 954 a R$ 7.478,22.

 

A carreira de auxiliar de serviços gerais - cantineira (3 postos) admite profissionais alfabetizados.

 

Quem possui nível fundamental incompleto pode concorrer como auxiliar de serviços gerais - serviçal (8), enquanto candidatos que concluíram esse ciclo escolar têm opção como fiscal de posturas e tributos (1).  

 

Ensino médio é requisito para auxiliar de saúde bucal (3), fiscal sanitário (2), monitor de creche (8), técnico administrativo (7), técnico de saúde bucal (1) e técnico de enfermagem (3).     

 

Há cargos de nível superior para cirurgião dentista (3), enfermeiro (3), médico (3), professor de ensino fundamental (8) e supervisor pedagógico (1).

 

 

Cronograma do concurso da Prefeitura Guarani

 

 

Com taxas entre R$ 60 e R$ 100, as inscrições serão recebidas a partir das 12h de 15 de outubro, por meio da página concurso.fundacaocefetminas.org.br. O prazo vai até as 23h59 de 15 de novembro.  

 

A seleção dos candidatos compreenderá prova objetiva (todas as vagas), marcada para 2 de dezembro, e avaliação de títulos (funções de nível superior), com entrega dos documentos em período a ser definido.  

 

O concurso da Prefeitura de Guarani terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal, conforme estabelece o edital.

Continuar lendo

Atualizado: 20/08/2018 - 12:02

AGU: banca do concurso sai nos próximos dias

A autorização do Ministério do Planejamento determina que o edital do novo concurso público da AGU seja publicado até dia 14 de dezembro de 2018. Diversos cargos

100 vagas

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Advocacia-Geral da União (AGU)  deve confirmar, no decorrer dos próximos dias, o nome da banca organizadora do seu novo concurso público 2018, autorizado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPGD) em 14 de junho.  O órgão também trabalha no processo de distribuição, pelos diversos estados, das 100 vagas que serão oferecidas no concurso. De acordo com a autorização do MPDG, a publicação do edital de abertura de inscrições da AGU deve ocorrer,no mais tardar, até 14 de dezembro.

O concurso da AGU contará com vagas para administrador (48 vagas), analista técnico administrativo (10), arquivista (2), bibliotecário (1), contador (1), técnico em assuntos educacionais (2) e tecnico em comunicação social (5).

Para todos estes cargos é necessário possuir formação de nível superior, com remuneração inicial de R$ 6.200, considerando vencimentos básicos e gratificações.

“A realização deste concurso é um passo importante no processo de fortalecimento do quadro de servidores da AGU. Todos nós sabemos que as vitórias obtidas pela nossa instituição somente serão possíveis graças, também, à incansável dedicação diária de nossos servidores”, disse, quando do envio do pedido do concurso, a advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça.

Concurso AGU - Novas vagas

  Vale ressaltar que tramita na Câmara dos Deputados o projeto de lei 6788/17, que cria mais 3.000 vagas na AGU, sendo 2.000 de analista técnico de apoio à atividade jurídica e 1.000 de técnico de apoio à atividade jurídica.   No caso de técnico, para concorrer será exigido apenas ensino médio, com inicial de R$ 4.669,35, com gratificações; e para analistas, nível superior, com inicial de R$ 6.985,34.  

Mais informações sobre este projeto podem ser obtidas aqui

 

AGU - Concurso Anterior

O último concurso da AGU  na área de apoio operacional ocorreu em 2014, quando foram oferecidas 100 oportunidades, para preenchimento para a sede, em Brasília, bem como para a Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR), pelo regime jurídico únicos dos servidores civis da união, autarquias e fundações públicas federais.

No quadro de nível superior da AGU foram oferecidas oportunidades para os cargos de analista de sistemas (10 postos), analista técnico administrativo (34), bibliotecário com registro profissional (3) e técnico em comunicação social (3). Em caso de formação técnica, a oferta foi de dez vagas para a carreira de técnico em contabilidade.

Já na Secretaria dos Portos, em nível médio, a AGU ofereceu dez vagas para agente administrativo e sete para técnico em contabilidade. Em nível superior, a oferta foi para os cargos de administrador (4), analista técnico administrativo (15), contador (2) e economista (2).

A banca organizadora do concurso da AGU, na ocasião, foi o Idecan.

Antes disso, a seleção anterior para a área técnica ocorreu em 2006, quando foram registrados 25 mil inscritos para a oferta de 336 vagas, somente para candidatos de nível superior, para os cargos de administrador, contador, economista e engenheiro. Neste caso, a banca organizadora foi o Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade do Rio de Janeiro (NCE/UFRJ).

 

Sobre a AGU

Cabe à Advocacia Geral da União (AGU) representar a União, judicial e extrajudicialmente, cabendo-lhe, nos termos da lei complementar que dispuser sobre sua organização e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo. Em termos de representação judicial, sua atividade é exercida em defesa dos interesses dos referidos entes nas ações judiciais em que a União figura como autora, ré ou, ainda, terceira interessada. A representação extrajudicial é exercida perante entidades não vinculadas à justiça, como órgãos administrativos da própria união, estados ou municípios.


Ads

Quartas das Carreiras. Inscreva-se!

Toda quarta-feira, às 18 horas, serão entrevistados servidores públicos das mais diversas carreiras de órgãos municipais, estaduais e federais. É a oportunidade que você tem de conhecer melhor sua futura profissão!


 

 

Continuar lendo

Atualizado: 20/08/2018 - 09:14

Concurso Iphan: locais de provas são divulgados

Com ofertas distribuídas entre todo o Brasil, seleção preencherá postos em cargos auxiliar, técnico e analista. Salários chegam a R$ 5,4 mil

Níveis médio e superior

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Os inscritos para o concurso do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) já podem consultar aqui os locais de aplicação das provas objetiva e discursiva, que ocorrem no próximo domingo (26). A seleção preencherá 411 vagas distribuídas em todo o Brasil, além de formar cadastro reserva.


O processo seletivo oferece 131 postos para auxiliar institucional (R$ 3.877,97), 176 para técnico (R$ 5.493,29) e 104 para analista (R$ 5.493,29). A primeira posição requer ensino médio completo, enquanto as demais cobram formação superior. Os valores já incluem o auxílio-alimentação de R$ 458.

• APOSTILAS CONCURSO IPHAN 2018 - CARGOS DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR
• CURSO ONLINE CONCURSO IPHAN 2018 - TÉCNICO E ANALISTA

As oportunidades estão distribuídas entre a sede do órgão, em Brasília, e superintendências/escritórios técnicos em todos os Estados brasileiros. Para São Paulo, foram disponibilizados 18 postos.  

As inscrições para o concurso do Iphan foram recebidas até 16 de julho, por meio do site http://www.cespe.unb.br/concursos. As taxas custaram R$ 84 (nível médio) e R$ 117 (superior). 

 

Concurso Iphan: distribuição das vagas por área de formação


Parte das chances para auxiliar institucional é destinada a candidatos que possuem, além de segundo grau, formação técnica em conservação e restauração de bens culturais móveis; edificações; e agronomia ou jardinagem.  

 

As oportunidades para técnico no concurso do Iphan atendem profissionais formados em ciências sociais ou antropologia; arqueologia; arquitetura e urbanismo; arquivologia; biblioteconomia; ciências biológicas; engenharia agronômica; engenharia civil; história; e educação, pedagogia ou ciências humanas. 

 


Ads

Curso Intensivo Gratuito para Concurso IPHAN

Para ajudar na preparação dos que realmente desejam passar nesse concurso, transmitiremos ao vivo e gratuitamente a partir de 18 de junho, o Curso Intensivo IPHAN. O conteúdo engloba desde português a história. São várias matérias de relevância com conteúdo de qualidade. Confira.

 

Já para analista, as opções são voltadas a participantes com graduação em qualquer área; comunicação social, jornalismo ou relações públicas; engenharia cartográfica, geografia ou geociências; e relações internacionais.

Sobre as provas do concurso do Iphan 2018


O processo seletivo envolverá provas objetiva e discursiva para todos os cargos, com aplicação nas capitais dos 26 Estados, além do Distrito Federal.

 

A primeira avaliação trará 120 questões de múltipla escolha, enquanto a segunda cobrará a elaboração de um texto dissertativo com até 30 linhas abordando tema da atualidade. 

 

O conteúdo programático inclui conhecimentos básicos (língua portuguesa, fundamentos da preservação do patrimônio cultura, noções de gestão/administração pública e atualidades) e específicos.

 

Haverá também análise de títulos para funções de nível superior, em período a ser definido. Os candidatos convocados poderão apresentar diplomas de especialização, mestrado e doutorado, bem como documentos que comprovem experiência profissional nos setores público e privado. 


De acordo com o edital, o concurso do Iphan terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério da instituição. 

 

Atribuições do auxiliar institucional no concurso do Iphan

 

Desenvolver atividades de nível intermediário de suporte às áreas administrativa e finalística, que compreendam a execução de atividades rotineiras de cunho administrativo e logístico; dar suporte às atividades que compõem o ciclo de gestão documental; dar suporte à análise, diagnóstico e intervenção em bens culturais móveis; dar apoio às atividades técnicas relativas à elaboração e análise de projetos e orçamentos e fiscalização de obras; dar suporte às atividades de fiscalização; realizar atividades de conservação e manutenção dos jardins históricos sob a gestão do Iphan; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Concurso Iphan 2018: atribuições do técnico

 

Desenvolver atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas, que compreendam elaborar estudos, análises, pareceres, laudos, notas, relatórios e avaliações técnicas para instrução e acompanhamento de processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; avaliar o impacto ao patrimônio cultural em projetos e empreendimentos, inclusive no âmbito do licenciamento ambiental; realizar vistorias, levantamentos e avaliações de campo; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; integrar conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; acompanhar e fiscalizar intervenções e(ou) serviços; realizar intervenções conservativas e(ou) restaurativas de bens culturais e acervos sob a gestão do Iphan; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Atribuições do analista no concurso do Iphan


Desenvolver atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas que compreendam o assessoramento especializado voltado para a gestão dos processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; participar em conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; executar atividades de gestão administrativa, orçamentária e financeira; acompanhar e fiscalizar projetos e(ou) serviços; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Conteúdo programático parcial para o concurso do Iphan

 

Língua portuguesa - 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

 

Fundamentos da preservação do patrimônio cultura - Noções sobre história política, econômica e social do Brasil. 1.1 Noções sobre história e institucionalização do patrimônio cultural no Brasil e no mundo, com ênfase na trajetória do IPHAN. 2 Marcos internacionais da preservação: Convenção relativa à Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural (1972); Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial (2003). 3 Legislação brasileira sobre preservação de bens culturais. 3.1 Constituição Federal (artigos 20, 23, 24, 30, 215 e 216). 3.2 Decreto-Lei nº 25/1937, e suas alterações. 3.3 Lei nº 3.924/1961. 3.4 Lei nº 11.483/2007, e suas alterações (art. 9º). 3.5 Decreto nº 3.551/2000. 3.6 Decreto nº 9.238/2017. 4 Legislação aplicada ao patrimônio cultural. 4.1 Portaria IPHAN nº 187/2010; Portaria IPHAN nº 420/2010; Portaria IPHAN nº 127/2009; Portaria IPHAN nº 137/2016.

 

Noções de gestão e administração pública - 2.1 Princípios e normas referentes à administração direta e indireta. 2.2 Lei nº 8.666/1993, e suas alterações (Licitações e contratos administrativos). 3 Legislação administrativa. 3.1 Lei nº 8.112/1990, e suas alterações. 3.2 Lei nº 9.784/1999, e suas alterações (Processo Administrativo). 3.3 Lei nº 12.527/2011 (Lei de acesso à informação). 3.4 Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, instituído pelo Decreto nº 1.171/1994, e suas alterações. 4 Gestão de pessoas no setor público. 4 Gestão de processos. 4.1 Conceitos da abordagem por processos. 4.2 Técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos.

 

Atualidades - (somente para a prova discursiva): 1 Tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como: política, economia, sociedade, educação, cultura, desenvolvimento sustentável e meio ambiente, relacionados ao patrimônio cultural.

 

Confira o conteúdo programático completo para o concurso do Iphan 2018

Continuar lendo

Atualizado: 17/08/2018 - 14:47

São João do Paraíso MG abre concurso com 41 vagas

Oportunidades são para agente comunitário de saúde e agente de combate a endemias, ambas com exigência de ensino médio. Inscrições começam em 28 de agosto

Dois cargos

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de São João do Paraíso, em Minas Gerais, abriu processo seletivo destinado a preencher 41 vagas, sendo 40 imediatas e uma para cadastro reserva (CR).

 

Há chances para agente comunitário de saúde (36 postos + 1 CR) e agente de combate a endemias (4). Ambas as carreiras pagam R$ 1.014 e cobram ensino médio

 

No caso das oportunidades para agente comunitário, os candidatos devem residir na área de abrangência da unidade de saúde em que pretendem atuar (as localidades podem ser consultadas aqui).  

 

Com taxa de R$ 75, as inscrições para o concurso da Prefeitura de São João do Paraíso poderão ser registradas entre 28 de agosto e 21 de setembro, mediante a realização de cadastro no site http://www.cotec.fadenor.com.br/.

 

A seleção envolverá duas etapas: prova objetiva, marcada para 21 de outubro, e avaliação de títulos, com entrega dos documentos no período de 30 de outubro a 5 de novembro.

 

O concurso terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério da Prefeitura de São João do Paraíso, de acordo com o edital.  

 

 

O que estudar para a prova do concurso de São João do Paraíso

 

 

Língua portuguesa - Leitura, compreensão e interpretação de textos de natureza diversa: descritivo, narrativo, dissertativo, e de diferentes gêneros, como, por exemplo, crônica, notícia, reportagem, editorial, artigo de opinião, texto argumentativo, informativo, normativo, charge, propaganda, ensaio, etc. As questões de texto verificarão as seguintes habilidades: identificar informações no texto; relacionar uma informação do texto com outras informações oferecidas no próprio texto ou em outro texto; relacionar uma informação do texto com outras informações pressupostas pelo contexto; analisar a pertinência de uma informação do texto em função da estratégia argumentativa do autor; depreender de uma afirmação explícita outra afirmação implícita; identificar a ideia central de um texto; estabelecer relações entre ideia principal e ideias secundárias; inferir o sentido de uma palavra ou expressão, considerando: o contexto e/ou universo temático e/ou a estrutura morfológica da palavra (radical, afixos e flexões); relacionar, na análise e compreensão do texto, informações verbais com informações de ilustrações ou fatos e/ou gráficos ou tabelas e/ou esquemas; relacionar informações constantes do texto com conhecimentos prévios, identificando situações de ambiguidade ou de ironia, opiniões, valores implícitos e pressuposições. Habilidade de produção textual. Conhecimento gramatical de acordo com o padrão culto da língua. As questões de gramática serão baseadas em texto(s) e abordarão os seguintes conteúdos: Fonética: acento tônico, sílaba, sílaba tônica; ortoépia e prosódia. Ortografia: divisão silábica; acentuação gráfica; correção ortográfica. Morfologia: estrutura dos vocábulos: elementos mórficos; processos de formação de palavras: derivação, composição e outros processos; classes de palavras: classificação, flexões nominais e verbais, emprego. Sintaxe: teoria geral da frase e sua análise: frase, oração, período, funções sintáticas; concordância verbal e nominal; regência nominal e verbal, crase; colocação de pronomes: próclise, mesóclise, ênclise (em relação a um ou a mais de um verbo). Semântica: antônimos, sinônimos, homônimos e parônimos. Denotação e conotação. Figuras de linguagem. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ABAURRE, Maria Luíza; PONTARA, Marcela Nogueira. Coleção base: português – volume único. São Paulo: Moderna. CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Nacional. FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto: leitura e redação. São Paulo: Ática. INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. São Paulo: Scipione. ROCHA LIMA, Carlos Henrique da. Gramática normativa da língua portuguesa. Rio de Janeiro: José Olympio. Observação: Para o conteúdo gramatical, a bibliografia indicada serve como sugestão, podendo o candidato recorrer a outras gramáticas que lhe forem mais acessíveis. O candidato poderá recorrer também a livros didáticos adotados nas escolas de Ensino Médio (2.º grau).

 

Matemática - 1. Sistemas de numeração. Número primo, algoritmo da divisão. Critérios de divisibilidade; Máximo divisor comum (entre números inteiros); Mínimo múltiplo comum (entre números inteiros). 2. Conjuntos Numéricos: operações: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação nos conjuntos numéricos; Propriedades dessas operações; Médias (aritmética simples e ponderada). Módulo; Desigualdades; Intervalos; Sistemas de medida. 3. Proporcionalidade: razões e proporções: propriedades; Regra de três simples e composta; Percentagem; Juros simples. 4. Relações e Funções: relações binárias; Domínio, contradomínio, imagem direta de funções; Gráficos de relações; Funções: definição e representação; Funções crescentes, decrescentes e periódicas; Função inversa. 5. Funções afins, lineares e quadráticas – propriedades, raízes, gráficos. 6. Exponenciais e Logaritmos: funções exponenciais e logarítmicas; propriedades e gráficos. Mudança de base; Equações e inequações exponenciais e logarítmicas. 7. Trigonometria no triângulo retângulo; Funções trigonométricas: seno, cosseno, tangente, cotangente; propriedades e gráficos; Equações trigonométricas. 8. Sequências: progressões aritméticas: termo geral, soma dos termos, relação entre dois termos, propriedades; Progressões geométricas: termo geral, relação entre dois termos, soma e produto dos termos, propriedades. 9. Análise Combinatória: princípio fundamental da contagem; Arranjos, permutações e combinações simples e com repetições; Binômio de Newton; Triângulo de Pascal. 10. Matrizes e Sistemas Lineares: operações com matrizes: adição, subtração e multiplicação; Propriedades dessas operações; Sistemas lineares e matrizes; Resolução, discussão e interpretação geométrica de sistemas lineares. 11.Geometria Plana: curvas. Ângulos. Triângulos e quadriláteros; Igualdade e semelhança de triângulos. Relações métricas nos triângulos. Círculos e discos; Polígonos regulares e relações métricas; Feixes de retas; Áreas e perímetros. 12. Geometria Espacial: retas e planos no espaço: paralelismo e perpendicularidade entre retas, entre retas e planos e entre planos; Prismas e pirâmides; Cálculo de áreas e volumes; Cilindro, cone, esfera e bola: cálculo de áreas e volumes; Poliedros e relação de Euler. 13. Geometria Analítica: coordenadas cartesianas. Equações e gráficos. Distância entre dois pontos; Estudo da equação da reta: interseções de duas ou mais retas (no plano); Retas paralelas e perpendiculares, feixes de retas; Distância de um ponto a uma reta, áreas de triângulos, circunferências e círculos. 14. Números Complexos: módulo, argumento, forma algébrica; Operações com números complexos: adição subtração, multiplicação, divisão e potenciação. 15. Polinômios: conceitos; Adição e multiplicação de polinômio; Algoritmos de divisão; Fatoração. Equações polinomiais; Relações entre coeficientes e raízes. Raízes reais e complexas; Raízes racionais e polinômios com coeficientes inteiros. 16. Estatística básica: conceito, coleta de dados, amostra; Gráficos e tabelas: interpretação. Média (aritmética simples e ponderada), moda e mediana; Desvio padrão. 17. Probabilidades: espaço amostral; Experimentos aleatórios; Probabilidades. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA KÁTIA & ROKO. Matemática. V. 1, 2, 3. São Paulo: Saraiva, 1995. PAIVA, Manoel Rodrigues. Matemática. V. 1, 2, 3, São Paulo. 1995. Livros Didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

 

Conhecimentos na área da saúde - 1. Sistema Único de Saúde (SUS): Constituição Federal 1988 (Artigos 196 a 200); Princípios e diretrizes. 2. Portaria n° 2.436, de 21 de setembro de 2017; Estratégia Saúde da Família (ESF): Conceitos, princípios e diretrizes operacionais (normas); Atribuições do agente comunitário de saúde. Lei Federal 11.350/2006 e Lei Federal 12.994/2014; Portaria n° 2.121, de 18 de dezembro de 2015. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA BRASIL. Constituição Federal 1988. Capítulo da Saúde. Artigo 196 a 200. Brasília, DF, 1988. BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria 2.436 de 21 de setembro de 2017. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 2017. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Portaria 2.121 de 18 de Dezembro de 2015. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 2015. BRASIL. Lei Federal 11.350 de 05 de outubro de 2006. Brasília, DF, 2006. BRASIL. Lei Federal 12.994 de 17 de junho de 2014. Brasília, DF, 2014.
 

Continuar lendo

Atualizado: 16/08/2018 - 15:18

TJ MG: banca em breve para oficiais e técnicos

Oportunidades serão para os cargos de oficial de justiça avaliador e técnicos nas áreas de assistente social e psicólogo, com vencimentos básicos de até R$ 4,2 mil

Níveis médio e superior

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Geras (TJ/MG) deve divulgar, em breve, o nome da banca organizadora do seu novo concurso público, que contará com oportunidades para os cargos de oficial e técnico judiciário para a primeira instância, para quem possui, respectivamente, níveis médio e superior. As remunerações básicas iniciais são de R$ 2.683,58 para oficiais e R$ 4.202,59 para técnicos. Embora o número inicial de vagas ainda não tenha sido confirmado, já está certo que, além de vagas imediatas, a seleção também será destinada para formar cadastro reserva de pessoal. A expectativa é de que o edital de abertura de inscrições seja publicado ainda neste semestre, mas a data precisa somente será confirmada após a contratação da empresa.


No caso de oficial judiciário, que exige apenas ensino médio para concorrer, as oportunidades serão para a área de oficial de justiça avaliador.


Para os técnicos, o concurso contará com oportunidades para as áreas de assistente social judicial e psicólogo judicial, ambos com necessidade de formação nas respectivas áreas.


De acordo com o edital de licitação para a escolha da banca, as taxas já estão definidas e serão de R$ 70 para o cargo de oficial e R$ 90 para os técnicos.


Provas
Um ponto já definido pelo edital de licitação é a forma como serão aplicadas as provas do concurso. Para todos os cargos, a prova objetiva contará com 60 questões.


No caso de oficial serão 20 de língua portuguesa, cinco de noções de informática, 15 de noções de direito e 20 de conhecimentos específicos.
Para os técnicos, 15 de língua portuguesa, cinco de noções de informática, 15 de noções de direito e 25 de conhecimentos específicos.


Para todos os cargos, o exame também contará com uma redação.
A duração dos exames será de 4h30 e aplicação deverá ocorrer nas cidades de Belo Horizonte, Diamantina, Govenador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha.    

 
A estimativa do órgão é de que o concurso conte com aproximadamente 85 mil inscritos.

 

Atribuições dos Cargos

1. CARGOS/ESPECIALIDADES DE NÍVEL SUPERIOR:
1.1. Cargo: Técnico Judiciário (Classe C)
Especialidade: Assistente Social Judicial– JPI-GS
a) Elaborar estudos sociais, laudos, pareceres, relatórios e outros documentos técnicos compatíveis com sua área de atuação, relacionados a processos judiciais;
b) Realizar intervenções técnicas em audiências de conciliação e mediação, e em situações processuais, quando determinado por autoridade judicial;
c) Substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
d) Participar de comissões e grupos de trabalho;
e) Realizar viagens a comarcas do interior do Estado para executar atividades relativas à sua área de atuação;
f)Executar outras atividades identificadas pelo superior hierárquico, relacionadas com a atividade fim, inclusive no que concerne ao processo judicial eletrônico em suas variadas formas.

1.2. Cargo: Técnico Judiciário (Classe C)
Especialidade: Psicólogo Judicial – JPI-GS:
a) Elaborar laudos, pareceres, relatórios e outros documentos técnicos, compatíveis com sua área de atuação, relacionados a processos judiciais;
b) Realizar intervenções técnicas em audiências de conciliação e mediação, e em outras situações processuais, quando determinado por autoridade judicial;
c) Substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
d) Participar de comissões e grupos de trabalho;
e) Realizar viagens a comarcas do interior do Estado para executar atividades relativas à sua área de atuação;
f) Executar outras atividades identificadas pelo superior hierárquico, relacionadas com a atividade fim, inclusive no que concerne ao processo judicial eletrônico em suas variadas formas.

2. CARGO/ESPECIALIDADE DE NÍVEL MÉDIO:
2.1. Cargo: Oficial Judiciário (Classe D)
Especialidade: Oficial de Justiça Avaliador – JPI-SG:
a) Realizar citações, intimações, notificações e demais diligências próprias do seu ofício, ordenadas em processos judiciais e lavrar termos e certidões respectivas;
b) Promover as avaliações judiciais nos casos indicados em lei;
c) Fazer hasta pública, onde não houver leiloeiro público ou designado para esse fim;
d) Dar suporte às audiências ou sessões do Tribunal do Júri, quando necessário e coadjuvar o juiz na manutenção da ordem;
e) Substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
f) Participar de comissões e grupos de trabalho;
g) Executar outras atividades identificadas pelo superior hierárquico, relacionadas com a atividade fim, inclusive no que concerne ao processo judicial eletrônico, em suas variadas formas

Continuar lendo

Atualizado: 16/08/2018 - 11:56

Câmara de Mesquita MG realiza concurso para três cargos

Seleção tem oportunidades para os níveis fundamental (completo e incompleto) e superior. Inscrições começam em setembro

Até R$ 2,8 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Situada no Estado de Minas Gerais, a Câmara Municipal de Mesquita promove concurso público que visa a contratar três profissionais em seu quadro de pessoal. As oportunidades estão distribuídas igualmente entre os cargos contemplados no edital.

Candidatos com ensino fundamental incompleto, que vai da 1ª a 5º série, podem concorrer à função de auxiliar de serviços gerais. A remuneração inicial corresponde a R$ 895,01, com complementação até chegar o piso nacional, para jornadas de 30 horas semanais.

A colocação de agente administrativo destina-se a quem concluiu o nível fundamental, ou seja, que fez até a 9ª série. O órgão municipal paga R$ 1.050,50 para o servidor e a carga semanal é de 30 horas.

Os profissionais que tenham curso superior em ciências contábeis e registro no conselho de classe estão aptos para pleitear a colocação de contador, cujo salário é de R$ 2.883,55 para jornadas de 30 horas por semana.

As inscrições do concurso serão aceitas a partir das 12h de 25 de setembro até as 18h de 24 de outubro. A ficha cadastral estará disponível na página eletrônica da Máxima Auditores (www.maximaauditores.com.br), a banca organizadora.

Depois de preencher o formulário de participação, será necessário realizar o pagamento de uma taxa no valor de R$ 38 (auxiliar), R$ 42 (agente) ou R$ 115 (contador).

Triagem dos participantes

A banca organizadora aplicará, em 25 de novembro, uma prova objetiva com 40 questões de múltipla escolha para todos os concorrentes. A partir de 19 de novembro, serão divulgados, no quadro de avisos da câmara e no site da Máxima Auditore,s o horário e o local do teste.

Para auxiliar, a avaliação terá 20 perguntas de português e 20 de matemática, enquanto os candidatos à carreira de agente terão de responder 20 de português, dez de noções de administração pública e dez de noções de informática. O exame para contador compreenderá 20 itens específicos e 20 de português.

Principais atribuições dos cargos

Agente administrativo - Executar serviços de digitação, redigir diferentes tipos de correspondências e de documentos; responsabilizar-se pelo arquivamento e a manutenção dos arquivos e documentos; confeccionar processos de compras e realizar a respectiva cotação de preços, auxiliar nas licitações e pregões; elaborar previsões de estoque e providenciar pedidos de reposição; entre outras tarefas.

Auxiliar de serviços gerais - Trabalhos de limpeza e conservação das instalações do Poder Legislativo e da mobília que guarnece a sede; polir objetos, peças e placas metálicas; preparar e servir café, chá, água etc; exercer o serviço de copa, inclusive durante as reuniões do Plenário.

Contador - Preparar e elaborar o Orçamento Público dentro do prazo antecipado e estabelecido pela Administração; registrar e escriturar sistemática e diariamente todas as despesas da câmara; realizar, acompanhar, revisar e corrigir todos os atos relativos aos estágios da despesa; classificar e registrar as despesas conforme plano de contas orçamentário; entre outras tarefas.
 

Continuar lendo

Atualizado: 15/08/2018 - 13:13

Concurso da Prefeitura de Coromandel MG reúne 29 vagas

Edital tem chances para agente comunitário de saúde, agente de combate a endemias, técnico de enfermagem e técnico de saúde bucal. Inscrições vão de 20 a 26 de agosto

Área da saúde

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de Coromandel, em Minas Gerais, abriu processo seletivo destinado a preencher 29 vagas, além de formar cadastro reserva (CR), em cargos de nível médio.

 

Há ofertas para agente comunitário de saúde (11 postos e salário de R$ 1.189,12), agente de combate a endemias (9 - R$ 1.189,12), técnico de enfermagem (7 - R$ 1.134,29) e técnico de saúde bucal (2 - R$ 1.080) - as duas últimas carreiras também cobram formação técnica. 

 

As inscrições serão recebidas entre 20 e 26 de agosto, mediante a realização de cadastro no site www.reisauditores.com.br. O valor da taxa é de R$ 30 para todas as funções.

 

Prevista para 16 de setembro, a prova objetiva cobrará a resolução de 25 questões sobre língua portuguesa, informática e conhecimentos gerais, específicos e de saúde pública.

 

A seleção terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério da Prefeitura de Coromandel, conforme estabelece o edital

 

 

Conteúdo programático parcial

 


Língua portuguesa - Procedimentos de leitura: habilidades necessárias à leitura de textos de gêneros textuais variados. Implicações do suporte, gênero e/ou enunciador na compreensão do texto: habilidades linguísticas de interpretar textos e reconhecer sua finalidade/função social. Relação entre textos: habilidades linguísticas de comparar textos, analisando a relação entre o modo de tratamento do tema e as condições de produção, recepção e circulação dos textos. Coerência e coesão no processamento do texto: habilidades de estabelecer relações entre as partes de um texto, identificando marcas que contribuem para a sua continuidade e relações lógico-discursivas. Relação entre os recursos expressivos e efeitos de sentido: habilidades de explorar textos, percebendo como os recursos expressivos constroem a significação, na situação comunicativa em que se apresentam. Norma padrão e variação linguística: habilidades de utilizar normas da gramática da Língua Portuguesa, de reconhecer variedades linguísticas e a adequação da linguagem às diferentes situações de comunicação. Ortografia: habilidades linguísticas relacionadas à correção ortográfica, acentuação gráfica, divisão silábica e pontuação de textos. Bibliografia Sugerida: BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37. Ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2009. CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: IBEP-Nacional, 2009.CEREJA, William Roberto e MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português Linguagens. São Paulo: Atual, 2009. 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. CUNHA, Celso e CINTRA, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985. FARACO, Carlos; MOURA, Francisco; MARUXO JR. Gramática. São Paulo: Ática, 2009. FERREIRA, Mauro. Aprender e praticar Gramática. São Paulo: FTD, 2011.

 

Informática - - Windows 7: conceito de pastas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos menus, programas e aplicativos, interação com o conjunto de aplicativos MS - Office 2010. Word 2010: estrutura básica dos documentos, edição e formatação de textos, cabeçalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcado ressimbólicos e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e numeração de páginas, legendas, índices, inserção de objeto, campos predefinidos, caixas de texto. Excel 2010: estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de objetos, campos predefinidos, controle de quebras e numeração de páginas, obtenção de dados externos, classificação de dados. MS. Correio Eletrônico: uso de correio eletrônico, preparo e envio de mensagens, anexação de arquivos. Internet: navegação na Internet, conceitos de URL, links, sites, busca e impressão de páginas.
 

Continuar lendo

Atualizado: 14/08/2018 - 15:12

UNIFEI MG abre inscrições de concurso com cinco vagas

A Universidade Federal de Itajubá oferece cinco vagas e salários de até R$ 4,1 mil. Participação deverá ser garantida até 13 de setembro

Níveis técnico e superior

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

No Estado de Minas Gerais, encontram-se abertas as inscrições do concurso da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) para cargos técnico-administrativos em educação. A seleção visa o preenchimento de cinco vagas, sendo uma reservada a pessoas com deficiência e uma aos negros. 

Quem tem curso técnico pode se inscrever para as funções de técnico em contabilidade (1 vaga), técnico em eletrônica (1), técnico de laboratório - química (1) e técnico em edificações (1). O salário inicial é de R$ 2.446,96. 

O cargo de publicitário (1) exige nível superior em comunicação social com habilitação em publicidade e propaganda. A remuneração é de R$ 4.180,66.

A universidade ainda oferece para os seus servidores os benefícios de alimentação, transporte, pré-escolar e ressarcimento do plano de saúde. 

Para participar basta preencher a ficha cadastral no endereço eletrônico https://sigrh.unifei.edu.br/sigrh/public/home.jsf e efetuar o pagamento da taxa, nos valores de R$ 80 para curso técnico e R$ 120 para formação superior. O prazo para registro das candidaturas se encerrará no dia 13 de setembro. 

Todos os candidatos serão submetidos à prova objetiva, composta de 50 questões de múltipla escolha, sendo 15 de língua portuguesa e 35 de conhecimentos específicos. Com duração máxima de quatro horas, ela será aplicada na data prevista de 21 de outubro. 

Aqueles que pleiteiam os cargos de técnico em edificações, técnico de laboratório - química e técnico em eletrônica ainda realizarão uma prova prática. 

 

Atribuições dos cargos

 

Técnico em contabilidade - identificar documentos e informações, atender à fiscalização e proceder à consultoria. Executará contabilidade geral, operacionalizar a contabilidade de custos e efetuar contabilidade gerencial. Realizar controle patrimonial. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Técnico de laboratório (química) - executar trabalhos técnico de laboratório relacionados com a área de atuação, realizando ou orientando coleta, análise e registros de materiais e substâncias através de métodos específicos. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Técnico em edificações - realizam levantamentos topográficos e planialtimétricos. Desenvolvem e legalizam projetos de edificações sob supervisão de um engenheiro civil; planejam a execução, orçam e providenciam suprimentos e supervisionam a execução de obras e serviços. Treinam mão-de-obra e realizam o controle tecnológico de materiais e do solo. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Técnico em eletrônica - executar sob a supervisão superior trabalho técnico de manutenção e de produção, aperfeiçoamento e instalações de máquinas, aparelhos e equipamentos eletrônicos. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão

Publicitário - estruturar estratégias de projeto; desenvolver propaganda e promoções; implantar ações de relações públicas e assessoria de imprensa. No desenvolvimento das atividades é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Continuar lendo

Atualizado: 14/08/2018 - 14:29

Prefeitura de Arcos MG reabre concurso com 356 vagas

As chances no certame estão distribuídas entre funções destinadas a profissionais de todos os níveis de escolaridade. Os salários oferecidos chegam a R$ 3,3 mil

Diversos cargos

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de Arcos, no interior de Minas Gerais, reabrirá o prazo de inscrição do edital de concurso público destinado a preencher 356 vagas, sendo 22 reservadas a pessoas com deficiência. A oferta salarial varia de R$ 992,47 e R$ 3.327,81.

 

Profissionais com nível fundamental incompleto podem concorrer como ajudante de serviço público (20 postos), faxineira (52), merendeira (18), motorista CNH "D" (10), bombeiro (1), borracheiro (1), lubrificador de veículos e máquinas (1), pedreiro (2), pintor (2), eletricista (2), mecânico (1) e operador de máquinas pesadas (6). Já quem completou tal ciclo escolar está apto a disputar as funções de atendente (21) e monitor de transporte escolar (5).

 

Ensino médio é requisito para assistente (10), assistente de administração (3), auxiliar de farmácia (4), auxiliar de laboratório (2), fiscal de vigilância sanitária (1), fiscal municipal de obras (1), fiscal municipal de posturas (1), fiscal municipal de tributação (1), monitor escolar (12), orientador social (1), secretário escolar (2) e telefonista (3).

• APOSTILAS CONCURSO PREFEITURA DE ARCOS/MG 2018 - PROFESSOR

 

Além de segundo grau, as carreiras de fiscal agropecuário (1), técnico de enfermagem (33), técnico de segurança do trabalho (1), técnico em informática (1) e técnico em radiologia (4) cobram formação técnica.

 

Em nível superior há opções para advogado (1), analista contábil (1), analista de finanças (1), analista de patrimônio (1), assistente social (5), biomédico (3), contador (1), enfermeiro (8), farmacêutico (1), fisioterapeuta (4), veterinário (1), nutricionista (2), profissional de educação física (4), psicólogo (5), supervisor pedagógico (2), terapeuta ocupacional (1), tradutor e intérprete de Libras (1) e professor nas áreas de apoio à comunicação, linguagem e tecnologias assistivas (10), educação básica para atuar em Atendimento Educacional Especializado (2), Libras (1), intérprete de Libras (1), anos iniciais do ensino fundamental (32) e educação infantil (45).  

 

Inscrições e provas

 

Com taxas entre R$ 50 e R$ 85, as inscrições serão recebidas entre os dias 27 de agosto e 27de setembro, por meio do site www.imam.org.br

 

O processo seletivo envolverá provas objetiva (todos os cargos) e de redação (professor), em 17 e/ou 18 de novembro, além de avaliações prática (operador de máquinas) e de títulos (todas as vagas), em datas a serem definidas.

 

Com relação ao teste objetivo, o número de questões (20, 25 ou 30) e as disciplinas (português, matemática, conhecimentos específicos, Sistema único de Saúde (SUS), conhecimentos básicos de administração pública, ética e cidadania e teoria e prática da educação) variam de acordo com a função em disputa.

 

O concurso terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal, conforme estabelece o edital.

 

Atribuições do ajudante de serviço público

 

Executar atividades manuais não-qualificadas em oficinas vias públicas e similares de: Executar serviços relativos ao abate de animais, bem como o carregamento e descarga aos pontos de distribuição. Executar a abertura de sepultura dentro das normas de higiene e saúde pública; Executar trabalhos de conservação e limpeza de cemitério. Efetuar limpeza de ruas, parques, jardins e outros logradouros públicos, varrendo e recolhendo detritos; Transportar o lixo aos depósitos apropriados. Executar serviços de plantio, poda, coleta de mudas e conservação de parques e jardins municipais. Executar serviços de lavagem de veículos e máquinas. Coletar lixo acumulado em logradouros públicos e outros locais, despejando-os em veículos e depósitos apropriados; Executar trabalhos braçais pertinentes a obras e serviços urbanos e rurais; Auxiliar na operação de veículos, máquinas equipamentos; Executar serviços de limpeza de local de trabalho e conservação de equipamentos; Atender as normas e segurança e higiene do trabalho; Executar outras atividades correlatas que lhe forem atribuídas.

Continuar lendo

Atualizado: 14/08/2018 - 12:12

Santa Bárbara MG tem concurso com vagas imediatas e CR

Oportunidades do edital são para as carreiras de auxiliar, motorista, técnico, recepcionista, contador e controlador. Iniciais de até R$ 2,9 mil

Câmara Municipal

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Situada no Estado de Minas Gerais, a Câmara Municipal de Santa Bárbara oferece concurso público com sete oportunidades imediatas e formação de cadastro reserva (CR) de pessoal.

O ensino fundamental habilita a participação para as carreiras de auxiliar de serviços gerais (1 vaga; salário de R$ 1.300) e motorista (CR; R$ 1.700) - neste último caso ainda é exigida CNH mínimo “B”.

Candidatos que concluíram o nível médio podem concorrer às ocupações de técnico administrativo (3 ; R$ 1.500) e recepcionista (1; R$ 1.500).

O diploma de formação superior específica é imprescindível para pleitear os cargos de contador (1; R$ 2.950) e controlador interno (2; R$ 2.950).

Consta no edital que todos os servidores deverão cumprir jornadas de trabalho de 30 horas semanais para fazer jus às remunerações.

Participação e triagem

As inscrições do concurso ficarão abertas a partir das 9h de 24 de setembro até as 20h de 26 de outubro na página eletrônica da Fundep (www.gestaodeconcursos.com.br). É cobrada uma taxa no valor de R$ 60 (ensino fundamental), R$ 80 (médio) ou R$ 100 (superior).

Os concorrentes terão de prestar uma prova objetiva com 30, 40 ou 50 questões de múltipla escolha, conforme o nível de escolaridade. Ainda haverá análise de títulos para os postos de ensino superior.

Com duração máxima de três ou quatro horas, a avaliação objetiva está marcada para o dia 9 de dezembro, em locais e horários a serem divulgados com antecedência pela banca organizadora.

O teste para nível fundamental terá 15 itens de português, dez de atualidades e cinco de matemática, enquanto o para médio apresentará 15 de português, 15 de conhecimentos de informática, cinco de matemática e cinco de legislação pública.

Já para as funções que exigem ensino médio serão 15 perguntas de português, dez de legislação pública, cinco de conhecimentos de informática e 20 de conhecimentos específicos.

Continuar lendo

Atualizado: 13/08/2018 - 15:27

Concurso em Santa Rita de Caldas MG paga até R$ 9,8 mil

Chances são destinadas ao quadro de servidores da área da saúde. Inscrições serão recebidas entre 8 de outubro e 9 de novembro

Todos os níveis

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de Santa Rita de Caldas, em Minas Gerais, abriu processo seletivo destinado a preencher 16 vagas. O município oferece salários acima de R$ 9.800, de acordo com o edital

 

Há oportunidades de nível fundamental para auxiliar de consultório odontológico (1 posto e salário de R$ 1.025,85), auxiliar de enfermagem (2 - R$ 1.02,85) e auxiliar de farmácia (1 - R$ 1.025,85).

 

A função de agente comunitário de saúde (4 - R$ 1.110,31) é destinada a profissionais com ensino médio

 

Estão em disputa cargos de nível superior para assistente social (3 - R$ 1.463,70), dentista (1 - R$ 2.872,72), enfermeiro (1 - R$ 3.429,24), médico (1 - R$ 9.861,66) e psicólogo (2 - R$ 1.463,70). 

 

 

Inscrição e etapas

 

 

As inscrições abrem às 10h de 8 de outubro e se encerram às 19h de 9 de novembro, devendo ser efetuadas pelo site www.imamconcursos.org.br. As taxas custam R$ 55 (ensino fundamental), R$ 60 (médio) e R$ 90 (superior). 

 

A seleção envolverá prova objetiva para todos os cargos, com aplicação em 8 e/ou 9 de dezembro, além de curso de formação inicial e continuada para agente comunitário de saúde, em período a ser definido.  

 

O processo seletivo terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério da Prefeitura de Santa Rita de Caldas, conforme estabelece o edital.

 

 

Conteúdo programático parcial

 

 

Língua portuguesa - Texto: Interpretação e compreensão (informativo, jornalístico ou literário). Ortografia: emprego das letras; acentuação gráfica. Classes gramaticais: emprego e flexão do substantivo, adjetivo, pronome e verbo. Sintaxe de concordância; sintaxe de regência. Ocorrência de crase. Pontuação.

 

Sistema Único de Saúde (SUS) - ESTRUTURA DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE: legislação fundamental e normas operacionais do sistema, princípios, estrutura administrativa e financeira, responsabilidades dos três níveis Federativos. O MODELO DE ASSISTÊNCIA NO SUS: Níveis de assistência (primário, secundário e terciário), escopo da assistência: promoção da saúde, prevenção, terapêutica e reabilitação, estrutura em rede regionalizada e hierarquizada, responsabilidade sanitária, humanização do cuidado, características e funções da atenção primária à saúde, estratégia da saúde da família, gestão da assistência e gestão da clínica, organização da rede de urgência e emergência, regulação da assistência, e planejamento em saúde pública. EPIDEMIOLOGIA: Epidemiologia das doenças transmissíveis (cadeia causal e mecanismos de prevenção para as principais patologias transmissíveis no país). HUMANIZAÇÃO E SAÚDE.
 

Continuar lendo

Shopping