Iniciais de R$ 15 mil

Sefaz/GO: novo concurso ainda aguarda autorização

De acordo com o secretário da Fazenda, Fernando Navarrete, o concurso de técnico fazendário contará com uma oferta de 200 vagas.

Fernando Cezar Alves
Publicado em 18/01/2018, às 11h02

A realização do novo concurso público da  Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás (Sefaz/GO) para o cargo de técnico fazendário estadual,  anunciada em 2017 pelo secretário estadual da fazenda, Fernando Navarrete, durante visita à delegacia regional de fiscalização de Anapólis, ainda depende de autorização oficial para se concretizar. Embora continue em pauta, segue sem previsão de quando o edital poderá ser efetivado.

De acordo com o secretário, na ocasião, a seleção será para o preenchimento de 200 vagas e para concorrer é necessário possuir curso de nível superior em qualquer área. A remuneração inicial do cargo é de R$ 15 mil, com jornada de trabalho de 40 horas semanais. O processo do certame ainda tramita no Conselho Estadual de Políticas Salariais.

A Carreira

De acordo com a lei 13.738, de 2000, cabe ao servidor do cargo executar tarefa relativa à administração de recursos humanos e materiais, executar tarefa relacionada com a execução orçamentária, inclusive sua suplementação; executar tarefa relacionada com o exame e conferência de documentos que serão utilizados na confecção da escrituração contábil do estado; exercer o controle da arrecadação e de aplicação financeira, elaborando os demonstrativos pertinentes; executar tarefa de apoio fiscal-fazendário nas unidades de arrecadação e de fiscalização fixa e móvel; prestar informação e manifestar-se em processo administrativo; fiscalizar os serviços de loteria; e executar tarefas de arrecadação de tributos estaduais em órgãos fazendários.

Ainda: executar, desenvolver, acompanhar e controlar atividades de arrecadação elaboradas via sistema informatizado pela Sefaz e outros métodos similares; planejar, supervisionar, controlar e executar os serviços de instalação e manutenção de equipamentos de informática, bem como manter atualizado o cadastro de equipamentos e de sistemas operacionais; gerenciar a política de processamento de informações da Sefaz; coordenar e executar o desenvolvimento, a implantação, a operacionalização e manutenção dos programas e sistemas de informação e sítios no âmbito da Sefaz; proceder a avaliação técnica nos processos de aquisição, desenvolvimento ou produtos de informática; e supervisionar a execução dos contratos de serviços de informática executados por terceiros.  

Mais Lidas