Nível médio

Concurso SME RJ para agente educador abre inscrições

Concurso de agente educador da Prefeitura do Rio de Janeiro 2019 conta com 400 vagas temporárias. Gratuitas, inscrições serão recebidas somente até esta sexta-feira (12)

Samuel Peressin
Publicado em 11/04/2019, às 09h58

Foram abertas nesta quinta-feira (11) as inscrições do concurso SME RJ 2019 (Secretaria Municipal de Educação), órgão vinculado à Prefeitura do Rio de Janeiro, para 400 vagas temporárias de agente educador II.

No total, o município soma atualmente 800 chances para o cargo, já que uma segunda seleção em andamento disponibiliza outros 400 postos efetivos.  

Gratuitas, as inscrições terminam às 23h59 desta sexta-feira (12), devendo ser efetuadas pela página webapp.sme.rio.rj.gov.br/inscricao/publico/AgenteEducador.

Podem participar candidatos com escolaridade a partir de ensino médio. Com jornada semanal de 40 horas, a carreira oferece salário inicial de R$ 1.350,63, acrescido de vale transporte e benefício alimentação. 

• APOSTILAS AGENTE EDUCADOR II
• CURSO AGENTE EDUCADOR II

Os aprovados terão vínculo válido por seis meses, com possibilidade de prorrogação por mais três, e atuarão em unidades escolares instaladas nas 11 Coordenadorias Regionais (CREs) do município. 

Avaliação

A seleção dos candidatos ocorrerá por meio de análise de títulos, de caráter classificatório. Os critérios para pontuação são detalhados pelo JC Concursos no quadro abaixo: 

Os aprovados serão convocados por meio de publicação no Diário Oficial do Município em 25 de abril. A assinatura do contrato está prevista para os dias 13 e 14 de maio. 

Atribuições do agente educador temporário

De acordo com o edital do concurso SME RJ, estão entre as funções do cargo:

  • I. orientar e informar às crianças, jovens e alunos quanto às regras, procedimentos, regimento e regulamento das unidades escolares;
  • II. orientar a clientela quanto ao cumprimento dos horários, autorizando,
  • aconselhando e acompanhando sua movimentação pelas dependências;
  • III. observar o comportamento, manifestações, ouvir reclamações e
  • analisar os fatos e as ocorrências envolvendo a clientela;
  • IV. prestar apoio às atividades acadêmicas e administrativas das unidades
  • e, sempre que solicitado, no processo de avaliação dos alunos;
  • V. manter atenção no acompanhamento e controle de entrada e saída de
  • alunos, inclusive em atividades externas;
  • VI. auxiliar na organização do ambiente escolar, desempenhando atividades
  • relacionadas à informação, registros individuais, controle de freqüência e
  • outras atividades desenvolvidas pelos alunos;
  • VII. controlar o fluxo da clientela e de pessoas estranhas ao ambiente
  • da unidade comunicando qualquer irregularidade no seu interior ou nas
  • imediações;
  • VIII. prestar primeiros socorros, providenciar resgate e auxiliar na
  • travessia de vias e movimentação de deficiente físico;
  • IX. inspecionar os diversos ambientes da unidade, coibindo indisciplina,
  • vícios e ações de risco à integridade física e de saúde dos atendidos;
  • X. executar outros encargos semelhantes, pertinentes à função.
     

Sobre Prefeitura Rio de Janeiro

O Brasil conta, hoje, com 5.570 prefeituras espalhadas por municípios dos 26 Estados do país, além do Distrito Federal. Os municípios são uma circunscrição territorial dotada de personalidade jurídica e com certa autonomia administrativa, sendo as menores unidades autônomas da Federação. Uma prefeitura é a sede do poder executivo do município (semelhante à câmara municipal, em Portugal). Esta é comandada por um prefeito (nas cidades brasileiras e por um presidente de câmara nos municípios portugueses) e dividida em secretarias de governo, como educação, saúde ou meio ambiente. O termo prefeitura também pode designar o prédio onde está instalada a sede do governo municipal, também chamado de paço municipal onde geralmente se localiza o gabinete do prefeito. A instituição da prefeitura de seu encarregado maior, o "prefeito", é algo relativamente novo na história do Brasil. O poder hoje exercido pela prefeitura foi anteriormente exercido pela câmara municipal, pelo conselho de intendência e pela intendência municipal. As prefeituras são órgãos independentes, que não precisam de autorização por parte das administrações federal ou estaduais para realizarem seus concursos públicos, seja para preenchimento na própria sede ou em secretarias vinculadas à ela.

Comentários

Mais Lidas