Nível médio

TJ/SP: editais para escrevente sairão até agosto

Organização do processo seletivo ficará sob responsabilidade da Fundação Vunesp. Oferta será de 1.000 vagas, com remuneração de R$ 4.528. Nomeações estão previstas para o início de 2015

Fernando Cezar Alves
Publicado em 16/05/2014, às 16h13

A publicação dos editais do concurso para escrevente técnico judiciário do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ/SP) está prevista para ocorrer em meados de julho ou início de agosto. A informação é da juíza assessora da presidência do órgão, Maria Fernanda Rodovalho. Segundo ela, o TJ já iniciou o levantamento das necessidades em cada regional e a distribuição das vagas deverá fechada com o término da validade de todos os concursos anteriores, em junho. “Já começamos a trabalhar no edital e com o encerramento de todos os concursos poderemos fechar a distribuição de vagas ainda em junho, para que possamos publicar os editais entre julho e agosto”, diz.

CONFIRA O PACOTE DE ESTUDOS PARA O TJ/SP - CLIQUE AQUI

A oferta será de aproximadamente 1.000 vagas, em todo o Estado. Para concorrer é necessário apenas ensino médio completo. O inicial é de R$ 4.528,31, incluindo salário de R$ 3.658,31, auxílio saúde de R$ 100 mensais, auxílio alimentação de R$ 29 por dia e auxílio transporte de R$ 6 por dia, considerando 22 dias.  

A assessora da presidência ressalta que o órgão tem pressa em realizar o concurso. “Nossa intenção é de que todos os procedimentos ocorram de forma rápida, para que possamos iniciar a convocação de aprovados no início de 2015”, ressalta.

Ela adianta que a maior oferta será para a primeira região, que engloba a capital e grande São Paulo,e que a organizadora já está definida e será a Fundação Vunesp, como nos concursos anteriores, em 2012 e 2013.  “O único ponto que precisaremos tomar cuidado é a definição da data de provas, uma vez que com a copa e as eleições, é preciso ver criteriosamente as disponibilidades das escolas onde a Vunesp poderá aplicar os exames“, explica.

Regionais – A 1ª região, que contará com maior número de vagas,  abrange a capital e  Grande São Paulo, incluindo São Paulo, São Bernardo do Campo, Diadema, Santo André, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, Osasco, Barueri, Carapicuíba, Jandira, Guarulhos, Arujá, Mairiporã, Santa Isabel, Mogi das Cruzes, Brás Cubas, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Poá, Suzano, Itapecerica da Serra, Cotia, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Itapevi, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista.

As demais, no interior, possuem sede nas seguintes cidades: 2º região – Araçatuba, 3ª região – Bauru; 4ª região – Campinas; 5ª região – Presidente Prudente, 6ª região – Ribeirão Preto, 7ª região – Santos; 8ª região – São José do Rio Preto; 9ª região – São José dos Campos; e 10º região – Sorocaba.

Seleção – Os últimos concursos  foram compostos de duas fases, com provas objetivas na primeira e avaliação prática de digitação na segunda. A prova objetiva contou com temas de língua portuguesa (30 questões), conhecimentos em direito (38) e conhecimentos gerais, incluindo atualidades (4), matemática (4) e informática (4).  

APOSTILA ESPECÍFICA TJ/SP - CLIQUE AQUI

Mais Lidas